Por Autor Convidado

pela Rock Content.

Publicado em 17 de abril de 2020. | Atualizado em 14 de maio de 2020


O Marketing de Conteúdo permite uma diferente gama de formatos de conteúdos, variando dos textos. Confira aqui 8 opções inovadoras para aplicar na sua estratégia e alavancar resultados!

Quando uma empresa decide potencializar sua presença no ambiente digital, utilizando estratégias de Inbound Marketing ou Marketing de Conteúdo para gerar engajamento, uma das primeiras ações que deve realizar é a produção de conteúdo segmentado para o público-alvo.

Sendo assim, muitas marcas optam por criar um blog para publicar artigos informativos.

Embora esse seja um caminho interessante, é possível ir muito além, pois ao diversificar as suas produções com formatos de conteúdos inovadores, você amplia o alcance de suas postagens, encantando novos clientes em potencial e, ao mesmo tempo, oferece aos usuários maneiras diferenciadas de interagir com sua marca.

Uma das maiores vantagens de experimentar estilos de conteúdos diferentes em seu Marketing de Conteúdo é que você obtém insights precisos sobre o que funciona e o que não funciona para suas personas. 

Por isso, neste artigo, mostraremos uma série de formatos de conteúdo interessantes para produzir e encantar o seu público. Continue a leitura para saber mais!

1. Vídeo

Com a popularização de plataformas de streaming de vídeo nos últimos anos, o formato de conteúdo audiovisual ganhou bastante força no meio corporativo, já que sua produção se tornou muito mais acessível, democrática e barata.

O fato de vivermos na era da informação digitalizada tem afetado o cotidiano da sociedade como um todo.

O que queremos dizer é que a rotina corrida das pessoas hoje em dia, muitas vezes, não permite que elas tenham tempo de ler um artigo complexo.

Contudo, assistir um vídeo é uma atividade intuitiva, relaxante e que não exige esforço do espectador.

Outro ponto interessante do vídeo é que ele proporciona informação útil para o público de maneira muito mais dinâmica.

Para que você tenha uma ideia, empresas de diversos segmentos têm criado canais no YouTube para promover tutoriais, cursos e até mesmo realizado transmissões ao vivo.

Dentro da categoria de vídeos, existem também os webinars, que funcionam como uma espécie de videoconferência na qual uma conversa ou palestra pode ser transmitida em tempo real, ou gravada e reproduzida posteriormente pelos usuários.

A vantagem é que não é preciso muito investimento para produzir esse tipo de conteúdo. Além disso, um webinar pode ser feito em praticamente qualquer lugar, basta escolher um tema relevante para seu público e convidar especialistas sobre o assunto para apresentá-lo. 

Vale destacar, ainda, que esse formato ajuda a gerar mais leads, pois para que possa acessar o vídeo, o usuário precisa informar seus dados em uma landing page.

2. Áudio

O áudio é um formato de conteúdo ainda mais versátil do que o vídeo, já que as pessoas podem consumi-lo enquanto realizam outras atividades, como enquanto dirigem, trabalham ou até mesmo fazem academia, pois não compromete o sentido da visão e deixa as mãos livres.

O conteúdo em formato de áudio, ainda, oferece a grande vantagem de consumir bem menos dados do pacote de internet, em comparação ao vídeo.

Sem dúvida, é uma das melhores maneiras de fornecer informações relevantes ao seu cliente em potencial. Alguns exemplos que podem ser produzidos dentro da seguinte categoria.

Podcasts

O podcast é considerado o novo rádio, mas com a diferença que tem produção sob demanda e pode ser consumido no momento e da forma como o ouvinte desejar

O formato está disponível gratuitamente em inúmeras plataformas de streaming de áudio, tanto para dispositivos móveis quanto para desktops, abrangendo os mais diversos temas e assuntos, como:

  • saúde;
  • educação;
  • entretenimento;
  • música;
  • tecnologia;
  • tendências de marketing;
  • notícias,
  • negócios.

Ou seja, não há limite para a criatividade e as empresas podem utilizá-lo para promover debates e conversas sobre os mercados em que atuam em tons mais informais.

Uma ideia interessante, para despertar ainda mais o interesse da audiência, é abrir espaço para participação de especialistas e grandes nomes no segmento.

Narração de artigos escritos e e-books

Para diversificar sua estratégia e incluir pessoas que tenham dificuldades para ler ou que prefiram escutar conteúdos, é possível converter seus e-books e artigos em posts narrados e gerar ainda mais engajamento com o público.

3. Gráfico

Qualquer estratégia de Marketing Digital com ambição por crescimento deve ter esse elemento, pois o gráfico pode ser facilmente utilizado como material de apoio para enriquecer outros formatos de conteúdo por meio de fotos em blog posts e vídeos, ou isoladamente em infográficos.

4. Imagens

Como diz a máxima “uma imagem vale mais do que mil palavras”, não é verdade? Sendo assim, por que não utilizar fotos para causar mais impacto em seu público-alvo?

Imagens podem agregar valor aos diversos formatos de conteúdo, ilustrando seus e-books, artigos e posts nas redes sociais, por exemplo.

Uma estratégia interessante para se utilizar com imagens, principalmente em PDVs, são as pistas direcionais.

Ou seja, quando o consumidor é induzido a olhar e apontar para uma imagem que o leva a um produto ou serviço específico. Isso gera um grande impacto na usabilidade e no que ponto a se destacar do artigo. 

Conteúdos InterativosPowered by Rock Convert

5. GIF

Apesar de ser um formato considerado antigo na internet, nos últimos anos os GIFs ganharam bastante força pelo fato de ajudarem a transmitir uma mensagem de maneira dinâmica e descontraída. 

Basicamente, são um conjunto de frames que, quando reproduzidos em sequência, geram a sensação de movimento, ou fragmentos de vídeos.

Muitas vezes, esse tipo de material é utilizado como os famosos memes, para comunicar dar um tom cômico à comunicação.

6. Quiz

O uso de quizzes no Marketing Digital é algo que vem se popularizando cada dia mais. Desde que o Buzzfeed fez sucesso usando esse formato inovador e mobilizando milhares de pessoas todos os dias com seus quizzes engraçadinhos, muitos profissionais de Marketing de Conteúdo perceberam o potencial deles para empresas e para gerar engajamento.

Um quiz bem produzido gera uma série de resultados, podendo:

  • aumentar o número de visitantes para o seu blog;
  • elevar o seu alcance nas redes sociais e gerar mais engajamento;
  • gerar contato, leads e até mesmo clientes.

7. Infográfico

De forma simplificada, um infográfico é um material informativo que fornece conteúdo de maneira simples, rápida e intuitiva ao usuário, misturando elementos como ilustrações, fotos e textos. 

Ou seja, seu foco é transmitir uma mensagem resumida e direta à persona, que muitas vezes não tem tempo para consumir conteúdos mais longos e complexos. Sem dúvida, é um formato de conteúdo que vale a pena por conta de seu potencial de viralização.

8. Multimídia

Como consta no próprio termo, a ideia é unir dois ou mais formatos de mídia e combiná-los de maneira dinâmica ou estática. 

Essa estratégia é muito utilizada para enriquecer os conteúdos já produzidos — como e-books e artigos — tornando-os mais completos e atendendo às preferências do público, que pode consumir vídeos, áudios e imagens de uma só uma vez em um único material.

Geralmente, esse modelo de conteúdo é utilizado em newsletters para públicos segmentados.

Ou seja, usuários que se inscreveram para receber as postagens da empresa, porque se identificam com o mercado em que ela atua ou já realizaram alguma compra anteriormente.

Por exemplo, em um único email marketing é possível utilizar textos, vídeos, GIFs, infográficos e áudios. Em outras palavras, a persona pode usufruir de uma apresentação rica em informação e altamente interativa.

Antes de concluirmos, é importante lembrar que, para garantir o sucesso de uma campanha de Marketing de Conteúdo, é preciso ter em mente em quais canais o público do negócio está inserido na hora de escolher qual o formato mais adequado.

Se o produto ou serviço de sua marca tem um bom apelo visual, como no segmento alimentício ou de vestuário, por exemplo, é interessante focar mais em vídeos e imagens no Instagram.

Agora, se seu público é mais corporativo, o LinkedIn pode ser uma ótima plataforma para publicar artigos em formato textual e gerar engajamento por meio de discussões e debates com os usuários. 

Lembrando que não há “fórmula mágica” quando se trata de Marketing Digital. É preciso produzir, compartilhar, testar e analisar diversas vezes. 

Gostou das informações abordadas neste artigo? Então aproveite para conhecer nossa plataforma de automação de marketing e usufruir de recursos que podem facilitar o trabalho de sua equipe, gerar mais Leads e potencializar o alcance de seus canais de comunicação!

Conteúdo produzido pela Sharpspring.

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *