Por Kellison Ferreira

Publicado em 13 de outubro de 2019. | Atualizado em 16 de abril de 2020


Atualizar o PHP do WordPress é fundamental para continuar usando a plataforma de maneira segura e com o máximo de funcionalidades possível. Os plugins também dependem dessas atualizações para oferecerem o máximo de desempenho, além de estabelecerem uma conexão sem riscos.

Atualizar o PHP do WordPress tem sido uma dúvida constante para profissionais que gerenciam ou até mesmo trabalham com desenvolvimento na plataforma.

A linguagem principal da ferramenta precisa ter o melhor ambiente possível para que o desempenho não prejudique também o site gerenciado por esse CMS, como com a falta de elementos que são mostrados.

Um WordPress atualizado é sinal de um cenário perfeito de trabalho, sem que nada gere dificuldades de configuração e, principalmente, problemas de acesso e navegação. Mesmo que a atualização seja simples, muita gente ainda deixa para depois um trabalho importante e que pode gerar consequências se não for executado. Por isso, chegou a hora de entender como fazer a atualização.

Neste conteúdo você vai encontrar os seguintes tópicos:

Continue a leitura e confira!

 

Porque você precisa atualizar o PHP do WordPress?

O PHP do WordPress é a linguagem que está por trás de cada elemento e funcionalidade da plataforma, ou seja, sites dependem de tudo estar em ordem para funcionar bem.

A atualização é o que garante que a versão utilizada seja a última a passar por processos de testes e configurações que ajudam, além de funcionar melhor, a desempenhar de forma segura.

Cada versão tem um tempo máximo de três anos de funcionamento com total suporte da equipe de desenvolvedores do WordPress.

Depois desse tempo, o PHP pode já estar vulnerável e incapaz de garantir que a plataforma funcione com toda sua capacidade, principalmente com o surgimento de novos plugins e as atualizações frequentes dos mais antigos.

A seguir, entenda em alguns pontos as principais razões pelas quais você precisa sempre estar atento à versão do PHP do WordPress e buscar atualizações.

Agilidade e desempenho do site

Uma versão de PHP de WordPress é desenvolvida sob diversas bases importantes para o funcionamento da plataforma.

Um desses pontos é o desempenho da ferramenta e a forma como ele possibilita que um site também funcione bem.

A cada versão lançada houve um trabalho de dedicação para gerar o melhor desempenho possível, o que é muito importante.

Diante disso, a falta de atualização do WordPress pode fazer com que a versão atual deixe de acompanhar o cenário atual da web e das tecnologias complementares.

Plugins, por exemplo, acabam pesando demais, bem como outros elementos de construção da página. Como consequência, o site perde agilidade no tempo de resposta e no carregamento.

Variedade de recursos à sua disposição

As atualizações também trazem mais recursos. Parte do trabalho de desenvolvimento é justamente aplicar melhorias e serviços extras à plataforma WordPress, mas eles só podem ser aproveitados se a versão utilizada pelo usuário for a última.

Uma das mudanças que mais fazem diferença é a biblioteca de plugins, repleta de novos recursos para agregar mais funcionalidades à construção dos sites.

É sempre importante lembrar que muitas dessas novas adições também promovem a melhoria da experiência de navegação, de modo que as atualizações geram benefícios diretos para eles.

Uma versão recente é capaz de facilitar a gestão do site, bem como trazer elementos de construção de páginas que também são mais positivos para quem as acessa.

Acesso a todos os plugins

A biblioteca de plugins estará todo o tempo à disposição dos usuários do WordPress, tanto para os que o utilizam por conta própria quanto via Rock Stage. Mas nem sempre essa plataforma de CMS vai permitir que eles sejam instalados e utilizados.

A razão é justamente a falta de atualização do PHP, ou seja, os plugins deixam de ser compatíveis com a linguagem utilizada no WordPress, já que ela não é mais segura e eficiente para rodá-los.

O problema, no entanto, não vai se limitar ao download e à instalação de novos plugins. Aqueles que já são usados também não poderão ser atualizados, ou seja, cada vez mais eles estarão vulneráveis e incapazes de desempenhar seu papel com o máximo de competência.

Desse modo, atualizar permite ter simplesmente o melhor que cada um desses plugins pode oferecer na gestão e no funcionamento do site.

Segurança

A segurança, mesmo em meio a tantas razões para atualizar o PHP do WordPress, é o principal motivo que justifica priorizar a última versão.

O trabalho da comunidade de desenvolvedores do WordPress é também amplamente dedicado a eliminar quaisquer falhas ou brechas que possam colocar dados de usuários e a integridade do site sob risco.

Powered by Rock Convert

Quem usa programas antivírus sabe o quanto é fundamental atualizar o software para que ele continue combatendo as ameaças novas que surgem. Quanto ao PHP do WordPress, vale a mesma máxima.

As novas versões trazem correções para antigas falhas e ainda são otimizadas para lidar com possíveis ameaças que podem surgir.

 

O que fazer antes da atualização do PHP do WordPress?

Atualizar o PHP do WordPress é um processo corriqueiro e seguro, portanto, não há preocupações com respeito a possíveis riscos.

Entretanto, o ideal é cumprir com algumas etapas simples que vão ajudar a proteger o site, sua estabilidade e todos os dados e as aplicações relacionadas a ele.

Veja a seguir o que deve ser feito antes de realizar a atualização.

Faça backup do site

O backup é uma prática comum, ou deveria ser, à rotina de qualquer profissional que gerencia sites na plataforma WordPress.

Ele evita que se perca informações importantes e as configurações que já foram implementadas para o funcionamento adequado das páginas.

Portanto, antes de atualizar é importante que um backup completo de todo o site seja realizado, salvando todo o conteúdo em um local seguro. Preferencialmente, uma nuvem deve receber essa versão do site, já que ela tem maior garantia de proteção.

Caso ocorra qualquer falha no processo, se um backup tiver sido feito, não haverá perdas.

Cheque a última versão disponível

É importante também checar qual é a última versão disponível de PHP e também saber qual você usa.

Nem sempre o usuário mantém essa rotina de atualização, o que pode fazer com que ele tenha até mesmo mais de uma versão em atraso, impedindo a instalação da mais recente.

Pode ser que a versão atual exija outra que você ainda não tenha baixado. Nesses casos, é importante respeitar essa linha do tempo, instalando todas as versões necessárias até chegar à atual, que será compatível com a última utilizada no seu WordPress.

 

Como atualizar o PHP do WordPress para a versão desejada?

Vamos a um passo a passo simplificado para instalar a última versão disponível do PHP do WordPress? Veja a seguir todas as etapas e os testes necessários!

Busque a atualização no painel do WordPress

Abra seu painel do WordPress e cheque se na barra de opções há o item “Atualizações”. Se houver alguma pendente, o espaço indicará isso com o numeral correspondente a quantas podem ser instaladas.

como atualizar o wordpress

Após clicar na atualização, você verá uma mensagem que indicará qual é a versão e os requisitos.

Caso seu WordPress não esteja apto a receber a versão mais recente, você será avisado na tela que surge após selecionar o menu de atualizações.

Cheque os plugins

Depois de atualizar a versão do PHP, é hora de ver quais plugins também podem ser instalados em suas últimas versões. Isso garante o uso do melhor que há disponível para você.

No mesmo menu “Atualizações” você encontra a opção “Atualizar plugins”. Basta clicar para que todos sejam automaticamente baixados e instalados.

como atualizar o wordpress

Teste as novidades e as mudanças

Agora é hora de aproveitar as mudanças e entender os detalhes que farão diferença nos próximos passos que você der na gestão e até mesmo na construção de sites. Cheque o que cada plugin traz de novo e o que eles poderão adicionar em melhoria no desempenho do seu site.

Se você pretende começar um novo projeto do WordPress, como site ou e-commerce, a melhor forma de fazer isso é começar o trabalho do zero e com uma versão totalmente atualizada.

Sendo assim, primeiro faça todo o processo de instalação do WordPress ou, se você já o tem, certifique-se de começar com a última versão.

Depois de atualizar o PHP, pode ser que novas funcionalidades estejam disponíveis para realizar mudanças importantes no seu site. Voltando à primeira etapa deste passo a passo, antes mesmo de baixar a versão, leia o informativo que fala sobre as novidades da atualização.

Assim, após instalar a versão, você começa a trabalhar nos sites com uma nova amplitude de possibilidades.

É muito importante manter na rotina de tarefas a preocupação constante de atualizar o PHP do WordPress. Há uma ampla comunidade de desenvolvedores e profissionais do segmento trabalhando para que as versões estejam cada vez melhores, seguras e completas.

Sendo assim, aproveite esse cenário e usufrua do que há de melhor no WordPress!

Pretende usar o WordPress para criar um blog corporativo? A plataforma vai ajudar você a enriquecer a estratégia de sua empresa, especialmente adotando o Marketing de Conteúdo. Por isso, aproveite e confira nosso guia completo do WordPress para essa finalidade!

Guia do Wordpress para blogs corportativosPowered by Rock Convert

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *