Por Redator Rock Content

um de nossos especialistas.

Publicado em 15 de março de 2019. | Atualizado em 13 de novembro de 2019


A Era da Informação é caracterizada especialmente pela popularização da Internet e de novas tecnologias. Indústrias como genética, robótica e informática ganham mais relevância nesse contexto. Isso traz modificações sociais, culturais, comportamentais e de consumo a diferentes mercados e setores de um negócio — inclusive o Marketing.

Vivemos a Era da Informação aproximadamente desde a década de 1950. Ela surge como resultado das diversas transformações digitais e tecnológicas experienciadas no mundo inteiro, e chega para opor diferentes aspectos do período anterior, a Era Industrial. 

Enquanto uma época foi movida por carvão e vapor, a outra se constrói sobre o petróleo e a eletricidade; enquanto uma privilegia relações de trabalho rígidas e hierárquicas, a outra propõe novos modelos de negócio; enquanto uma colheu os frutos da invenção da prensa, a outra escancarou a importância da presença digital.

De onde viemos para chegar até aqui? Ter chegado até aqui vai nos levar aonde mais? Vem com a gente saber mais sobre a Era da Informação e entender os principais efeitos dela para diferentes setores de um negócio, em especial o Marketing. Neste texto, você vai ver:

O que é a Era da Informação?

A Era da Informação é o período histórico em que vivemos. Ela costuma receber outras denominações, como Era Digital ou Era Tecnológica, sendo também conhecida como Terceira Revolução Industrial. 

Acredita-se que esse período iniciou-se entre a metade e o fim do século XX, mais especificamente entre as décadas de 1950 e 1970. A criação e a popularização de itens como microprocessadores, fibra ótica e computadores pessoais são os marcos iniciais dessa transição. 

Outra característica do período é uma modificação no mercado, que rapidamente deixa de privilegiar a indústria tradicional e passa a valorizar a informação e a tecnologia em maior escala. Em outras palavras, trata-se de uma nova forma de habitar e transformar o espaço geográfico em que vivemos. 

Como surge a Era da Informação?

Diversos fatores contribuíram para o surgimento da Era da Informação e a mudança de um período histórico para outro não se dá da noite para o dia. Assim, essa transição foi gradual e marcada por diferentes aspectos. 

Entre eles, podemos citar novos comportamentos por parte da população (como o maior interesse e acesso à universidade, intensificado após a II Guerra Mundial) e do mercado (como a publicação de livros em grande escala a partir da invenção da prensa, ainda no século XV, mas que colhe seus frutos algum tempo depois). 

Criada em 1969 por militares americanos no contexto da Guerra Fria (e ainda muito diferente do que é hoje) a Internet também tem um importante papel na transição para a Era da Informação. Ela possibilita e influencia a dinamização de diversos fluxos internacionais, além de oferecer uma maior capacidade de armazenamento de dados — algo decisivo no período em que a informação é considerada uma importante moeda de troca

Talvez você tenha chegado a folhear enciclopédias em uma biblioteca para fazer um trabalho da escola; talvez você tenha vivido justamente a interseção entre essa experiência e a praticidade de fazer buscas no Google (ainda com a Internet discada, provavelmente). 

Imagine agora como é ter tido contato com esse contexto hiperconectado desde o nascimento. Uma das principais características da Geração Y é o imediatismo, o que se mostra, muito provavelmente, um resultado das mudanças trazidas pela Era da Informação. 

Se hoje parece óbvio e corriqueiro observarmos as manifestações no Chile ou a renúncia de Evo Morales na Bolívia por meio do Twitter, isso era impensável há até pouco tempo. Tanto é que a Primavera Árabe, de 2011, é apontada como a primeira revolta popular a ter sido inflamada por meio das redes sociais.

Assim, fica claro que com a chegada da Era da Digital passamos a experienciar uma nova forma de trocar informações e diferentes relações sociais, culturais e linguísticas foram impactadas — e modificadas em maior ou menor grau. 

Você também pode se interessar por estes outros conteúdos!
👉 Gestão da Inovação: como implementar na empresa
👉 Competitividade Empresarial: o que é e 8 dicas de sucesso!
👉 Governo Digital: alta tecnologia integrada a gestão pública
👉 Tecnologias Exponenciais: o que são e como usá-las?

Quais as diferenças entre a Era da Informação e a Era Industrial?

O período anterior à Era da Informação foi a Era Industrial. Ela é marcada especialmente pela primeira e segunda revoluções industriais. A seguir, falamos um pouco mais sobre cada uma delas, assim como apresentamos as duas revoluções já vividas na Era Digital. Confira!

A Primeira Revolução Industrial

A transição do sistema feudal para o capitalismo é o grande marco da Primeira Revolução Industrial, o que acontece por volta dos anos 1800. A Inglaterra foi o país pioneiro, alcançando uma relevância mundial por meio da instalação de fábricas e do desenvolvimento de máquinas para realizar trabalhos até então manuais e artesanais.

A Indústria têxtil foi uma das mais beneficiadas pela maquinofatura. A instauração de trabalho assalariado e a divisão da sociedade entre assalariados e detentores dos meios de produção se inicia nesse período. 

A Segunda Revolução Industrial

Estima-se que a Segunda Revolução Industrial se iniciou em 1850 e perdurou aproximadamente até o fim da II Guerra Mundial, em 1945. A principal característica do período é a distribuição do modelo industrializado inglês a outros países do mundo

Enquanto a energia a vapor e o carvão eram a força motriz industrial da Primeira Revolução, agora o petróleo e a eletricidade passam a impulsionar as fábricas. Isso permite o surgimento de outros modelos de organização da produção industrial, incluindo a automatização de novos processos. É nesse contexto que surgem o taylorismo e o fordismo.

A Terceira Revolução industrial

A Terceira Revolução Industrial é conhecida, também, como a Primeira Revolução Digital. Trata-se do período em que vivemos e que surge entre os anos 50 e 70, a partir do domínio de indústrias e áreas do conhecimento como a robótica, a genética e a informática — além da já citada criação da Internet, que surge justamente no contexto da Guerra Fria. 

A tecnologia de ponta, a instalação de empresas multinacionais e a consolidação do capitalismo financeiro são algumas das principais características dessa fase. 

A Quarta Revolução Industrial

Como falar de uma Quarta Revolução Industrial se estamos vivendo a Terceira delas? Alguns estudiosos — encabeçados por Klaus Schwab, diretor e fundador do Fórum Econômico Mundial e autor do livro “A Quarta Revolução Industrial” — já começam a sinalizar a possibilidade de estarmos experienciando uma nova transição

Como falamos, a popularização da Internet afetou drasticamente a forma como nos relacionamos e também como consumimos. Diversas tendências do mundo digital sugerem que novas transformações nos esperam em um futuro próximo.

Internet das coisas, inteligência artificial e machine learning seriam alguns dos exemplos disso e esse “estágio industrial” estaria de acordo, inclusive, com as características do consumidor 4.0 e do marketing 4.0

Qual a relação entre a Era da Informação e o Marketing?

Como falamos, a Era da Informação modificou tanto relações sociais como a forma de consumo. Se uma das características desse período é a possibilidade de armazenamento de grandes volumes de informação, a adoção de uma cultura data driven é o seu resultado. 

Além disso, as novas tecnologias passam a fazer parte das organizações e precisam ser incorporadas a diferentes setores — seja para automatizar e otimizar algum processo, seja para melhorar o atendimento e o relacionamento com o público.

Os consumidores têm um novo comportamento, expectativas cada vez mais altas sobre produtos e serviços que adquirem e o Marketing de negócios de diferentes nichos precisa estar de acordo. 

Com novos padrões de consumo, as empresas precisam chegar até os consumidores nos canais em que eles estão: surgem então o Inbound Marketing, que consiste na atração de clientes a partir de conteúdos relevantes, e o Marketing Digital, que se propõe a fazer isso por meio da aproximação e da consolidação de um relacionamento entre empresa e cliente por meio das redes sociais. 

Se hoje é natural enviar um email marketing aos seus leads, responder às dúvidas dos seus seguidores no Facebook e monitorar dados sobre o comportamento online da sua persona, tudo isso é possível graças a Era da Informação. A hiperconectividade já faz parte da realidade de grande parte da população e, como vimos, a tendência é que novas tecnologias sejam incorporadas a essa rotina em pouco tempo. 

Sem dúvidas, isso implicará novos desafios ao Marketing, portanto é importante conhecer e dominar as tecnologias atuais para não enfrentar maiores dificuldades com as novas que virão. 

Gostou de saber mais sobre como chegamos até a Era da Informação? A gente espera que sim! Muitas vezes, conhecer o contexto histórico é interessante para sabermos como lidar com determinadas situações do presente e também para nos prepararmos para as tendências do futuro. 

Continue com a gente e aproveite a visita ao nosso blog para se aprofundar ainda mais no tema. Baixe agora mesmo nosso ebook que explica como adotar Transformação Digital 360º no seu negócio. Boa leitura e até a próxima!

Ebook Transformação Digital 360Powered by Rock Convert

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *