conteúdo em vídeo: como aplicar essa estratégia

Conteúdo em vídeo: entenda o porquê dessa febre e como aplicar em sua estratégia

O uso de conteúdo em vídeo, nas estratégias de marketing digital, já é uma das iniciativas diretamente responsáveis por fomentar as novas tecnologias e se alinhar aos usuários, consistindo em uma das principais ferramentas na busca por conhecimento, entretenimento, serviços e produtos.

Para mostrar isso, vamos lembrar alguns dados importantes:

Diante desses dados, percebemos o quanto essa tendência é evidente. Para também ter acesso a esses benefícios, siga a leitura e veja como tirar proveito dos vídeos em suas ações!

O que é o marketing em vídeo?

Os vídeos são líderes quando falamos sobre inovação de conteúdo, pois representam uma maneira muito mais confortável para o usuário absorver informações, levando em conta o ritmo cada vez mais acelerado que levamos neste mundo futurista.

Melhor do que parar para ler ou ver imagens é poder assistir a um vídeo com todas as informações das quais você precisa sendo exibidas de maneira clara, objetiva e divertida, gerando uma perspectiva diferente e um engajamento mais eficiente.

Não por acaso, a sensação é de que aquela empresa está falando diretamente para você, quase como uma conversa. Isso sem contar na facilidade de consumir esse conteúdo, já que é possível assistir a um vídeo em momentos e lugares onde não seria possível ler.

Assim, a estratégia de marketing em vídeo envolve a produção e utilização tanto de vídeos curtos quanto mais longos, dependendo da necessidade para determinado serviço.

Por isso, é uma ação que atinge todas as fases do funil de vendas, desde o topo (atração), passando pelo meio (conversão), até o fundo (venda). Também funciona na retenção de clientes, fortalecendo a marca em suas campanhas publicitárias e vídeos educacionais.

Quais são os benefícios do conteúdo em vídeo?

Como podemos ver, grande parte das empresas de todo o planeta já utiliza vídeos em sua estratégia e sabe o quanto isso gera ótimos resultados, e em pouco tempo. Mas e você, já conhece os principais benefícios?

Aqui, vamos explicar quais são eles, e os motivos pelos quais realmente farão seu negócio crescer de forma sólida e eficaz!

Gera mais engajamento

Já se sabe que 60% dos internautas sempre vai preferir ver o vídeo de um conteúdo do que ler um texto, se tiver a oportunidade para isso.

E isso vai além do gosto ou não pela leitura. Mesmo as pessoas que são leitoras assíduas tendem a clicar em um vídeo que tenha as informações de que ela precisa. É uma forma mais imediata de resolver um problema ou tomar uma decisão, e o tempo poupado com isso é valiosíssimo.

Impulsiona ainda mais o ranqueamento

O Google valoriza cada dia mais a relevância dos conteúdos criados para os internautas. Sendo assim, por meio de constantes aperfeiçoamentos nos algoritmos, ele vem identificando os vídeos de qualidade, impulsionando-os para o topo.

Isso acontece, especialmente, se o seu vídeo gerar engajamento com a marca e com o produto. Inevitavelmente, isso vai ajudar no tráfego orgânico e a utilização dos vídeos vai ser tornar ainda mais imprescindível.

Converte melhor

Os vídeos envolvem uma técnica poderosíssima, que funciona muito bem no quesito convencimento: o storytelling.

Ele é usado por meio de imagens, personagens, locuções e trilha sonora para contar uma bela história, que crie uma identificação muito mais profunda do que um texto faria.

A conversão não se faz sozinha e, por isso, é de extrema importância atentar para a narrativa trazida no conteúdo. Um vídeo animado, por exemplo, permite uma infinidade de possibilidades para a elaboração de algo fantástico.

Tudo depende da sua imaginação. A conversão depende de uma habilidade indispensável para qualquer ação de marketing e vendas: a persuasão. E não é difícil imaginar como os vídeos se saem nesse quesito.

Uma ótima dica são os vídeos explicativos, seja sobre um produto, seja sobre a empresa, e até mesmo sobre o próprio conteúdo apresentado em um blog post.

Educa melhor o cliente

Educação é a palavra-chave quando se trata de marketing digital. Um usuário pode realizar uma conversão se for devidamente educado a compreender o seu serviço e, naturalmente, passa a se interessar de uma forma verdadeira.

Isso pode (e acontece bastante) criar um promotor para o seu produto e marca, mostrando que uma versão atualizada do bom e velho marketing boca a boca ainda tem sua utilidade.

Agora, imagine acessar um site sobre um assunto sobre o qual você deseja aprender e se deparar com um vídeo logo no início, prontinho para dar play e apresentar tudo aquilo que você busca. Eficaz, não é? É quase certo que você vai passar mais tempo nessa página do que faria se precisasse ler um texto enorme.

O ROI será maior

Já citamos no início do post que o marketing em vídeo gera um ótimo ROI para as empresas e pontuamos aqui para reforçar isso.

E por quê? Porque você pode se questionar sobre o custo da produção de um vídeo, que nem sempre envolvem preços baixos, já que exigem profissionais bastante qualificados e processos minuciosos, bem executados e bem escritos.

A dúvida sobre o investimento e o retorno disso pode surgir nesse momento, mas é válido lembrar: mais de 80% das empresas afirmam que os vídeos geram um bom retorno sobre o investimento feito.

Se isso ainda não for o suficiente para convencer você, também vale esclarecer que, apesar da enorme importância de produzir um vídeo de alta qualidade, isso não é uma obrigação.

Também há a possibilidade de utilizar alguns softwares de edição online para recortar, colar, inserir som e finalizar um vídeo para postagem.

No final das contas, o conteúdo como um todo é o que fará a diferença. Se a sua mensagem for passada de forma clara e criativa, mesmo que não esteja excepcional, os resultados chegarão.

Quais os tipos de conteúdo em vídeo existentes?

Ok, chegamos em um ponto-chave da estratégia de marketing em vídeo: qual é o tipo de vídeo ideal para o meu conteúdo?

Falamos acima sobre criatividade e o quanto ela é importante na produção de um vídeo. Isso engloba também o tipo ou estilo de vídeo que será feito. Não existe uma barra que defina qual estilo chamará mais atenção e gerará mais engajamento.

Porém, nem sempre é fácil decidir por onde ir, mesmo com toda essa abertura. Isso acontece especialmente quando você já está acostumado a produzir textos, em que o conteúdo em si muda a cada nova postagem, mas o layout e o design da página continuam os mesmos.

Nos vídeos, o apelo visual é muito maior e, por isso, a variedade entre um vídeo e outro também é um diferencial.

Pensando nisso, separamos os tipos de vídeos mais populares e falamos um pouco sobre cada um deles a seguir!

1. Vlogs

Você provavelmente já percebeu que vlogger é uma profissão recente e de enorme sucesso, certo? Isso não é por acaso — os vlogs são produtos que fazem parte dos novos meios de comunicação.

Por meio deles, é possível ver notícias e atualidades em geral, aprender desde coisas básicas até extremamente complexas, se entreter, e muito mais. Para o produtor, é um trabalho de custo relativamente baixo e de enorme alcance, traduzindo um ótimo investimento para quem encara.

Você pode, por exemplo, gravar uma série inteira de episódios curtos no mesmo dia, que poderão render várias semanas de postagens, e isso pode ser feito em uma sala simples, com uma câmera razoável.

Mas lembre-se sempre: o conteúdo é a sua pedra preciosa que precisa ser lapidada com maestria.

2. Webinars

Há pouco tempo, o Skype era a ferramenta mais conhecida para fazer reuniões e conferências remotamente, em tempo real.

Isso mudou com a chegada do excelente Google Hangouts, uma maneira mais simples de realizar essas mesmas reuniões, porém, integrado a todos os outros serviços da Google.

Uma das facilidades que ganhou de vez a preferência da maioria dos usuários é a possibilidade de gravar e armazenar aulas, seminários, tutoriais, guias em vídeos e disponibilizá-los para todos os seguidores ou clientes.

Até mesmo congressos importantíssimos que, antes, seriam feitos somente em um lugar físico, agora, estão disponíveis para qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo e ao vivo.

Se os vlogs são baratos, os webinars são mais ainda. Muitas vezes, não é necessário nenhum tipo de edição, roteiro ou encenação.

É algo mais semelhante a uma reunião ou uma aula e, em alguns casos, com interação direta entre os participantes, possibilitando entrevistas e resolução de dúvidas, sem necessitar de espera.

3. Tutoriais

Praticamente todo consumidor de conteúdos em vídeo já viu pelo menos um tutorial. É quase certo que você mesmo tenha assistido a alguns e, quem sabe, até feito algum curso completo, totalmente por meio de vídeos.

É algo que, há alguns anos, só seria possível aprender procurando alguma boa escola, muitas vezes de alto valor.

Existem diversos vloggers que iniciaram produzindo tutoriais e que, atualmente, têm uma grande empresa em sua própria área e isso é simples de entender.

Afinal, você evita uma leitura extensa e, algumas vezes, sem nenhuma imagem sobre o que se estuda, para assistir a um vídeo que mostra o passo a passo exato, que, seguido à risca, dificilmente, dará errado.

Isso também ajuda a construir algo que toda empresa almeja: se tornar uma autoridade e uma referência no segmento.

Mas a questão não é simplesmente fazer um passo a passo, como em um livro de receitas. Os consumidores vão esperar de você um contato mais direto e pessoal, uma comunicação cativante que os guie de forma confortável.

Nunca deixe a entender que você não se importa o suficiente com o sucesso do usuário naquela tarefa.

4. Depoimentos

Depois de certo tempo criando conteúdos relevantes para sua persona, é esperado que alguns cases de sucesso comecem a surgir. É uma ótima oportunidade para coletar esses depoimentos e usá-los para mostrar aos novos visitantes o quanto o seu produto é importante.

Nesse sentido, criar vídeos que mostrem quem são as pessoas por trás desses cases de sucesso é algo que vai agregar muito valor. Isso se torna um elogio e uma promoção espontânea para a sua empresa.

Porém, não deixe de prestar atenção nas boas práticas com os seus clientes. Não seja invasivo, pois muitos não têm interesse em ser gravados ou exibidos. É preciso respeitar isso completamente.

Um modo de facilitar a entrega desses depoimentos é a realização de eventos que promovam a participação desses clientes. Isso aumenta as chances de se sentirem mais à vontade para fazerem declarações, mesmo que curtas, mas, ainda assim, capazes de causar grande impacto.

Oferecer descontos nos serviços para os clientes satisfeitos que disponibilizarem depoimentos, ou promover algum tipo de concurso para que relatem o motivo pelo qual recomendam o seu serviço são maneiras interessantes para viabilizar essa coleta.

5. Animações

São os preferidos de muita gente, pelo simples motivo de deixarem os usuários mais motivados com grandes paletas de cores e personagens divertidos que geram bem-estar.

São mais baratos de se produzir do que os vídeos com pessoas reais e, inclusive, muitas vezes, produzidos por uma equipe muito pequena.

exemplo de vídeo animado

Nesse universo animado, existem vários estilos de vídeos que podem ser usados, como as animações em quadro branco, em colagem, 3D, e um dos mais usados na estratégia de conteúdo em vídeo: o Motion Graphics

Em sua maior parte, o Motion Graphics é caracterizado por animações 2D, e é um ótimo estilo para a criação de vídeos explicativos e institucionais, como no exemplo abaixo:

Quais os principais cases de sucesso?

Qual a melhor maneira de compreender o sucesso que conteúdos em vídeo podem proporcionar, se não mostrando exemplos reais de empresas bem-sucedidas?

Uma boa amostra é o caso da Headspace, um aplicativo desenvolvido para ensinar, auxiliar e guiar a meditação. O uso de vídeos deu tão certo que passou a produzir séries com episódios curtos, dando dicas de como meditar melhor.

Em 2013, a Volkswagen teve a difícil missão de anunciar o fim da fabricação da Kombi. Em um vídeo marketing genial, foi narrada a história do veículo, e o que talvez pudesse desvalorizar a marca acabou se tornando um viral que venceu vários prêmios no Festival de Cannes.

Por sua vez, a YumYum Vídeos é uma empresa que se tornou um sucesso ao usar a estratégia, produzindo conteúdo em vídeo para eles mesmos e para várias grandes empresas, como Fox, DocuSign, Red Bull, American Express, entre outras.

As estratégias de marketing em vídeo não são mais apenas uma tendência. Para ver os seus números aumentarem, não deixe de apostar na estratégia.

Está preparado para iniciar a sua estratégia utilizando conteúdo em vídeo, mas ainda quer aprender sobre as estratégias de marketing de vídeo? Então não deixe de ler nosso guia sobre o assunto!

marketing em video

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo