Por Cayo Woebcken

Redator freelancer da Rock Content.

Publicado em 22 de novembro de 2019. | Atualizado em 6 de fevereiro de 2020


O uso de conteúdos interativos para a captação de dados é uma prática extremamente valiosa para o departamento de marketing. Além de facilitar o engajamento da persona, a interatividade é um elemento que facilita o mapeamento de suas jornadas e diferencia a experiência oferecida por sua marca.

Amplamente debatido em todos os setores comerciais, o uso de dados para o aprimoramento do business intelligence é um assunto com o qual todo profissional de marketing já está habituado.

A partir do uso de informações que indicam as preferências e as tendências de comportamento do consumidor, é mais fácil atingi-lo de modo eficiente, e os conteúdos interativos têm um papel importante nisso.

Se você tem algum conhecimento em Marketing de Conteúdo, percebe como o conceito tem ainda mais valor nessa abordagem.

Afinal, tudo gira em torno do oferecimento de uma experiência qualificada à audiência, o que só é possível a partir de um conhecimento aprofundado sobre suas características. Então, obter esses dados é fundamental.

O interessante é que, assim como a coleta de informações otimiza a produção de materiais qualificados, a criação de conteúdos interativos viabiliza a extração de ainda mais dados, funcionando como uma via de mão dupla.

Quer saber mais sobre o assunto? Neste texto, vamos abordar:

Continue lendo e confira!

 

Qual é o papel dos conteúdos interativos na extração de dados?

A experiência de um usuário na internet é marcada por sua interação com elementos digitais, seja por meio de cliques em websites, seja por meio de curtidas deixadas em redes sociais.

Há muito tempo, profissionais de Marketing Digital identificaram esse movimento como um potencial para otimizar o entendimento a respeito de suas personas.

Acontece que, conforme o consumo de conteúdo vai se massificando, as pessoas se tornam mais criteriosas em relação aos materiais com que gastam o próprio tempo.

Em outras palavras, a missão de engajar a audiência e, com isso, conseguir permissão para acessar seus dados, é dificultada. Assim, é preciso acompanhar as tendências e otimizar a estratégia.

Nesse cenário, a criação de conteúdos interativos vem se mostrando uma prática extremamente benéfica para engajar os consumidores.

Isso é claramente notado pelas equipes de marketing, como aponta o estudo The Symphony of Connected Interactive Content Marketing.

A pesquisa, realizada com mais de 20.000 profissionais da área, escolhidos de forma aleatória, mostra que 87% concordam que o uso de conteúdos interativos, em vez de estáticos, é benéfico para conquistar a atenção dos visitantes.

Por si só, isso gera insights relevantes para o entendimento do comportamento do consumidor e a otimização da estratégia.

A importância dessa abordagem no contexto do marketing 4.0

Entender o conceito de marketing 4.0 é essencial para qualquer profissional atuando no cenário atual, marcado pelo desenvolvimento constante da transformação digital.

Essa compreensão passa pela observação das demandas feitas pelo consumidor moderno que, além de experiências personalizadas, exige a humanização das marcas.

Como se encontra no topo da cadeia de mercado, seu potencial cliente não quer ser tratado apenas como mais uma oportunidade de negócio, assim como não quer lidar com empresas que se comportem como um ponto alheio à comunidade que a rodeia.

Isso implica na criação de relações humanizadas, possibilitadas com a abertura de diálogos com a audiência.

Portanto, quando seu conteúdo dá ao leitor a possibilidade de interação, ele, mesmo que por um momento, enxerga sua marca como algo com que pode se relacionar. O aumento da confiança e da inclinação para se engajar é, portanto, evidente.

Além de facilitar a posterior conversão de leads, esse movimento gera tomadas de ação essenciais para você acompanhar o comportamento do público. Cada clique importa.

No próximo tópico, falaremos mais sobre os tipos de informações que você pode extrair dessa abordagem. Siga lendo!

Você pode se interessar por esses outros conteúdos

👉 Como gerar receita com conteúdo interativo

👉 Como usar conteúdos interativos para reduzir o ciclo de vendas

👉 4 tipos de conteúdos interativos para fase de consideração

👉 Conteúdos interativos para a fase de decisão da jornada

👉 Como criar uma estratégia interativa: passo a passo dos estágios

👉 Entenda por que fazer conteúdos interativos para sua estratégia


 

Quais tipos de dados podem ser extraídos com essa estratégia?

É comum que, ao falar na extração de dados deixados pelos usuários, as pessoas associem a prática à obtenção de informações de contato.

De fato, landing pages interativas são excelentes ferramentas para você encorajar os visitantes a compartilharem dados, como endereço de e-mail, nome, profissão e muito mais.

exemplo de landing page

Contudo, não é só desse tipo de dado que estamos tratando quando falamos do uso de conteúdo interativo.

Basicamente qualquer tipo de insight pode ser obtido, desde que se faça uso das práticas adequadas.

Imagine, por exemplo, que você faz um infográfico interativo sobre algum tema que tenha muita relevância para o seu negócio.

Em determinado momento, você pode colocar um quiz interativo dentro do infográfico. Caso o leitor marque a resposta errada para o quiz, ele será informado e educado ali mesmo.

Caso seja um erro muito comum entre os visitantes do seu site, você pode voltar os esforços para educador o mercado nessa área e, assim, torná-los mais maduros dentro da estratégia — para conhecerem a solução que sua empresa oferece.

infográfico com quiz
infográfico com quiz

Para que seja bem-sucedido, é essencial que o conceito se estenda a todos os canais que você utiliza para se comunicar com a persona.

Em uma campanha de email marketing, você pode incentivar o destinatário a responder à mensagem, providenciando o tipo de insight que você definir. Isso funciona até em casos de cancelamento da lista.

Como você sabe, é essencial que suas campanhas de nutrição facilitem a vida do usuário caso ele deseje não receber mais suas mensagens.

Caso chegue a esse ponto, um simples questionário perguntando o motivo que o levou a tal decisão vai gerar um entendimento maior sobre as motivações do público, otimizando a estratégia.

Então, além dos dados básicos, como os de contato, conteúdos interativos promovem insights mais profundos, que ajudam sua equipe a compreender as dores, motivações, necessidades e desejos da persona.

A seguir, apresentaremos alguns exemplos práticos para a implementação de tal estratégia.

https://materiais.rockcontent.com/webinar-conteudo-interativoPowered by Rock Convert
 

Como implementar essa ideia na prática?

Até este ponto, você já entendeu que o uso de conteúdos interativos está atrelado a diversos benefícios para a empresa, não é?

Além de facilitar a captação de leads, a prática melhora a imagem que o público tem de sua marca, aumenta o engajamento e o alcance de suas publicações e, principalmente, aprimora seus esforços em Data Science.

Todavia, mais do que entender o conceito, é preciso saber como aplicá-lo na prática, e é a isso que vamos dedicar o restante do texto.

Landing page interativa

Para começar, um dos materiais que mais podem se beneficiar com a introdução de uma abordagem interativa é a landing page, a página responsável por capturar os dados de contato dos visitantes, transformando-os em leads.

Para ilustrar, imagine que você tenha estruturado a página e feito um trabalho perfeito em SEO para atrair sua persona.

Lá, o usuário encontra o formato padrão, composto geralmente por uma imagem, uma oferta de algum material de valor e um questionário a ser preenchido com dados escolhidos por você.

Se eles preencherem, ótimo.

Contudo, é preciso considerar a possibilidade de o visitante, embora interessado no material, não confiar suficientemente na sua marca para deixar informações. Se isso acontecer, é bem provável que ele encerre a visita sem se converter em lead.

O que isso significa? Sua campanha de atração é boa, mas falta um algo a mais na landing page.

Agora, considere que, além dos elementos já citados, a página conte com links para outras áreas do website, como a que apresenta os depoimentos de outros clientes e a que descreve os diferenciais da empresa.

Ademais, um quiz pode testar o conhecimento do visitante sobre o assunto, indicando se ele falhar ao responder.

Outra opção é utilizar o questionário para entender melhor sobre as motivações do cliente e até extrair informações sobre seus dados demográficos, como o exemplo mostrado abaixo.

Além de facilitar o entendimento do cliente em relação aos próprios problemas e à atuação da sua marca, essa prática, sob olhares atentos, gera dados valiosos.

Como tratado, as respostas dadas no quiz, por exemplo, indicam se o seu público ainda precisa ser educado sobre determinado assunto, ou se já avançou em sua jornada rumo ao fundo do funil.

O uso de outros conteúdos interativos

A diversificação dos conteúdos explorados é essencial para a eficácia da presença digital de sua marca, logo, é importante criar diferentes formatos de materiais interativos.

Então, além de investir na interatividade de landing pages, é preciso adotar a mesma visão em relação a outros elementos que influenciam a experiência do cliente.

Nesse sentido, é inevitável citar os vídeos interativos, que têm alto poder de engajamento e podem servir para educar, entreter e atrair consumidores.

Um exemplo bem-sucedido é a campanha realizada pela Honda para promover o Honda Civic, carro conhecido no exterior como um dos preferidos para o uso familiar.

A ideia da peça de publicidade, além de engajar, era passar a ideia de que, além de prático e confortável para funções cotidianas, o automóvel conta com um motor de alta performance.

Para representar essa dualidade, a montadora desenvolveu um vídeo que mostra um pai realizando a simples tarefa de buscar as filhas na escola.

A mágica da interatividade no vídeo é a seguinte: toda vez que o usuário aperta a letra “R”, todos os elementos mudam, simulando uma realidade alternativa em que o mesmo personagem, em vez de banal, é um agente infiltrado da polícia.

Trata-se de uma experiência autêntica e diferenciada, que gerou resultados incríveis para a Honda.

De acordo com a empresa, os visitantes da página gastaram, em média, três minutos assistindo ao material, o que é acima dos padrões do mercado automobilístico.

Isso refletiu diretamente no número de acessos à página do Honda Civic, que simplesmente dobrou durante o período em que a campanha foi divulgada.

Utilizar conteúdos interativos é uma forma de investir na captação de dados valiosos para o marketing.

Além de engajar os visitantes e estreitar sua relação com a marca, essa prática os encoraja a compartilhar suas informações de contato e facilita o rastreamento da experiência, o que gera insights essenciais para a otimização da estratégia.

Que tal continuar seu aprendizado sobre conteúdos interativos? Para isso, conheça a nossa ferramenta ion — uma plataforma de criação de peças interativas de alto engajamento. Confira!

Conteúdos InterativosPowered by Rock Convert

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *