Por Cayo Woebcken

Freelancer da Rock Content.

Publicado em 7 de agosto de 2019. | Atualizado em 7 de outubro de 2019


A análise PEST é um modelo analítico que facilita o entendimento sobre os fatores externos que podem impactar as operações da sua empresa. Muito utilizada para a expansão de negócios, a análise PESTEL, como também é conhecida, pode ser muito útil para companhias de todos os tamanhos.

Para investir corretamente os recursos de uma empresa, é necessário compreender suas particularidades e o cenário em que ela está inserida. Trata-se de uma tarefa que, sem um direcionamento, pode ser bastante complexa. Para realizá-la, é uma boa ideia seguir técnicas e métodos já conhecidos e comprovados.

Ferramentas analíticas como a análise SWOT e as 5 forças de Porter são utilizadas para evidenciar os pontos fortes e fracos do negócio, além de identificar suas oportunidades e ameaças. Entender esses fatores é fundamental para a tomada de decisões eficientes.

Uma das metodologias mais utilizadas nesse sentido, muitas vezes em colaboração com as já citadas, é a análise PEST. Que tal conhecer mais sobre ela? Neste artigo, você vai descobrir:

Acompanhe!

O que é análise PEST?

Análise PEST

Análise PEST é um modelo analítico que tem como principal função proporcionar uma visão mais macro da companhia. A ideia parte do entendimento de que fatores externos, como a situação política e econômica do país, causam impactos significativos nas operações da empresa.

A ideia, então, é separar esses fatores em tópicos e, em um exercício de pesquisa e raciocínio, listar as tendências relacionadas a eles que podem ter algum reflexo no negócio. Para isso, é preciso entender quais são os elementos externos considerados relevantes para essa análise.

PEST é um acrônimo que une as palavras Política (P), Economia (E), Social (S) e Tecnologia (T). Alguns especialistas, porém, acreditam ser importante adicionar dois fatores: Ambiental (A) e Legal (L).

Sendo assim, a nomenclatura pode variar. É comum se referir à ferramenta como matriz PESTAL, com a adição das duas letras extras. Além disso, environment é a palavra utilizada em inglês para se referir ao meio ambiente, o que, com a substituição do “a” pelo “e” gera o nome Análise PESTEL.

Quando e por que realizar a análise PEST?

Você pensa em lançar um novo negócio ou expandir suas atividades para outros mercados? Se a resposta for sim, a realização de uma matriz PEST pode ser fundamental para o futuro do empreendimento. A simplicidade da ferramenta e o conhecimento que ela possibilita a tornam uma pedida frequente no estudo de mercado.

Naturalmente, não só as novas empreitadas que podem se beneficiar desse modelo. Manter-se atualizado em relação aos fatores externos da empresa é o papel básico de um gestor, já que, sem isso, é inviável tomar decisões realmente efetivas.

Portanto, a compreensão possibilitada pela matriz pode ser apontada como o seu principal benefício. A partir das informações geradas pela realização do estudo, é possível montar e otimizar estratégias capazes de elevar o desempenho da empresa e, consequentemente, o lucro. Confira os principais motivos para isso!

Identificação de oportunidades

Visto que proporciona um mapeamento completo dos fatores externos, a matriz PEST é uma excelente aliada na busca por novas oportunidades. Ao visualizar a empresa em um cenário mais macro, os gestores podem vislumbrar caminhos pouco explorados ou mercados com boa possibilidade de crescimento.

Aqui, o interessante é que a efetividade da análise não é diminuída de acordo com o setor em que é implementada. Isso porque, devido ao modelo que abrange diversos fatores, é possível dar mais ou menos peso a determinados elementos.

Por exemplo, se o seu negócio é relacionado à área de TI, os dados levantados sobre tecnologia serão mais relevantes do que os sobre política. Então, a partir de um entendimento da sua própria empresa, você pode direcionar a análise PEST para aumentar a efetividade dos insights obtidos.

Então, ao aplicar maior foco no fator tecnológico, você pode se antecipar a tendências e inovações com o potencial de impactar o mercado em um futuro próximo. Em outras palavras, trata-se de uma excelente forma de adquirir vantagem competitiva.

Prevenção de ameaças

Se as oportunidades precisam ser identificadas com antecedência para serem aproveitadas, as ameaças devem ser previstas e evitadas. A abrangência promovida pela matriz PESTEL facilita a identificação, em todas as frentes, de situações que possam prejudicar os planos da empresa.

Mais uma vez, é necessário entender os fatores mais relevantes para suas operações e focar no seu desenvolvimento. Dessa forma, você pode se preparar com maior eficiência para realizar as mudanças necessárias para superar tais ameaças.

Um exemplo muito comum está relacionado com as empresas que lidam com tratamento de dados de clientes. Desavisados podem ser pegos de surpresa pela Lei Geral de Proteção de Dados, que em 2020 vai mudar a forma como esse procedimento deve ser conduzido. Quem realizou uma análise PESTEL, contudo, pôde se preparar com folga.

Quais são as diferenças entre a análise PEST e a SWOT?

Diferenças entre análise SWOT e PEST

Como estamos falando muito de identificação de ameaças, oportunidades e análise de fatores externos, você pode ter se lembrado da análise SWOT. Embora seja semelhante à análise PEST e tenha objetivos parecidos, a metodologia, também conhecida como matriz FOFA, apresenta diferenças notórias.

A principal diz respeito aos elementos observados em cada método. Enquanto a PEST foca os fatores externos e busca ampliar ao máximo a visão do que cerca a empresa, a SWOT leva em conta os aspectos internos, como o clima organizacional e a produtividade dos colaboradores.

É por isso que o uso dos dois modelos em conjunto é bastante recomendado. É verdade que a análise FOFA envolve também elementos externos. Ainda assim, a profundidade alcançada por ela nesse quesito não se equipara aos resultados possibilitados pela matriz PEST.

Como fazer uma análise PEST?

Bem, nesse ponto já estão claros os motivos pelos quais você deve realizar a análise PEST, concorda? Mesmo que você já faça uso de outros modelos, adicionar essa ferramenta à sua estratégia vai maximizar sua compreensão sobre o cenário em que sua empresa está inserida e elevar sua capacidade de tomar decisões eficientes.

Para iniciar seu estudo, é preciso definir os fatores que serão trabalhados e, então, realizar um brainstorming com as ameças e as oportunidades para cada um deles. Para facilitar sua compreensão, vamos nos aprofundar em cada um dos elementos e citar perguntas que podem ser realizadas para enriquecer a análise. Continue lendo para conhecê-los!

Fatores políticos

A situação do cenário político tem impacto direto no setor privado. Afinal, um governo que interfere muito na economia pode criar desafios para um negócio manter a rentabilidade das operações. Da mesma forma, uma política que crie tarifas de importação pode impactar a matéria-prima utilizada em determinados setores.

Os exemplos são muitos. O importante é ter em mente quais fatores políticos podem influenciar sua empresa e tentar compreendê-los e antecipá-los. Um governo com medidas para potencializar o turismo, por exemplo, pode gerar grandes oportunidades para agências especializadas no serviço.

Algumas perguntas que podem ser trabalhadas nos fatores políticos são:

  • Quando serão as próximas eleições e quais impactos elas poderão trazer?
  • Como o governo lida com questões de proteção ao consumidor?
  • Quais são as restrições que o governo impõe ao seu setor?
  • Quais são os prováveis vencedores das próximas eleições e como eles poderão influenciar o comércio?
Você pode se interessar por estes outros conteúdos sobre gestão e produtividade!

👉 Matriz BCG: a solução para gerenciar os produtos da sua empresa!
👉 Objetivos SMART: Como utilizá-los no seu departamento de marketing

Fatores econômicos

Os fatores econômicos podem ser divididos em duas categorias: macroeconômicos e microeconômicos. Os primeiros são os que contemplam as condições gerais de oferta e demanda na economia. A falta de interesse em um item, por exemplo, pode significar que ele não é mais tão relevante para o mercado.

Já os elementos microeconômicos são mais voltados para a individualidade dos consumidores. Por exemplo, uma situação econômica próspera, em que o público tem um aumento na renda mensal, pode indicar uma abertura para serviços mais selecionados e preços mais robustos.

Alguns exemplos de perguntas para abordar o fator economia na análise PESTAL são:

  • A economia está estagnada, em crescimento ou em declínio?
  • O nível de renda da persona está crescendo ou diminuindo?
  • A taxa de desemprego está alta ou baixa?
  • As taxas de câmbio estão estáveis ou apresentam muitas variações?
  • Os consumidores têm acesso fácil ao crédito?

Fatores sociais

Se você conhece boas práticas de marketing, sabe que a segmentação demográfica do público é essencial para o desenvolvimento da estratégia da empresa. Entender o contexto social em que a persona está inserida possibilita a criação de campanhas que possam engajá-la e transformá-la em cliente.

Da mesma forma que abre possibilidades, esse entendimento pode ser valioso para evitar erros. É preciso conhecer as crenças, normas, costumes e culturas que envolvem seu público para não criar materiais que sejam considerados ofensivos ou inapropriados.

Entender os fatores sociais da audiência da empresa também pode ressaltar oportunidades. Em cidades que sofrem com a violência, por exemplo, produtos e serviços de segurança podem encontrar um público mais receptivo. A seguir, confira alguns exemplos de perguntas para essa etapa:

  • Como está o crescimento populacional e qual é a média de idade?
  • Quais regiões contam com maior volume populacional?
  • Como a cultura da população influencia suas decisões de compras?
  • Existe alguma demanda sendo gerada pela situação social?

Fatores tecnológicos

Com a transformação digital consolidada, todas as áreas da empresa são afetadas pela tecnologia, desde a produção até a distribuição. Por isso, o entendimento sobre esse fator é crucial. Entender as principais tendências tecnológicas pode gerar oportunidades de entrada em mercados ainda pouco explorados.

Da mesma forma, essa compreensão pode evitar que sua empresa invista no desenvolvimento de produtos que podem se tornar obsoletos em um curto espaço de tempo. Além disso, trata-se de uma excelente forma de mapear o mercado em busca das soluções mais eficientes para os seus desafios operacionais.

Confira algumas questões relevantes que podem ser trabalhadas:

  • Existem tecnologias disponíveis para automatizar os processos de sua empresa?
  • Quais inovações tecnológicos podem afetar diretamente sua indústria?
  • Seus competidores contam com uma tecnologia mais avançada que a sua?

Se você estiver trabalhando com a análise PEST, esse é o último fator a ser analisado. Contudo, se você quer incluir as duas letras extras e aplicar a análise PESTAL, mais dois elementos precisam ser considerados.

Fatores Ambientais

A relação com o meio ambiente é, mais do que nunca, extremamente importante para a gestão empresarial. Um dos principais motivos para isso foi a mudança na relação entre marcas e consumidores.

Na era do marketing 4.0, conceito introduzido por Philip Kotler, o público espera que as companhias com as quais se relaciona sejam um reflexo de seus próprios ideais. Isso, unido ao crescente alerta global para a escassez de recursos naturais, obriga as empresas a darem atenção ao fator ambiental.

Então, em uma análise PESTAL, é importante enumerar os elementos relacionados à ecologia. Companhias que adotam políticas prejudiciais à natureza podem sofrer com a rejeição do público e até receber punições legais. Sendo assim, confira algumas perguntas relacionadas a esse fator:

  • Nossos clientes dão preferência aos produtos sustentáveis?
  • Nossas operações afetam o meio ambiente de que maneira?
  • É possível reduzir os danos causados à natureza?
  • Existem fontes de energia renováveis que possam ser implementadas?
  • Como é a regulamentação ecológica do mercado?

Fatores legais

Entender a legislação do ambiente em que opera é fundamental para a empresa não sofrer com problemas legais que, além de representar danos financeiros, podem prejudicar a credibilidade perante o público. Portanto, é preciso ficar atento não apenas à lei vigente, mas também às alterações que estão por vir.

Durante uma matriz PESTAL, os fatores legais são muito ligados aos direitos dos consumidores e à regulamentação das relações de trabalho. A seguir, confira algumas perguntas que podem guiar sua análise:

  • Existe alguma legislação pendente que possa impactar a empresa?
  • A companhia opera de acordo com a legislação vigente?
  • As normas da lei do consumidor são atendidas?
  • Atuamos de acordo com as leis trabalhistas?

E aí, deu para entender como devem ser trabalhados cada um dos fatores desse modelo de análise? Continue a leitura para conhecer um case de sucesso relacionado a uma das companhias mais valiosas da atualidade!

Como a Amazon utilizou a análise PEST para ampliar seu sucesso?

Amazon análise PEST

Nada melhor para ilustrar um novo conceito aprendido do que observar exemplos de sucesso, concorda? E é impossível negar que a Amazon é bem-sucedida em praticamente todos os aspectos. Como a gigante americana chegou a esse patamar? Isso tem a ver com a realização de uma análise PESTEL.

A Amazon foi uma das pioneiras no e-commerce, iniciando suas atividades nos Estados Unidos. Hoje, contudo, a empresa de Jeff Bezos é famosa em escala global, atuando em diversos países. É claro que isso é excelente para seus resultados, mas, ao mesmo tempo, gera um desafio cada vez maior.

É que ao operar em países e culturas diferentes, a companhia precisa se manter atualizada em relação aos diferentes costumes e os diversos fatores externos que a influenciam em cada território. Para que você entenda melhor, vamos falar dos elementos mais relevantes na análise PEST da Amazon.

Fatores políticos

Os principais fatores políticos que influenciam nas operações da Amazon e empresas semelhantes são:

  • esforços governamentais em segurança cibernética;
  • regulamentação dos produtos;
  • estabilidade política dos países em que opera;
  • apoio do governo ao e-commerce;
  • tarifas relacionadas com exportação e importação.

Fatores econômicos

Os elementos econômicos que devem ser considerados pelos executivos da Amazon em uma matriz PEST são:

  • estabilidade econômica dos mercados em que opera;
  • variação de renda per capita nos países em que opera;
  • boom dos investimentos chineses em comércio digital;
  • variação das taxas de câmbio.

Fatores sociais

Como qualquer outra companhia, a Amazon deve considerar os fatores sociais em suas análises PEST. Confira os principais:

  • aumento da disparidade de riqueza;
  • nível de poder aquisitivo da população;
  • crescimento dos hábitos de compra online.

Fatores tecnológicos

Como suas operações dependem de tecnologia, essa é uma das partes mais importantes de uma análise PEST da Amazon. Os principais elementos são:

  • nível de obsolescência dos artigos tecnológicos;
  • aumento da eficiência de TI;
  • desenvolvimento de tecnologias de inteligência artificial;
  • aumento na taxa de crimes virtuais;
  • aumento da preocupação com dados de usuários;
  • tendências como o uso de drones para entregas.

Quais são as melhores dicas para aplicar esse framework?

Para que você alcance o máximo potencial da análise PESTEL, algumas práticas são importantes. Para começar, antes de analisar os fatores externos que influenciam sua empresa, faça o dever de casa. Observe os processos internos da sua companhia e certifique-se de entendê-los perfeitamente.

Afinal, de nada adianta se antecipar às ameças externas se o trabalho cotidiano da sua companhia não atinge níveis satisfatórios de produtividade. Por isso, utilize ferramentas como a análise SWOT para mapear suas operações e identificar pontos que possam ser melhorados.

Além disso, para otimizar a realização da matriz PESTEL, garanta um conhecimento prévio do seu público. A criação de uma persona para representar seu cliente ideal é um procedimento importante para você entender melhor como os fatores sociais relacionados ao seu público-alvo podem impactar seu negócio.

Opte, também, por investimentos em tecnologia que facilitem o armazenamento e a análise de dados. Uma matriz bem-feita vai gerar uma enorme quantidade de informações que precisam ser guardadas em um lugar seguro para que sejam acessadas quando você achar pertinente.

Como se trata de um processo que envolve brainstormings, busque envolver toda a equipe. Afinal, quanto mais cabeças se esforçarem para encontrar informações relevantes, mais rica será a análise. É preciso, porém, que todos os envolvidos sejam instruídos e saibam exatamente o tipo de insight que procuram.

Depois, é só identificar os fatores mais importantes que foram levantados e pôr mãos à obra. Mais importante do que o processo de análise é a execução das medidas consideradas adequadas para lidar com as ameaças e as oportunidades encontradas.

Realizar uma análise PEST pode ser o que você precisa para otimizar os resultados de sua empresa, expandir suas operações para novos mercados ou abrir um novo negócio. A grande abrangência proporcionada pela matriz gera um entendimento completo sobre tudo o que pode influenciar o empreendimento.

Depois de entender como funciona a análise PEST de macroambiente, conheça ainda mais sobre o cenário tecnológico atual e descubra como a Transformação Digital pode influenciar no seu negócio!

Ebook Transformação Digital 360Powered by Rock Convert

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *