Por Cayo Woebcken

Redator freelancer da Rock Content.

Publicado em 27 de janeiro de 2020. | Atualizado em 27 de janeiro de 2020


Embora com características distintas, Facebook Ads e email marketing são estratégias que podem — e devem — andar lado a lado. A integração dessas abordagens tem tudo para aumentar sua taxa de conversão, mas, para tal, é preciso entender como elas se relacionam.

Gerar, qualificar, converter e reter clientes. Essas 4 ações formam a espinha dorsal de qualquer estratégia de Marketing Digital, fazendo com que as empresas busquem continuamente a melhor forma de executá-las.

Essa busca criou a ideia, já ultrapassada, de que as redes sociais devem focar na captação de leads, enquanto os emails são ferramentas moldadas para os outros objetivos.

Hoje, sabemos que o uso conjunto de ambos esses canais não é apenas recomendado, como também é uma prática essencial para a eficácia de qualquer estratégia.

Afinal, a convergência digital aponta para mídias cada vez mais integradas, gerando a necessidade de criar uma abordagem omnichannel para os seus consumidores.

Mas, afinal, por que a união entre Facebook Ads e email marketing é cada vez mais relevante e o que você pode fazer para explorar essa ideia?

Foi para responder essas perguntas que elaboramos este artigo. Nele, você vai descobrir:

Continue lendo e confira!

 

Por que unir Facebook Ads e email marketing?

Para entender como essas estratégias podem colaborar entre si, é essencial visualizar suas particularidades e compreender seu papel no atual cenário do marketing na internet.

Assim, vamos começar pelo email marketing, um dos pioneiros dos esforços de comunicação e publicidade no meio digital.

A prática de utilizar emails para se comunicar com a audiência, embora antiga, continua extremamente relevante. Uma pesquisa Rock Content revelou que 76,4% das empresas fazem uso do correio digital e, entre as que não o fazem, 94,3% pretendem implementar essa abordagem em um futuro próximo.

O motivo para a importância dada a essa estratégia pode ser identificado com facilidade. De acordo com o estudo citado, 95,9% dos consumidores têm o hábito de checar a caixa de entrada diariamente, dado que, por si só, ilustra o potencial de utilização desse canal para fins de marketing.

Contudo, para que a estratégia seja forte, é preciso contar com uma lista de contatos qualificada. E é aí que entra o Facebook Ads.

A ferramenta, que é carro-chefe da maior rede social do mundo, já se provou uma das melhores formas de gerar leads, ou seja, conseguir o endereço de email de pessoas interessadas nos negócios da sua empresa.

Isso se dá, principalmente, pelo seu enorme poder de segmentação. A plataforma permite a criação de campanhas extremamente segmentadas, que possibilitam o alcance a um público bastante específico.

Assim, se você for bem na execução dessa tarefa, é bem provável que atinja pessoas enquadradas no seu perfil de persona.

Se isso acontecer, basta uma estratégia bem executada para você adicionar leads qualificados à sua lista de contato. As consequências, como você deve imaginar, envolvem uma taxa de conversão muito mais alta e o progresso na fidelização do consumidor.

Considere o uso do Facebook Ads como ferramenta de nutrição

Nesse ponto, já está claro que o uso do Facebook Ads otimiza a geração de leads a serem utilizados em suas campanhas de email marketing.

Contudo, como mencionamos na introdução do post, a captação de oportunidades de negócio não é a única utilidade de uma rede social, especialmente uma tão ativa quanto o Facebook.

Um estudo da Sprout Social indicou que 74% dos usuários da rede realizam acessos diários, gastando, em média, 35 minutos por dia na plataforma.

Para olhos atentos, esses dados revelam uma oportunidade única: a de gerar conteúdo de valor a ser consumido pelos seguidores.

A partir de práticas de Marketing de Conteúdo, é possível utilizar o Facebook como uma ferramenta de nutrição. Para tal, é preciso conhecer a audiência e elaborar posts realmente relevantes, de modo a atrair sua atenção.

Acontece que, muitas vezes, esses materiais passam despercebidos, especialmente por conta do excesso de conteúdo na rede.

É aí que o uso do email marketing pode fazer toda a diferença. O simples ato de incluir em suas newsletters algumas recomendações de conteúdos postados na rede social pode aumentar consideravelmente seu alcance e gerar um engajamento ainda maior por parte de seus seguidores.

Quer conhecer dicas para unir as duas estratégias? Siga a leitura!

 

Como integrar as duas estratégias?

Se você chegou até este ponto do texto, já sabe que unir as estratégias de Facebook Ads e email marketing pode potencializar a forma como você capta, qualifica, converte e fideliza seus clientes.

A escolha desses dois canais para serem integrados não é por acaso, já que, além de apresentarem retornos interessantes para o negócio, eles agradam a maioria dos consumidores.

Isso fica claro ao observar esta pesquisa realizada pela Sprout Social, que mostra que, do ponto de vista dos clientes, o email é o canal preferido para receber ofertas, seguido de perto pelas redes sociais.

Sendo assim, utilizar os dois meios de maneira coordenada é uma forma de extrair o máximo potencial do seu Marketing Digital.

pesquisa sprout social

Dito isso, é importante lembrar que, embora integradas, as estratégias devem manter suas particularidades.

Você não vai, por exemplo, produzir o mesmo conteúdo para suas newsletters e para suas fanpages no Facebook, ou vai matar o interesse dos seus seguidores. Ainda assim, alguns pontos devem ser mantidos em ambos os formatos, como a linguagem.

Adote o mesmo estilo de linguagem nos dois canais

Não existe marketing efetivo sem a construção de uma identidade forte para sua marca. Isso envolve fatores visuais, linguísticos e até a linha de produção de conteúdos. E significa que, independentemente do canal utilizado, é crucial manter um padrão de estilo, seja nas cores utilizadas, seja no tipo de linguagem empregada.

Naturalmente, a forma como você vai elaborar seus textos não vai depender exclusivamente da vontade da empresa.

É preciso entender sua persona e utilizar um formato adequado, de modo a possibilitar uma experiência excelente.

Contudo, o ponto é: a linguagem que você utiliza nos seus anúncios deve refletir a utilizada em suas mensagens.

Essa coesão possibilita a criação de um tom de voz único para a marca, o que é importante na construção da relação necessária para a geração de leads.

Isso porque, ao ler o texto de um anúncio seu, o usuário vai relacionar imediatamente às newsletters recebidas na caixa de entrada, criando um senso de proximidade com a sua marca.

Você pode se interessar por esses outros conteúdos

👉 Assunto de email marketing: aprenda como cativar o seu cliente

👉 Email Marketing em 2020: por que investir e 4 tendências

👉 Facebook Ads e Google Ads: 7 motivos para unir as estratégias

👉 Aprenda a criar anúncios que convertem no Facebook Ads


Oriente suas campanhas de acordo com a etapa do funil em que o lead está

Tanto no Facebook Ads quanto no email marketing, um dos erros mais cometidos por equipes de marketing é ignorar a etapa do funil em que o cliente se encontra.

Isso pode atrasar o processo de conversão e até impedi-lo, já que o oferecimento de conteúdos de atração para clientes em fase de consideração é contraproducente.

Portanto, certifique-se de segmentar sua lista de emails de acordo com a fase do funil em que o lead está. Assim, você pode enviar mensagens de atração, caracterizadas por conteúdos mais básicos, apenas para os que estão localizados nesse estágio.

Da mesma maneira, conteúdos de fundo de funil, como e-books e webinars, podem ser oferecidos apenas para os leads que estão prontos para serem convertidos.

Assim, você evita esforços desnecessários e aumenta consideravelmente a taxa de sucesso da sua abordagem. No que diz respeito ao Facebook Ads, o pensamento deve ser parecido.

A plataforma de anúncios, contudo, facilita a vida dos anunciantes. Antes de publicar uma campanha, você pode escolher entre diversos objetivos, que são separados pelas diferentes fases do funil.

Como estamos falando de formas de aumentar suas conversões, uma das opções mais relevantes é a de levar o usuário até outro website.

Explicamos mais sobre no próximo tópico!

Trabalhe com anúncios que levam até uma landing page

Como você já deve saber, as landing pages são páginas na web destinadas a captar as informações de contato dos visitantes, transformando-os em leads.

Trata-se de um ponto fundamental para a integração do Facebook Ads com o email marketing. A ideia é atrair a pessoa com o anúncio, levá-la até a página, coletar os dados e incluí-los na lista de contatos.

Para fazer isso, as landing pages geralmente oferecem algum conteúdo de valor para o cliente, como um e-book.

Para receber o material em sua caixa de entrada, a pessoa deixa suas informações, o que abre espaço para o lançamento de uma campanha de nutrição. É uma troca positiva para ambos os lados.

O que torna o uso dessas páginas tão relevante é que, se uma pessoa chegou até ela, significa que apresentou algum interesse no conteúdo. Trata-se, portanto, de um lead com alto potencial de qualificação e posterior conversão.

O próprio Facebook oferece um objetivo de campanha descrito como “geração de leads”. Ao selecionar essa opção, você vai criar um anúncio acompanhado de um botão de inscrição.

No entanto, existe um problema: muitas pessoas não utilizam o mesmo endereço de email que está registrado no Facebook, logo, as informações podem estar desatualizadas.

Por outro lado, a landing page exige que o usuário digite o endereço de email, o que diminui o risco de dados equivocados.

Para direcionar o público até a landing page, basta selecionar a opção de aumentar o tráfego de um website e inserir a URL da página no anúncio.

facebook goals

Configure públicos semelhantes

A criação de públicos semelhantes é uma das práticas mais importantes para a integração das duas estratégias.

Trata-se da prática de reaproveitar as características de um grupo de leads para definir o público-alvo do seu anúncio no Facebook Ads.

Então, se você tem uma lista de emails caprichada, já tem meio caminho andado.

A ideia é que a campanha atinja pessoas com características que se assemelhem às apresentadas por aquelas que já se tornaram leads. E fazer isso é extremamente simples.

Basta acessar a área “públicos” no gerenciador de anúncios, selecionar “criar público” e clicar em “público semelhante”.

Na janela que vai se abrir, escolha a opção “arquivo de clientes”.

Dependendo da sua ferramenta de email marketing, é possível transferir os contatos diretamente da lista. Caso contrário, basta fazer o upload da sua lista no formato CSV.

Feito isso, você pode escolher até 15 indicadores a serem utilizados pelo Ads, incluindo região, idade, sexo etc.

Execute testes A/B

Testes A/B são elementos fundamentais durante todo o processo. Executá-los permite que você navegue por diferentes opções e opte por aquela com maior potencial de conversão.

Isso envolve campanhas no Facebook Ads, mensagens de email marketing e até a elaboração de landing pages.

A execução é bem simples. Ao criar uma newsletter, por exemplo, elabore dois modelos com características diferentes e monitore os resultados de cada um.

Aquele que obtiver resultados mais promissores deve servir de base para a criação de futuras mensagens, de modo a garantir a maior taxa possível de conversão.

O mesmo vale para a criação de campanhas. Se você está em dúvida em qual faixa etária deve focar, por exemplo, crie um anúncio para cada.

Uma rápida observação nos resultados deve ser suficiente para você tomar a decisão sobre o tipo de segmentação mais eficiente para o alcance de seus objetivos.

Seja mobile friendly

Outro ponto que deve ser levado em consideração durante todo o processo é a adequação da sua estratégia para usuários de dispositivos móveis. Cada vez mais pessoas utilizam seus tablets e smartphones para navegar por redes sociais e realizar compras.

Um estudo da Hubspot indicou que 80,8% dos usuários utilizam o celular diariamente para checar o email.

Nesse cenário, o envio de mensagens que não se adequem ao formato mobile é um grande desperdício de tempo.

É preciso que os emails, assim como os anúncios e as landing pages, sejam facilmente visualizados em celulares, facilitando a experiência do cliente e impulsionando sua conversão.

Se você não tiver certeza se a sua landing page está configurada de forma mobile friendly, não se preocupe. Você pode sanar essa dúvida rapidamente acessando o site Google Mobile Friendly Test.

Facebook Ads e email marketing são estratégias com características distintas, mas que podem trabalhar de forma integrada. O uso de ambos os canais para atingir e engajar seus leads é uma forma de qualificar a experiência e aumentar consideravelmente as chances de conversão.

Trabalhar com emails é uma estratégia muito efetiva, mas que depende da sua capacidade de planejamento. Por isso, separamos esta planilha calendário de email marketing para você organizar seus disparos. Confira!



https://materiais.rockcontent.com/calendario-email-marketingPowered by Rock Convert

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *