Case notificação push

Como as notificações por push geraram mais de 200 mil sessões para os blogs da Rock Content

Entenda como as notificações por push geraram mais de 25 mil leads para os blogs da Rock Content.

Nos últimos anos, assistimos as notificações por push saírem dos nossos tablets e celulares para brigarem por espaço nos dispositivos desktop.

E não sem motivo! Fora do universo mobile, essas notificações ganham ainda mais poder: depois de aceitas, podem te ajudar a levar o usuário de volta para o seu site, ou ainda divulgar promoções relâmpago e eventos especiais.

Esses benefícios chamaram a atenção do nosso time de Marketing, mas as push notifications só ganharam nossos corações depois que nós conseguimos desenvolver táticas de divulgação específicas para esse canal e construímos uma rotina em torno disso.

Se você quer entender como essas ferramentas funcionam e como a Rock Content utiliza esse canal no dia a dia, vem comigo!

O começo de tudo

Nosso blog utiliza uma ferramenta de notificações por push desde Setembro de 2017. Naquela época, foi nossa gerente de Marketing, Clara Borges, quem descobriu que esse recurso estava ficando bem conhecido lá fora e merecia uma chance por aqui.

Quatro meses depois, nossa base já tinha aproximadamente 8 mil inscritos e gerava leads e levantadas de mão. O problema é que a ferramenta cobrava em dólares e, com o crescimento exponencial do nosso blog, o recurso ficava cada vez mais caro.

A gente sabia que as notificações por push eram um bom canal, mas precisávamos de uma solução mais adequada a nossa realidade tupiniquim.

Até que um dia, nas minhas andanças virtuais, me deparei com essa cena:

Notificação Push na revista Veja

Busquei a empresa PushNews no Google e fiquei super empolgada: além de disparar notificações, a ferramenta também coletava emails?!

Me inscrevi para fazer um teste de 14 dias e, poucas horas depois, recebi um email do Oskar Lima, Customer Success de lá, me perguntando se eu tinha dúvidas.

Começamos a conversar e eu descobri que a galera da PushNews é fã da Rock (mais um ponto pra eles! rs). Rapport feito, parti para o que mais me interessava: cadê a funcionalidade de captura de email?

Email para a empresa PushNews

Para a minha tristeza, ela ainda estava na versão beta e poucos clientes tinham acesso. Mas o Oskar prometeu que, se a gente fechasse negócio, teríamos acesso a tudo!

A negociação foi intensa. Começar a utilizar a PushNews tinha vários pontos positivos: ferramenta em português, preço em reais e a minha querida funcionalidade de captura de emails.

Apesar disso, essa troca tinha um problema muito sério: nós iríamos perder toda a base conquistada na ferramenta estrangeira (e esse número já estava perto de 10 mil usuários!).

Para quem não sabe, as ferramentas de push notifications trabalham com o navegador dos usuários. Desta forma, as pessoas não precisam baixar nem instalar nada. Basta clicar no botão de opt-in para receber um ID e passar a ser identificado pela ferramenta de disparo. Por isso, geralmente, as bases ficam “presas” às ferramentas nas quais elas foram construídas.

Foram precisos muitos estudos e planilhas, mas eu e a Clara conseguimos provar que, no longo prazo, a troca valia (e muito!) a pena. E foi assim que nós passamos a ser clientes da PushNews.

Adquirindo o hábito

Instalamos a ferramenta nos principais blogs da Rock: neste que você está lendo, no Comunidade Rock Content e no Blog da Rock LATAM.

Graças ao período de trial, eu já estava mais familiarizada com a PushNews e consegui treinar os responsáveis por cada blog para que eles cuidassem de suas respectivas divulgações.

O combinado era focar no compartilhamento de landing pages para atrair novos leads e levantadas de mão. Os títulos precisavam ser bem curtos e, sempre que possível, com um emoji para chamar mais atenção.

Modelos de notificações push

Em julho de 2018, com um novo trimestre começando, resolvi fazer uma análise mais profunda sobre os números adquiridos pela ferramenta e descobri coisas bem interessantes.

Em apenas 6 meses, a galera aqui deste blog conseguiu gerar 27.860 sessões entre posts e landing pages.

Como o foco era divulgar materiais ricos, também geramos 5.532 downloads, ou seja, leads!

Resultados das notificações push no Blog da Rock

Ah! E a minha querida funcionalidade de captura de emails não deixou a desejar: conquistou 7.278 assinantes para a nossa newsletter.

O time LATAM também fez bons números:

Resultados das notificações push no Blog da Rock LATAM

Apesar disso, o time da Comunidade não tinha colocado muita fé na ferramenta. E tinha números bem tímidos para compartilhar:

Resultados das notificações push no Blog Comunidade

Com essas informações em mãos, decidi fazer uma apresentação para compartilhar com o time e incentivar o uso da ferramenta.

Foi bem nessa época que o Oskar, nosso CS na PushNews, me contatou para contar uma ótima novidade: a ferramenta ia se tornar nativa, o que, traduzindo em termos mais simples, significa abandonar o double opt-in e ganhar novos inscritos com um único clique!

Embora o double opt-in seja uma boa prática muito recomendada (principalmente quando se trata de email marketing), abandoná-la significava aumentar exponencialmente a nossa base de assinantes, o que se traduz em mais tráfego e leads.

Decidimos aderir a atualização e acompanhar os números.

Mestres das notificações por push

Com a versão single opt-in instalada — e a empolgação gerada pela minha apresentação anterior —, nossos números dispararam!

Nossa equipe tornou as divulgações por push uma rotina.

E, como os resultados eram rápidos, passamos a divulgar muito mais do que landing pages, ampliando o mix de conteúdos para vídeos, eventos, materiais de parceiros e tudo o que pudesse ser relevante para nossa base.

Cinco meses depois, fiquei feliz em notar que a base aqui do blog saiu de 4.484 usuários ativos (em agosto de 2018) para os incríveis 39.917 usuários no fim de janeiro de 2019! Um aumento de 890%.

Número de usuários ativos

E foi por meio dessa super base que nós conseguimos gerar 55.943 sessões entre landing pages e blog posts. E olha que nesse número não constam as sessões geradas para vídeos do YouTube, eventos e conteúdos de parceiros!

O blog LATAM também não ficou para trás!

Embora os “hermanos” não tenham gostado da funcionalidade de assinatura de newsletter (totalizando apenas 2.101 novos emails entre agosto e janeiro), eles acessaram muitos conteúdos, gerando 85.652 sessões no mesmo período.

Olha como ficou o gráfico do Google Analytics:

Google Analytics do Blog da Rock LATAM

E aqui tem um consolidado dos números:

Resultados das notificações push no Blog Comunidade

Mas o caso mais notório nessa segunda análise foi, com certeza, do time da Comunidade.

Depois de ver o número de sessões e de leads que os colegas estavam conquistando, Dimitri Vieira (editor chefe do blog) e sua equipe decidiram dar uma canseira no PushNews:

Resultados das notificações push no Blog Comunidade

Eles saíram de 547 sessões entre abril e agosto de 2018 para 54.071 entre setembro e janeiro de 2019!

Não é à toa que o gráfico do Google Analytics ficou super acentuado:

Google Analytics Comunidade

Resultados sensacionais, não é?

E é por isso que agora eu vou contar algumas das táticas de cada time!

Push na prática

Aqui na Rock, cada blog possui um público e um objetivo específico.

Este que você está lendo é focado no mercado brasileiro; o blog em espanhol visa atrair o público LATAM; e o blog da Comunidade é 100% dedicado à atração de profissionais freelancers.

E é por conta dessas diferenças que cada um deles utilizam o PushNews de um jeito diferente.

Veja a seguir.

Blog da Rock

No carro-chefe da Rock, disparamos push notifications de domingo a sexta!

Elas tendem a ser bem curtinhas e estão sempre acompanhadas por algum emoji. Além disso, os links são dos mais variados: blog posts, landing pages, vídeos do YouTube e sites parceiros.

Exemplos de notificações push

Os horários variam de acordo com o dia da semana e/ou propósito da mensagem. Geralmente, a gente investe nos horários após o almoço, que é quando a galera ainda está aquecendo o ritmo de trabalho.

Já aos domingos a gente investe em conteúdos mais “lights” bem no fim do dia, quando bate aquela deprê pré-segunda:

Exemplos de notificações push

Blog da Rock — ES

Nosso blog em espanhol foi feito para atrair empresas latino americanas, ou seja, ele recebe visitantes que estão em fusos horários bem diferentes.

Colômbia, Peru, Chile, Uruguai, Argentina, México e até Espanha são nomes frequentes no nossos relatório de “Sessões por país” do Google Analytics.

Apesar disso, nós não personalizamos os horários de acordo com o fuso de cada país. Isso até seria possível, mas acreditamos que todo o esforço envolvido nessa tarefa não traria benefícios igualmente significativos.

Por conta disso, a estratégia aqui foi pegar os horários de pico sinalizados pelo Google Analytics e investir neles.

Além disso, costumamos agendar 2 push por dia, mas configuramos para que uma “apague a outra”, de modo que nenhum usuário que esteja com o computador desligado receba um combo de 2 ou mais mensagens ao ficar online.

De resto, seguimos no mesmo estilo do blog em português: notificações curtinhas e com emojis.

Imersão Freelancer da Comunidade Rock Content

Aqui eu gostaria de compartilhar um caso mais específico.

No último trimestre do ano, o Dimitri Vieira tinha um desafio bem grande: gerar leads para a nossa comunidade de freelancers mesmo com as pessoas pensando em Natal e férias.

Antecipando essa questão, ele decidiu reunir especialistas como Vitor Peçanha, Murilo Leal e Laís Schulz (entre outros) para criar um curso específico para produtores de conteúdo. O conteúdo foi dividido em uma séries de webinars e ganhou o nome de Imersão Freelancer.

O Dimitri divulgou esses webinários através de pop-ups no blog, banners do Rock Convert, emails, posts nas redes sociais da Rock e no perfil pessoal dele, um concurso de referral e… notificações por push!

Esse último canal foi responsável por 10% dos inscritos totais, ou seja, aproximadamente 600 pessoas.

Isso foi possível porque o time da Comunidade fez divulgações pontuais e específicas como, por exemplo, 10 minutos antes dos webinars começarem, eles disparavam uma notificação para toda a base de assinantes de push.

As mensagens utilizavam gatilhos mentais de urgência e autoridade, além de dar uma breve explicação sobre o assunto que seria discutido no webinar do dia.

Notificações push Comunidade

Eles tiveram, em média, 100 cliques cada. Embora o número seja baixo, vale lembrar que essas mensagens foram programadas para serem entregues em até 1 hora após o disparo.

Ou seja, se um assinante das notificações estivesse com o computador desligado durante aquele intervalo de tempo, ele não veria a notificação depois.

Essa prática ajuda a não saturar o usuário e manter a mensagem fresca e relevante para o momento.

Conclusão

Como você pôde notar, as notificações por push são um ótimo canal para divulgar os conteúdos de uma empresa. Quando utilizadas com estratégia e consistência, podem gerar resultados significativos!

E, se você se sentiu inspirado a experimentar a ferramenta PushNews, deixo aqui um link que dá acesso completo e gratuito a ferramenta durante os primeiros 30 dias!

Faça um teste e me conte os resultados!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo