Por Kellison Ferreira

Publicado em 4 de abril de 2019. | Atualizado em 20 de novembro de 2019


O erro 502 é uma das mensagens mais comuns que usuários recebem quando há algum problema em um acesso a sites ou aplicações. Esse código de status HTTP indica um erro, ou seja, uma falha de comunicação entre servidor e usuário.

Navegar na internet é uma experiência aparentemente simples para quem apenas aproveita os recursos. No entanto, por trás de todo funcionamento há uma troca de informações que, quando não ocorre adequadamente, gera problemas, como o famoso e temido Erro 502 Bad Gateway.

Para quem gerencia páginas e aplicativos, é quase como um pesadelo, justamente pelo impacto que o problema causa para quem está navegando. Do outro lado, usuários se frustram, especialmente quando o problema se mostra contínuo. Por isso, conhecer o erro mais a fundo é indispensável!

Neste post você entenderá mais sobre esse problema, a partir dos seguintes tópicos:

Saiba mais sobre o tema a seguir e saiba como lidar com o Erro 502!

O que é o erro 502?

O problema pode acontecer a qualquer momento: você está navegando na web e tenta acessar um site ou alguma aplicação online, mas o carregamento da página e de seus conteúdos é interrompido pela seguinte mensagem: 502 Bad Gateway.

A primeira reação é tentar atualizar a página, mas nem sempre isso resolve o problema e a frustração só aumenta. O erro 502 é, basicamente, resultante de uma falha de comunicação. Um comando de abertura de uma página na web desencadeia uma troca de solicitações entre a conexão do usuário e outros servidores.

Essas solicitações são recebidas e então devem retornar códigos de status HTTP, que são responsáveis por entregar as informações para que a página ou o serviço carreguem.

Quando algum desses servidores encontra dificuldades, geralmente isso gera erros. Assim, a consequência é a falha na entrega do conteúdo ao usuário, que então só visualiza a mensagem do erro 502. Ele é, na verdade, um código de status HTTP que indica o erro, ou seja, a falha de comunicação.

Sempre que o usuário visualiza um código, o 502 ou outro, é sinal de algum problema. A questão é que estamos simplesmente falando do mais comum e que gera maiores problemas para a experiência de uso de quem navega.

O servidor de origem

Sempre há uma preocupação de qual é a origem do problema, uma vez que um erro, quando se usa uma aplicação online, depende da conexão entre 2 pontos: o servidor de origem e a própria rede do usuário.

Não é possível ter certeza da origem, mas o natural é que seja no servidor responsável por esse site ou pela aplicação. Por isso, todo cuidado é pouco para quem gerencia sites e e-commerces na web. Nesse caso, o ponto de origem enviou informações que não puderam ser identificadas por gateways ou proxys da web.

Esses pontos são como transportadores de dados. Eles funcionam como pontes entre servidores de origem da aplicação e o receptor, ou seja, o usuário que acessa esses recursos.

Quando o erro 502 pode acontecer?

O que torna o erro 502 ainda mais complicado é que ele não é exclusivo do acesso a páginas da web. Isso faz com que seja necessário ter atenção às atividades de outras aplicações mais comuns e que tenham uma conexão direta com servidores. Basicamente, esse é o “requisito” mínimo para que o problema aconteça.

Um usuário pode se deparar com o erro em diversos momentos, o que faz com que a frustração e a irritação estejam em várias possibilidades e não só em uma simples navegação. Confira em quais momentos o erro 502 acontece.

Ao acessar uma página na web

A principal ocorrência do erro é mesmo em páginas da web, especialmente aquelas que são desenvolvidas e gerenciadas em plataformas WordPress. Para quem está à frente desses sites, o problema pode ser desesperador, já que nem sempre são infraestruturas de grande porte.

Os usuários se deparam com a mensagem de erro em qualquer momento, sem ser reflexo de nenhuma atividade específica. Como você viu, trata-se de um problema de comunicação entre servidores. Ao tentar abrir um site ou acessar uma página, o erro 502 pode surgir e impedir a operação.

No e-mail

Em outros casos menos comuns, o erro 502 também pode surgir na hora de acessar sua caixa de e-mail, mais especificamente logo após o login. O Gmail costuma mostrar essa mensagem, o que gera muitas dúvidas em seus usuários, que nem sempre entendem o que acontece.

Não é nada muito diferente do problema que causa o problema em algumas páginas. A diferença é que, além de ser bem menos comum, o problema não costuma durar muito tempo. A questão é que o Google tem uma estrutura operacional bem mais complexa e ampla, por isso tudo costuma ser rapidamente solucionado.

No Twitter

Assim como no Gmail, no Twitter também é possível se deparar com o problema. Hoje, o erro 502 é bem mais raro na rede social, mas antes era bastante comum e ficou muito conhecido pela forma como a plataforma o apresentava ao usuário: uma tela com uma baleia sendo carregada por pássaros e a mensagem “Twitter is over capacity”.

Apesar de a incidência ter sido reduzida consideravelmente, o usuário ainda pode encontrar o erro 502 em algum momento. Geralmente, o problema é corrigido mais rapidamente, o que nem sempre era possível antigamente. Assim como o Google, a empresa hoje tem muito mais recursos!

Você também pode se interessar por estes outros conteúdos!
👉 Aprenda como alterar o domínio no WordPress de forma simples!
👉 O que é 504 gateway timeout e como resolvê-lo definitivamente!
👉 Conheça 12 ferramentas para otimizar imagens no WordPress
👉 Google Analytics no WordPress: saiba como instalar

Como evitar que o erro 502 aconteça?

Há algumas práticas muito simples que podem ajudar usuários e profissionais que gerenciam páginas no WordPress a realizar testes para tentar evitar que o erro 502 aconteça. Confira as principais a seguir e saiba como fazê-las!

Limpar o cache

As informações salvas no cache do navegador podem ser um dos fatores que provocam o erro 502. Por isso, é fundamental mantê-lo sempre limpo. Você encontra essa opção sempre na parte das configurações do navegador usado.

Limpar DNS local

Problemas no DNS também são causas comuns do erro. Os valores do IP podem estar errados e armazenados em cache, o que vai gerar sempre esse problema. Nesse caso, o IP não consegue direcionar a conexão para o endereço correto do site ou aplicação. Assim, o ideal é limpar o cache DNS.

Recarregar a página

É quase automático, mas realmente é uma solução que funciona na maioria das vezes, se o problema não for mais grave. Pode ser que apenas tenha havido uma falha pontual na comunicação entre servidores e, por isso, o status 502 foi entregue, ou seja, o erro aconteceu.

Usar sites para verificação

Alguns sites podem ser úteis para que usuários entendam se há um problema geral de conexão ou se é apenas algo relacionado ao seu acesso. Nesse caso, o Down for Everyone or Just Me é uma alternativa. Outra opção de site que pode ajudar é o Hide My Ass que, apesar do nome excêntrico, é útil, já que funciona como um proxy que pode fazer boas pontes entre servidores.

Desabilitar CDN para o site

O firewall pode estar bloqueando o fornecimento de informações para o servidor, ou seja, não há um entendimento exato sobre sua solicitação. O melhor a fazer é desabilitar o CDN, já que isso geralmente resolve o problema do erro 502.

Além dessas dicas, pode ser interessante também examinar os logs do servidor da web assim que o erro acontece. Uma checagem se o servidor está acessível por pint text ou traceroute também pode ajudar.

Qual é a importância de se manter atento à possibilidade do erro?

Para quem gerencia páginas usando o WordPress, garantir o funcionamento pleno de um site é uma obrigação diária e que pode ser vista como algo básico. Por mais que não seja simples fugir de problemas, como o erro 502, o trabalho garante um impacto positivo para o usuário.

A seguir, entenda melhor quais podem ser as consequências da incidência do erro 502 e qual é a importância de evitá-lo ao máximo.

Manter os serviços estáveis para o usuário

O usuário que acessa um site ou um serviço da web espera o básico: funcionamento pleno e sem nenhuma dificuldade. Entretanto, quando o erro 502 surge, é claro que essa situação ideal já não pode ser alcançada. Por isso, o trabalho para manter os serviços estáveis é fundamental!

Garantir que o SEO não seja prejudicado

Sites que apresentam qualquer problema que os coloque inacessíveis perdem posições no rankeamento do Google. Afinal, os algoritmos entendem que esses erros são prejudiciais para o usuário, já que ele vai acessar a aplicação e não terá retorno. Por isso, manter a página em pleno funcionamento é fundamental para manter bons padrões de SEO.

Proporcionar uma experiência de uso adequada

Um site que a todo momento apresenta uma mensagem de erro não é capaz de entregar uma experiência de uso otimizada. Ainda que aconteça raramente, a avaliação do usuário em relação a ele será ruim, então é fundamental sempre pensar em quem acessa e como é esse momento.

O erro 502 é comum e quase todo mundo já se deparou com ele na web, o que não significa que ele deve ser encarado como algo aceitável. O importante fazer o possível para que o usuário tenha a melhor impressão de um site do WordPress ou até mesmo de uma aplicação!

Que tal falarmos mais dessa plataforma? Confira alguns dos principais erros do WordPress!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *