Por Ivan de Souza

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 22 de agosto de 2017. | Atualizado em 3 de abril de 2020


O aumento do número de trabalhadores deixando seus empregos para apostar no sonho de montar o próprio negócio (seja ele físico ou online), colocou a tona um tema bastante significativo: o empreendedorismo corporativo. Hoje, ter capital para investir e algum projeto diferenciado para tirar do papel, não é garantia de que as coisas darão certo, […]

O aumento do número de trabalhadores deixando seus empregos para apostar no sonho de montar o próprio negócio (seja ele físico ou online), colocou a tona um tema bastante significativo: o empreendedorismo corporativo.

Hoje, ter capital para investir e algum projeto diferenciado para tirar do papel, não é garantia de que as coisas darão certo, nem que ele vá prosperar. Além da capacidade teórica, outras aptidões também se fazem necessárias e requerem ser aprofundadas ao longo da carreira de empreendedor.

Pensando nisso, preparamos um post para ajudá-lo neste desafio. Acompanhe agora o que você precisa saber sobre este poderoso método!

Qual o significado do empreendedorismo corporativo?

O conceito do empreendedorismo corporativo é definido como um conjunto de ações ou procedimentos dentro de um negócio já existente, visando a maximização de resultados.

Seu mecanismo baseia nos pilares da inovação – lançar novos produtos, sistemas de criação; e na renovação– atualização constante de suas abordagens e técnicas; sempre no intuito de crescimento e superação da alta competitividade do mercado.

Podemos ilustrá-lo como um ciclo de revitalização da estrutura organizacional de uma empresa. Não é o fato de possuir produtos de qualidade que seu sucesso e estabilidade estão garantidos, pois as necessidades dos consumidores se modificam.

Portanto, quem não abre a visão aos novos rumos e oportunidades corre sérios riscos de fracassar.

É neste contexto que o empreendedorimo corporativo faz toda a diferença, ele otimiza a aptidão de reconhecer as direções e os recursos utilizados em favor da companhia.

LEIA TAMBÉM
👉 Marketing Digital para empreendedores: saiba agora mesmo como fazer
👉 Aprenda a criar um site ou blog em WordPress para a sua empresa

👉
Crie um blog para o seu negócio usando o Rock Stage

Como implementar?

Colocá-lo em prática depende de uma transformação clara e objetiva da cultura do empreendimento. Para tanto, é essencial que as mudanças propostas deixem de ser apenas um discurso, mas que os gestos concretos espelhem o novo caminho.

É um passo importante a ser realizado, e a finalidade de que ele seja efetivo, depende não somente dos profissionais encarregados pela gestão – os funcionários em geral precisam entendê-lo e manifestar comprometimento.

Ou seja, o objetivo da estratégia realmente funcionar é obtido quando comandantes e comandados trabalham em sintonia. Dessa maneira, a troca de informações favorece bastante na missão.

Assim, estimule seus talentos a agregar conhecimentos e compartilhá-los com os demais colegas, dê responsabilidades e liberdade, a fim de estimular a criatividade. Faça com que eles enxerguem no erro o momento de rever conceitos e cresça com os tropeços.

Especialmente durante o processo de transição, programas de recompensas contribuem para aumentar a motivação e produtividade dos funcionários. Logo, conceda bonificações, critérios de promoção, o que for conveniente à inserção desta nova realidade.

Quais as características de destaque deste empreendedor?

1. Espírito inovador

Toda empresa em dado momento carece da criatividade do seu líder para solucionar problemas ou manter os índices de crescimento em ascensão.

Neste sentido, uma das habilidades indissociáveis ao empreendedor corporativo é a sua capacidade de inovação. Isso não significa ter ideias revolucionárias a cada dia, às vezes pequenas mudanças têm o poder de trazer resultados expressivos.

Powered by Rock Convert

O mais importante é conservar a mente aberta, estar sempre disposto a absorver novos conhecimentos, se permitir a testar outras experiências, e jamais acomodar-se com o momento de sucesso.

2. Não ter medo de ousar

O dirigente que tem medo de ousar certamente perderá boas oportunidades ao longo de sua carreira, que por sinal tem grandes chances de ser curta.

Obviamente a essa liberdade impõem limites, pois aventurar-se por novos caminhos exige o cálculo prévio dos riscos da operação. É fato que incertezas sempre existirão, mas quando as ações são devidamente planejadas, alguns prejuízos podem ser evitados.

O entusiasmo para expor novas ideias e enfrentar obstáculos também deve ser cultivado entre os demais funcionários da companhia e não somente entre os envolvidos na gestão.

Assim, todos reagirão positivamente quando houver necessidade de propor mudanças, pois existirá um alinhamento de pensamento, uma postura proativa e vontade de crescer junto com a empresa.

3. Visão sistêmica

A visão sistêmica está relacionada ao domínio geral sobre o funcionamento do negócio, estar por dentro do que acontece em todas as etapas da atividade, sejam elas referentes ao processo de produção ou meramente administrativas.

Com tal característica, o empreendedor consegue enxergar melhor o seu papel diante da estrutura organizacional, bem como o dos colaboradores. E, consequentemente, promoverá a integração do ambiente de maneira eficiente.

4. Boa comunicação

Para que a atuação do empreendedor corporativo alcance a eficiência, dentre outros fatores, a competência na comunicação com os integrantes da sua equipe é fundamental.

Com essa peça chave, as chances de engajar o time com as metas da empresa são ainda maiores.

Funcionários bem informados se sentem valorizados e não medirão esforços para que os objetivos da companhia se transformem em projetos concretizados.

A comunicação interna é realizada por meio da abertura ao diálogo, mostrando os comportamentos esperados e indispensáveis à convivência harmônica no ambiente de trabalho.

E implementar esta política não se resume na troca de dados, é preciso coletar as informações e proporcionar uma análise dos pontos positivos e negativos de cada setor – práticas bem-sucedidas devem servir de modelo para as demais repartições.

A integração proporcionada pela endocomunicação assegura que os procedimentos do negócio fluam com agilidade, pois ela facilita na identificação e direcionamento para a melhor trajetória.

Estas são as razões pelas quais verdadeiros líderes demandam empenho no referido atributo.

Quais as vantagens do empreendedorismo corporativo?

  • Redução de custos: Projetos elaborados a luz do empreendedorismo corporativo, em regra, conseguem extrair o máximo dos recursos utilizados, pois eventuais problemas já foram identificados e solucionados;
  • Aumento da produtividade: empresas que promovem esse tipo de metodologia têm a preocupação com o ambiente de trabalho e investem nos seus talentos, contribuindo assim para um melhor desempenho de sua equipe;
  • Incentivo à ideia de colaboração: os funcionários passam a entender que juntos eles são muito mais fortes, e o sucesso da empresa também representa uma vitória pessoal, consequentemente as atividades terão maior rendimento.

O empreendedorismo corporativo veio para quebrar o modelo engessado de gestão em que liderar significava apenas dar ordens, sem a sensibilidade de ouvir a opinião dos envolvidos. E, por mais que a organização seja consolidada, inovar suas ações e explorar diferentes possibilidades é importante tanto para os lucros da empresa, quanto para o amadurecimento profissional.

Gostou deste post? Entendeu como o uso das táticas adequadas potencializam o seu negócio? Então continue aprofundando seus conhecimentos fazendo a leitura do nosso artigo Empreendedorismo: sinônimo de identificar problemas para gerar oportunidades.

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

24 respostas para “Conheça os 172 principais fatores de rankeamento do Google em 2020”

  1. Gestão Mídias Sociais MBA disse:

    I liked !

  2. […] Google e ver os resultados. Mas esse método tem vários problemas. Um deles, como sabemos, é que o Google não é igual para todo mundo. O segundo problema: apenas usando o Google, é difícil comparar o seu site com os concorrentes, […]

  3. […] para derrotar os adversários do Google. A otimização no algorítimo era voltada para diminuir o rankeamento de sites que desrespeitavam as regras do Google, e que com práticas ilícitas (chamadas de black hat) […]

  4. […] pela comunidade de “Mobilegeddon”) a Google realizou alterações significativas em seu modo de rankeamento de sites. A partir dessa data, as páginas que não disponibilizarem uma navegação amigável para […]

  5. […] E se você ainda fica um pouco perdido sobre quais métodos ou utilitários poderia usar para melhorar a eficácia de seu programa de marketing on-line, saiba que há boas soluções disponibilizadas na própria Internet. O Google, por exemplo, traz muitos recursos que as empresas não devem ignorar ou perder de vista. E a maioria deles de forma gratuita. Por acaso você sabia disto? Pois descubra algumas propriedades que vão ajudá-lo a melhorar a posição de sua empresa e como r… […]

  6. […] para motores de busca – visa potencializar e melhorar o posicionamento de um site no rankeamento das pesquisas no Google e outros sites […]

  7. […] nas primeiras posições nos mecanismos de buscas da internet. É exatamente para proporcionar boas colocações nos rankeamentos que investir em SEO (Search Engine Optimization) é tão importante. Em um primeiro momento as […]

  8. […] Lembre se que nem sempre você deve tratar como uma regra máxima tudo aquilo que o Google diz a respeito de SEO, mas de qualquer forma é importante saber qual é a posição pública do Google é em relação às estratégias que você deseja empregar para estar bem posicionado nos rankings de busca. […]

  9. […] Mas não se preocupe. Com as ferramentas do Google Search Console, você pode deixar seu site tinindo. Vai melhorar a velocidade com que as páginas carregam, conseguirá entender melhor de onde vem o tráfego, identificará defeitos na pintura do HTML, recauchutará a lataria dos links, turbinará a linkagem interna e também poderá acelerar o SEO, melhorando o ranqueamento de suas páginas. […]

  10. […] marketing digital é quase um clichê falar da importância do seu site estar bem posicionado nos rankings das ferramentas de busca, como o Google. Afinal, você tem um conteúdo (ou produto) e precisa que ele seja visto e […]

  11. […] seu público alvo é a sua colocação nos mecanismos de buscas. Portanto, se é do seu interesse melhorar o seu posicionamento no ranking dos principais mecanismos de busca será necessário investir em uma ferramenta chamada SEO Pessoal. Com ela você poderá atingir […]

  12. […] conteúdo para elas utilizando táticas de SEO é o que pode fazer com que seu site tenha um melhor rankeamento nos mecanismos de busca, fazendo com que seus clientes o encontrem mais […]

  13. […] Ledo engano, e qualquer pessoa que tenha um blog e entenda o mínimo de SEO sabe disso. Uma URL bem estruturada é um dos fatores preponderantes para que os motores de busca melhorem a qualificação de um site diante do rankeamento. […]

  14. […] SEO, em mais de uma maneira. Com este post pretendemos te mostrar como trabalhar os vídeos de modo a se destacar nos rankeamentos de busca. […]

  15. […] em termos de SEO. O próprio Google dá dicas valiosas sobre o que e não fazer para que seu site obtenha bons resultados em seu buscador e em cima disso muitas pessoas criam seus websites achando que seu projeto vai deslanchar […]

  16. […] será automaticamente o que alavancará suas métricas. O importante é que você saiba que o Google gosta de artigos que procuram explicar por completo um tópico ao invés de apenas falar superficialmente sobre os […]

  17. […] de conteúdo vai muito além do que simplesmente postar artigos em um blog. São necessárias ações de otimização para mecanismos de busca, compartilhamento em redes sociais, estudos sobre a área, […]

  18. Mihail Tipa disse:

    Excelente artigo. Dicas muito boas. Nos já usamos algumas destas coisas citadas neste blog no nosso site http://www.dezireimoveis.co…, mas ainda falta muito para ser feito. Obrigado pelas dicas.

  19. Sergio Antonio Meneghetti disse:

    Excelentes dicas! Grato pelo trabalho. Prosperidade!!!$$$

  20. Renan disse:

    Ótimas dicas, conteúdo de extrema qualidade apontei o seu artigo no meu blog http://renansouza.com/
    Obrigado por ter ajudado.

  21. Meninas vips disse:

    Parabéns pelo texto e conteudo do site, estou sempre online vendo as novidades, irei indicar para a redação do site para dar destaque para o seu site, muito bom parabéns. quero fazer meu site subir http://www.scortvips.com.br/

  22. Rock Content disse:

    Ei Jefferson. O mercado de SEO ainda é relativamente novo no Brasil. Especialmente o SEO de qualidade.
    Essas coisas ainda acontecem, mas a cada dia ficará mais difícil de se deparar com esse tipo de coisa. O Google pensa na experiência dos usuários.

    Por exemplo, se você procurar palavras-chave relevantes no mercado de marketing digital, dificilmente encontrará resultados que não são de blogs de qualidade como o marketingdeconteudo.com, resultados digitais ou viver de blog, por exemplo.

    Quando os conteúdos de qualidade começarem a ganhar força nos demais mercados, esse tipo de site tende a perder o seu espaço.

  23. Rock Content disse:

    Que bom que gostou João! Espero que te ajude bastante!

  24. Andre Mousinho disse:

    Que bom que gostou Sergio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *