Hotsite: o que é, quando usar e quais as diferenças para um site

Hotsite: o que é, quando usar e quais as diferenças para um site

O hotsite é focado em trazer destaque a uma campanha ou ação de marketing pontual. A proposta é divulgar algo, captar a atenção do público e conduzi-lo a um ambiente com alto poder de conversão, sempre com um posicionamento mais chamativo e com foco na proposta central.

Em todo tipo de varejo, especialmente o online, explorar sazonalidades é importante para aumentar as vendas em determinado período. Divulgar essas ações é fundamental, e o hotsite é uma importante estratégia para obter bons resultados.

Captar a atenção do público é um verdadeiro desafio, e na internet, páginas especiais podem funcionar muito bem. O hotsite traz essa possibilidade, proporcionando uma imersão completa em uma experiência única e temporária de consumo.

Neste post mostraremos mais a fundo como um hotsite funciona e quais são os ganhos obtidos com o seu uso. Veja também quando ele deve ser usado, como é construído e quais são as diferenças em relação a outros modelos de site.

O que é um hotsite?

Na tradução literal do inglês, o termo significa “site quente”, o que não deixa de ser uma verdade quando se entende a sua proposta. Empresas que usam o hotsite estão em busca de trazer algo realmente chamativo dentro de sua estratégia de marketing, ou seja, algo quente, recém-lançado e que desperte a curiosidade do seu público.

Para quem já acessa o site de determinada empresa, o hotsite é algo à parte, ou seja, um site paralelo que foi desenvolvido para uma ação de divulgação específica. Um bom exemplo é a Black Friday, que tem imensa procura e precisa, além da oferta ideal, também de um posicionamento de destaque.

O hotsite é concretamente um site, só que menor e com menos páginas, mas que tem um foco específico em alguma campanha que a empresa desenvolve. Essas ocasiões podem ser desde datas específicas até lançamentos de produtos ou serviços.

Já que a motivação central é captar a atenção do público exclusivamente para esse acontecimento, é criado um site exclusivo para ele.

O destaque e a iminência para conversões

Tente retomar na sua memória a infância e as brincadeiras mais simples que você gostava. Lembra aquela que consistia em um item sendo escondido e, enquanto você procurava, alguém dizia se estava frio (longe de ser encontrado) ou quente (perto de ser encontrado)? É justamente esse conceito utilizado na estratégia de um hotsite.

No entanto, aqui estamos falando de usuários. Se o cliente já conhece a sua estrutura na web e chega até o seu hotsite, são grandes as chances de ele ter real interesse no conteúdo dessas páginas. Na prática, é como um lead em fundo de funil, ou seja, na iminência da conversão.

Essa ação é desenvolvida justamente para direcionar pessoas que já estão prontas para tomar uma decisão e têm real interesse no que você oferece nesse hotsite. Ele vai funcionar como um”setor” especial voltado para quem sabe o que quer.

O fato de ele ser separado, ou seja, um ambiente próprio e independente, é o que dá o destaque que ele necessita para mostrar que ali há uma campanha dedicada.

Quem acessa o hotsite consegue identificar todo um trabalho específico voltado à informação sobre o serviço ou produto. O ambiente em si é convidativo para a conversão, e essa é justamente a finalidade dele.

Qual a diferença entre sites, hotsites e landing pages?

Hotsite, sites e landing pages são 3 diferentes possibilidades de posicionamentos e estratégias para a web. Na prática, cada um deles funciona de maneira bem diferente e serve para momentos distintos de aplicação.

Não necessariamente todos serão indispensáveis para a sua estratégia, no entanto, você só entenderá isso quando conhecer mais a fundo a finalidade de cada um e em que situações eles funcionam bem.

Não é porque eles existem como estratégias sólidas de Marketing Digital que podem ser úteis à sua empresa, especialmente de maneira prolongada.

A seguir, veja as principais diferenças entre eles, saiba quais resultados podem proporcionar e entenda melhor se podem ser encaixados nas estratégias da sua empresa.

Landing Page

Uma landing page é uma página totalmente focada em conversão. Geralmente, quem chega nela faz isso por meio de um link patrocinado ou uma simples busca no Google.

Sua função é apresentar, de maneira objetiva e, se possível, resumida, uma condição importante de oferta, que pode ser de um produto, de um serviço ou de um conteúdo.

As landing pages estão dentro de sites de todos os tipos, sempre funcionando como uma ponte que vai transformar esse acesso em uma chance de conversão. Essas páginas podem ser também uma boa fonte de leads, apresentando formulários como condição para que o usuário tenha acesso a algum conteúdo de valor.

A finalidade principal é realmente captar contatos e dar objetividade na execução de uma conversão qualquer.

Site

O site é o conceito mais completo possível em relação a posicionamento de empresas na web, de modo geral. É o verdadeiro endereço daquela companhia na internet, e por lá uma série de informações, dados e serviços podem ser oferecidos. Os sites são compostos de várias páginas que mostram maiores detalhes sobre a empresa e sua atividade central.

Há, basicamente, duas possibilidades de sites: o institucional e o e-commerce. O primeiro é voltado para ser um espaço de autoridade e apresentação de uma companhia na internet.

Nele você encontra dados importantes — como a página “Quem Somos” —, e checa algumas informações de contato, além de outros dados sobre o negócio. Ele é feito para transmitir credibilidade e dar maior segurança ao público.

O e-commerce, por sua vez, é o formato de uma loja virtual. Lá a empresa implementa o seu varejo online para comercializar seus produtos.

É importante entender que um site pode englobar tudo isso, tanto a questão institucional como a própria loja integrada. Se a empresa atua somente online, sem ponto físico, aí é mais comum que o e-commerce seja o único site.

Hotsite

O hotsite costuma causar a confusão de que ele é a mesma coisa que um site comum, o que não é verdade, pelo menos conceitualmente. Em estrutura, ele é similar, podendo ser composto de algumas páginas, mas geralmente bem mais reduzido. No entanto, o primeiro diferencial é que ele simplesmente é temporário, já que funciona para ações pontuais.

Sua proposta também não é apresentar a empresa e gerar credibilidade. Quem chega até ele geralmente já é cliente e tem o foco apenas em saber sobre um produto, serviço ou acontecimento.

A finalidade do hotsite diante do público é proporcionar imersão em determinada campanha de lançamento ou de destaque para algum produto, ou simplesmente ser um acesso à parte para gerar mais conveniência.

As possibilidades de aplicação do hotsite é bem ampla, podendo até mesmo focar apenas em oferecer informações sobre um evento e abrir um espaço para que o público se cadastre.

Quando à estrutura desse site, ele tem um design mais impactante e chamativo, justamente porque a ideia é que esse espaço na web influencie a conversão. Por isso, ele precisa ser atrativo!

Como construir essa página?

Um hotsite só terá um impacto positivo e certeiro para o público se ele for desenvolvido com bases realmente sólidas. Há alguns parâmetros importantes que devem ser considerados, desde a questão estratégica até os elementos que devem constar nesse site.

A seguir, veja como construir um com precisão e com capacidade de conversão.

Escolha o melhor momento

Uma empresa que deseja usar uma estratégia de hotsite deve saber quando ele realmente é eficaz. Um bom exemplo é o lançamento de uma nova linha de produtos.

Mais do que realmente vender esses itens, é importante fazer uma espécie de apresentação deles ao seu público. Esse trabalho mais completo vai gerar o interesse e a informação necessária para a conversão, ou seja, a venda.

O hotsite também funciona muito bem para eventos, como convenções sobre Marketing Digital. O site, nesse exemplo, poderia ter 3 funções principais: apresentar o evento e sua finalidade, registrar os inscritos e, se for o caso, vender os ingressos.

Isso alivia o tráfego no site principal e dá maior destaque para o evento, o que é uma ótima estratégia de divulgação.

Insira informações-chave na home

O hotsite tem a característica da objetividade, ou seja, ele é menor e tem um foco mais direcionado a algo. Isso obriga a home a ser composta por informações fundamentais, especialmente focadas no que o usuário realmente tem interesse. Assim, um impacto imediato é gerado, influenciando no tempo de permanência.

A partir daí, se a oferta for interessante para o público, a conversão acontece mais facilmente. Nessa home, links e acesso às páginas do hotsite também devem ter um destaque suficiente para que sejam encontradas sem dificuldade.

Indique os momentos de conversão

Dentro desse conceito de objetividade, é importante também que o hotsite tenha momentos de conversão em destaque, para conduzir o usuário sem maiores dificuldades.

Para isso, as CTAs são a melhor estratégia a ser usada. Quanto mais diretos e chamativos, melhor, seja para qual estratégia forem.

Como você viu, o hotsite tem realmente essa proposta de fundo de funil, captando pessoas que já têm interesse, até mesmo se for uma campanha de lançamento de um novo produto. Junto desse conteúdo de apresentação e informação, a conversão deve ser destacada para induzir natural e facilmente.

O hotsite é realmente uma estratégia importante e que, mesmo sendo temporária, é capaz de atrair muito público, engajar e gerar as conversões esperadas pelo negócio. Tudo depende do uso correto, ou seja, da escolha do hotsite no momento certo!

Ficou curioso para saber mais sobre sites? Confira nosso guia de como atrair mais tráfego para o seu domínio — e sem pagar a mais por isso!

Como atrair tráfego para o seu sitePowered by Rock Convert

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo