Por Redator Rock Content

um de nossos especialistas.

Publicado em 21 de maio de 2019. | Atualizado em 11 de fevereiro de 2020


Os 4 Es do marketing representam uma evolução natural — e necessária — no mix de marketing tradicional. Agora, o foco da estratégia está na experiência dos consumidores, buscando atender às novas demandas de desejos e necessidades, indo além do produto em si.

Desde que a internet chegou em nossas vidas, as coisas não são mais como antes. Tudo em nossa sociedade está mudando, desde as coisas mais simples, como a forma de nos comunicarmos no dia a dia, até as mais complexas, como alguns conceitos que antes eram praticamente considerados dogmas.

O fato é que tudo mudou, e as coisas no marketing não são diferentes. Agora, os tão famosos 4 Ps do marketing deram lugar aos 4 Es, uma nova visão estratégica.

Vamos abordar os seguintes tópicos:

Quer entender melhor sobre o que estamos falando? Continue a leitura!

Quais os 4 Ps do marketing

Também conhecido como mix de marketing, os 4 Ps representam os quatro pilares básicos de qualquer estratégia do tipo tradicional de marketing: Produto, Preço, Praça e Promoção.

O sucesso das campanhas de marketing tradicional se baseiam no equilíbrio entre esses 4 Ps. No entanto, com o surgimento do Marketing Digital, os 4 Ps foram aos poucos substituídos pelos 4 Es, que você verá a seguir.

O que são os 4 Es do marketing

Com o surgimento de novos tipos de marketing, o mix se transformou:

  • o Produto deu lugar à Experiência;
  • o Preço virou Troca, do inglês Exchange;
  • a Praça, referente ao ponto de venda, foi substituída por Todo lugar, do inglês Everyplace;
  • e, finalmente, a Promoção deu espaço à Evangelização, ou Engajamento.

Do produto à experiência

Hoje já não existem produtos únicos. A variedade é tanta que, para um só produto, temos uma infinidade de opções que podem atender às necessidades básicas para as quais foram projetadas.

É por isso que o produto deixou de ser o primordial e deu lugar ao que chamamos de Marketing de Experiência.

Atualmente, o que é valorizado é a experiência do usuário, que pode ser sensorial e, inclusive, subjetiva. Muitas vezes compramos um produto simplesmente por causa da imagem que temos da marca, sem considerar outros fatores.

O Marketing Digital não vende mais produtos, vende experiências ao usuário. Uma experiência única é insubstituível, um produto, não.

O fim do preço

O preço sempre foi uma palavra de peso negativo. Tanto é que muitos profissionais de vendas, durante muito tempo, substituíram o termo por outros, como valor, investimento e vários sinônimos que dão um aspecto mais leve à palavra.

Bem, no marketing também houve essa transformação, mas em níveis mais amplos. O preço deu lugar à troca. O que isso significa? Vamos entender um pouco melhor.

Antes, o cálculo do preço era baseado nas matérias-primas utilizadas e nas despesas com a produção e a comercialização do produto. Hoje, à medida que a experiência é adicionada, o fator emocional também é incluído no preço.

Uma transação não se limita apenas ao pagamento de um valor por um produto. Você não ganha dinheiro vendendo produtos, ganha vendendo experiências e uma experiência não é apenas um objeto qualquer.

Ela é um objeto que, além de atender às necessidades para as quais foi projetado, traz outros benefícios, que pode ser uma entrega gratuita, uma garantia de reembolso, entre outros.

Em troca dessa experiência, esperamos não apenas um valor monetário, mas também outras coisas, como uma avaliação positiva, a fidelização do cliente, e assim por diante.

O que antes era uma simples transação de produto por preço, agora vai muito além, oferecendo mais ao cliente e, consequentemente, esperando mais dele.

A praça não é mais um ponto de venda

Antigamente, quando queríamos consumir algo, seja um produto, seja um serviço, tínhamos que ir a um local físico.

Hoje, porém, com a internet, tudo é muito diferente. Podemos consumir em nossa casa ou em qualquer outro lugar a que tenhamos acesso, basta ter um dispositivo conectado e um método de pagamento online. Assim, temos tudo ao alcance com apenas um clique.

As lojas físicas ainda têm seu papel, mas a tecnologia mudou tudo. Quantas vezes, antes de comprar algo em uma loja física, fizemos uma pesquisa na internet? E quantas vezes encontramos algo que nos fez mudar nossos critérios de compra?

A praça não é mais um ponto de venda único, e sim qualquer lugar onde tenhamos acesso à internet, disponível 24 horas por dia. Desse modo, já não existe mais tempo ou lugar específico para comprar.

Novas formas de promoção

A publicidade e a comunicação já não podem se limitar à promoção de produtos em mídias ultrapassadas.

Novos conceitos foram criados, como o Inbound Marketing, por meio do qual as marcas buscam criar engajamento educando os clientes para que consumam seus produtos. É uma estratégia que exige mais trabalho e dedicação, mas que no final traz excelentes resultados.

Hoje em dia, as marcas desejam que seus clientes sejam mais que consumidores dos seus produtos. Esperam evangelistas, seguidores fiéis e porta-vozes que gerem conteúdo a seu favor, e os influenciadores têm um grande papel nesse contexto.

Estamos falando de pessoas que têm credibilidade e confiança por parte do público com respeito a determinado assunto. Dentro de uma comunidade, qualquer um pode ser um influenciador.

Por isso, ao encantar um cliente e torná-lo um evangelizador da sua marca, tenha em mente que você terá conseguido um influenciador na comunidade dele.

As redes sociais são muito importantes nesse aspecto. Quando você consegue gerar engajamento com seus clientes, eles podem compartilhar seu conteúdo e, inclusive, gerar um novo conteúdo relacionado com a sua marca.

Esses conteúdos têm mais valor promocional para o círculo de amigos dessas pessoas do que qualquer publicidade paga.

Conclusão

Os 4 Es do marketing são um exemplo de como a estratégia acompanha o desenvolvimento da nossa sociedade, adaptando-se às mudanças para atrair um número maior de usuários e, consequentemente, aumentar o crescimento de uma marca.

É isso que o Marketing Digital faz, melhorando a comunicação entre empresas e clientes por meio dos canais mais utilizados.

Como você pode ver, tudo isso é bastante amplo, mas se a estratégia for bem desenvolvida, pode trazer resultados expressivos. Aliás, quer descobrir como gerar mais resultados com o marketing no seu negócio? Confira nosso e-book sobre as principais tendências para o ano de 2020!

TENDÊNCIAS DE MARKETING PARA 2020Powered by Rock Convert

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *