Por Cayo Woebcken

Freelancer da Rock Content.

Publicado em 18 de julho de 2019. | Atualizado em 18 de outubro de 2019


Breadcrumbs são os indicadores que representam o caminho percorrido pelo visitante dentro de um website. Para o usuário, esse elemento representa uma navegação mais ágil e eficiente. Já para a empresa, representa uma oportunidade única de otimizar o SEO. Saiba mais!

Você já sabe que uma boa estratégia de Marketing Digital pode potencializar o alcance de sua marca e elevar o fluxo de visitantes em seu website. Contudo, em um ambiente tão concorrido, essa abordagem só é afetiva se acompanhada de técnicas para otimizar o posicionamento de seu conteúdo nas páginas de resultados de buscadores.

Para tal, as práticas de SEO buscam corresponder os critérios utilizados pelo algoritmo do Google para o rankeamento dos domínios. Isso inclui a escaneabilidade dos textos, o uso correto de palavras-chave e a disposição das categorias de um website. No fim das contas, o objetivo é proporcionar uma experiência qualificada ao visitante.

Portanto, é preciso estruturar o seu website respeitando a hierarquia das informações e mantendo organizadas as categorias e sub-categorias do portal. Quer saber como os breadcrumbs se encaixam nesse processo? Confira algumas perguntas que responderemos neste artigo:

Interessado? Continue a leitura!

 

O que são breadcrumbs e quais são suas variações?

Em tradução literal para o português, a palavra “breadcrumbs” pode ser entendida como “migalhas de pão”. Contudo, alguns profissionais brasileiros preferem utilizar o termo “navegação estrutural”, que dá uma ideia mais acurada sobre o que é realmente esse conceito.

Ainda assim, a ideia de utilizar migalhas de pão para representar esse elemento tão importante para o SEO pode ser justificada se entendermos um pouco melhor o contexto. Para isso, busque na imaginação a estória de João e Maria, duas crianças que, ao se aprofundar na floresta, deixam migalhas de pão para indicar o caminho de volta.

Na ficção sabemos que isso não termina muito bem, mas vamos focar na realidade. No ambiente digital, os breadcrumbs são os indicativos do trajeto percorrido pelo visitante dentro do website. Dessa forma, eles podem retornar para uma das categorias anteriores com apenas um clique.

Então, se um internauta acessa a página de um e-commerce, visita a categoria de tênis e depois uma sub-categoria especificando a marca do calçado, tudo isso fica registrado. Nesse exemplo, os breadcrumbs seriam estruturados mais ou menos assim: nome do portal > calçados > marca escolhida.

Contudo, esse modelo, que é baseado nos atributos dos itens presentes na página, não é o único. Confira outros tipos de breadcrumbs a seguir!

Breadcrumbs baseados no caminho

Esse tipo de navegação estrutural leva em consideração somente o caminho percorrido pelo usuário. Seus elementos indicam as páginas que o internauta visitou antes de chegar na atual, mesmo se a navegação foi feita de forma aleatória e não linear.

Breadcrumbs baseados na localização

Quando baseados na localização, os breadcrumbs indicam exatamente em que parte do website o usuário se encontra. Esse modelo desconsidera o percurso realizado pelo visitante e o atributo dos itens da página, levando em conta apenas a hierarquia de categorias e sub-categorias do site.

A localização dos breadcrumbs no website pode variar, mas, geralmente, eles são expostos no topo da página, bem na linha de visão do usuário.

 

Qual é a importância dos breadcrumbs para o SEO?

Como você já deve saber, SEO é sigla para Search Engine Optmization ou, em português, Otimização de Motores de Busca. O objetivo de técnicas utilizadas nesse sentido é aprimorar os elementos do website para possibilitar que ele rankeie entre os primeiros resultados das SERP, determinados por um algoritmo.

Os critérios desse algoritmo são focados em proporcionar ao internauta a melhor experiência. Portanto, é justo dizer que apenas os websites organizados e transparentes em relação aos seus conteúdos vão ocupar posições privilegiadas na lista. E os breadcrumbs podem ajudar nessa missão!

Eles auxiliam o Google e os demais buscadores a compreenderem a estrutura do seu website e a entenderem que tipo de informação você oferece. Dessa forma, esses mecanismos vão encontrar maior facilidade em relacionar seu conteúdo às buscas de usuários, especialmente se você usa palavras-chave pertinentes à persona.

O uso desse recurso possibilita, também, que o website respeite uma das mais famosas dicas de otimização de páginas: a regra dos três cliques. A ideia é que, para ter uma navegação qualificada, o visitante deve estar sempre a não mais que três cliques de distância de todas as páginas do site.

E mais: se você está preocupado com o impacto que a adição de uma trilha de navegação pode ter na usabilidade do site, fique tranquilo. Os breadcrumbs são leves e não influenciam em quase nada no tempo de carregamento da página. Além disso, eles ocupam um espaço muito reduzido do screen do visitante.

 

Quais são as melhores práticas relacionadas aos breadcrumbs?

Se você concorda que os breadcrumbs são elementos essenciais em websites, especialmente os que investem em Marketing de Conteúdo, é hora de aprender mais sobre a aplicação desse recurso. Para começar, você deve garantir que a trilha de navegação está ativa e visível para os visitantes.

É que alguns websites optam por não deixar esse elemento à mostra, seja por falta de conhecimento sobre sua importância, seja por uma questão estética. Contudo, o fato é que é possível explorar as vantagens dos breadcrumbs sem comprometer o design do website: basta configurá-los para ter uma aparência discreta e alinhada às cores da página.

Dito isso, confira algumas boas práticas que você deve ter em mente ao implementar seus breadcrumbs e outras que você deve evitar. Siga lendo!

Garanta que os breadcrumbs sejam mobile-friendly

Para garantir a eficiência de sua presença na Internet, é essencial que seu website rode sem problemas em dispositivos móveis. Isso porque aparelhos como tablets e smartphones representam grande parte dos acessos feitos por visitantes. Sendo assim, é crucial que seus breadcrumbs não atrapalhem esses usuários.

Para tal, verifique se a trilha é extensa demais para ser disposta em uma tela pequena. Se for o caso, os links vão se sobrepor e a experiência será prejudicada. Para evitar isso, você pode considerar diminuir o tamanho da fonte ou priorizar apenas as últimas páginas visitadas.

Utilize separadores

Lembre-se que a trilha de navegação só é boa para o SEO se for boa para a navegação dos internautas. Portanto, separe cada um dos itens utilizando um símbolo, que pode ser uma barra, uma seta ou o que você achar mais pertinente.

Na maioria dos casos, até por representar uma ideia de hierarquia, o símbolo utilizado é o “maior que” (>).

Entenda quando não é preciso usar breadcrumbs

Se o seu menu abre em cascata e engloba todas as páginas do website, não há necessidade de utilizar breadcrumbs. Lembre-se que esse não é um recurso estético, mas sim funcional. Logo, não faz sentido utilizá-lo em situações em ele não faz nenhuma diferença.

Escolha com cuidado a localização e a fonte dos breadcrumbs

Quando estiver configurando a trilha de navegação do seu website, tome cuidado para que o tamanho da fonte não atrapalhe a estrutura da lista. Para tal, priorize fontes menores, de modo a não comprometer a legibilidade do conteúdo.

É preciso, também, escolher uma localização para esse elemento que o torne realmente útil para o usuário. Uma boa ideia é posicioná-lo logo abaixo da barra de pesquisas do site. Assim, ele fica bem visível para o internauta e facilita sua experiência no site.

Não utilize os breadcrumbs como navegação primária

Jamais substitua o seu menu por uma trilha de navegação. Como já mencionamos, esse recurso deve ser sempre secundário, logo, sua existência só faz sentido se houver um menu bem estruturado. Além disso, não torne deixe que o breadcrumb seja o centro das atenções.

É preciso utilizar fontes de tamanho reduzido e cores pouco chamativas, afinal, você quer que o visitante foque apenas no conteúdo da página.

Não inclua links para a página que o usuário está

Uma boa estrutura de breadcrumbs é iniciada na página inicial do website e registra o caminho do usuário até a página em que ele se encontra. Dito isso, é preciso ter cuidado para apenas indicar essa página, mas não incluir um link para ela. Afinal, isso levaria o usuário de volta para o mesmo local.

Proporcionar uma navegação qualificada ao visitante de seu website não é apenas uma forma de otimizar o posicionamento em mecanismos de busca. Essa prática melhora a experiência de seus consumidores que, assim, se tornam alvos mais fáceis para suas abordagens de fidelização.

O uso de breadcrumbs é, portanto, um recurso interessante para sua empresa como um todo. Se estruturada de forma correta, a trilha de navegação vai potencializar o rankeamento de sua página e reduzir a taxa de rejeição dos visitantes. O resultado é o aumento dos resultados da companhia e a consolidação de sua imagem na Internet.

Agora que você sabe mais sobre os breadcrumbs e sua importância para o SEO, que tal continuar o aprendizado? Neste artigo, nos aprofundamos nos principais fatores de rankeamento para o SEO local. Confira!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *