Funcionalidades das páginas de busca

Conheça quais são as principais funcionalidades das páginas de busca do Google

Conhecendo as principais funcionalidades das páginas de busca (SERPs), além dos recursos e ferramentas mais importantes, você pode criar uma estratégia para subir posições e aumentar a visibilidade de seu site ou blog.

Primeiramente, é importante que você saiba que os buscadores existem desde 1993 e que o Wandex foi quem começou a história desses recursos, que tiveram uma evolução incrível desde então.

Agora sim, vamos falar concretamente sobre as funcionalidades e características das páginas de busca do Google.

Quais são os elementos das páginas de busca?

A maioria dos sites de busca são bastante semelhantes.

Os elementos convencionais, de acordo com sua posição de cima para baixo, são:

  • caixa de pesquisa: local em que é inserido o texto ou imagem que se desejamos pesquisar. Está localizado na parte mais alta do buscador.
  • navegação vertical: guias que permitem filtrar pesquisas de acordo com o tipo de conteúdo que precisamos (imagens, vídeos, notícias, entre outros). Além disso, é possível refinar os resultados por região ou data de publicação.
  • informações dos resultados: o número de resultados e o tempo que o buscador demorou para encontrá-los.
  • publicidade PPC (Pay Per Click): anúncios pagos para conseguir posições nas SERPs e obter mais cliques.
  • resultados orgânicos: todos os resultados derivados do processamento algorítmico da informação e que permitem posicionar um site seguindo uma estratégia de SEO.

Nas páginas de busca do Google também podemos encontrar, ocasionalmente, uma seção com imagens relacionadas à pesquisa nas informações dos resultados, desde que o conteúdo visual seja relevante para o usuário.

Por que é importante conhecer a estrutura das páginas de busca?

A melhor parte de conhecer a estrutura e as funcionalidades das SERPs é que, dessa forma, podemos trabalhar estratégias de SEO eficazes para posicionar nosso blog ou site no Google e em outros buscadores.

Por exemplo, dependendo das palavras-chave estabelecidas para um post, as SERPs ativam algumas funcionalidades específicas que nos ajudam a dimensionar os resultados, inclusive exibindo-os duas vezes na primeira página.

A seguir, mostraremos quais são as funcionalidades das páginas de busca do Google.

Funcionalidades das páginas de busca do Google

Como já mencionamos, os recursos das SERPs podem dar uma visibilidade extra diante de seus concorrentes. Algo que, sem dúvida, é benéfico para sua empresa. Saiba quais são eles!

Featured snippet

As caixas de respostas são resultados diretos e concisos para a pesquisa de uma palavra-chave. Elas aparecem no topo das páginas de busca, acima da primeira posição orgânica e são chamadas de “posição zero”.

Fornecem ao usuário uma breve informação relacionada à sua pesquisa, sem necessariamente inserir um dos resultados.

Comentários

Algo muito semelhante ao anterior, com a diferença de que é usado para mostrar listas ou guias de passos a seguir.

Sitelinks

São os links que aparecem abaixo da descrição do site dentro das SERPs. Seu objetivo é fornecer ao usuário informações relevantes sobre um site quando ele está procurando por algo específico.

Não existe uma maneira direta de ativá-los organicamente, mas se você tiver um site bem otimizado, o Google poderá considerá-lo. Já se você contar com o serviço Google Adwords, é possível exibir até 4 links.

Painel de conhecimento

São os gráficos que mostram uma descrição detalhada sobre a palavra-chave, oferecendo informações relevantes sobre um local público, empresa, horários, entre outros.

Por exemplo, se você pesquisar o Google no site de busca do próprio Google, uma caixa com informações sobre a empresa, o diretor-executivo, o ano de fundação e outras informações relacionadas aparecerão à direita.

Principais notícias

Ao inserir uma palavra-chave, o usuário recebe várias notícias destacadas sobre o tema, além dos resultados orgânicos.

Você pode se interessar por esses outros conteúdos!
👉 Algoritmo do Google: aprenda como rankear em primeiro em 2019
👉 Erros de SEO: saiba quais são os 15 mais comuns e como evitá-los
👉 15 maiores especialistas brasileiros em SEO que você precisa seguir
👉 Topic Clusters: o que são e o que podem fazer pelo seu SEO?

Pesquisas relacionadas

Também chamado de Short-Click, é uma caixa em que é exibida uma lista de consultas relacionadas à palavra-chave, sob o título “Pesquisas relacionadas”.

Dessa forma, a SERP busca identificar a intenção do usuário para não precisar mostrar outros resultados devido à publicidade excessiva, longos tempos de carregamento, falta de qualidade do conteúdo, entre outros.

Resposta imediata

Oferece uma definição específica da palavra-chave que o usuário usa, bem como um link para o site.

É interessante quando se trata de definir um termo específico e ajuda a posicionar posts e sites que tenham boas práticas de SEO.

Pack local

Dentro das funcionalidades das SERPs está a que mostra uma resposta gráfica a uma pergunta.

Por exemplo, se você pesquisar uma palavra-chave semelhante a “como está o clima”, o Google mostrará um relatório gráfico do clima desse dia e dos próximos, de acordo com sua localização geográfica.

Como identificar os recursos e quais ferramentas usar para a análise?

Cada recurso é exibido de acordo com uma intenção de pesquisa. Por exemplo:

  • saber mais sobre um assunto;
  • descobrir dados específicos;
  • realizar alguma ação;
  • realizar alguma ação por meio de um dispositivo (celular, Google Home, tablet);
  • ir para um site;
  • procurar locais.

E, de acordo com a intenção de busca, existem ferramentas para medir ou visualizar de forma geral a classificação da palavra-chave.

Ferramentas de análise

Serviços como SEMRush ou Ahrefs fornecem informações detalhadas para alcançar e medir as funcionalidades do Google e outros buscadores.

O que oferecem?

  • fornecem informações sobre os recursos das SERPs que estão sendo ocupados por sua concorrência;
  • encontram palavras-chave que ativam as funcionalidades das SERPs, além de acompanhar a posição do seu site;
  • detectam oportunidades para aproveitar as funcionalidades;
  • otimizam as funcionalidades que você deseja aproveitar.

A escolha entre um ou outro dependerá dos objetivos e necessidades que seu site ou blog têm. Mas, em geral, ambos são excelentes ferramentas para otimizar e medir suas estratégias de SEO para as páginas de busca do Google.

Quer continuar aprendendo sobre as melhores práticas de SEO?Baixe o nosso e-book sobre SEO e conhecer sua história, funções e dicas que o levarão ao primeiro lugar do Google.

Guia do SEO 2.0Powered by Rock Convert

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo