Por Bárbara Georgiane

Analista de Marketing na Rock Content

Publicado em 26 de janeiro de 2019. | Atualizado em 10 de dezembro de 2019


Ecossistemas de inovação são polos tecnológicos criados para o desenvolvimento focado em Ciências, Tecnologia, Engenharias e Matemática, com o incentivo e investimento de universidades, empresas e governo. O Brasil, por exemplo, conta com alguns polos de grande importância nesse sentido.

Quando uma comunidade de microrganismos se une em um ambiente vivo, compartilhando suas características e interesses em comum — sejam internas, sejam externas — o nome dado a esse movimento é ecossistema.

No mundo corporativo, quando empresas, universidades e governo se unem para criar um ambiente colaborativo e inovador, em que todos trabalham para fazer descobertas, crescer juntos e compartilhar resultados em comum, o nome disso é ecossistema de inovação.

O mercado, percebendo essa oportunidade de as instituições poderem se desenvolver mais rápido, tratou logo de criar um tipo de ambiente de correlação para trocarem experiências e partilhar dos pontos de equilíbrio erguidos nessa junção.

Com isso, conseguiram gerar engajamento, criando assim uma tendência empresarial. Mas, na prática, o que são os ecossistemas de inovação? Qual sua importância para o mercado? Saiba mais sobre esse assunto acompanhado este post até o final!

O que são ecossistemas de inovação?

Ecossistemas de inovação são empresas que se unem para criar um ambiente de aprendizado em que é possível facilitar o desenvolvimento da inovação.

É a oportunidade que os empresários têm de interagir com profissionais de seu segmento para encontrar soluções para suas dores de mercado e criar novos produtos, serviços e projetos que atendam as necessidades mercantilistas.

Para isso, são criados polos com espaços colaborativos. Esses polos reúnem toda a infraestrutura necessária para favorecer o ambiente de descoberta, pesquisa e desenvolvimento. Mas para que isso aconteça de maneira proativa, é necessário a criação de pilares para sustentar essa dinâmica econômica.

Veja, a seguir, quais são esses pilares.

Educação

A educação é o principal pilar de um ecossistema de inovação, mas não se trata de uma educação habitual como as que os universitários recebem.

Esse conhecimento precisa ser focado em STEM, que é uma sigla em inglês para Ciências, Tecnologia, Engenharias e Matemática, as quatro áreas do saber que são fundamentais para a inovação.

Instituições e políticas públicas

É importante a participação do governo nesse ambiente para possibilitar que a inovação seja abrangente a nível nacional, assim como angariar investimentos para a manutenção de todo o processo.

Empreendedores e PMEs

Criar um ambiente oportuno para que as empresas de pequeno e médio porte e os empreendedores se desenvolvam é muito significativo para o país. Afinal, é deles que vem a força da economia.

Facilidade nas interações

A comunicação entre empresas, universidades e governo precisa funcionar com maestria, para que a informação circule e chegue a quem precisa dela para atender a uma demanda.

As conexões também precisam ir além desse ambiente, o que requer um acesso global, sendo útil para quem precisa de resultados mas não dispõe de recursos.

Marca e celebração

Saber de onde veio uma descoberta de grande repercussão é crucial para os centros de ecossistema de inovação. Isso permitirá que a origem receba o devido destaque e, assim, fortaleça sua marca.

Esse ecossistema geralmente é marcado por sua autoridade e credibilidade com respeito àquele problema que resolveu. Quanto à celebração, acontece em função do sucesso dos empreendedores que investiram naquele ecossistema. Por isso, eles terão seus investimentos devolvidos ao caixa da empresa.

Você também pode se interessar por este conteúdo!
👉 Tipos de inovação: confira os 4 tipos essenciais para empresas

Por que criar parques tecnológicos?

Os parques tecnológicos são espaços físicos próprios para o desenvolvimento de produtos, onde os estudantes têm a oportunidade de aprender e aprimorar seus talentos.

As empresas podem investir nesses produtos e, posteriormente, comercializá-los, enquanto o governo tem a missão de tornar os resultados acessíveis aos empreendedores de todo o país.

Nesses parques, estão concentrados as maiores atividades tecnológicas do país, o que o impulsiona para o futuro e dá o apoio necessário para que as empresas se desenvolvam financeiramente e detenham um rico capital humano.

Quais são os principais polos de ecossistema de inovação do Brasil?

É nesses polos que se concentram os principais centros de inovação tecnológica do país:

  • São José dos Campos: ITA;
  • Porto Alegre: TecnoPuc;
  • Belo Horizonte: San Pedro Valley;
  • Florianópolis: Capital da Inovação;
  • Santa Rita do Sapucaí: Vale da Eletrônica;
  • Campinas: Fundação UNICAMP;
  • Recife: Porto Digital;
  • São José dos Campos: Parque Tecnológico.

Quais são as vantagens de criar um ecossistema de inovação?

Trocar experiências

A troca de experiências proporciona aos envolvidos uma maneira de sair na frente de seus concorrentes, que terão que aprender tudo sozinhos.

Muitos desafios permeiam um ambiente assim, o que enriquece a troca. Erra-se muito e são os erros que vão nortear até a inovação efetiva.

Ser reconhecido pela comunidade

Trabalhar por esse reconhecimento chama a atenção da vida que está acontecendo ao redor, o que inclui alunos com grande potencial e empresas que desejam e precisam de peças de inovação que as faça se destacar no mercado.

Estar dentro de um polo desses é um privilégio, porque o amadurecimento é constante para os alunos que já saíram de lá altamente qualificados.

Fazer parte de uma rede de indicações

Conhecer de perto uma empresa, sua metodologia e como ela trabalha proporciona seriedade e autenticidade na hora de recomendá-la. É um ambiente de ganha-ganha para todos os envolvidos, o que faz o trabalho ser mais eficaz a cada etapa.

Atrair o interesse dos estudantes

Os ecossistemas de inovação são verdadeiros polos para recrutar talentos que queiram aprender e testar suas hipóteses. Por isso, as empresas que participam desse ciclo precisam cuidar para atrair esses estudantes.

Como você pode perceber, um ecossistema de inovação tem a missão de fazer com que as empresas cresçam em um ambiente colaborativo, as cidades onde os polos estão instalados ganhem visibilidade e geração de empregos e o governo tire proveito dos produtos e serviços disponibilizados para que a economia seja movimentada.

No entanto, a transformação digital é essencial para acolher as inovações que estão por vir, já que, com o mundo globalizado, as informações tendem a chegar cada vez mais rápido ao mercado. Isso requer um plano de marketing adequado para transmitir a informação da maneira certa, para que ela tenha o maior alcance possível.

Para entender melhor como esse processo é construído, baixe nosso ebook sobre Transformação Digital e saiba como implantá-lo em sua empresa.

Transformacao Digital e MarketingPowered by Rock Convert

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *