Por Raphael Pires

Publicado em 26 de fevereiro de 2020. | Atualizado em 26 de março de 2020


Adotar modelos de gestão que acompanhem a agilidade do mercado é essencial para o sucesso da agência. Com a gestão à vista, você engaja seu time e faz ajustes em tempo real. Ficou curioso? Continue lendo para entender melhor e saber como aplicar a ferramenta na sua empresa!

A alta competitividade do mercado exige que as empresas adotem alternativas diferenciadas para ter uma gestão mais eficiente, focada em resultados e que consiga compreender todos os aspectos organizacionais do negócio. Uma das opções é a gestão à vista, que é uma metodologia de gerenciamento empresarial em que indicadores de desempenho são apresentados em quadros visíveis e acessíveis para todos os colaboradores da empresa.

Levando em consideração a dinâmica da atualidade, em que tudo se modifica rapidamente, os processos internos se tornaram mais ágeis, visando acompanhar as demandas e necessidades dos consumidores. Assim, fica ainda mais clara a importância de aplicar uma gestão efetiva, que integre todas as equipes de trabalho para atingir os mesmos objetivos a partir de uma comunicação transparente e confiável.

Quer melhorar os resultados da sua agência? Confira, neste post, como funciona, quais são os benefícios e de que maneira aplicar a gestão à vista na empresa!

Como funciona a gestão à vista?

A gestão à vista funciona de uma forma muito simples. Como o próprio nome sugere, informações e indicadores relevantes são colocados em um quadro, ficando à vista dos colaboradores e gestores e permitindo que todas as partes interessadas acompanhem os dados e status de projetos, além de tendências.

É importante dizer que a gestão à vista é feita por meio de padrões visuais claros e que oferecem fácil compreensão, o que é indispensável para garantir a correta interpretação das informações apresentadas.

Com isso, há uma transparência total em relação ao desempenho do negócio, e os integrantes da companhia ficam cientes de quais são os pontos que necessitam de melhorias para que as metas estabelecidas sejam conquistadas.

Quais são os benefícios oferecidos às empresas?

Se a sua empresa ainda não aplica a gestão à vista, saiba que está perdendo a oportunidade de promover melhorias significativas no negócio, uma vez que a ferramenta impacta diferentes pontos. Abaixo, veja quais são seus benefícios!

Melhora o controle de metas

A partir do uso da gestão à vista, a empresa mostra para todos os quadros de comparação do desempenho de cada colaborador, incentivando uma competição sadia entre os times da agência por bons resultados.

Nesse quadro, também é possível apontar qual é a porcentagem da meta semanal ou mensal que já foi atingida, o que contribui para reforçar a necessidade de engajamento de cada funcionário para que a companhia seja bem-sucedida.

Aumenta o engajamento dos colaboradores

Em um cenário em que os colaboradores têm autonomia no trabalho, a tendência é que o compromisso emocional com a organização aumente. A consequência disso são equipes mais engajadas e uma produtividade elevada.

Diante disso, você também sentirá uma melhora nos resultados das tarefas executadas e dos projetos da agência como um todo.

Facilita a identificação de pontos fracos

Ao aplicar a gestão à vista, pode-se avaliar o desempenho de cada setor da empresa. Isso facilita a identificação de quais são os pontos que precisam ser melhorados e quais são os pontos considerados de riscos e que influenciam, de forma direta, os resultados do negócio e, portanto, as finanças da agência.

Favorece a tomada de decisão

Entre os maiores benefícios de implantar essa ferramenta de gestão na sua empresa está a possibilidade de passar a tomar decisões de maneira mais certeira e em tempo reduzido.

Essa vantagem ocorre porque os gestores acessam os indicadores em tempo real em cada tarefa que é executada, podendo antever eventuais problemas e propor soluções antecipadamente.

Quais são os passos necessários para aplicá-la?

Para que realmente traga efeitos positivos, a gestão à vista tem que ser aplicada com cautela, seguindo passos que assegurem o seu bom funcionamento. Na sequência, acompanhe as principais ações a serem tomadas!

Defina os processos que precisam ser medidos

Em primeiro lugar, é preciso que a agência gere valor para o cliente. Sabendo com exatidão o que o consumidor mais valoriza no serviço ou produto oferecido, fica bem mais fácil definir quais são os processos que devem ser medidos.

Desse modo, se a agilidade no atendimento ao cliente é vista como um diferencial relevante, esse processo tem que ser monitorado de perto.

Escolha os KPIs que serão usados

Como verificar se os vendedores da empresa estão de fato prestando uma consultoria para o cliente e não somente tentando ‘’empurrar’’ mais uma venda para bater a meta?

Muitas vezes, pode haver a necessidade de realizar uma pesquisa digital online por trimestre. Na atualidade, pode-se encontrar plataformas que possibilitam fazer isso com praticidade e confiabilidade, para que você selecione os KPIs mais adequados para cada processo.

Selecione uma interface para o painel de gestão à vista

Há diversas opções para essa etapa, como o Excel e o Google Sheets, que ajudam no controle dos indicadores. Nesse sentido, eles podem gerar gráficos de fácil compreensão e ser disponibilizados em grandes painéis.

Além disso, a empresa pode usar softwares para o acompanhamento das metas criadas que já apresentem um layout personalizado. Um funil de vendas também é um modelo de gestão à vista que evidencia como as vendas da agência estão fluindo, por exemplo.

Faça um acompanhamento e realize ajustes

Não adianta saber como montar um quadro de gestão à vista se os resultados não forem monitorados e analisados continuamente.

Tenha em mente que esse modelo de gestão se baseia em entender as mudanças de cenário rapidamente, o que auxilia a tomar as ações necessárias para promover ajustes e corrigir erros.

Por meio da visualização em tempo real dos painéis utilizados na gestão à vista, há uma ação mais coordenada e mais estruturada executada pelo gestor da área, evitando erros que comprometam os resultados dos processos.

Quais são os principais exemplos práticos de gestão à vista?

Para entender melhor como funciona e de que forma aplicar a gestão à vista no seu negócio, conheça alguns exemplos práticos bastante conhecidos entre as empresas e que também podem ser adotados na sua agência.

Quadro de atividades

Um dos quadros de atividades mais populares no mundo dos negócios é o Kanban, que é um termo japonês que significa ‘’cartão’’. Esse sistema usa cartões para indicar como está o andamento dos fluxos de produção, sendo que cada cartão tem orientações sobre a tarefa, como ‘’para executar’’, ‘’em andamento’’ e ‘’finalizado’’.

A adoção do sistema Kanban possibilita um controle mais detalhado e eficaz sobre a produção com informações em relação a quando, quanto e o que deve ser produzido. O método pode ser usado na versão eletrônica, o que agrega mais agilidade na atualização das tarefas e evita a perda de cartões.

Dashboard de indicadores

Os dashboards se caracterizam como painéis que envolvem informações sobre diversos indicadores e podem ajudar a estimular uma competição sadia entre os times, o que ocorre por meio da comparação de desempenhos e dos objetivos conquistados. 

Todavia, vale ressaltar que os painéis devem ser atualizados continuamente para mostrar coerência quanto aos conceitos da gestão à vista e garantir o valor das informações.

Planejamento do período

A finalidade do planejamento do período é apontar direções de ações para a agência e suas equipes. Em suma, esse formato de gestão consiste em criar planos de atividades, levando em conta os obstáculos que podem surgir no decorrer da execução, os recursos necessários para a implantação (humanos, financeiros e tecnológicos), bem como as responsabilidades, os prazos a serem respeitados e o retorno esperado do investimento.

De forma geral, a intenção da gestão à vista é proporcionar um feedback constante para que os colaboradores possam ajustar a maneira de trabalhar em tempo real. Por isso, a prática é importante para reduzir os índices de erros e retrabalhos, garantindo mais eficiência nos processos medidos e o sucesso dos projetos.

Precisa melhorar a gestão da sua empresa? Baixe agora mesmo o nosso Guia de Gestão para Agências e impulsione seus resultados!

Guia completo de Gestão para Agências

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *