Por Ivan de Souza

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 29 de janeiro de 2020. | Atualizado em 3 de abril de 2020


Se você deseja investir em um outro tipo de empreendimento e ainda não sabe como, abrir um restaurante pode ser a opção ideal. Veja as principais dicas para ter sucesso na área, indo além do óbvio!

A resposta para a pergunta “como abrir um restaurante” pode parecer mais fácil do que você imagina. O modelo de negócio é atraente, tem boas possibilidades de retorno e conta com investimento relativamente baixo.

Com a devida atenção a alguns pontos cruciais, você estará preparado para se aventurar no universo da indústria alimentícia. Além disso, estará pronto para investir em estratégias poderosas de divulgação online, muito importantes para manter um negócio em evidência.

Neste post, vamos falar sobre tudo o que você precisa saber antes de decidir se essa é a opção ideal para você. Isso será feito a partir dos seguintes tópicos:

  • Quais são as vantagens de abrir um restaurante?
  • Como montar a estrutura do negócio?
  • Qual é a importância do Marketing Digital nesse contexto?

Quais são as vantagens do negócio?

Mesmo em épocas desafiadoras no mercado — como as famosas crises — a indústria alimentícia ainda é uma daquelas que não sofre tanto com as implicações negativas.

Veja quais são as principais vantagens de abrir um restaurante a seguir.

Possibilidade de escapar da crise

Ficar sem comida é impossível, correto? Mesmo em tempos de crise, quando reduzimos a ida a algum restaurante mais caro ou preferimos fazer compras no supermercado, o estabelecimento é menos afetado do que outros modelos de negócio.

Isso acontece, muitas vezes, pela possibilidade de inovar sem gastar muito e dentro das possibilidades do seu público. Se reinventar é sempre possível!

 Food trucks, entregas e comidas com valor mais em conta se tornam alternativas viáveis e que fazem sucesso em momentos de recessão. 

Retorno financeiro

Mesmo naqueles casos em que o produto é mais caro — comida japonesa, por exemplo — a possibilidade de retorno financeiro é alta. Isso acontece porque a proporção entre gasto x valor do produto acaba compensando infinitamente mais do que na maioria dos outros modelos de negócio do varejo.

Com isso, tenha certeza que a sua margem de lucro será muito positiva, além de uma rápida recuperação do valor investido. Tudo acontece, obviamente, quando o estabelecimento é gerido a partir de boas estratégias.

Facilidade de entrada no mercado

Além da questão do retorno do investimento do alimento em si, na maioria das vezes não é preciso investir em pontos como a patente ou tecnologias de difícil acesso, por exemplo. Eles fazem com que entrar no mercado seja relativamente fácil quando comparado com outros ramos. O valor do investimento é atraente, principalmente ao pensar na possibilidade de retorno. 

Um ponto de atenção que deve ser prioridade é a reserva de um valor para os primeiros meses do negócio, não pense que você vai precisar apenas do montante necessário para abri-lo. Estabelecer um restaurante leva tempo, e ninguém gosta de ficar no vermelho esperando pelo lucro.

LEIA TAMBÉM
👉Confira tudo que você precisa para criar o site da sua empresa
👉 Saiba o que é banco de dados e a importância dele para o seu site
👉 Crie um blog para o seu negócio usando o Rock Stage

Como abrir um restaurante?

Agora que você já entendeu as principais vantagens em abrir um restaurante, é hora de ver um passo a passo com pontos muito importantes para pensar antes de tirar a ideia do papel

Entenda o que você quer vender

Primeiramente, é preciso definir quais serão os produtos oferecidos no restaurante. Entenda qual é o seu nicho ideal de atuação e estude formas de aplicá-lo em um negócio.

Trabalhar com o que gosta é ainda melhor — e com mais possibilidades de lucro — então tente buscar por temas que te dão prazer, mas sempre de olho no mercado local. Se os estabelecimentos de sushi na sua região estão saturados, por exemplo, encontre outras alternativas.

Powered by Rock Convert

Vale também inovar na proposta. Restaurantes que oferecem cardápios similares não necessariamente contam com a mesma experiência. Isso fica por conta do conceito, ambientação, cardápio e forma que o serviço é prestado. Lembre-se de investir em um bom branding!

Buscar por referências no exterior pode ser uma boa alternativa, além de oferecer uma grande chance de liderar um mercado ainda inexplorado. 

Escolha o modelo de negócio

Um restaurante pode ser à la carte, self service, delivery, típico ou em forma de rodízio, por exemplo. 

É possível oferecer mais de um modelo no mesmo restaurante — hoje em dia, apostar no delivery é fundamental — mas também é preciso ter cuidado para não tentar abraçar todas as possibilidades e não conseguir entregar nenhuma delas com excelência.

A impressão do público também é muito afetada a partir do que você se propõe a vender. É difícil ser especialista em todas as coisas, então invista naquela que faz mais sentido para você e se posicione como referência. 

Para definir qual será a melhor opção de modelo, vale analisar o cenário local. O que o público preza, na sua região? É o conforto? Opções mais sofisticadas? Agilidade nos pedidos? 

Tudo vai depender da essência do seu negócio. Se a agilidade é o ponto de partida, é possível focar no delivery e desenhar uma estratégia fast-food para o ponto físico. Caso a ideia seja proporcionar experiências culinárias, vale apostar em um local confortável, com boa localização e cardápio variado.

Tenha em mente que todas as decisões vão refletir no valor do produto final, então é igualmente importante entender o que você pretende oferecer com o seu cardápio. Assim será possível traçar aquelas estratégias de local, decoração, conceito e equipe, por exemplo.

Abuse da criatividade

Pode parecer clichê, mas a criatividade é um dos pontos de destaque de qualquer negócio. Mais do que um restaurante comum, pense em vender uma ideia, um conceito, algo que não pode ser visto ou segurado — mas que vale tanto quanto aquilo que é palpável.

Seja a solução dos problemas do seu cliente

A história do McDonalds é prova de que encontrar as dores do cliente e resolvê-las com excelência é uma das melhores formas de se destacar no mercado. Nos anos 50, época que o gigante do fast food foi criado, a longa espera para comer um simples lanche irritava os consumidores.

Além disso, faltava um local que reunia aqueles pratos simples, fáceis de comer — um simples guardanapo bastava — e com essência da agilidade. 

O McDonalds, por sua vez, abriu mão de todo o seu cardápio e focou nas tais “comidas rápidas”: hambúrgueres, milk shakes e batatas fritas. Além disso, desenvolveu um sistema de drive thru, agilizando ainda mais o serviço. Obviamente, o público gostou, e fez do restaurante o que ele é hoje. 

Qual é a importância do Marketing Digital nesse contexto?

Agora que você já entendeu como abrir um restaurante com criatividade e altas chances de se destacar no mercado, é preciso entender sobre um outro ponto muito importante: investimento em Marketing Digital.

Em meio a um mundo que lida diariamente com os efeitos da transformação digital, quem não é visto no ambiente online dificilmente será lembrado. Quer coisa melhor do que ser lembrado de forma positiva, marcante e bem estruturada?

Todas as estratégias que envolvem o Marketing Digital são responsáveis por dar visibilidade suficiente para atrair e reter um público qualificado, ou seja, que realmente tem interesse pelo seu negócio e pretende permanecer em contato com ele por um bom tempo.

Uma vez que já te mostramos como, abrir um restaurante pode ser aquele empurrãozinho que faltava para dar chance a uma nova possibilidade. Se você gostou deste conteúdo, continue investindo em conhecimento para aplicar no seu negócio. É hora de conhecer os melhores cursos de Marketing Digital da Rock University!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *