Aprenda como fazer Marketing de Conteúdo para o LinkedIn

As estratégias de Marketing de Conteúdo têm se mostrado cada vez mais efetivas quando o assunto é o contato com um público mais qualificado. E por quê não fazer isso no LinkedIn, a rede social de negócios?

Caso você tenha interesse de gerar resultados com o LinkedIn, chegou o momento perfeito para aprender tudo sobre Marketing de Conteúdo nessa rede, que já conta com 5 milhões de usuários, e vem se tornando uma das maiores redes de conteúdo.

Há cerca de dois anos, LinkedIn abriu sua plataforma de publicação para todos os participantes, permitindo que os usuários publicassem artigos próprios diretamente em seus perfis, além de promovê-los para suas conexões.

Essa possibilidade de publicar artigos em seu perfil faz com que cada usuário se torne um pequeno produtor de conteúdo, algo muito parecido ao que acontece com os blogs.

Ficou interessado em colocar essa estratégia em prática? Então continue com a gente!

Como publicar no LinkedIn?

Existem duas formas principais de publicar o LinkedIn:

  1. escrever artigos mais completos de cinco a sete parágrafos e compartilhar com as pessoas de sua rede e seus amigos.
  2. fazer atualizações mais curtas, como troca de cargo cargo, conquistas e comentários breves sobre qualquer outro tema e avisar todas as suas conexões sobre isso.

Quando for publicar algo no LinkedIn, além de conhecer alguns tipos de postagem, você deve levar em consideração algumas boas práticas que você pode conferir a seguir:

Acompanhe as tendências do seu setor

Diariamente o time do LinkedIn faz uma curadoria dos conteúdos mais relevantes de cada setor.

Utilize essas listas para se manter atualizado, e até mesmo criar conteúdos sobre o assunto. Isso mostra que você é um profissional que está por dentro das tendências do mercado.

Dica: cuidado com temas polêmicos, principalmente assuntos ligados à política, porque fogem ao objetivo central da rede e podem criar uma imagem ruim a respeito da sua pessoa ou sua empresa, podendo prejudicar futuras negociações.

Crie um conteúdo de valor

O conteúdo deve ser valioso para a sua persona, por isso, seja consistente e tente sempre manter a cadência das suas postagens.

Busque entender quais sãos as dores dos seus usuários, principalmente aquelas que você consegue resolver. Assim, será capaz de desenvolver uma estratégia que faça sentido, antes mesmo de criar os seus artigos.

Estude o máximo que puder sobre o seu público. Se você trabalha com soluções para web, por exemplo, escreva sobre a importância da usabilidade na criação de sites, pois além de ser um tema relevante, é algo que gera muitas dúvidas.

Claro que é necessário efetuar uma pesquisa sobre os assuntos, e verificar qual é o mais relevante para o seu público. Essa verificação pode ser feita através dos próprios conteúdos que são compartilhados ou por meio do relatório semanal da própria rede.

Acompanhe seu relatório semanal

O LinkedIn fornece o relatório diário de pessoas que visitaram o seu perfil e por quais palavras-chaves eles chegaram até você.

Você deve ser capaz de mensurar sua estratégia e avaliar quais são os pontos que devem ser melhorados com base nos dados informados por esse relatório.

Analisando-o você pode saber também o segmento e o cargo das pessoas que mais visitaram o seu perfil, o que pode ser um indicativo de que sua estratégia está bem alinhada com os interesses de seu público ou não.

Se a partir dele você observar que pessoas de setores muito diferentes do que visa atingir, modifique a sua estratégia ou comece a pensar quais os assunto seriam relevantes para este novo público.

Sugiro também que não tenha medo de adicionar estes usuários, afinal o LinkedIn é uma rede para gerar negócios.

Seja Persuasivo

É preciso também ser cuidadoso ao criar um título para o seu artigo, afinal, de nada adianta desenvolver um texto excelente, se a pessoas não abrem seu artigo.

Por isso ao invés de utilizar algo como: “Como criar um vídeo de sucesso”, tente algo como “3 dicas primordiais para um vídeo de sucesso”.

Dessa forma, você antecipa o leitor sobre a facilidade do seu método ao mesmo tempo que promete a ele dicas fundamentais sem as quais ele não poderia ficar sem.

Nesse sentido, algo fundamental para atrair o leitor é a escaneabilidade, ou seja, o quanto seu texto é amigável aos olhos do leitor.

Notou como este artigo é separado em trechos de no máximo 5 linhas e por vários intertítulos? Isso facilita a leitura em diferentes dispositivos, e estimula o leitor a seguir até o final do artigo.

Use hashtags

As hashtags ajudam o usuário a encontrar o seu conteúdo e você pode utilizá-las para atrair novos clientes e ganhar mais visibilidade para a sua marca pessoal.

Dê uma olhada nos termos mais buscados para os cargos de gerência ou direção e crie um artigo explicando quais habilidades este tipo de profissional deve ter e o que as empresas procuram.

Assim, você irá gerar engajamento com um público qualificado, e poderá ganhar mais autoridade para sua marca.

Utilize vídeos

O LinkedIn possibilita ao usuário o carregamento de vídeos diretamente na plataforma e os compartilha nas atualizações de status. Você também pode adicionar vídeos nas páginas corporativas.

Essa é uma forma dinâmica de atrair o público e fazer com que ele queira conhecer um pouco mais sobre a empresa.

Você também pode utilizar o vídeo para para entreter ou convidar os usuários a refletirem sobre um determinado assunto. O importante é que este vídeo traga mais visibilidade para a sua marca.

Algumas empresas já criam vídeos exclusivos para o LinkedIn, pois assim como o Facebook, essa rede prioriza o alcance de vídeos hospedados na plataforma. Nesse sentido, apostar em vídeos pode ser uma ótima opção para gerar mais resultados e interações.

Crie artigos relacionados

Outra estratégia que funciona muito bem é criar “séries de artigos”, assim você consegue falar sobre vários temas, e direciona todos para o artigo principal.

Podemos citar alguns exemplos como: o “Guia Definitivo do Marketing Digital”. Neste artigo, você pode falar sobre os principais temas relacionados ao assunto.

Depois, poderá criar os seguintes artigos satélites: “Como aumentar o CTR das suas campanhas?” ou “Como segmentar o seu público?”, e a ideia é que ao final você possa direcionar os leitores para o artigo principal.

Com isso, o número de visualizações dos seus artigos irá aumentar exponencialmente. Lembre-se também de sempre incentivar que as pessoas compartilhem o seu conteúdo, assim o seu poder de alcance será ainda maior.

Além disso,você pode escrever tutoriais, incluir imagens, vídeos, diagramas e outros conteúdos visuais. Quanto mais informações relevantes e que ajudem o leitor a compreender o assunto, maiores são as chances dele ser compartilhado nas redes sociais.

Tamanho de imagem nas redes sociais

Gere tráfego para o seu site

Se você já possui um site ou blog, pode utilizar o LinkedIn para compartilhar seus artigos e gerar tráfego qualificado para o seu blog. Além de aumentar o número de visitas, faz com que o Google avalie melhor o seu site.

Porém, se você achar que compartilhar o artigo diretamente na rede não esteja funcionando, você pode copiar e colar apenas um trecho do artigo, e colocar o link para o conteúdo completo no final.

Assim, além de gerar o tráfego que você necessita, o Google saberá que você não quis copiar o conteúdo, mas sim compartilhar algo relevante.

Você também pode utilizar outras redes sociais para divulgar o seu artigo, o importante aqui é levar conteúdo relevante para o maior número de pessoas possível.

Utilize publicações do LinkedIn que já foram relevantes

Tenho publicações no LinkedIn de 2014, que geraram grande engajamento, e por conta disso, ainda gosto de usá-la nas minhas estratégias de marketing de conteúdo.

Com o passar dos anos, o engajamento de algumas postagens podem cair, porém você pode atualizar o seu artigo com informações mais relevantes, assim você mostra o quão importante elas são e o cuidado que você possui em manter seus seguidores em dia.

A interação do público, por meio de compartilhamentos e comentários, também ajudam o algoritmo a entender quais informações são mais relevantes.

Portanto, conteúdos que têm muito engajamento têm boas chances de se manterem relevantes por mais tempo.

Faça Networking

Por fim, como em toda rede social, é importante que você crie relacionamento com os outros usuários, pois as pessoas não querem apenas ouvir, mas também expor suas ideias.

Essa interação permite que você não apenas estreite a comunicação com os usuários da rede, mas que elas o apresentem para potenciais clientes. Isso permite criar um valor muito maior com este futuro cliente e diminuir drasticamente os gastos de captação por outros meios.

Como tanto você quanto os seus conteúdos serão constantemente avaliados por outros profissionais, fique atento aos pontos essenciais que você deve otimizar para melhorar o seu perfil.

Algo que é sempre válido relembrar também é que se trata de uma plataforma voltada para negócios, por isso, tenha em mente que o LinkedIn não é Facebook, e mantenha um comportamento profissional e clareza na sua comunicação.

Esperamos que tenha conseguido entender como essa rede pode se uma grande aliada da sua estratégia digital! Quer aprofundar ainda mais seus conhecimentos sobre Marketing no LinkedIn? Confira o nosso guia completo sobre o tema:

marketing no linkedin ebook

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo