Por Redator Rock Content

um de nossos especialistas.

Publicado em 16 de julho de 2019. | Atualizado em 29 de novembro de 2019


O investidor anjo é uma pessoa que investe dinheiro próprio em startups, empresas com alto potencial de crescimento. Saiba mais sobre o assunto nesse post!

Ter boas ideias hoje em dia é bastante comum. Os participantes do mercado constantemente idealizam produtos ou serviços que são simplesmente incríveis.

E não nos referimos apenas às grandes histórias de sucesso, como o Facebook ou a Apple, mas também a ideias mínimas, como o Airbnb, que conecta proprietários de casas com viajantes do mundo todo e que hoje tem um valor no mercado de ações de 31 milhões de dólares.

O fenômeno é conhecido como startup, um modelo de negócios que tem um alto potencial e precisa de ajuda para iniciar no mercado. Essa tendência ganhou força e relevância na era digital.

Esse primeiro impulso, embora não represente muito dinheiro para um empreendedor de sucesso, pode ser inacessível para um empreendedor que está iniciando. Portanto, a pergunta de um milhão de dólares é: como obter recursos para financiar uma ideia?

Sabemos que você tem uma ótima ideia, que precisa de um capital inicial para decolar e conquistar o mercado. E você provavelmente está esperando um milagre para que isso aconteça. Bem, o que você precisa não é propriamente um milagre, mas um investidor anjo.

Nesse post você vai descobrir:

O que é um investidor anjo?

Um investidor anjo é alguém que investe seu próprio capital em ideias com alto potencial de crescimento, as famosas startups.

Em geral, são stakeholders de sucesso, ligados ao mundo e à cultura dos negócios, que além do financiamento, atuam como consultores, disponibilizam sua rede de contatos e se envolvem, em maior ou menor grau, com a ideia.

É um filantropo do mundo do marketing que, conhecendo as vicissitudes de uma empresa devido à sua experiência pessoal, coloca ideias emergentes sob seu protetorado. Às vezes, eles têm uma participação minoritária na empresa (entre 5% e 10%) e raramente ocupam cargos executivos.

Quem é Mecenas, o anjo precursor?

Caius Cilnius Mecenas, um rico e influente conselheiro do imperador romano Augusto, é considerado o grande precursor desse pensamento.

Foi ele quem iniciou essa tendência no primeiro século a.C., sendo um protetor das artes e da cultura. Talvez na história tenha sido a primeira vez que alguém pensou em investir dinheiro reconhecendo valor para o beneficiário.

Dessa forma, os grandes poderosos começaram a subsidiar o trabalho de artistas geniais, tornando-se uma prática consolidada no Renascimento.

Graças à sua contribuição conceitual, artistas como Michelangelo, Leonardo da Vinci, Botticelli, Caravaggio, entre outros, puderam nos deixar seu magnífico legado.

E hoje, no século XXI, os grandes empresários continuam esse pensamento de patrocínio corporativo, ajudando pequenos empresários a decolar com suas grandes ideias, criando um mundo com melhores serviços e produtos para todos — e, de quebra, ganhando alguns milhões.

Como o investidor anjo escolhe seus investimentos?

Lembre-se do seguinte: o dinheiro é uma língua que todos entendem, mas poucos sabem falar.

Um anjo não é um investidor que simplesmente sai por aí distribuindo dinheiro, pelo contrário, ele escolhe com cuidado e exige seriedade de quem pede apoio. Ele só vai desembolsar seu dinheiro quando enxergar claramente o impacto e o payback da sua proposta.

Informações sobre o empreendedor

Como na maioria dos casos, a primeira coisa ao avaliar um investimento é ver o currículo de quem está solicitando a ajuda, seu antecedente no meio, o histórico da ideia, o ponto em que se encontra e a equipe que o acompanha.

Investigar é um hábito bastante comum entre os empresários — é neste momento que entendemos por que o LinkedIn existe.

Potência da ideia

O segundo passo é entender o potencial do seu projeto. Grandes ideias são difíceis de explicar e, por isso, é essencial definir muito bem o modelo de negócios. Por exemplo, o Facebook recebeu inicialmente o primeiro apoio de Peter Thiel, um dos anjos mais famosos do Vale do Silício, de 500 mil dólares.

O que ele viu naquela rede não foi apenas a velocidade com que a ideia ganhou adesão, mas também uma métrica que o impactou: o tempo de permanência — essa foi a essência do modelo que atraiu a atenção de outros anjos.

No Facebook, entramos e passamos várias horas navegando, sem sequer perceber. Dois anos depois, em 2006, ele articulou com outros investidores anjos uma nova contribuição de 27,5 milhões de dólares.

Capacidade de gestão

E, para finalizar, a capacidade de gestão, que é avaliada no plano de negócios. Sua capacidade de desenvolver de maneira racional, clara e direta as etapas necessárias para atingir seu objetivo será revelada se você entender sobre gestão. Todo mundo tem boas ideias — o que é escasso é o talento para colocá-las em prática.

Ou seja, o investidor anjo deseja retorno mesmo que não dependa dele. Ele investe pensando que a ideia funcionará e não apenas dará dinheiro, mas também gerará empregos e promoverá o desenvolvimento social. Portanto, sem capacidade administrativa, não será mais que um ato de caridade.

Onde encontrar e como atrair anjos?

Onde

Sempre existe a possibilidade de fazer contatos diretos, mas se você não está tão conectado assim e não tem uma rede influente, a boa notícia é que essa modalidade é amplamente divulgada em várias plataformas de redes de anjos na internet.

Angel Investment, por exemplo, entre muitos outros. É apenas no Google que você alcançará uma plataforma feita sob medida.

Como

Aqui se aplica a velha escola de empreendedores: correr atrás dos sonhos com determinação científica. Crie o projeto, estude o mercado, adapte-se aos requisitos, demonstre seriedade, pense como o investidor, comece a enviar o material pelas plataformas e agende reuniões.

Qual é sua ideia incrível? Qual é o retorno em dinheiro? Como será o salto do micro para o macro? Você pode fazer um protótipo para começar em pequena escala? Ter uma startup não é para qualquer um, é necessário ter um determinado perfil. Você deve ser persistente, realista, sonhador, louco e organizado.

No marketing, a fé em nossas ideias desempenha um papel importante e o mundo digital ama esse tipo de pessoas. Não tenha dúvida de que aparecerá um investidor anjo para ajudá-lo.

Se quiser saber mais sobre o assunto, leia nosso ebook sobre Marketing Digital e entenda por que você deve investir nele!

primeiros passos no marketing digitalPowered by Rock Convert

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *