Por Daniel Moraes

Redator Freelancer na Rock Content

Publicado em 18 de setembro de 2018. | Atualizado em 2 de janeiro de 2019


O Alexa Rank lista quais são os sites mais populares da web de acordo com o número de usuários únicos diários e a média de visualizações que a página recebe. Quer saber como usá-la na sua estratégia? Então confira este post!

Dominar o mundo pode parecer objetivo digno de vilão de quadrinhos. Por outro lado, dominar um segmento de mercado é menos agressivo e mais realista.

Sejamos honestos: esse é o desejo de praticamente qualquer empresa. Mas enquanto muitos sonham, poucos tomam medidas práticas para chegar ao topo.

Hoje, grande parte do sucesso de uma empresa se deve à sua capacidade de explorar o mundo digital para atrair, conquistar e reter clientes. 

Quem entende isso se preocupa, por exemplo, em otimizar o site para ranquear na primeira página do Google e em conhecer outras ferramentas importantes, como o Alexa Ranking.

Nunca ouviu falar sobre o Alexa? Então você precisa continuar a leitura deste post, que vai te mostrar tudo sobre essa ferramenta! Acompanhe!

O que é Alexa Ranking?

O Alexa Ranking é uma lista feita pela Alexa.com (subsidiária da Amazon) que determina a popularidade de cada site. Quanto mais próximo da posição #1 você estiver, melhor. 

Mas qual é a diferença do Alexa Ranking para os mecanismos de busca, por exemplo? 

Enquanto o Google, o Bing e outros sites de busca classificam cada página de acordo com as pesquisas específicas dos usuários, o Alexa Ranking avalia os sites como um todo.

Como o Alexa Ranking funciona?

Há certa controvérsia sobre como o Alexa Ranking funciona, já que seus métodos de medição não são os mais precisos. 

O próprio Alexa reconhece que a partir da posição 100 mil no ranking, os dados são menos confiáveis devido à escassez de informações.

Ainda assim, a ferramenta é bem avaliada no mercado e merece atenção por conta disso. Mas como o sistema analisa os sites, afinal?

Os critérios de classificação são baseados no que o Alexa chamada de “painel global de dados”. Trata-se de um conjunto de extensões para navegador e sites que contém um script específico usado na contagem.

Assim, o ranking extrai informações dessas extensões todos os dias. A lista é atualizada com base em dois fatores principais: 

  • visitantes únicos diários;
  • média de visualizações de página em um período de 3 meses.

Quanto melhor a combinação desses dois pontos em um site, melhor sua posição no ranking.

Além das extensões, o Alexa busca dados de fontes externas para dar maior credibilidade (e aumentar o volume de dados) à sua base.

Apesar disso, o objetivo da lista não é capturar dados sobre os acessos de todos os usuários da internet

O foco é na pesquisa por amostragem, que dá relevância estatística aos resultados mesmo analisando apenas uma fração dos acessos.

guia marketing digital

4 benefícios de usar o Alexa Ranking como parte da sua estratégia digital

Sabia que o Alexa Ranking já chegou até a ser descartado por muitos como ferramenta relevante no cenário do Marketing Digital?

Isso aconteceu porque, como mencionamos, as análises da ferramenta não eram tão precisas, ainda mais numa época em que o ranking era baseado só em quem usava um plugin específico.

Felizmente, o Alexa Ranking se renovou e, hoje, embora tenha concorrentes de peso (o que é bom para todos nós), continua relevante.

Veja a seguir 4 benefícios de usar bem essa ferramenta na sua estratégia digital!

1. Análise competitiva

A primeira forma de usar bem o Alexa Ranking é por acompanhar de perto o desempenho de seus concorrentes e ver como eles estão executando suas respectivas estratégias de marketing.

A análise competitiva é uma forma prática e simples de definir o que vale a pena fazer ou deixar de lado no seu próprio negócio. 

Afinal, assim como você, seus concorrentes lidam todos os dias com os mesmos desafios e têm os mesmos objetivos.

É natural que eles tenham boas ideias que você e sua equipe não tiveram, mas que também errem em pontos cruciais, dos quais você pode se beneficiar.

2. Parcerias de guest posts

Guest posts têm grande valor quando bem usados. Se a sua empresa investe com seriedade em marketing de conteúdo, não pode deixar essa tática de lado.

Mas onde o Alexa entra nisso? Tanto você quanto seus parceiros em potencial querem encontrar boas parcerias. 

Uma boa classificação garante a você o status necessário para conquistar melhores parceiros. Isso inclui tanto sites nos quais quer publicar, quanto profissionais qualificados para produzir artigos valiosos.

3. Inteligência de desempenho

Além de observar seus competidores, nada melhor do que usar o Alexa como termômetro para a sua própria estratégia digital. 

Avaliar seus próprios KPIs em ferramentas de análise é indispensável, mas contar com o “olhar de fora” de um ranking como este coloca tudo em uma perspectiva diferente.

Lembre-se de que o Alexa Ranking avalia os últimos 3 meses para determinar sua posição. Isso faz dele uma boa opção para acompanhar seu progresso recente em termos de tráfego e de visualizações.

Checklist de Auditoria de Site

4. Prova social

Por último, ainda existe o bônus de poder usar uma boa posição no Alexa como prova social, principalmente se a sua audiência conhece a ferramenta e a considera relevante.

As provas sociais estão entre os gatilhos mentais mais poderosos que existem, então vale a pena aproveitar uma posição privilegiada para aumentar sua credibilidade.

5 dicas para você ganhar posições rapidamente no Alexa Ranking

Se você se convenceu de que vale a pena usar o Alexa Ranking como parte da sua estratégia online, é importante saber como ganhar posições na lista.

Isso é ainda mais urgente se o seu site tiver uma classificação muito baixa. Não é raro que sites com bastante tráfego tenham uma pontuação menor do que deveriam, por falta de algumas otimizações. 

Abaixo você pode conferir algumas dicas práticas para ajudar nisso, e o melhor é que elas não são úteis só para sua classificação no Alexa, mas contribuem com seu planejamento de SEO por inteiro.

Você precisa fazer o seguinte:

1. Invista na análise certificada da Alexa

Se você estiver disposto a investir para aumentar sua classificação no Alexa Ranking, a análise certificada que a empresa oferece é a opção ideal.

Ela inclui um pacote de benefícios, como:

  • interface privada com relatórios mais detalhados sobre o seu site;
  • melhores recursos para monitorar seu site;
  • opção de mostrar mais dados de forma pública, como visitantes únicos;
  • análise mais precisa do seu site, o que favorece na classificação dele.

Os planos do “Certified Alexa Rank” começam em 20 dólares por mês para sites com até 10 milhões de visualizações mensais.

2. Conquiste mais backlinks relevantes para seu conteúdo

Entre os mais de 200 fatores de ranqueamento do Google, os backlinks estão entre os mais importantes. 

Eles são como indicações que outros sites fazem para algum conteúdo seu, um voto de confiança. Isso conta muito aos olhos dos buscadores, mas também pode ser um divisor de águas na sua colocação do Alexa. Por quê?

Quanto mais backlinks, maior seu tráfego orgânico. Como visualizações e tráfego são a base do Alexa, isso quer dizer que sua posição na lista também melhora.

Por isso, trabalhe de forma inteligente para conquistar tantos backlinks relevantes quanto for possível.

3. Foque em palavras-chave importantes para seus concorrentes

Qual é seu principal objetivo para usar o Alexa Ranking? Isso mesmo, dominar o mercado! — o que quer dizer ficar à frente de seus competidores diretos.

Com a ajuda de algumas ferramentas de SEO, é possível encontrar as palavras-chave que direcionam maior tráfego orgânico qualificado para eles.

Depois disso, é hora de criar conteúdo incrível, que gere ainda mais valor para o público e seja capaz de superá-los na batalha pelas primeiras posições do Google.

Dossiê das Palavras Chaves

4. Aumente as visualizações com posts de várias páginas

Sites respeitados, como o da Forbes, dividem suas matérias em mais de uma página. 

Pela forma como as visualizações são contabilizadas, isso aumenta consideravelmente as chances de o seu site ranquear melhor no Alexa mesmo sem crescer o tráfego.

É uma dica rápida e que pode trazer bons resultados, mas cuidado! É importante não sacrificar a experiência do usuário em nome de uma vitória rápida

Só faça a mudança se perceber que seus leitores vão gostar e tirar mais proveito do conteúdo nesse formato.

5. Não esqueça do “arroz com feijão”

Por último, vamos falar do óbvio, mas que não deixa de ser muito importante. De nada adianta fazer tudo o que sugerimos nas dicas anteriores e não se preocupar com o “arroz e feijão”, ou seja:

Sem regularidade, qualidade e o direcionamento correto, é impossível obter resultados reais do marketing, mesmo com todos os recursos à disposição.

Se você fizer isso, será muito mais fácil conquistar backlinks, “roubar” tráfego dos seus concorrentes com as palavras-chave que eles mais gostam e, é claro, aumentar sua posição no ranking.

O Alexa Ranking não é a única ferramenta que pode ajudar você a entender melhor o desempenho da sua empresa e dos concorrentes no mundo digital. 

Mas lembre-se: quem quer dominar o mercado precisa ir além do óbvio, e essa ferramenta ainda tem grande valor se for bem usada. 

Por falar em SEO, será que a sua empresa está usando uma estratégia ultrapassada, que não dá mais resultados? Veja 12 técnicas de otimização antigas que você precisa abandonar já!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *