Realtime Content Insight

Google lança ferramenta baseada em dados para jornalistas

Buscando “construir um futuro mais forte para o jornalismo”, Google anuncia nova ferramenta, voltada para produtores de notícias.

O Google acaba de lançar uma nova ferramenta para as redações de jornais. A grande necessidade, no momento, é fortalecer os conteúdos e recuperar a dinâmica econômica dos meios de comunicação.

Um ano atrás, fomos testemunhas de uma nova forma de posicionamento das grandes empresas de dados. Surgiu, assim, um problema de credibilidade. O Google, lançou, prontamente, uma ferramenta com foco na produção dos meios de notícia.

Chamada de Google News Initiative, a ideia é “construir um futuro mais forte para o jornalismo”, ajudando a usar as métricas geradas pelas ferramentas de análise, para aumentar o número de renda por assinaturas.

Nessa semana, o site de busca lançou sua mais recente novidade: Realtime Content Insight.

Continue conosco para saber mais sobre o tema!

Google News Initiative

Google News Initiative surgiu como uma forma de fazer frente a crise de credibilidade e confiança que as empresas digitais sofreram nos últimos anos. Notícias falsas, escândalos eleitorais, manipulação de dados, informações equivocadas etc.

Dessa forma, o Google colocou a autoridade como centro ao associar o selo de qualidade do setor jornalístico. A empresa não só abre novas possibilidades de monetização para os meios de comunicação, como também promove a qualificação dos conteúdos gerados.

Ferramentas da iniciativa

Falemos agora das ferramentas que compõem esse projeto, começando pelas duas que já existiam.

NCI — News Consumer Insights

É uma forma de ajudar os editores a criar negócios viáveis, trabalhando com o Google Analytics focado em assinaturas. Com essa ferramenta é possível descobrir:

  • quais são os leitores mais valiosos para um site;
  • qual é a forma mais efetiva de chegar a eles;
  • como criar uma base de usuários fiéis;
  • como promover engajamento entre os leitores.
  • como converter usuários em assinantes que paguem por conteúdos qualificados e com informação valiosa.

Para isso, a ferramenta usa do conceito de funil, dividindo os usuários em quatro tipos:

  1. leitores ocasionais;
  2. leitores leais;
  3. amantes da marca e sua linha editorial
  4. assinantes.

Estudando os dados, e pontuando os leitores, são fornecidas informações para que eles avancem pelo funil.

DMB — Data Maturity Benchmark

É uma ferramenta de engajamento e monetização da audiência do site. Ela cria um diagnóstico para que se saiba em que lugar se encontra um canal de conteúdos, com relação a maturidade dos dados, e que gere informes para que os editores saibam quais passos devem realizar para avançar.

A ideia é aproveitar todas as oportunidades para gerar valor, promover o compromisso e aumentar a relações de pagamento direto.

RCI — Realtime Content Insights

E, para finalizar a grande novidade, o novo produto do Google proporciona informação em tempo real que ajuda os gestores dos jornais a saber quais artigos são os mais populares e quais são as tendências de tema no momento, entre sua audiência.

Para usar é muito simples: é necessário entrar pela conta do Google e autorizar a ferramenta para que se use os dados do Google Analytics.

A ideia é qualificar as decisões que são tomadas no que se refere a criação e distribuição de conteúdos, para atrair mais assinantes.

A partir disso, será possível monitorar o desempenho dos conteúdos em tempo real, além dos seguintes benefícios:

  • identificar quais artigos do site são tendência;
  • saber de onde vêm os visitantes;
  • definir territorialmente, por meio da geolocalização, as tendências;
  • visualizar e trabalhar os dados em um desktop prático e com um ótimo design.

Com essa nova ferramenta, o Google teve a capacidade de criar uma alternativa para a crise dos meios de comunicação ao mesmo tempo que fortalece e qualifica a economia dos conteúdos.

Se você quer conhecer todos os segredos do site de busca, leia também nosso artigo com 52 aplicativos do Google para os mais diferentes objetivos.

This post is also available in: Español (Espanhol)

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo