Por Camila Casarotto

Redatora Freelancer da Rock Content

Publicado em 28 de maio de 2019. | Atualizado em 30 de maio de 2019


Domain Authority é um indicador criado pela Moz para demonstrar a força de um site no rankeamento do Google. Mas você sabe como verificar essa pontuação? E como usá-la? Acompanhe este artigo para entender o que é e como otimizar o Domain Authority!

A autoridade do domínio é um indicador potente para a estratégia de SEO: essa métrica prevê a probabilidade de um site ficar bem posicionado nos resultados do Google. Portanto, otimizar o Domain Authority pode ser bastante útil para a sua estratégia.

Mas ela não surge de uma bola de cristal, ok? O Domain Authority (DA) foi desenvolvido pela Moz, uma referência quando o assunto é SEO. A empresa criou um algoritmo que tenta simular a visão do Google sobre os sites e, para isso, abrange diversos fatores que determinam o rankeamento.

Recentemente, em março de 2019, a Moz anunciou uma atualização dessa métrica, que a torna ainda mais precisa. Por isso, vamos apresentar aqui quais mudanças foram feitas e como otimizar o Domain Authority a partir de agora.

Acompanhe para entender tudo!

O que é Domain Authority?

Domain Authority é um indicador criado pela Moz que mostra quão bem posicionado um site ficará nos resultados da busca do Google. Essa probabilidade é demonstrada por uma pontuação, que vai de 1 a 100. Quanto mais alta, mais chances de o site alcançar o topo.

Para determinar essa pontuação, o Domain Authority analisa o índice de links da Moz e considera uma série de fatores que fazem parte de uma estratégia de Search Engine Optimization (SEO). Eles incluem, essencialmente, a qualidade dos backlinks para o seu site, que, ao que tudo indica, têm grande peso para o algoritmo do Google.

Assim como o Google, a Moz também utiliza modelos de aprendizagem de máquina para aprimorar o Domain Authority ao analisar resultados de pesquisas. Por esse motivo, os cálculos estão constantemente se adaptando conforme o aprendizado do algoritmo e, por isso, podem gerar uma flutuação natural nas pontuações de DA.

Diferença entre Domain Authority e Page Authority

Domain Authority e Page Authority são indicadores da Moz. Eles são desenvolvidos com a mesma metodologia e buscam se aproximar da visão do Google para prever as chances de posicionamento de um link na busca.

A grande diferença é que o Page Authority mede a força de classificação de uma única página, enquanto o Domain Authority avalia domínios e subdomínios inteiros.

Ferramentas para checar os seus indicadores de autoridade

Você pode checar a autoridade das páginas e do domínio do seu site em ferramentas gratuitas da Moz:

  • Link Explorer: antigo Open Site Explorer, apresenta um relatório completo sobre backlinks, conteúdos com melhor desempenho, textos-âncora, além do Domain Authority e Page Authority;
  • MozBar: extensão para Google Chrome que analisa qualquer página visitada e apresenta um relatório rápido com as principais métricas para SEO (inclusive Domain Authority e Page Authority).

Para obter relatórios mais completos e detalhados, você pode criar uma conta paga no Moz Pro, uma ferramenta com recursos avançados para estratégias de SEO.

moz bar do new york times moz bar em buscas do google

Atualizações no Domain Authority 2.0

Sabemos que o Google faz atualizações frequentes no algoritmo de busca para aumentar sua inteligência. A intenção é priorizar cada vez mais os sites com melhores conteúdos para os usuários e tirar de cena aqueles que fazem spam e oferecem uma experiência negativa.

A Moz também sabe muito bem disso. Portanto, ela também precisa atualizar periodicamente o indicador de Domain Authority para que ele continue representando ―com o máximo de fidelidade possível ― o comportamento do robô do Google.

Por isso, em março de 2019, a empresa lançou uma nova versão do seu indicador: o Domain Authority 2.0.

Para aprimorar a pontuação, o algoritmo passou a considerar novos fatores, que foram arranjados em um novo modelo de machine learning, mais sofisticado e preciso. A Moz apresentou algumas mudanças técnicas que aconteceram:

  • mudança de um modelo linear complexo para uma rede neural, capaz de detectar melhor a manipulação de links;
  • melhorias nos fatores de rankeamento por trás do Domain Authority e na integração entre a pontuação de spam (Spam Score) e a rede de links, com base em qualidade e tráfego;
  • novo índice de links da indústria (Moz Link Explorer), com mais dados e um trabalho estatístico mais apurado.

Assim, o Domain Authority entrega agora um resultado ainda mais próximo do Google sobre a probabilidade de posicionamento do seu site.

A Moz esclarece ainda que, devido a essa mudança, é natural que o DA flutue para mais ou para menos, em busca de uma pontuação mais confiável. O que importa mesmo é que você poderá avaliar com mais precisão a força do seu site e dos seus competidores.

Para que serve o indicador de autoridade do domínio?

Domain Authority se tornou um dos indicadores-chave para a indústria do SEO. Desenvolvido por uma das grandes empresas do setor e baseado em inteligência artificial, trata-se de uma métrica confiável para avaliar e embasar as suas estratégias.

Veja, a seguir, como você pode usá-la.

Avaliar suas estratégias de SEO

A pontuação do Domain Authority costuma refletir o desempenho das suas ações de SEO. Se você conquistar bons backlinks, por exemplo, ela tende a aumentar (embora englobe diversos outros fatores).

Então, ao longo do tempo, você pode perceber o impacto das suas estratégias. Não espere, porém, um efeito imediato: SEO exige paciência para gerar efeitos no médio e longo prazo.

Comparar o site com os competidores

Você também pode visualizar o Domain Authority dos seus competidores e fazer uma análise da concorrência. Perceba qual é a sua posição no mercado para as palavras-chave pelas quais vocês competem. Assim, você terá parâmetros de quanto precisa melhorar e o que pode fazer para isso.

Escolher bons parceiros para link building

Em uma estratégia de link building, você deve mirar em parceiros que gerem bons backlinks.

Então, na hora de escolher os sites para uma parceria, é interessante verificar o Domain Authority deles, para conectar o seu site com marcas de autoridade aos olhos do Google.

Como usar o indicador de autoridade do domínio na sua estratégia?

Muita gente faz confusão achando que o Domain Authority é um dos fatores de rankeamento do Google. Mas não é bem assim.

Esse indicador é uma propriedade da Moz e foi criado sem qualquer vinculação com o Google. Seu papel é apenas simular a avaliação que o robô do buscador faz sobre os sites.

Portanto, ele não afeta os resultados da busca! O Domain Authority deve ser usado apenas como um indicativo do sucesso das estratégias de otimização, ok?

Domain Authority como um a métrica relativa

Agora, talvez você esteja se perguntando: “qual pontuação de DA meu site deve ter?”.

Porém, essa pergunta não tem uma resposta definitiva. Não existe necessariamente uma pontuação “boa” ou “ruim” para o Domain Authority.

Essa métrica é mais bem explorada quando você analisa o valor em relação aos seus competidores ou ao seu próprio desempenho ao longo do tempo. Ou seja, ela deve ser usada como uma ferramenta relativa, não absoluta.

Isso quer dizer também que você não precisa se desesperar se o seu Domain Authority cair. Antes de pensar “deu tudo errado!”, olhe para os concorrentes e veja se eles também não caíram. Isso pode acontecer, por exemplo, devido a alguma atualização do Google que afete todos os sites do seu setor.

Aliás, vale informar aqui que os sites com maior pontuação de DA (próxima de 100) são gigantes como Facebook, Amazon e Wikipedia. A não ser que você pense que o seu site é tão grande como esses, dá para ver que é difícil mirar na pontuação máxima, não é? Portanto, o ideal é olhar para os seus vizinhos como parâmetros para o Domain Authority.

Outros indicadores de SEO

Para avaliar a sua estratégia, o Domain Authority é apenas um dos indicadores-chave de SEO. Existem ainda muitas outras métricas que podem indicar se você está no caminho certo.

Uma delas é o Page Authority, também da Moz, que já apresentamos antes. Ele demonstra a força de páginas únicas no ranking do Google e pode ajudar a entender o desempenho de conteúdos específicos. Para isso, você também pode acompanhar a posição das páginas no ranking para determinadas palavras-chave.

Indicadores de tráfego (como número de visitas e CTR do link na SERP) também são importantes para mostrar quantos visitantes você consegue atrair. Essas métricas ajudam a provar o valor do SEO, já que você não paga pelo clique deles, como nas mídias pagas.

Já os indicadores de conversões (vendas e geração de leads, por exemplo) são essenciais para avaliar o desempenho da otimização na geração de resultados efetivos de negócio.

E a estratégia de link building, como você pode avaliar? É preciso acompanhar o número de links conquistados em determinado período e, especialmente, quantos deles são de sites de autoridade.

Então, com todos esses indicadores, você terá uma visão completa sobre o desempenho das suas ações para conquistar o Google.

Como otimizar o Domain Authority?

Domain Authority não é uma métrica que você possa influenciar diretamente. Como ela é composta de diversos fatores (assim como o algoritmo do Google), você precisa trabalhar nos diversos elementos de uma estratégia de SEO para melhorar a sua pontuação.

Também é preciso entender que otimizar o Domain Authority não significa que necessariamente a sua pontuação vai subir.

Existem muitos outros fatores externos em jogo. Se um competidor forte entra no mercado ou outro site melhora muito mais a sua pontuação, por exemplo, pode ser que a sua classificação diminua, mesmo com boas ações de otimização.

Lembre-se: o Domain Authority é uma métrica essencialmente comparativa.

Mas, para competir com as suas melhores armas, você precisa adotar estratégias de SEO para otimizar o Domain Authority. Agora, então, vamos apontar as principais ações que você deve tomar para isso.

1. Identifique os seus competidores

Para otimizar o Domain Authority, você precisa primeiramente identificar qual é a sua meta. Como dissemos, “alcançar a nota 100” pode ser um objetivo improdutivo, já que dificilmente você chegará lá.

E não faz sentido mirar tão alto sem olhar para os seus competidores. É na comparação com eles que você vai entender qual é a sua posição dentro dos assuntos e do mercado em que o seu site atua.

Para isso, então, é preciso saber identificar os seus concorrentes. Você deve analisar quais são os sites da sua categoria, do seu porte e que aparecem para as mesmas palavras-chave que você. São eles que competem com você por um espaço na SERP no momento da busca do usuário.

Na ferramenta Keyword Explorer, também da Moz (e em outros ferramentas como a SEMrush), você pode pesquisar por um termo específico. Além de outras métricas, o relatório apresenta os principais sites que aparecem para essa busca e os seus respectivos indicadores de autoridade (PA e DA).

A partir daí, você identifica se a sua pontuação está boa e pode traçar uma meta de otimização. Além disso, analise o perfil dos seus competidores e entenda por que alguns têm Domain Authority mais alto ou mais baixo.

2. Analise o perfil de backlinks do seu site

Para o Google, a análise da rede de links entre os sites está na origem do seu algoritmo. Foi assim que ele começou a identificar quais páginas eram mais relevantes na internet. A lógica era a mesma das citações em trabalhos acadêmicos ― quanto mais um autor é citado, mais relevante ele é naquele assunto.

Mas o algoritmo foi aprimorado ao longo dos anos para entender também a qualidade dos links que apontam para um site. Não adianta você ser linkado por vários sites não confiáveis, porque isso mostra que provavelmente o seu site também não é confiável. “Diga-me com quem andas e direi quem és”, sabe?

Portanto, para otimizar o Domain Authority e mostrar que você é uma boa referência, é preciso ter um perfil de backlinks confiáveis e de qualidade. Para isso, é preciso aumentar o número de backlinks de sites de autoridade e eliminar os de baixa qualidade.

Veja a seguir como adotar essas medidas.

3. Procure parcerias com sites que tenham DA maior que o seu

Para mostrar que você é referência, é preciso se cercar de sites que tenham autoridade. Melhor ainda é conquistar backlinks de sites com mais autoridade que o seu, pois eles transmitem mais link juice.

Você pode identificar quais são esses sites pelas ferramentas da Moz ― Link Explorar e MozBar ― que informam o Domain Authority dos seus concorrentes. Certifique-se também de que eles sejam do seu setor, para transmitir mais credibilidade ao Google.

Depois de identificar bons parceiros potenciais, você pode propor a criação de guest posts ou de co-marketing, que gerem links para o seu site.

Para passar o link juice, esses backlinks não devem conter o atributo “nofollow”, que impede o Google de associar os dois domínios. Se houver esse atributo, o link servirá apenas para gerar tráfego e branding (o que, claro, também é válido).

4. Elimine os backlinks de baixa qualidade

Além de conquistar backlinks positivos, também é preciso eliminar os de baixa qualidade, que prejudicam a sua imagem diante do Google.

Isso pode acontecer quando o site contrata uma empresa de SEO não confiável, participa de esquemas de links ou simplesmente comete o erro de criar links artificiais. Mas nunca é tarde para consertar esses problemas.

Ao acessar o Google Search Console, você pode acessar os “Links para seu site”, no menu Tráfego de Pesquisa. Nessa lista, identifique os links indesejados e verifique, domínio por domínio, quais têm DA mais baixo para eliminá-los dali.

Se você conhece o proprietário do site, pode solicitar a remoção do link indesejado ou solicitar a inclusão do atributo “nofollow”.

Se prefere que o Google faça isso, indique os links indesejados para que o buscador os ignore na indexação do seu site. Para isso, use a ferramenta Rejeitar links do Google Search Console.

5. Crie conteúdos que as pessoas queiram linkar

Entra ano, sai ano, e segue a máxima: o conteúdo continua sendo rei! É ele que dita o sucesso das suas estratégias de Marketing de Conteúdo e de SEO. Sem conteúdos de qualidade e relevância para o público, os resultados não aparecem.

Em uma estratégia de link building, o conteúdo também exerce um papel importante. Antes de pensar em fazer parcerias para conquistar backlinks, é preciso olhar para dentro e perceber se as suas páginas têm potencial para engajar o público e receber links de outros sites.

Os visitantes devem entrar no seu site e pensar que aquele conteúdo é o melhor, mais útil e mais relevante que eles já leram. Para isso, mire no perfil da persona e nas dúvidas e necessidades dos seus consumidores, de acordo com a jornada de compra.

Assim, naturalmente, as suas páginas serão referenciadas em diferentes conteúdos, para mostrar ao Google que você é uma autoridade naquele assunto.

Agora você já sabe tudo para otimizar o Domain Authority e aproveitar as melhorias da recente atualização dessa métrica. A Moz aprimorou o seu algoritmo para gerar uma pontuação ainda mais confiável e embasar as estratégias com mais confiabilidade.

Com as dicas acima, então, você vai perceber uma melhoria não só no Domain Authority, mas também nos resultados do SEO de maneira geral.

Aqui falamos bastante sobre link building, que é a estratégia mais influente no Domain Authority. Mas é importante saber também sobre a otimização dos fatores das suas páginas. Então, leia agora sobre como fazer SEO On Page no seu site ou blog.

Guia do SEO 2.0Powered by Rock Convert

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *