Home office melhora a produtividade?

Entenda como o home office pode melhorar a produtividade do seu time

A tecnologia transformou diversos aspectos na vida das pessoas, incluindo o modo como trabalhamos.

Além de facilitar o contato com consumidores, fornecedores e parceiros, a internet e outras tecnologias recentes permitem mais flexibilidade nas relações de trabalho.

Um exemplo disso, é a adesão cada vez mais frequente ao home office. Um levantamento recente do ibope, mostra que o número de pessoas trabalhando remotamente, pelo menos em parte da carga horário de trabalho, cresceu muito nos últimos 3 anos e já representa 20% dos profissionais brasileiros.

Além disso, a pesquisa mostra que grande parte dos trabalhadores gostaria de poder trabalhar home office. Mas, será que o trabalho remoto também é benéfico para o empregador e para empresa?

Essa é uma dúvida bastante comum. Por isso, listamos os benefícios do home office para sua empresa e cuidados essenciais que as pessoas que trabalham em casa precisam ter para que você descubra se o trabalho remoto pode ser eficiente no seu negócio.

O que é home office?

home office e produtividade 2

Home office é a expressão inglesa para “escritório em casa”. De maneira geral, diz respeito aos trabalhos realizados de maneira independente, fora do escritório formal da empresa.

É um método muito utilizado por freelancers – sem vínculo empregatício com o contratante — mas também funciona bem com os funcionários.

O home office também é chamado de teletrabalho, trabalho à distância, trabalho portátil e trabalho remoto.

Algumas pessoas trabalham assim todos os dias, mas também é comum que parte da jornada seja feita em escritório e outra em casa, dependendo do estilo da empresa.

Transformação Digital 360

Em quais tipos de negócio o home office funciona melhor?

Esse modelo de trabalho pode ajudar a aumentar a produtividade do time e melhorar os resultados do negócio, mas, para isso, é importante saber que não funciona com qualquer tipo de atividade.

Os freelancers já estão bastante adaptados a esse formato, mas quando falamos de equipes estabelecidas e contratadas no regime formal, nem sempre esse modelo é uma opção. Mas saiba que ele pode acontecer com 100% de eficiência!

As atividades executadas pelo colaborador devem apresentar a possibilidade de serem realizadas em outro lugar. Por isso, é comum que as pessoas que trabalham em sites e plataformas atuem remotamente.

Atividades como produção de conteúdo, projetos de arquitetura e comércio eletrônico podem ser feitas no escritório de casa sem qualquer perda na qualidade. Pelo contrário, a produtividade pode crescer!

Já trabalhos que demandam que o empregado compareça ao local, como empresas industriais, vendas físicas ou construção, entre outros, não permitem tanta flexibilidade.

Entretanto é possível que o home office possa ser aderido em alguns dias, caso o profissional precise produzir relatórios ou planejamentos.

7 benefícios que comprovam como o home office pode melhorar a produtividade do seu time

Falamos que o home office pode aumentar a produtividade do seu time, mas você deve estar se perguntando: “Como?”.

Então, confira alguns benefícios do trabalho à distância que podem te convencer:

1. O funcionário sofre menos com o estresse do trânsito

O trânsito é um fator de estresse em várias cidades do país. Muita gente chega a gastar três horas para chegar ao trabalho, o que não é saudável e, muito menos, produtivo.

Com o home office, o empregado economiza algumas horinhas todos os dias e pode usar esse tempo para fazer um curso, trabalhar em outros projetos ou mesmo descansar.

2. Menos atrasos

Engarrafamentos, acidentes de trânsito e outros imprevistos que acontecem no dia a dia podem atrasar os funcionários em alguns minutos.

Isso pode atrapalhar não só em reuniões e outros eventos com hora marcada, mas também na entrega de projetos.

O home office é uma excelente solução para o problema. Como o funcionário não precisa se deslocar para chegar à empresa, ele só precisa ter o compromisso de começar o trabalho na certa.

3. Mais flexibilidade

Dependendo da empresa, é possível combinar um determinado número de horas trabalhadas por dia, mas sem a necessidade de um horário fixo pré-estabelecido.

Algumas pessoas são mais produtivas em partes diferentes do dia. Com isso, se o empregado tiver mais flexibilidade para se organizar, ele consegue aproveitar melhor o seu horário produtivo.

Além disso, é possível conciliar outras atividades, como ir ao banco e ao dentista, sem precisar faltar ao trabalho.

4. O ambiente adequado proporciona menos interrupções

Se o colaborador tiver um cantinho próprio para trabalhar em casa, a produtividade pode aumentar, já que ele não será distraído por conversas de colegas, telefonemas de outras pessoas e outras interrupções que acontecem em ambientes de trabalho.

Em casa, ele pode estruturar um local silencioso, que o motive a trabalhar com mais eficiência e de forma mais motivada.

5. Trabalhar em casa é confortável e garante mais qualidade de vida

home office e produtividade

Trânsito, atrasos, transporte público, má alimentação, entre outras circunstância da correria no dia a dia podem deixar o funcionário cansado logo pela manhã.

O home office aumenta a produtividade porque o colaborador evita esses desgastes e adquire mais qualidade de vida.

Por sua vez, a qualidade de vida do funcionário reflete diretamente no seu trabalho. Por estar mais confortável e menos estressado, ele consegue desenvolver melhor suas ideias e direcionar sua energia para o que é mais importante.

Com tudo isso, o dia fica mais confortável, garantindo que essas pessoas produzam mais e melhor.

6. Redução de custos para a empresa

Uma super vantagem para a empresa é a redução de custos com:

  • Transporte;
  • Alimentação em restaurante;
  • Lanches e cafezinho;
  • Manutenção da estrutura e custos fixos como energia elétrica, ar condicionado, internet fixa, funcionários de limpeza, segurança e por aí vai.

E isso são apenas alguns pontos. É um modelo muito benéfico para ambas as partes.

7. Cria-se uma cultura de mais liberdade

É claro que liberdade é uma ótima vantagem para os funcionários, mas por quê seria bom para a empresa?

Em primeiro lugar, porque a liberdade permite que os empregados desenvolvam melhor a capacidade de autonomia.

Com um bom incentivo da empresa, eles buscarão ter mais foco em resultados do que em horas trabalhadas.

Isso é vantajoso porque tempo de trabalho não é sinônimo de sucesso e romper com a mentalidade de “bater ponto” pode gerar mais produtividade.

Além disso, o home office não serve apenas para os funcionários, mas para os chefes e coordenadores também.

Você não precisará se preocupar em estar presente no escritório apenas para garantir que todos estão trabalhando. Com isso, também terá mais liberdade para organizar sua agenda da melhor maneira.

Por último, a liberdade do trabalho remoto pode chamar a atenção de bons talentos e se tornar um diferencial para sua empresa.

Os melhores profissionais estão cada vez mais buscando empregos que lhes proporcione mais qualidade de vida.

Por isso, saber que uma empresa permite o trabalho home office pode ser atrativo para pessoas talentosas que querem mais flexibilidade.

8. A lei trabalhista está mais clara sobre o home office

Para empregadores e colaboradores ficarem tranquilos, a Lei de Trabalho regulamenta o home office como meio formal de atividade.

A reforma trabalhista, que já entrou em vigor, define o que é o home office (chamado de teletrabalho), como é feito, o controle de jornada e quais atividades realizadas deverão constar em contrato.

A lei estabelece, ainda, regras sobre a utilização de equipamentos e toda a estrutura necessária para o empregado trabalhar.

5 cuidados com o home office para garantir mais produtividade

Mas como nem tudo são flores, é preciso tomar alguns cuidados com esse modelo de trabalho para garantir, realmente, que o home office aumente a produtividade.

Confira alguns pontos de atenção que vão fazer o trabalho fluir naturalmente e garantir todos os benefícios já citados nesse texto.

1. Alinhe e estipule metas

Para que o home office funcione bem, todas as pessoas da equipe devem estar bem alinhadas sobre as suas atividades, prazos e prioridades. Como o trabalho será feito à distância é possível que ocorra problemas de comunicação.

Por isso, tente fazer reuniões de alinhamento e utilize ferramentas de gestão que facilitem a troca de informações e alinhe o que precisa ser feito.

Bons exemplos são o Asana, o Trello, utilizar a técnica do “pomodoro” para controlar o tempo, entre outros aplicativos de organização.

Além disso, é preciso que as metas estejam bem claras para que os funcionários se sintam motivados a a trabalhar e conquistar seus objetivos.

OKR: Metas que Conectam Estratégia com Operação

2. Incentive o funcionário a ter um cantinho adequado

Como já falamos, existe uma série de fatores que tornam o trabalho remoto mais confortável. Por outro lado, tanto conforto também pode ser ruim para a produtividade, pois você pode se sentir tentado a fazer outras coisas.

Por isso, é importante ter um ambiente que deixe o funcionário concentrado.

Antes de aderir ao home office na sua empresa, instrua as pessoas da equipe a terem uma mesa em um espaço silencioso, uma cadeira confortável e ergonômica, e luz apropriada para o trabalho.

3. É preciso ter uma boa conexão de internet e um celular disponível

Toda a comunicação entre a empresa e o funcionário será realizada via telefone/smartphone e e-mails. Por isso, é preciso orientar os funcionários a possuírem conexão e sinal de celular de boa qualidade.

Oriente a equipe a escolher um plano próprio para a relação de trabalho, com boa disponibilidade de minutos e franquia de dados.

Uma última opção, menos usada, mas bastante útil, é optar por ligações via rádio, que não descontam da franquia de ligações ou internet. Atualmente, o recurso é oferecido apenas nos planos da Nextel.

Na dúvida de qual o melhor plano para a nova realidade em casa, eles também podem utilizar um comparador de planos online e ter mais facilidade em comparar os preços e benefícios.

4. Funcionário deve ser bom em autogestão

O home office não é para todo mundo. Por isso, o colaborador que desempenhar suas atividades via teletrabalho deve ter alta capacidade de se gerir.

Isso significa ser uma pessoa organizada, com muita disciplina e que saiba cumprir tarefas de forma autônoma e independente.

Empregados que precisam de acompanhamento e supervisão frequente não conseguem trabalhar muito bem via home office.

Por isso, avalie o perfil dos seus funcionários antes de permitir o trabalho remoto e busque saber sobre a organização dos candidatos nas entrevistas de emprego da sua empresa.

5. Promova encontros presenciais

Por fim, é importante lembrar que nem todo dia o trabalho precisa ou pode ser feito em casa. Aliás, a interação social é fundamental para ter uma equipe bem alinhada e motivada.

Sempre dá para marcar uma reunião para acompanhar os resultados, realinhar as diretrizes e estreitar as relações de trabalho. Também é importante lembrar de momentos de descontração, como happy hours e festas de comemoração.

Se a empresa abdicou totalmente do escritório, existem milhares de cafés e espaços de coworking com Wi-Fi próprios para isso.

Com todas essas dicas, é garantido que o home office será um excelente modelo para todo o time!

Gostou da ideia? Agora que tal aprender técnicas para aumentar sua produtividade no trabalho?

Conteúdo produzido em parceria com a Melhor Plano.

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo