Como fazer um blog post que ranqueia, encanta e converte

Como fazer um blog post que ranqueia, encanta e converte

Um bom blog post precisa de muito planejamento, uma estrutura bem definida e um ótimo trabalho de redação, revisão e atualização. Aprenda o passo a passo de como fazer um blog post que gera os resultados que seu blog precisa!

Fazer um blog post é muito fácil. Fazer um blog post que atinge os objetivos que você quer é outra história. Afinal, você quer que as pessoas terminem de ler seu post e estejam apaixonadas por você ou sua empresa.

Não é uma tarefa simples, mas para sua sorte, escrever um blog post que cumpra seus objetivos fica mais fácil se você quebrar o processo em etapas menores e estratégicas.

Nesse post, vou mostrar o processo completo de criação de um blog post, passando por cada uma das etapas:

  • planejamento;
  • estruturação;
  • redação;
  • atualização.

Já deixo avisado que este texto envolve apenas as etapas relativas à produção e manutenção do post, e não vai te ensinar como criar um blog ou divulgar seu conteúdo.

Se ainda estiver estruturando sua estratégia de marketing de conteúdo, recomendo baixar esse nosso ebook, que vai te guiar nas etapas iniciais.

Então mãos à obra!

Planejando o post

Etapa mais importante de toda a produção, o planejamento vai definir a qualidade final do post, e sua capacidade de cumprir os objetivos que você planejou.

Para começar seu planejamento, o passo inicial é definir o objetivo final do seu post.

Qual o objetivo do seu post?

O que você quer que aconteça quando alguém chegar ao fim do seu post? Essa pergunta pode ter várias respostas, mas é importante ter esse objetivo como alvo durante todo o processo de criação do conteúdo.

como escrever blog post

Alguns dos objetivos do seu post podem ser:

  • conquistar o primeiro lugar no Google para uma palavra-chave;
  • ensinar a solução para alguma dúvida;
  • transformar visitantes em leads ou MQLs;
  • se posicionar como autoridade;
  • compartilhar uma experiência ou ideia;
  • entreter o leitor.

Seu post provavelmente tem algum desses objetivos, mais de um ao mesmo tempo ou um desdobramento deles.

Lembre-se de deixar o objetivo de seu post o mais enxugado possível.

Você quer trabalhar com uma ideia simples e clara. Isso dará o direcionamento certo para produzir o melhor conteúdo possível.

No caso desse post, o objetivo principal é ensinar como produzir um blog post de qualidade, mas também queremos converter visitantes em contatos e leads.

Observação: normalmente não é recomendado entregar o ouro contando um objetivo como esse, mas isso vai ajudar a ensinar quem quer produzir posts que convertem, então abrimos uma exceção.

Para quem é o post?

Tão importante quanto saber qual o objetivo final do seu post, é entender quem você quer do outro lado da tela. Mas isso não é um trabalho que você deve fazer a cada post.

Entender quem são seus leitores faz parte do desenvolvimento da sua persona, e é uma das etapas mais importantes de toda a sua estratégia de conteúdo. Recomendo o artigo linkado acima caso você ainda não tenha passado por essa etapa.

Persona é um perfil semi-ficcional que representa o cliente ideal de uma empresa, criado para ajudar seu negócio a compreender melhor quem é o cliente e do que ele precisa. As suas personas devem indicar os principais hábitos e valores de quem você quer como cliente, além de várias informações demográficas.

A criação das suas personas envolve muita pesquisa, mas uma vez pronta vai ter um papel fundamental em todas as etapas da sua estratégia. Cada post seu deve ter ao menos uma persona como destino claro.

Qual o tema do post?

O tema é sobre o que o seu conteúdo vai falar. Nesse post, por exemplo, o tema é o processo de criação de um blog post.

Muitas vezes a escolha do tema aparece antes da escolha de objetivos e da definição do público-alvo, mas se você pensou em um tema provavelmente o objetivo final do post, assim como a persona que você quer atingir, já estão definidos. De qualquer forma é importante ter o objetivo mapeado e registrado.

Se você pensou no tema antes de passar pelas duas primeiras etapas, tenha certeza que o assunto escolhido casa com suas prioridades de negócio. Caso não, guarde a ideia para mais tarde em sua produção de conteúdo.

No caso deste post, eu percebi que nenhum conteúdo da Rock Content abordava esse tema enquanto fazia pesquisas para uma outra tarefa que estava desenvolvendo.

O tema foi a primeira coisa que surgiu, mas ao avaliá-lo, percebi que ele está alinhado com os nossos objetivos de marketing e com nossa persona.

Assim que decidi pelo tema, já consegui definir facilmente os objetivos e persona.

Caso você esteja passando por um bloqueio criativo, e não esteja conseguindo definir um tema para seu próximo post, o ideal é desenhar um mapa dos temas que seu blog já aborda.

Por exemplo: o blog da Rock Content aborda temas relativos à marketing, principalmente, mas também à vendas e sucesso do cliente.

Quando precisamos de ideias de temas, nós mapeamos quais temas já foram abordados pelos nossos conteúdos, e quais ainda não foram.

Parece simples, mas registrar tudo o que você já falou te ajuda a ver quais temas ainda não abordou.

Além disso, dou uma ótima notícia: quanto mais você produz conteúdo, mais ‘criativo’ você fica para encontrar temas novos. Isso porque ao pesquisar e escrever sobre um tema, vai perceber que ele é o desdobramento de um tema maior, assim como se desdobra em outros menores.

como fazer um blog post

Se você começar a registrar os temas que aparecem em sua cabeça enquanto produz outros conteúdos, vai construir uma boa base de ideias.

Escolhendo o tipo de post

O tipo do seu post vai ser consequência direta das informações que você juntou nas etapas anteriores. Cada tipo de post atende objetivos, públicos e temas específicos.

Existem muitos tipos de post, e eu teria que fazer um post inteiro para tentar abordar todos. Além de já termos feito isso, vou simplificar um pouco, e dar exemplos de como você pode usar as informações que juntou até aqui para decidir o tipo certo para seu post.

Este post tem, como eu já disse, o objetivo de ensinar todo o processo de produção de um blog post. Ele foi feito para quem está começando a produzir conteúdo para blogs ou que já produz, mas quer otimizar seu processo. O tema é o processo de criação de um blog post, do início ao fim.

Com todos esses pontos levados em conta, o tipo certo de post para esse caso é o Post Tutorial.

Post Tutorial

Um post tutorial tem como objetivo ensinar como fazer algo, e tem uma estrutura de tópicos lineares, formando um passo a passo direto e prático.

Template de Blog Post - Tutorial

Baixe um template de post de Tutorial, e faça você mesmo o seu!


Nesse tipo de post, você deve ser claro nas explicações e procurar estruturar seu post para cobrir todas as dúvidas que surgem durante o processo de execução do que está sendo ensinado. É importante completar seu texto com imagens, vídeos e gifs que exemplifiquem o tópico, e ajudem o leitor a absorver o máximo de cada passo.

Tutoriais sobre temas mais simples ou informais podem ser feitos por meio de posts com listas curtas, enquanto posts sobre tópicos visuais podem pedir um infográfico. No caso deste post, devido a complexidade do tema e característica da nossa persona, um tutorial completo foi a opção escolhida.

Outro exemplo: se você quer desenvolver um post para gerar tráfego, um ótimo tipo seria o post de notícia.

Post de Notícia

Notícias tem, por característica, a capacidade de gerar muitos cliques, mas tem uma ‘vida útil’ menor. Elas geram picos de tráfego de um a três dias, antes de perder em desempenho.

Template de Blog Post - Notícia

Baixe um template de post de Notícia, e faça você mesmo o seu!


Percebemos isso de perto, em 2017, quando publicamos uma notícia sobre um pacote de especializações gratuitas lançadas pelo Google.

como fazer um blog post

Observe no gráfico acima como o lançamento da notícia impactou no número de visitas que recebemos no dia 29 de setembro. Isso aconteceu em uma sexta-feira, invertendo o padrão de queda de tráfico no fim da semana útil.

Parece pouco? Essa notícia sozinha gerou mais de 14.000 visitas em nosso blog em apenas 2 dias:

como fazer um blog post

Perceba como o tráfego cai vertiginosamente após o bum inicial. Gerar resultados com posts de notícias depende de você estar atento ao seu mercado, além de conseguir produzir, publicar e divulgar o post em pouco tempo.

Vou falar mais disso na parte de estruturação do seu post, mas lembre-se de aproveitar que você conduziu as pessoas para seu site para oferecer outros conteúdos que tenham relevância com o assunto da notícia. Isso pode ser feito por links, popups, banners e outras estratégias de conversão.

Agora vamos pensar no exemplo de uma empresa que tem como objetivo conquistar o primeiro lugar nas ferramentas de busca para uma palavra chave essencial para seu mercado. Aquela que todos os concorrentes querem ranquear, que gera mais cliques e dá maior visibilidade.

Nesse caso, o que o Google normalmente procura é um material que entregue ao leitor tudo o que ele gostaria de achar e mais um pouco. O tipo ideal de post para a tarefa é o Guia Completo.

Post de Guia Completo

Guias completos são posts longos, que abordam um tópico por inteiro. Quando feito de maneira correta, um guia completo é um prato cheio de informações, passadas por meio de um formato que facilita a sua digestão, e prende o visitante em sua página, por conter simplesmente tudo que ele precisa naquele momento.

Template de Blog Post - Guia Completo

Baixe um template de post de Guia Completo, e faça você mesmo o seu!


A Hubspot realizou um estudo sobre a performance de seus posts em relação a características como quantidade de palavras, tamanho do título, entre outras, e descobriu dados que confirmam o poder dos guias completos. Veja mais, a seguir.

Conteúdos mais longos tendem a receber mais visitas orgânicas:

como fazer um blog post

Conteúdos mais longos tendem a receber mais compartilhamentos em redes sociais:

como fazer um blog post

Conteúdos mais longos tendem a receber mais links:

como fazer um blog post

Você está lendo um post que já está com mais de 1.700 palavras até o momento, e temos muito para falar ainda. Então, mesmo não sendo o objetivo principal, espero te ver no topo da SERP, hein?

Mas, e se você quiser fazer um post para sua persona mais exigente, que você quer desesperadamente transformar em um cliente? A melhor opção pode ser um post de estudo de caso de sucesso.

Post de Case de Sucesso

Estudos de caso de sucesso, ou simplesmente cases, são posts que usam e abusam de Storytelling para mostrar como um cliente conseguiu sucesso por meio da parceria com a sua empresa.

Template de Blog Post - Case de Sucesso

Baixe um template de post de Case de Sucesso, e faça você mesmo o seu!


Bons cases de sucesso colocam o leitor a par dos desafios iniciais da empresa, mostram como eles evoluíram para procurar uma solução, como sua empresa os ajudou a superar os desafios iniciais e quais foram os resultados gerados.

A base de um case de sucesso que convence é o uso de dados reais. Eles serão a prova que seus serviços dão resultado e que o case não é baseado em achismo.

Dados reais podem ser quantitativos ou qualitativos.

Você pode mostrar como sua empresa de consultoria ajudou outra a empresa melhorar seus resultados de vendas, o que é medido e provado por números. Pode também mostrar como sua empresa de fotografia deu a um casal de noivos a melhor cobertura possível de seu casamento, o que depende de depoimentos, fotos e outros aspectos não mensuráveis.

Se nenhum desses tipos de post é o ideal para seus objetivos, personas e tema, confira nosso post com 58 tipos diferentes de posts.

Escolhendo os tópicos para seu post

Com as informações sobre por que, para quem, sobre o que, e como, é hora de planejar os pontos que seu post não pode deixar de falar.

No caso desse post, eu sei que para ensinar alguém a fazer um post, tenho que falar sobre planejamento, estrutura, redação e atualização. São 4 etapas fundamentais de um post que performa bem, portanto são tópicos que preciso ter em meu post.

Para cada tópico, tente mapear o que você vai falar, e quais são os desdobramentos desse tópico que você precisa abordar.

Se você quer chegar ao primeiro lugar do Google com seu post, essa etapa é uma das mais importantes, e vale a pena ler um post dedicado a como ranquear para qualquer palavra-chave.

Estruturando o post

Uma vez que você tem todo o seu planejamento completo, é hora de montar a estrutura de seu post.

Ela vai servir de base para sua produção, e é especialmente importante quando você está desenvolvendo posts com o objetivo de ranquear para uma palavra-chave difícil ou ensinar algum tema complicado.

O primeiro tópico para estruturar seu post vai te acompanhar até o fim da etapa de estruturação: a pesquisa.

Pesquisa, pesquisa e pesquisa

Você já tem seu tema estabelecido e já sabe como pretende abordá-lo, mas saber que você vai falar sobre produção de um blog post, por exemplo, não faz jus à complexidade do tema.

Durante as próximas etapas de estruturação, é importante tomar seu tempo pesquisando o tema. Aqui vão algumas dicas de como pesquisar um tema a fundo:

  • Pesquise todas as palavras-chave que conseguir pensar em relação ao tema no Google. Tente variações do óbvio e leia os primeiros resultados de cada busca.
  • Pesquisa em outras línguas. Nem sempre o mercado brasileiro é o mais avançado na sua área de atuação, e você pode ver o tema por outro ângulo com conteúdos estrangeiros.
  • Procure especialistas. Vá atrás das referências na sua área de atuação, e converse com elas.
  • Registre o que for descobrindo, e procure sempre comparar as informações.

A pesquisa é uma ótima oportunidade para mapear conteúdos que você não tem e que pode produzir, além de uma ótima forma de entender como seus concorrentes digitais estão abordando um tema.

Montando uma pauta de post

Agora é hora de começar a montar a base para como seu post ficará no final, e isso é feito por meio de uma pauta.

A pauta de um post deve conter esses elementos principais:

  • estrutura de tópicos;
  • resumo do que você vai falar em cada tópico e como vai abordar o assunto;
  • links para referências das suas pesquisas.

Vamos por partes.

Estruturando os tópicos corretamente

Os tópicos são a estrutura da sua pauta. Eles devem ser planejados para conduzir o leitor pela linha de raciocínio que você deseja, por mais simples que for.

Pense que seu post pode ser lido por visitantes minuciosos, que vão ler cada palavra do seu texto, e também por visitantes que podem estar com menos tempo ou interesse, e vão fazer uma leitura dinâmica, passando pelos pontos principais do seu post.

É possível conversar com esses dois tipos de visitante, através de uma estrutura que conta a história do que você deseja comunicar.

A forma mais fácil de fazer isso, que muita gente sequer conhece (eu não conhecia antes de entrar para a equipe da Rock Content), é usando a própria ferramenta de estrutura de tópicos que o Google Docs oferece.

Isso pode ser feito clicando em “Ver”, no menu acima, e depois em “Abrir estrutura de tópicos do documento”, como no exemplo abaixo:

como fazer um blog post

Quando você clica nessa opção, a estrutura dos tópicos de seu post vão aparecer ordenadas na lateral, como no print abaixo:

como fazer um blog post

O que essa estrutura faz é mostrar o esqueleto do seu conteúdo, com base em uma hierarquia que você decide, usando os recursos de título que o Google Docs oferece:

como fazer um blog post

No gif abaixo, eu mostro como a visualização do tópico muda na estrutura a medida que eu atribuo uma hierarquia diferente:

como fazer um blog post

O uso da estrutura de tópicos deixa a organização de seu post bem visual . É claro que ela pode sofrer mudanças a medida que você o produz, mas a melhor forma de garantir que tudo o que você planejou estará no lugar certo é seguir uma estrutura pré-determinada.

Vou usar esse post como exemplo mais uma vez, e mostrar como eu planejei a forma como conduzi o texto usando uma estrutura de tópicos.

Inicialmente, eu defini o título do post e o coloquei como “título”. Esse não precisa ser a versão final de seu título, mas já deve mostrar sobre o que post vai falar.

É importante pensar em um título que mostre valor para seu leitor, mesmo antes dele clicar. O valor passado deve, obrigatoriamente, estar contido no seu post. Se ele terminar a leitura sem ter o que o título sugeriu você terá um visitante insatisfeito.

Depois, eu peguei os 4 tópicos principais a serem abordados no post, como definido na etapa final de planejamento:

  1. planejamento;
  2. estruturação;
  3. redação;
  4. atualização.

Ao colocar esses 4 tópicos na estrutura, todos como ‘título 1’, pude me concentrar nos subtítulos de cada tópico. Assim defini que o tópico “Planejando o Post”, é dividido em 5 tópicos, e os listei como ‘título 2’.

Em cada tópico, coloquei um resumo do que precisava falar (resumo mesmo, algumas palavras-chave para ter como guia), além de links de conteúdos que tem informações que podem ajudar a desenvolver um raciocínio.

Assim terminei com um esqueleto de tudo que precisava colocar dentro desse post.

Estruturar seu post não é um facilitador apenas para você e para os leitores. Ele também é uma ótima forma do Google entender sobre o que seu post fala.

Estruturando para o Google

Se você vai produzir um artigo que tem como objetivo chegar ao primeiro lugar do Google, é importante facilitar o processo para ele perceber do que seu post trata.

Se, durante seu processo de pesquisa da internet, o Google entra nesse blog post, vai entender que o tema central é o passo a passo de como fazer um blog post. Essa informação está no título, portanto representa o que há de mais importante na página.

Da mesma forma, ele vai entender os 4 tópicos marcados como “título 1” como os pontos principais que sustentam esse tema central.

A medida que os títulos têm números mais altos, sua hierarquia de importância diminui.

Se eu quisesse colocar esse post no topo do Google para a palavra-chave “estruturando um post para o Google”, certamente esse tópico que você está lendo teria um destaque maior.

Ele seria um título principal, ou 1, e não um título 3 como agora.

Caso alguém faça uma busca sobre o processo de criação de um post, o Google vai entender que esse texto aborda exatamente esse tema, e pode considerar colocá-lo como opção.

Já se alguém buscar por como estruturar um post para o Google, a ferramenta de busca pode escolher colocar outros posts na frente, que tenham esse tema como tópico central.

Ranquear posts é complexo e depende de vários fatores além dos títulos internos. Se seu objetivo principal é SEO, e você está de olho em uma palavra-chave específica, recomendo ler este texto, que ensina os segredos de como ranquear para qualquer palavra-chave.

Outro estrutura que vai te ajudar a performar bem em ferramentas de busca é o Bigode. O bigode é o parágrafo que vem logo depois do título principal do post, mas antes da introdução.

Ele tem como objetivo sintetizar o tema em um parágrafo curto, e é importante principalmente para conquistar a posição 0 do Google, ou feature snippets. Isso acontece quando o Google seleciona um parágrafo de um post para aparecer diretamente quando uma busca é realizada.

Procure a palavra-chave “SEO” no Google, e você vai encontrar um resultado semelhante a esse:

Em destaque estão a palavra-chave (SEO) e o feature snippet escolhido pela ferramenta de busca. Perceba que ele é uma resposta rápida para aqueles usuários que querem uma definição simples do termo buscado.

Principalmente em posts que tem como objetivo ranquear, se planejar para tentar conquistar o feature snippet é uma estratégia que dá muito resultado!

Redigindo o post

Uma vez que você tem a estrutura, com todos os tópicos organizados, chega a parte de sentar e realmente redigir seu post.

Se você organizou tudo até aqui, essa parte não deve ter muito segredo. Você vai escrever cada tópico pensando em como ele é parte do todo do seu texto, mas alguns pontos merecem atenção especial:

Achando pontos de conversão

É hora de pensar em como fazer o máximo com as visitas que seu post suou para conseguir.

A conversão cumpre diferentes objetivos em diferentes estratégias de Inbound Marketing. Para algumas empresas o objetivo é gerar leads, em outras a ideia é levar a pessoa a se cadastrar para um serviço. Você pode querer ainda simplesmente fazer a pessoa transitar por outras páginas de seu site.

Para todos os objetivos, a palavra de ordem aqui é relevância.

Converter uma pessoa depende de oferecer um produto, serviço ou vantagem para um visitante, pedindo em troca alguns dados ou ações pessoais (isso vai depender do objetivo da conversão).

Só que para poder pedir alguma coisa de seus visitantes, sua oferta deve realmente ter valor para ele. Isso pode ser um conteúdo, uma oferta em um formato específico, um acesso específico, mas todas devem ter relação direta com o tema do post.

Nesse post você já passou por alguns pontos de conversão. Vou mostrar por que escolhemos alguns desses pontos e o que esperamos com eles.

No fim da introdução do post, coloquei esse parágrafo:

como fazer um blog post

Nele, sugiro que quem ainda não tem uma estratégia de marketing de conteúdo baixe nosso ebook com os primeiros passos para o tema. É uma forma de mostrar que esse post pode não ser adequado para uma pessoa nessa situação e, ao mesmo tempo, oferecer uma solução.

Com isso, eu não estou apenas abrindo a oportunidade para gerar novos leads, mas também garantindo que esses leads entendam melhor como funciona uma estratégia de produção de conteúdo e caminhem pelo funil de vendas.

O visitante que baixar esse ebook e voltar neste post após lê-lo, vai ter um entendimento melhor das estratégias que abordo aqui.

Mais para frente, quando explico o que são alguns tipos básicos de post, ofereço templates com instruções mais específicas sobre cada tipo. Mais uma vez a palavra é relevância.

Quem acessa esse post para entender como produzir um post no formato “guia completo”, vai ver em um template uma oferta valiosa para poupar tempo e melhorar o entendimento desse tipo de post.

Uma vez que o visitante vê valor e converte na oferta, podemos iniciar uma estratégia de nutrição de leads.

Quando o assunto é pontos de conversão, o segredo é ler seu post e buscar lacunas de conceitos ou assuntos que podem dar lugar a uma oferta que entregue valor claro ao visitante.

Recomendo acessar o Rock Convert, nosso plugin para WordPress de criação e gerenciamento de pontos de conversão. Com ele, você automatiza o processo de criação de pontos de conversão em seu blog, garantindo resultados mais rápidos.

Usando links

Links são parte importante do seu post, e eles podem ser divididos em links internos e externos.

Links internos são aqueles que apontam para páginas do seu próprio domínio. Links externos apontam para outros domínios. Para colocar links em seu post, a regra é visar apenas gerar valor.

Linkar por linkar não é uma atitude bem vista por ferramentas de busca, que podem considerar uma ação de spam. Links devem ser colocados em pontos onde eles realmente acrescentam valor para seu post.

No começo desse post eu coloquei dois links, neste parágrafo:

como fazer um blog post

A ideia aqui é alinhar expectativas com os visitantes, avisando para quem este post se destina. Para quem não sabe nada sobre como criar um blog, ou divulgar conteúdo, ter um link nesse momento do texto é um divisor de águas.

O visitante pode escolher parar a leitura e visitar os temas que ele ainda não conhece, para depois voltar aqui.

como fazer um blog post

Neste trecho acima, eu coloquei um link externo para o blog da Hubspot, onde se encontra a pesquisa que referenciei. O link aqui tem um objetivo claro: dar a fonte para a pesquisa que serviu de base para meu argumento.

Não deixe de fazer links, mas sempre pense: esse link precisa existir?

Colocando imagens, vídeos e gráficos

Como mencionado, algumas pessoas não vão ler seu post na íntegra. Você não pode obrigar ninguém a ler cada palavra que você escolheu (e você nem quer fazer isso). Mas pode facilitar para quem vai passar o olho a ver valor no seu post.

Uma das formas mais eficazes de fazer isso é usando mídias em seu post.

Além de serem muito úteis para posts que procuram passar um conhecimento, mídias ajudam a reter a atenção dos leitores ao quebrar uma sequência de texto puro.

Lembre que mídias também seguem a regra da relevância. Seu uso pode variar muito dependendo do seu público. Em mercados mais tradicionais, colocar gifs como os do início deste post seria um tiro no pé. Para nossa persona sabemos que é interessante.

Mas as mídias que têm mais valor para seu post são aquelas que passam valor por si só.

Neste post usei prints dos gráficos gerados pela Hubspot em um estudo completamente relevante para o tema abordado aqui, além de prints de instruções de como fazer uma estrutura de tópico.

Procure essas lacunas, e preencha com mídias. Seu texto vai ganhar muito valor, além de escaneabilidade. O que nos leva ao próximo tópico.

Tornando seu post escaneável

Escaneabilidade é o termo que usamos para definir quanto seu texto é fácil de ler e interpretar, mesmo que não lido na íntegra.

Em seu vídeo no YouTube sobre o assunto, Vitor Peçanha dá um ótimo exemplo de como a escaneabilidade muda a forma como absorvemos informações:

Seguindo as instruções do Peçanha, vou deixar a lista das principais maneiras de melhorar a escaneabilidade de seu conteúdo, começando pelas que ainda não usamos:

  1. usar bullet points;
  2. usar negrito e itálico;
  3. fazer parágrafos curtos;
  4. definir intertítulos;
  5. usar mídias;
  6. fazer links.

Perceba como este post não contém nenhum parágrafo muito maior que 4 linhas, além de ter as informações mais importantes em negrito.

Mesmo leitores motivados vão ter dificuldade de ler seu conteúdo se ele for uma caixa de texto enorme. Garanta que seu post flui bem, e que não existem pontos onde o seu leitor pode querer fugir.

Se você seguiu os passos até aqui, vai ter em mãos um post com potencial de ranquear, converter e encantar, mas o trabalho não acabou.

Atualizando o post

Atualização frequente e com consistência é um dos mais de 200 fatores de rankeamento do Google, e por uma boa razão.

O Google quer que seus melhores resultados estejam o mais atualizados possível, isso quer dizer que eles devem receber atualizações que tragam novas informações para seus leitores.

Não pense nisso como uma forma de ranquear melhor, e sim uma forma de ter o melhor conteúdo sobre um determinado tema! Para tal, veja as próximas dicas.

Revisando seu post

Tome algumas horas do seu dia de tempos em tempos para ler seu conteúdo e procurar por pontos de melhora. Procure links úteis que você não fez da primeira vez, ou informações novas que podem ser acrescentadas.

Pense em novos conteúdos que você fez que podem estar linkados no texto, ou outros formatos de conteúdo úteis para aquele tema.

Acrescentar um vídeo em um post, por exemplo, pode ser uma ótima forma de tornar seu conteúdo mais valioso para seus leitores.

Pesquisa, pesquisa e pesquisa

De volta a pesquisa!

Eu não sei qual a área de atuação da sua empresa, ou qual o tema central de seu blog/post, mas arrisco dizer que existe sempre abertura para novas informações.

A melhor maneira de ser proativo em relação a atualização do seu conteúdo é estando na crista do seu tema. Se você sabe todas as novidades em relação ao tema do post, saberá de antemão a necessidade de atualizá-lo.

Com essas dicas você já tem uma base sólida de como produzir ótimos blog posts, focados em entregar valor para seus leitores.

Se quiser aprender mais sobre produção de conteúdo, recomendo conhecer nosso curso sobre Produção de conteúdo para a Web, da Universidade Rock Content.

Curso Produção de Conteúdo para Web

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo