Por Ivan de Souza

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 26 de junho de 2020. | Atualizado em 29 de junho de 2020


Você sabe como vender pela internet? As possibilidades na web são diversas, de modo que é comum muitas pessoas terem dúvidas sobre o que fazer para ganhar dinheiro online. Se você também não sabe ao certo como chegar lá, continue a leitura deste post!

Ter um site e escolher uma plataforma para administrá-lo (como o WordPress, por exemplo) é fundamental para as ações de Marketing Digital das empresas. Além disso, também é fundamental para dar início a ações de como vender pela internet.

Este ano o número de vendas realizados pela internet teve um crescimento de 81%. Assim, se você quiser investir na oferta de produtos ou serviços online, o cenário está bem propício para começar! 

Para que você saiba como fazer isso, levantamos as principais dicas aqui neste artigo, são elas:

  • defina um modelo de vendas;
  • escolha a plataforma ideal de como vender pela internet;
  • construa um site;
  • faça um plano de Marketing Digital;
  • divulgue sua marca online.

Vamos lá?

Dica 1: defina um modelo de vendas

O primeiro passo a ser dado quando o assunto é fazer vendas pela internet é definir o modelo de vendas que será aplicado. Afinal, existem variadas formas de ganhar dinheiro online e apontamos aqui os principais.

Atraia o seu público certo

Pensemos numa loja física que ofereça um produto de varejo. Para que ela o venda, é necessário atrair as pessoas para que entrem no estabelecimento, certo? Na internet não é diferente, a venda ocorre a partir do momento em que as pessoas passam a acessar os seus canais online. Mais adiante explicaremos como isso deve ser feito. 

Como transformar visitantes do seu blog em clientes da sua loja virtual

O que pode ser vendido na internet

Caso você esteja se perguntando o que pode ser vendido pela web, a resposta é que variados tipos de ofertas podem ser feitos. Há pessoas que recorrem à internet para comprar desde bonecos até soluções corporativas. Portanto, basicamente, é preciso entender que essas ofertas se dividem em produtos ou serviços.

Quais produtos e serviços são vendidos online

Antes de falarmos sobre esse ponto, tratemos de entender a diferença entre venda simples e complexa. A venda simples refere-se àquela que as pessoas podem fazer sem precisar de um vendedor, como é o caso de produtos de varejos vendidos em e-commerces.

vendas complexas são as que requerem a mediação de um representante comercial. Empresas que trabalham com esse modelo deixam em seus canais online um formulário para que seja feito um contato com o vendedor, o que é muito comum nas empresas que prestam serviços.

Quais produtos e serviços você pode vender pela internet

Por mais que algumas pessoas pensem que seja possível oferecer apenas produtos e serviços próprios, isso não é verdade. Ainda que você não tenha os seus, também é permitido fazer vendas de produtos ou serviços de terceiros.

Por meio das plataformas de Marketing de Afiliados, você consegue, como pessoa física ou jurídica, promover as ofertas de lá e ganhar uma comissão cada vez que uma venda é feita. Isso pode incluir desde produtos da Amazon até serviços como os cursos da Hotmart.

Outras formas de monetização

Além das vendas citadas, há também outras formas de ganhar dinheiro online, são elas: anúncios do Google Adsense e espaço publicitário.

O Google Adsense exibe em sites, blogs (independente de serem construídos no WordPress, Blogger ou outra plataforma) e vídeos no YouTube anúncios de empresas que pagam pelas campanhas do Google Adwords para ter esse tipo de visibilidade. Caso o seu canal online tenha muitas visitas, mais remuneração você ganha referentes às visualizações e cliques feitas pelos visitantes.

google adsense

Outra maneira de monetizar o seu desempenho na web é oferecer espaço publicitário para levar a marca de parceiros para a sua audiência em troca de um valor financeiro. É uma prática muito comum feita por youtubers famosos, por exemplo.

Dica 2: escolha a plataforma ideal de como vender pela internet

Agora que você viu que há diversas formas de ganhar dinheiro pela internet, o passo seguinte é escolher a plataforma que melhor se adeque ao seu modelo de negócio.

Alguns empreendedores pensam que, para obter maiores resultados, é preciso estar presente em todos as plataformas e isso não é verdade. Afinal, essa decisão precisa ser tomada a partir do perfil do seu público-alvo.

Vejamos um exemplo: se o seu público for corporativo, faz mais sentido gerar oportunidades a partir do LinkedIn que pelo Instagram, não é mesmo? Se as pessoas que te acompanham tiverem o hábito de ler livros, é mais interessante ser afiliado da Amazon que do eBay.

Ao saber disso, você passa a saber a quais canais online se dedicar para vender cada vez mais. Vale lembrar também algo muito importante: de todos eles, o site é o mais importante!

“Ué, mas se hoje em dia temos blogs, vídeos, podcasts, redes sociais, entre outros meios de divulgação online, por que justo o site, um dos canais mais antigos da internet, é o mais importante?”

Alguns se fazem essa pergunta e a resposta dela é muito simples. Quando buscamos uma solução na internet, a qual dos meios abaixo recorremos?

  • Instagram;
  • Spotify;
  • Lista de e-mail;
  • Google.

Claro que a resposta é o Google e, por mais que seus resultados exibam conteúdos de redes sociais como o Facebook e plataformas como o YouTube, o caminho mais assertivo para aparecer entre as primeiras posições é ter um site que tenha bons conteúdos e excelente performance. 

Por isso, priorize o seu site. Caso você ainda não saiba como criar um, não se preocupe, pois é sobre isso que falaremos a seguir.

Dica 3: construa um site

criar site

O primeiro ponto que você deve levar em consideração ao criar um site é saber qual objetivo de negócio você quer conquistar para construir o tipo mais apropriado.

Se você quer atrair o seu público a partir de conteúdos educativos para, num segundo momento, ofertar produtos ou serviços relacionados, um blog pode ser o tipo ideal. Por outro lado, se a ideia for vender produtos que você confecciona, uma loja virtual é o caminho mais apropriado.

Seja qual for o modelo escolhido, todos passam pelas mesmas etapas: compra do domínio, contratação da hospedagem e instalação do CMS.

O domínio é a URL, ou seja, o endereço que as pessoas inserem para acessar o seu site. Os formatos mais comuns são .com ou .com.br, mas existem outras opções feitas para atender variados modelos profissionais. Advogados podem optar pelo adv.br e universidades pelo edu.br, por exemplo.

Em seguida, você deve contratar o servidor de hospedagem que oferece o espaço na internet em que seu site e todos os arquivos dele serão armazenados por meio do CMS. Alguns exemplos são Hostgator ou GoDaddy.

Powered by Rock Convert

CMS é a sigla de Content Management System, ou seja, o sistema que você usa para gerenciar os conteúdos do seu site. Ao contrário do domínio e do servidor que você precisa contratar (com a possibilidade de fazer o pagamento mensal ou anualmente), há CMS gratuitos como o WordPress que, por sinal, é o que recomendamos para a criação do seu site.

Se essas etapas te parecerem complicadas, há um caminho mais simples a se tomar: você pode criar um site em apenas 2 minutos por meio do Rock Stage, a solução para sites focados em resultados desenvolvida pela Rock Content. Após ler este post, clique aqui para conhecer os planos, você pode fazer um teste por 7 dias para conhecer a plataforma.

Dica 4: faça um plano de Marketing Digital

Pense num carro muito potente! Pensou? Bem, independente de qual você tiver imaginado, de nada adianta a potência se ele não tiver um bom combustível, não é mesmo? Pois, o mesmo ocorre com o seu site.

Mesmo que ele tenha um bom servidor e um layout incrível, de pouco adiantará se não houver o principal para fazer com que o site tenha bons resultados: conteúdo!

Para que os conteúdos do seu site sejam bons o bastante para atrair o seu público certo e fazer com que eles comprem o produto ou serviço oferecido, é necessário que ele tenha uma estratégia de Marketing Digital bem desenvolvida. Ela é composta de dois elementos: buyer persona e funil de vendas. 

O que é a buyer persona?

Buyer persona, ou simplesmente persona, é a representação semi-fictícia do seu cliente ideal. Como a ideia que trouxe você até este post é vender pela internet, é preciso saber como atrair possíveis compradores e isso é feito a partir dos objetivos e desafios que a sua persona tem.

Algumas pessoas confundem persona com público-alvo, mas são conceitos bem diferentes. Vejamos abaixo um exemplo criado para uma empresa de cosméticos.

  • Público-alvo: mulheres, faixa etária de 20 a 45 anos, classe social BCD, interesse em produtos cosméticos baratos.
  • Persona: Maria, 33 anos, atendente de telemarketing, classe C, gosta de comprar produtos de maquiagem que sejam bons e baratos.

É muito mais fácil se comunicar com a Maria do que com um público vasto, não é verdade? Por isso, ao criar a persona, a mensagem transmitida no seu site – e outros canais online – torna-se mais apropriada a ponto de capturar o cliente ideal.

O que é o funil de vendas?

O funil de vendas é também chamado de jornada de compra, pois todo cliente passa por essa trajetória quando decide adquirir um produto ou serviço. Esse funil é composto por três etapas: topo, meio e fundo. Vamos ver o que representa cada um:

  • topo do funil: neste primeiro estágio, a persona descobre ter um problema;
  • meio do funil: aqui, a persona começa a buscar soluções para o problema;
  • fundo do funil: por fim, a persona descobre quem pode solucionar o problema que ela tem.

Conhecer o funil é essencial para a sua estratégia de conteúdo, pois assuntos relacionados ao topo e meio podem ser usados de base para construir conteúdos de atração e consideração no seu blog e outros canais online. Já o fundo de funil deve ser trabalhado no seu site, pois tratam das soluções da sua empresa que o público deve conhecer para tomar a decisão de compra.

Dica 5: divulgue sua marca online

A última dica diz respeito ao trabalho que deve ser feito para que o site seja encontrado pelas pessoas na internet. Afinal, como dissemos anteriormente, é necessário que o público te encontre para comprar de você. Isso pode ser feito de maneira orgânica e paga, falaremos a seguir sobre cada uma delas.

Como divulgar o seu site via mídia orgânica

Quando o seu site é encontrado de forma natural nos motores de busca, sem a necessidade de anúncios pagos, isso ocorre de maneira orgânica. Para que isso ocorra, seu site precisa estar com uma boa estrutura de SEO.

SEO é a sigla de Search Engine Optimization, ou seja, otimização para sistemas de busca. O primeiro passo a ser dado para ajustá-lo ao seu site é fazer o levantamento das palavras-chave.

O que são palavras-chave?

Palavras-chave são os termos inseridos em buscadores como o Google para encontrar algum resultado. Por exemplo: se você deseja achar resultados para tênis de corrida, esta é a palavra-chave que você insere na barra de busca.

Portanto, é preciso usar ferramentas – desde as gratuitas como o Keyword Planner até premium como SEMRush – para encontrar as palavras-chave mais pertinentes do seu segmento e inseri-las em pontos estratégicos do seu conteúdo como no primeiro parágrafo, subtítulo e último parágrafo.

Use o plugin Yoast

Sites feitos em WordPress têm a vantagem de usar plugins que atribuem funcionalidades específicas. Um deles é o Yoast que ajuda a adequar os conteúdos do seu site para SEO.

Toda vez que você criar um texto para o seu site, o Yoast mostra o que deve ser melhorado para ser indexado e encontrado no Google.

Exemplo de como o Yoast orienta a otimização do SEO

Faça SEO Onpage e Offpage

A experiência de conteúdo é um ponto que o Google tem valorizado cada vez mais de maneira que cada pessoa que acessar o seu site deve nele ter uma experiência incrível. Isso inclui a inserção de links internos e externos, isto é, fazer SEO Onpage e Offpage.

O SEO Onpage é referente aos links internos que são inseridos nos seus conteúdos a fim de fazer os visitantes navegarem por outras páginas do seu site (o que pode incluir landing pages), além de deixar claro ao algoritmo que esses links são importantes, o que aumenta as chances de rankeamento.

Já o SEO Offpage diz respeito aos links externos que levam as pessoas a outros sites e que você também deve inserir no seu. Por mais que o clique leve os visitantes a outras páginas que não são suas, se essas inserções forem de qualidade, a experiência do usuário será muito boa, o que também poderá levantar o seu rankeamento visto que o Google também leva em conta a qualidade dos seus links, tanto internos quanto externos.

Como divulgar o seu site via mídia paga?

Os resultados de SEO funcionam a médio ou longo prazo. Sites novos, por exemplo, podem levar até 1 ano para indexar na primeira página do Google se a estratégia de conteúdo for bem executada. Porém, e se você precisar de resultados mais rápidos? Como fazer?

Criar anúncios em mídia paga é o caminho mais apropriado e dividido em duas frentes: Google Adwords e Facebook Ads.

Como criar anúncios no Google Adwords

O Google Adwords permite que você crie anúncios que são exibidos tanto na SERP do Google quanto em locais habilitados para a inserção deles (como, por exemplo, espaços do Google Adsense que mencionamos anteriormente).

Recomendamos a leitura deste guia completo que produzimos sobre a ferramenta para criar os seus anúncios. Porém, em caso de dificuldade ou se quiser se certificar de que o investimento nos anúncios seja o mais assertivo, o ideal é contar com um profissional de mídia paga.

google adwords serp
Exemplo de resultados de anúncios do Google Adwords exibidos na SERP

Como criar anúncios no Facebook Ads

O Facebook Business é a plataforma usada para criar anúncios tanto na rede social quanto no Instagram. Se o seu público estiver presente em ambas, é essencial criar anúncio nelas. Uma vantagem em comparação ao Google Ads é o custo ser mais barato por estar restrito às duas redes sociais.

Para que você saiba como fazer a criação desses anúncios, desenvolvemos também este guia que mostra o passo a passo.

Ao seguir essas etapas, você poderá criar um site preparado para trazer resultados capazes de fazer você vender pela internet. Contudo, como dissemos neste post, tão importante quanto o site é ter um blog para atrair o seu público-alvo que venha a se tornar clientes seus. A própria Rock Content tem o blog (este mesmo que você está lendo) como o seu principal ativo.

Logo, para saber como criar um blog de sucesso, confira também este artigo que produzimos totalmente dedicado ao assunto!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *