Por Gabriel Camargo

Redator freelancer da Rock Content.

Publicado em 7 de fevereiro de 2019. | Atualizado em 11 de setembro de 2019


A cocriação é uma estratégia que traz agentes externos para dentro dos processos de uma determinada empresa com o objetivo de fomentar a inovação. Essa iniciativa possibilita a diferenciação da marca no mercado assim como a aproximação dessa empresa com os seus respectivos clientes.

As demandas e desejos do consumidor são cada vez mais importantes para o sucesso de estratégias de Marketing e de outros setores de um negócio. Dessa forma, algumas empresas apostam em técnicas que as aproximam não só dos clientes, mas também de fornecedores e até mesmo de concorrentes, tudo isso para aumentar ainda mais a eficiência das suas ações.

A partir da participação direta de agentes externos nos processos de criação de uma organização, a tendência é a produção de um produto e/ou serviço que atenda aos desejos do mercado, gerando melhores resultados de Vendas, por exemplo. O conceito de cocriação, portanto, vai ganhando mais espaço dentro do mercado corporativo.

Quer saber mais sobre essa abordagem de inovação aberta? Então continue a leitura deste artigo e saiba o que é cocriação, as vantagens que essa estratégia pode oferecer para a sua empresa, quais áreas são as mais beneficiadas dentro de uma organização e, é claro, como aplicar esse conceito com sucesso. Confira!

O que é cocriação e como funciona na prática?

Em um processo de criação interno, profissionais de uma empresa se dedicam a entender melhor o que o consumidor procura e, assim, oferecer um produto e/ou serviço mais de acordo com as demandas do cliente, aumentando as chances de sucesso. Na cocriação, porém, os agentes externos também participam desse processo.

A ideia desse conceito é aproximar clientes, fornecedores e mesmo concorrentes da sua empresa com o objetivo de criar soluções que sejam mais baratas e eficientes para o consumidor final, por exemplo. Afinal, melhor do que conhecer a fundo quem você quer impactar, é contar com a ajuda do seu público-alvo na criação.

Para que a estratégia funcione corretamente, quatro pilares fundamentais precisam ser aplicados:

  • diálogo entre as partes para alcançar os objetivos traçados;
  • acesso aos recursos e informações por ambas as partes;
  • compreensão não só dos benefícios, mas dos riscos da estratégia;
  • transparência em todas as ações.

As utilizações mais comuns da cocriação são por meio de parcerias com consumidores e fornecedores. Mas, na prática, como funciona? Quando falamos em colaboradores, essa ideia é mais simples de ser visualizada, afinal, os dois lados estão interessados em criar uma relação mais direta, produtiva e eficiente.

Seja para criar um processo mais organizado, um sistema mais eficiente ou mesmo para tornar os canais de comunicação mais eficazes, o importante é solucionar qualquer problema que atrapalhe a relação entre empresa e fornecedor. Ou seja, criar uma solução que seja mais eficiente e gere menos custos para ambas as partes.

A cocriação também pode ser muito eficiente com a ajuda dos consumidores. Nesse caso, a ideia é contar com ideias justamente do público que você busca impactar. Em outras palavras, isso significa conseguir, por meio de feedbacks, pesquisas e testes, sugestões e opiniões dos clientes para que o processo de criação de um produto e/ou serviço seja mais preciso.

Quais benefícios essa estratégia oferece?

Atualmente, pensar na satisfação do cliente com a sua marca é praticamente uma obrigação para qualquer empresa ter sucesso. Por isso, as organizações precisam inovar nas suas estratégias, e a cocriação é uma excelente opção. Afinal, os benefícios gerados pela aplicação correta desse conceito são muitos para todas as partes envolvidas.

Quando falamos na cocriação com fornecedores, o principal benefício é justamente a capacidade de otimização de processos de uma organização. Ou seja, tornar as atividades mais precisas, eficientes e mais baratas. O tempo de resposta se torna mais rápido e existe uma maior flexibilidade para executar as operações internas.

Em relação ao processo de cocriação com o consumidor, duas vantagens se destacam: aproximação entre cliente e marca, além de um resultado final mais próximo do que o seu público-alvo deseja. Assim, o produto e/ou serviço ofertado acaba se tornando exclusivo, um diferencial competitivo, aumentando as chances de sucesso no mercado.

Você também pode se interessar por estes outros conteúdos!
👉 Tipos de Marketing: conheça os 82 principais, com exemplos
👉 Marketing de recomendação: por que ele é tão importante ?
👉 O que é e por que fazer uma auditoria de marketing
👉 Análise SWOT ou FOFA: o que é, como fazer e modelo grátis!

Quais situações podem ser otimizadas com a cocriação?

Alguns setores de uma empresa podem se beneficiar ainda mais das estratégias de cocriação. Quando falamos em Marketing Digital, por exemplo, esse conceito pode ser muito eficiente para identificar quais ações e campanhas vão ser mais impactantes para conseguir melhores retornos ou os canais de comunicação a serem utilizados.

Entender as dores, demandas e objetivos do seu consumidor é a melhor maneira de criar uma relação mais próxima com o cliente, um passo importante para a fidelização. A cocriação permite justamente isso para a empresa: conhecer exatamente quais ações vão ser as mais benéficas para um relacionamento duradouro com o cliente.

Quais ações executar para colocar a cocriação em prática?

Apesar dos inúmeros benefícios, a cocriação não pode ser aplicada de qualquer maneira, sendo preciso planejamento e organização para ter sucesso. Por isso, alguns pontos devem ser levados em consideração para colocar essa estratégia em prática. Confira!

Defina um objetivo

O primeiro passo é definir um objetivo: criar processos internos mais eficientes, melhorar o atendimento ao consumidor ou oferecer um serviço que atenda exatamente o que o cliente procura?

Defina quem vai ajudar

Com uma meta estabelecida, é hora de estimular a participação dos agentes externos, sejam consumidores ou fornecedores. Defina como realizar a cocriação: pesquisas, reuniões, testes ou mesmo abrindo o processo criativo para as ideias dos clientes.

Execute a estratégia

Em seguida, é hora de colocar em prática, ou seja, filtrar as melhores ideias e entender a viabilidade de cada uma delas, seja com as sugestões do consumidor ou com as ideias dos fornecedores para otimizar os processos internos.

A cocriação é uma das abordagens mais eficientes quando o assunto é inovação aberta. A partir das práticas corretas, é possível criar ações que realmente aproximem consumidores e fornecedores da sua empresa. Esses agentes externos podem contribuir diretamente para a criação de um produto, serviço ou processo que resulte em melhores resultados.

Agora que você já sabe o que é cocriação e como essa estratégia pode tornar as suas ações mais eficientes, que tal entender sobre a importância de garantir que o consumidor se relacione positivamente com a sua marca? Então confira tudo que você precisa saber para fazer com que seu cliente tenha a melhor experiência possível.

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *