Por Ivan de Souza

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 14 de abril de 2020. | Atualizado em 14 de abril de 2020


O efeito manada é um comportamento de grupo extremamente negativo para as agências de comunicação. É a ideia de seguir o comportamento nocivo dos colegas e, com isso, pode-se prejudicar toda a empresa. A gestão precisa agir de maneira firme para que isso não aconteça.

O efeito manada pode ser extremamente prejudicial para os negócios, sobretudo para uma agência de comunicação, que depende da criatividade e de uma equipe motivada e muito bem integrada positivamente. Evitá-lo é fundamental para o bem do empreendimento e para a própria saúde mental dos colaboradores.

Mas, afinal, o que é esse conceito? Por que quando se transforma em algo real em uma organização pode ser tão nocivo? O que você, enquanto gestor, pode fazer para combatê-lo e coordenar uma equipe na agência? É o que explicaremos a seguir. Continue a leitura!

Fique por dentro do que é o efeito manada

Não se sabe muito bem quando esse termo foi usado primeiramente no meio acadêmico e nem por quem. No entanto, acredita-se, como o próprio nome sugere, que ele surgiu a partir da observação dos animais.

Verificando o comportamento dos bichos, como o dos elefantes, é possível perceber que eles se unem para se proteger, agindo em grupo, com comportamentos semelhantes. A essa altura, você pode estar pensando que isso é ótimo para as empresas, não é mesmo? Na verdade, não é. No ambiente corporativo, a lógica é bem diferente.

No mercado de trabalho, esse efeito faz com que as pessoas sigam exemplos negativos umas das outras, sendo levadas por atitudes e pensamentos incorretos.

Entenda como o efeito manada pode ser prejudicial

Enquanto no reino animal o efeito manada tem lá seus benefícios, nas empresas podem ser muitos os resultados ruins, já que as pessoas acabam repetindo o comportamento inadequado de outras.

Além disso, a criatividade tende a desaparecer nesse cenário. Aí já dá para prever o caos para as agências de comunicação. Os colaboradores acabam “indo na onda” dos demais e não propõem algo diferente, “fora da caixa”, preferindo fazer o que todos estão fazendo.

Conheça algumas atitudes que exemplificam comportamentos de efeito manada

Para exemplificar as atitudes dentro desse cenário, imagine um colaborador que sempre procrastina o trabalho, sai mais cedo e é visto pelo grupo. É comum surgir o pensamento de que “se ele pode, eu também posso”. No fim, um copia o outro e ninguém trabalha direito.

Suponhamos ainda que alguém mais antigo na agência comece a desanimar os colegas em relação à área de atuação, desencorajando-os a propor soluções e apenas limitando-se a fazer o básico. O comportamento e o tipo de pensamento, infelizmente, poderão contaminar os demais.

Saiba como evitar o efeito manada na sua agência

Diante desse cenário, como a sua agência pode agir para contorná-lo? Como fazer com que o efeito manada passe ou, até mesmo, nem chegue até ela? Veja as nossas dicas!

Objetivos e metas bem definidos para a equipe

Quando o time não sabe para onde deve ir, fica muito mais fácil se deixar levar pelos colegas de trabalho. Por isso, é de fundamental importância que a agência tenha objetivos e metas claros e que eles sejam conhecidos por todos que compõem o local.

Assim, além de as pessoas saberem exatamente o que é necessário fazer para obter os resultados desejados, elas serão guiadas por um planejamento específico e não por quem está na mesa ao lado.

Seguir essa lógica é ainda mais relevante quando se pensa que o próprio futuro da agência pode ficar completamente comprometido se não houver um norteamento das ações. Não é possível ir além se sequer a empresa tem condições de dizer quais são seus planos e o que espera da própria organização e das equipes em geral.

Segurança do líder e dos gestores na tomada de decisões

Não basta apenas ter metas e objetivos bem definidos, também é necessário saber tomar as melhores decisões em relação a eles. Líderes e gestores da agência que estão sempre mudando de opinião e que não mostram segurança de suas ações perdem a credibilidade. Assim, na prática, o que dizem passa a ser desconsiderado.

É preciso transmitir firmeza diante do que está sendo planejado, medir e antecipar resultados e mostrar ao time que todos estão bem alinhados. Além disso, a boa comunicação nesse momento é crucial.

Sem um diálogo consistente entre chefia e coordenador, as equipes não terão uma ideia consolidada do que ocorre na diretoria e do futuro do negócio. Isso poderá levá-las a situações de estresse e a considerar os caminhos sugeridos pelos colegas, muitos deles negativos.

Feedback constante

O feedback é uma importante ferramenta contra o efeito manada. As pessoas precisam saber exatamente se o que elas fazem está sendo bem-visto, no que elas podem melhorar e quais atitudes devem ser extintas da agência. Isso contribui não só para o aumento da produtividade em geral, como também para a satisfação de todos, inclusive reduzindo o turnover.

Igualmente, é relevante que a própria agência saiba receber feedbacks, com ponderação e verdadeira atenção. Entender o que se passa no ambiente interno é essencial para tomar atitudes acertadas e aperfeiçoá-las cada vez mais.

Muitas vezes o efeito manada vem por causa da falta de conhecimento do que a outra parte pensa. Pessoas que imaginam que estão agradando ao seguir determinados tipos de comportamento dos colegas precisam saber que, na verdade, não estão fazendo o que se espera delas.

Perfis diversos de colaboradores

Outra atitude que reduz, e muito, o efeito manada é contar com uma equipe diversificada — não se esquecendo, é claro, que é preciso pensar no onboarding de colaboradores. Com isso, fica mais fácil preservar as contribuições individuais, dar espaço para que as pessoas sejam criativas à sua maneira, entre outras características positivas.

Ao realizar contratações, pense nas particularidades pessoais e como elas podem somar às equipes. Lembre-se de que isso poderá auxiliar bastante posteriormente, sabendo que as colaborações serão em um volume muito maior e mais amplo.

Pessoas muito diferentes dificilmente vão seguir o efeito manada. Em grande parte dos casos, as convicções conflituosas não permitem que elas considerem os outros como certos em todas as ações que praticam. Pensamentos contrastantes resultam em ações também diversificadas.

O efeito manada pode fazer com que sua agência seja dominada por atitudes paralisantes, inadequadas e profundamente negativas. No entanto, com uma gestão de equipes criativas e um diagnóstico bastante preciso, é possível agir para que nada disso se estabeleça no local.

Gostou deste artigo? Assine nossa newsletter e não perca nossos novos conteúdos!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *