Por Ivan de Souza

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 27 de dezembro de 2019. | Atualizado em 2 de abril de 2020


Se você é novo no mercado imobiliário e está se preparando para iniciar uma carreira nele, saiba que precisará de informações, especializações e muita força de vontade. Como as pessoas estão cada vez mais se interessando pelas oportunidades do setor, decidimos fazer um post com dicas de como abrir uma imobiliária. Apesar de ser um […]

Se você é novo no mercado imobiliário e está se preparando para iniciar uma carreira nele, saiba que precisará de informações, especializações e muita força de vontade. Como as pessoas estão cada vez mais se interessando pelas oportunidades do setor, decidimos fazer um post com dicas de como abrir uma imobiliária.

Apesar de ser um negócio promissor, ter a própria imobiliária representa uma tarefa tão difícil quanto montar qualquer outra empresa. Então, use essas dicas como um guia para ter sucesso em cada etapa do processo. Aproveite!

Por que abrir uma imobiliária pode ser uma boa ideia?

A inflação baixa tem levado o Banco Central a realizar cortes consecutivos na taxa Selic, chegando ao patamar mais baixo da história (5% ao ano). Isso significa que os preços estão baixos e os juros de financiamento ficaram mais atrativos.

Essa oportunidade tem causado reações no mercado, principalmente no setor de imóveis. Os juros do financiamento imobiliário já eram baixos antes. Agora, ficaram ainda mais atrativos, o que deve resultar em um forte movimento no volume de compra e venda.

Além do mercado aquecido, outra vantagem de abrir uma imobiliária é poder diversificar os investimentos e ter uma nova fonte de receitas. Isso deve dar maior segurança ao seu patrimônio.

Porém, para ter sucesso, você precisará de muita informação. Por isso, é importante que comece acompanhando as notícias do mercado, os indicadores do setor, as tecnologias aplicadas, as especializações necessárias, os riscos e oportunidades.

Quanto mais preparado estiver, maiores serão as suas chances de desenvolver um diferencial competitivo e prosperar no segmento. Com a internet, você pode ter acesso a essas informações em tempo real e de forma gratuita.

Como abrir uma imobiliária?

Como pôde perceber, esse é um bom momento para abrir uma imobiliária, pois o mercado está favorável. Então, veja o passo a passo que preparamos para você realizar cada etapa de forma rápida e certeira.

1. Faça um plano de negócios detalhado

O primeiro passo que você deve dar para aumentar as chances de sucesso é elaborar um bom plano de negócios. Nele, você deve detalhar os objetivos de longo prazo, as metas de curto prazo, orçamentos disponíveis, estratégias mercadológicas (metodologias de trabalho) e tecnologias que serão empregadas na imobiliária.

Também, liste os produtos e serviços que serão comercializados, como fará isso (canais de atendimento) e quem será o seu público-alvo. Uma análise SWOT (Strengths — Forças, Weaknesses — Fraquezas, Opportunities — Oportunidades, Threats — Ameaças) deve ser feita para compreender melhor a viabilidade do negócio.

Com base nessas informações, que devem ser baseadas em uma pesquisa de mercado criteriosa, você deve criar um plano “B” e “C” com soluções para as eventuais dificuldades, além de reforçar os pontos positivos do negócio.

2. Obtenha a documentação necessária

A segunda etapa do processo é a obtenção de licenças, credenciamentos e certificados para atuar como um profissional legalizado. Afinal, ser informal nesse segmento é crime, com penalidades previstas em lei.

Inicialmente, você deve definir os sócios e as atribuições que cada um terá para lidar com as questões contábeis e exigências legais na Junta comercial e em outros órgãos governamentais.

Powered by Rock Convert

Depois, obtenha o credenciamento no Sistema COFECI-CRECI. Essa etapa é um pouco mais demorada, pois terá que apresentar o certificado de conclusão de, pelo menos, um dos cursos listados a seguir:

  • Curso Superior de Tecnologia em Negócios Imobiliários;
  • Curso Superior de Gestão em Negócios Imobiliários;
  • Cursos de Pós-Graduação em Negócios Imobiliários;
  • Técnico de Transações Imobiliárias.

Com o diploma em mãos, você deve solicitar o requerimento para a abertura de processo de credenciamento junto a Secretaria do CRECI da sua região. Os documentos necessários são:

  • RG (Carteira de Identidade) ou CNH (Carteira Nacional de Habilitação);
  • Comprovante de conclusão do ensino médio (Histórico Escolar);
  • CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) da imobiliária;
  • Contrato Social da firma e alterações contratuais;
  • Alvará de funcionamento emitido pela prefeitura;
  • Título de Eleitor (com comprovante de votação);
  • CPF (Cadastro Nacional de Pessoa Física);
  • Comprovante de endereço;
  • Certificado de Reservista;
  • Inscrição Estadual;
  • Fotos 3 x 4;
  • e os comprovantes de pagamento das taxas, emolumentos e tributos.

Desde que um dos sócios seja corretor de imóveis autorizado a exercer a profissão de forma legalizada, você não precisa fazer os cursos mencionados acima, ficando apenas com a responsabilidade de apresentar os documentos exigidos para o cadastramento no Sistema COFECI-CRECI.

3. Escolha uma boa localização

Dando sequência a abertura da imobiliária, é muito importante que considere o endereço do escritório e suas instalações, pois é onde receberá a maioria dos seus clientes na fase de negociação e de fechamento dos acordos.

Uma boa dica é considerar os bairros onde se concentra a maior parte do portfólio e público-alvo. Ou seja, estabeleça o negócio próximo aos produtos oferecidos. Isso deve facilitar os agendamentos e organização de visitas aos imóveis.

Por exemplo: se o foco da imobiliária é alugar e vender imóveis para estudantes, abra um escritório próximo às universidades e forme um portfólio mais selecionado, só com casas e apartamentos das redondezas. Agora, se o foco for em empresários, sua localização deve ser em centros urbanos com grandes volumes de lojas e escritórios comerciais.

O ideal é que ofereça um ambiente agradável e requintado para recepcionar o público, com acesso facilitado, vagas de estacionamento e Wi-Fi.

LEIA TAMBÉM
👉Confira tudo que você precisa para criar o site da sua empresa
👉 Saiba o que é banco de dados e a importância dele para o seu site
👉 Crie um blog para o seu negócio usando o Rock Stage

4. Invista no marketing

Ao definir a localização, reserve um orçamento para as pesquisas e planejamentos de estratégias de marketing. Anúncios em outdoors, emissoras de rádio e TV local, carros de som e panfletagens são boas formas de ganhar visibilidade, mas precisa saber se comunicar para atrair a atenção do público certo.

O marketing digital também deve ser forte para marcar presença na internet. Como o consumidor faz muitas pesquisas online antes de visitar o estabelecimento, você deve investir em publicações de conteúdos relevantes em blogs e nas redes sociais, fazer e-mail marketing, anunciar os produtos e serviços no Google Adwords e Facebook Ads.

Isso deve ajudar a imobiliária a ganhar credibilidade e autoridade entre os consumidores, melhorar o ranqueamento nas páginas de busca e converter mais usuários em leads de forma orgânica. Porém, a imobiliária precisará de um site, um blog e perfis nas redes sociais para fazer isso. Tudo integrado para ajudar a formar um funil de vendas eficiente.

Agora que você já sabe como abrir uma imobiliária, viu como o marketing faz parte de cada etapa do processo? Seja de forma direta ou indireta, você sempre deve pensar nas consequências que cada decisão trará ao negócio. Então, amplie os seus conhecimentos técnicos em Marketing Digital antes de tudo.

Vamos começar? Conheça os melhores cursos de Marketing Digital da Rock University e matricule-se ainda hoje para dar início ao seu projeto de montar uma imobiliária de sucesso!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *