Por Redator Rock Content

um de nossos especialistas.

Publicado em 12 de outubro de 2018. | Atualizado em 19 de julho de 2019


O Marketing de Busca possibilita que sua persona encontre seus conteúdos com maior facilidade. Assim, além de aumentar o alcance de sua página, você pode criar relacionamentos com o consumidor e gerar oportunidades de negócio. Para tal, existem duas principais abordagens: uma paga e outra orgânica.

Poucas décadas atrás, para encontrar algum produto ou serviço específico, era preciso folhear listas telefônicas ou procurar por anúncios em jornal. Hoje, é até difícil imaginar esse tipo de situação. Com a consolidação da transformação digital, bastam alguns cliques para encontrar qualquer tipo de informação na internet.

Nesse cenário, levando em conta o alto nível de competição, o desafio de um time de marketing é garantir que o seu público-alvo encontre a marca com facilidade. Para tornar isso possível, é preciso investir em uma estratégia sólida de Marketing Digital.

No cenário ideal, quando alguém pesquisar algo relacionado ao seu produto, verá sua página figurar entre os primeiros resultados. Neste artigo, vamos explicar como o Marketing de Busca pode auxiliar no alcance desse objetivo, além de detalhar algumas das principais técnicas dessa abordagem. Confira!

O que é Marketing de Busca?

A democratização da internet abriu espaço para que qualquer pessoa crie conteúdos sobre todo tipo de assunto. Para encontrar o que está procurando em meio a milhões de possibilidades, o usuário de internet está acostumado a utilizar sites de busca, como o Google, Bing, Yahoo e outros.

Assim, você pode imaginar a confusão que seria se não existisse alguma fórmula para rankear as páginas e organizar sua exposição para o internauta, não é? Pois bem, para entender o Marketing de Busca, é preciso compreender como funciona esse rankeamento.

Ao realizar uma busca no Google, que é o mecanismo de pesquisa mais popular, o indivíduo é direcionado a uma SERP, sigla em inglês para “página de resultados de mecanismos de busca”. Nas SERPs, os conteúdos são divididos em duas categorias: os pagos e os orgânicos.

O objetivo do Marketing de Busca é, por meio de um conjunto de técnicas e ferramentas, alcançar o máximo de exposição para a sua página nos resultados de buscadores. Para tal, você tem duas opções não excludentes: investir em links patrocinados e trabalhar em estratégias de SEO. Continue a leitura e saiba mais!

Como otimizar sua estratégia com técnicas de SEO On Page?

O termo SEO é um acrônimo para Search Engine Optimization, que, se traduzido livremente para o português, é entendido como Otimização para Mecanismos de Busca. O termo diz respeito a um conjunto de métodos utilizados para melhorar o rankeamento de sua página de forma orgânica.

A maioria dessas otimizações são realizadas diretamente na sua página, embora algumas sejam feitas externamente, como veremos ao longo do texto.

Para iniciar a estruturação de uma estratégia de SEO, o primeiro passo é entender profundamente seu público, meta que pode ser alcançada com a criação de uma persona.

A partir disso, você deve realizar estudos para entender as palavras-chave mais utilizadas pela sua audiência. Inserir esses termos em seu conteúdo sinaliza aos buscadores que a sua página conta com alguma relevância em meio ao público.

Porém, o fato de criar conteúdos qualificados não garante seu site entre os melhores colocados nas SERPs. Visando a melhor experiência para o consumidor, os buscadores consideram diversos fatores, incluindo a escaneabilidade e o tempo de carregamento. A seguir, confira alguns aspectos que devem ser considerados.

URL

As URLs são os links que representam o endereço da sua página. Muitas vezes, a URL gerada automaticamente é composta por letras e números dispostos de forma aleatória, o que dificulta sua leitura.

Uma boa prática para SEO é utilizar URLs com o tamanho reduzido, informando claramente do que se trata o conteúdo. Se for possível, incluir a palavra-chave no endereço facilita o reconhecimento pelo algoritmo, o que contribui para um bom rankeamento.

Meta Description

Quando alguém realiza uma busca no Google, os resultados vêm acompanhados de pequenos textos descritivos. São as meta descriptions. Embora não seja um fator oficial para o rankeamento, esse elemento é fundamental para atrair a atenção do leitor e convencê-lo a acessar o conteúdo.

Design

Como preza pela boa experiência do usuário, o algoritmo empregado pelos principais buscadores dá atenção especial ao design da página. É importante que ele seja responsivo, ou seja, possibilite uma navegação rápida e eficiente.

Com o crescente uso de dispositivos móveis, é importante garantir que o site possa ser acessado com a mesma facilidade em smartphones, tablets e computadores.

Conteúdo

Além de priorizar páginas com fácil navegação, o algoritmo também dá preferência a conteúdos que sejam aprofundados sobre um determinado assunto. Portanto, considerando as preferências de sua persona, crie materiais completos e que se destaquem de outros que já existam sobre o tema.

Dessa forma, além de construir a autoridade de sua marca no assunto, você potencializa o rankeamento da página nas SERPs.

Você pode se interessar por esses outros conteúdos!
👉 12 técnicas antigas de SEO que não funcionam mais!
👉 SEO para Google Imagens: suas imagens no primeiro lugar do Google
👉 Escaneabilidade e SEO: como melhorar a experiência do usuário
👉 Auditoria de SEO: tutorial completo para o seu blog

Como trabalhar o SEO off page?

Como já mencionamos, nem todas as técnicas de SEO são empregadas diretamente na página. Mesmo que você utilize uma estratégia eficiente de otimização de mecanismos de busca nos conteúdos de seu site, garantir a contribuição de elementos externos é uma prática bastante eficaz.

Nesse sentido, destaca-se o esforço de conseguir links em outros sites que apontem para a sua página. Chamada de link building, essa técnica agrega prestígio ao seu conteúdo e aumenta o número de visitantes.

Para conseguir essa indicação de outros canais, você pode estabelecer parcerias com outros blogs. Porém, o simples fato de produzir um conteúdo de qualidade abre espaço para que o seu site seja incluído como referência em posts de outros domínios de forma completamente espontânea.

Outro ponto incluído na ideia de SEO off page é o compartilhamento de conteúdos em redes sociais. Certifique-se de que sua página conta com um botão para que o leitor compartilhe o material em suas redes. Dessa forma, posts bem elaborados são naturalmente espalhados pela internet, aumentando sua relevância.

O que são links patrocinados e como utilizá-los?

Lembra que falamos que as SERPs dividem seus conteúdos entre pagos e orgânicos? Pois bem, as técnicas de SEO descritas ao longo do texto são excelentes para garantir o bom posicionamento entre os resultados orgânicos. Porém, existe uma forma mais direta de colocar sua página entre as primeiras colocadas: os links patrocinados.

Embora sejam pagos, os links patrocinados apresentam um bom retorno sobre investimento, já que sua cobrança é baseada em resultados. Sendo assim, se o seu objetivo com esse tipo de anúncio é aumentar a taxa de cliques em seu conteúdo, você só será cobrado conforme as pessoas clicarem no link.

Por conta dessa abordagem, a estratégia é altamente escalável. Ou seja, você pode iniciar com um baixo investimento e aumentar o orçamento de acordo com o alcance de metas. Essa é uma excelente opção para quem está iniciando e precisa realizar testes com a audiência.

Os links patrocinados são obtidos com a criação de campanhas em um gerador de anúncios como o Google Adwords. Sua implementação pode ser combinada com uma estratégia de SEO, a fim de otimizar o alcance da página em todas as frentes. Além da escalabilidade, existem outras vantagens nesse método. Confira algumas!

Alto poder de segmentação

Quando lançamos um conteúdo na internet, não temos total controle sobre o público que vai acessá-lo. Desse modo, muitos acessos são realizados por pessoas que sequer se encaixam no perfil de sua persona. Com os links patrocinados, é possível segmentar a audiência que vai visualizar os anúncios.

Você pode, por exemplo, direcionar a campanha para pessoas com determinados interesses ou que utilizem a palavra-chave que você definir. Além disso, você pode separar seu público de acordo com características demográficas, como sexo, localização geográfica e idade.

Desse modo, o link será visível apenas para pessoas consideradas pertinentes ao seu negócio, o que potencializa a sua taxa de conversão.

Retorno rápido

Ao contrário da geração de tráfego orgânico, os links patrocinados trazem um retorno mais imediato. No momento em que você configura o anúncio, ele já é disponibilizado para o público para o qual é direcionado.

É importante lembrar que, embora sua ascensão seja rápida, o link fica no ar apenas durante o tempo designado na criação do anúncio. Por isso, é importante integrar essa estratégia com uma de SEO, a fim de garantir resultados mais duradouros.

Amplificação de outras estratégias

Se você investe em uma estratégia de Marketing de Conteúdo para o seu negócio, sabe que pode levar algum tempo até que o público tome conhecimento de seus materiais.

Se você quer acelerar esse processo, pode investir em links pagos para levar a persona até o seu conteúdo pela primeira vez. Caso ela se interesse pelo que consumiu, as chances de retorno em situações futuras serão maiores.

Além disso, é possível direcionar os links pagos para uma landing page. Assim, você abre caminho para a geração de leads, que podem ser utilizados em campanhas de nutrição ou de email marketing.

Aplicar o Marketing de Busca em sua estratégia é uma excelente oportunidade para aumentar o alcance de sua marca e atrair o consumidor até o seu negócio. Embora a utilização de links patrocinados possibilite resultados mais rápidos, é importante investir em técnicas para otimizar sua página para os buscadores.

A partir do momento em que a persona estabelece o primeiro contato com sua empresa, você pode adotar diferentes estratégias para incentivar a tomada da decisão de compra. Uma delas é o marketing de escassez, que cria a sensação de urgência para a aquisição de um produto ou serviço.

E aí, deu para compreender o que é Marketing de Busca e como você pode implementá-lo em seu negócio? Que tal continuar o aprendizado? Neste post, falamos sobre o conceito e aplicação do marketing de escassez. Confira!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *