como se tornar um professor online

Como se tornar um professor online: passo a passo para você investir na carreira docente a distância

A internet nunca foi um terreno tão fértil para trocar conhecimento. E quem tem mais valor para entregar pode até se transformar em um professor online. Neste artigo, vamos ver por que isso vale a pena e qual é o caminho que você deve seguir.

Poucas coisas têm tanto poder de transformar a vida de uma pessoa quanto o conhecimento. Não é à toa que muitos dizem que isso representa poder nas relações pessoais e comerciais.

E, realmente, não há como negar que as pessoas mais bem preparadas e informadas levam vantagens em processos seletivos, propostas de negócios e outras oportunidades.

É por isso que um dos principais ativos de um mercado tão marcado pela transformação digital, como hoje, são os infoprodutos. Desde que siga os passos certos, qualquer pessoa pode ajudar as demais com o seu conhecimento e experiência.

Quer saber como fazer isso também? Neste artigo, vou explicar como se tornar um professor online e por que essa ideia deve atrair você. Vamos lá!

Por que o EAD se tornou uma febre no mercado mundial

Uma coisa nós podemos afirmar sem medo: o EAD (ensino a distância) se tornou febre no mundo todo, desde as grandes universidades até indivíduos que produzem seu próprio conteúdo sozinhos.

Isso é confirmado por números impressionantes. Segundo estimativas, o mercado de infoprodutos movimenta, no mínimo, 1 bilhão de reais por ano!

Por que tanto destaque para o ensino pela internet? Não dá para atribuir um fenômeno tão grande a um motivo só. Mas podemos pensar em várias boas razões, como:

  • aumento das opções de aprendizado: a oferta de conteúdo de qualidade é muito maior hoje do que alguns anos atrás;
  • rapidez nas mudanças de cenário: as pessoas precisam aprender habilidades novas muito mais rápido, e isso exige cursos curtos e de menor investimento que uma faculdade, por exemplo;
  • comodidade e segurança: estudar de qualquer lugar a qualquer hora é um benefício que não pode ser ignorado;
  • mudança de visão do mercado de trabalho: o mercado de trabalho não exige mais uma formação tradicional. Isso permite que as pessoas estudem pelo valor do conhecimento, e não só pelo diploma.

5 benefícios de trabalhar como professor online

Se existe demanda, é claro que a oferta também vai aumentar. É esse o caso do aprendizado online. Muitas pessoas qualificadas perceberam o aumento da busca por conteúdo de qualidade sobre os mais variados temas.

Com isso, ingressaram no mercado como professores e mentores digitais. E não se engane: vale muito a pena trabalhar como professor online. Aqui, estão os principais motivos que confirmam isso!

Flexibilidade de horário

Uma das maiores vantagens de ser professor online é que você pode trabalhar quando e onde quiser.

Afinal, suas aulas serão gravadas e colocadas no ar em forma escrita. Isso quer dizer que você pode criar todo o seu conteúdo no local e horário que achar melhor.

Prefere produzir em casa, de madrugada? Num espaço de coworking durante a tarde? Ou quem sabe em um shopping ou lanchonete de manhã? 

A escolha é toda sua. Assim, você terá mais tempo para se dedicar a outras atividades pessoais, passar mais tempo com sua família e até mesmo desenvolver novos hobbies.

Ativo inesgotável

Outro ponto que você nunca deve esquecer: conhecimento é um ativo inesgotável. Isso mesmo, ele nunca acaba e nunca sai de você.

Pense comigo: depois de compartilhar seu conhecimento numa aula, seus alunos terão aprendido algo novo. Mas o que você ensinou continua com você

Além disso, você sempre terá a possibilidade de aprender mais coisas novas e continuar compartilhando isso com outras pessoas. Isso nos leva ao nosso próximo benefício.

Possibilidade de escala

Eu acabei de falar que a aula de um professor online é 100% transmitida pela internet. Na prática, isso ajuda você escalar seus lucros de forma mais rápida. E tudo isso se deve a dois fatores.

O primeiro é o volume das suas vendas. Enquanto, em uma aula presencial, você pode ajudar um número limitado de pessoas, isso não acontece no contexto online.

O segundo fator é o tempo que o conteúdo ficará disponível. Novamente, em uma aula presencial, o conteúdo é ao vivo, então, você só ganhará pelos alunos que estiverem ali na hora.

Com aulas gravadas, em qualquer canto do mundo, qualquer pessoa pode acessar seu conteúdo e na hora que quiser. Ou seja, depois de disponibilizar o material, ele poderá ser consumido por um número ilimitado de pessoas, a qualquer momento do dia.

Desenvolvimento profissional e pessoal

Trabalhar onde e quando quiser e ter mais tempo livre para atividades pessoais é algo que cada vez mais pessoas buscam. É o tão sonhado equilíbrio entre a vida pessoal e profissional.

Além disso, o horário flexível também facilita tirar tempo para se atualizar e especializar na sua área de atuação. 

Aqui vai um importante conselho: para ser um bom professor, você também precisa ser um bom aluno. Não pare de aprender, ou seja, não pense que já sabe tudo.

Produtividade e segurança

Além de todas as vantagens acima, é preciso considerar que trabalhar online é muito mais eficaz em termos de produtividade e segurança.

Você não precisa se preocupar com deslocamentos, engarrafamento do trânsito, risco de acidentes ou assaltos e uma série de outros problemas comuns — principalmente, nos grandes centros urbanos.

Sem a necessidade de ir de um lugar para outro, fica mais fácil cumprir com as obrigações da agenda e realizar o trabalho previsto para cada dia. Pensando bem, essa combinação é perfeita, pois significa menos estresse e maior retorno financeiro.

Como se tornar um professor online: 6 passos que você deve seguir de perto

Ninguém disse que vida de professor é fácil. Por mais que existam vantagens em relação à atividade presencial, isso também não quer dizer que você só vai trabalhar quando quiser.

A verdade é que existe um processo por trás de todo profissional de conteúdo bem-sucedido na internet.

Se você não souber como é esse processo e estiver disposto a segui-lo de perto, nada feito. A boa notícia é que não é nada de outro mundo. Tudo que você precisa fazer é seguir os passos abaixo!

1. Defina sua especialidade

A primeira coisa que você precisa resolver, antes de qualquer coisa, é: qual tema ensinar? Para decidir isso, é preciso levar em conta qual área de atuação você domina e gosta bastante. Mas também não deixe de pensar no lado comercial da atividade.

Se não houver mercado ativo, ou seja, se não houver uma quantidade suficiente de pessoas dispostas a pagar para aprender sobre o tópico escolhido, você não terá um negócio.

2. Crie um perfil do aluno ideal

O perfil de aluno ideal é a sua versão da persona, que nada mais é do que o cliente ideal que você busca.

Por que fazer isso? Porque, na sua comunicação para atrair alunos, é muito importante falar com as pessoas certas, na hora certa. Caso contrário, mesmo o melhor professor do mundo não vai conseguir alunos suficientes.

Guia para criação de personasPowered by Rock Convert

3. Determine trilhas de aprendizado para seus alunos

Antes de partir para a criação dos conteúdos de uma vez, vale a pena tirar um tempo para se planejar. Isso envolve criar trilhas de aprendizado para os alunos.

Mas o que são essas trilhas? São caminhos que ele precisará percorrer para dominar certos aspectos do assunto que você ensina. Uma boa ideia é criar uma trilha básica, outra intermediária e uma avançada.

Assim, você vai listar todos os tópicos que deve ensinar em cada estágio do aprendizado dos seus alunos. Essa é uma boa estratégia para organizar suas aulas e não confundir os estudantes.

4. Crie material de apoio para suas aulas

Depois de decidir o formato desejado, que pode ser em áudio, vídeo ou texto, é importante criar materiais de apoio. 

Esses materiais podem incluir apostilas, slides ou quaisquer outros recursos que ajudem você na hora de passar o conteúdo, e os próprios alunos, para que compreendam melhor as lições.

5. Aprenda a administrar o seu novo negócio

É muito fácil se concentrar só na parte “boa”, que é o conteúdo e como você pretende ensinar os alunos. Mas sempre se lembre: você tem um negócio próprio para cuidar.

Isso exige cuidado com questões administrativas e comerciais, como:

  • plano de marketing e vendas;
  • aspectos legais envolvendo a aquisição do seu conteúdo;
  • contratação de funcionários ou prestadores de serviço;
  • entre outros pontos.

6. Comece a se posicionar online para atrair alunos

Por último, é hora de começar a se posicionar online para atrair seus primeiros alunos. É nesse momento que o seu plano de marketing, definido no passo anterior, precisa entrar em ação.

Dependendo do seu orçamento e conhecimento sobre marketing, existem opções para divulgar melhor seu trabalho.

Para ganhar tempo na captação de alunos, não deixe de contar com o suporte de profissionais qualificados para ajudar com isso.

Agora que você já sabe como se tornar um professor online, o caminho ficou mais fácil para seguir essa nova carreira. Não importa qual seja sua área de formação ou conhecimento: o mais importante é criar conteúdo que gere valor e fazê-lo chegar às pessoas que mais precisam dele.

Mas, e se eu te disser que posso ajudar você a criar o seu primeiro curso online de forma simples? Aqui está o seu guia para planejar, executar e vender seus cursos como ninguém!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo