Por Ivan de Souza

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 6 de março de 2019. | Atualizado em 23 de agosto de 2019


O Marketing de Posicionamento na Internet (MPI) refere-se às ações que levam o seu site ou blog a aparecerem no topo dos resultados de buscas online. Isso é de extrema importância para quem quiser alcançar seus objetivos a partir de boas colocações no Google.

Sabemos que o marketing é fundamental para uma empresa, e saber quais ações poderão trazer os resultados esperados, sobretudo nos meios digitais, é muito valioso. Por isso, o Marketing de Posicionamento na Internet deve ser posto em prática.

Para que você entenda o que é o MPI, como ele funciona e de que maneira pode ser aplicado no seu negócio, fique conosco até o final deste post.

O que é Marketing de Posicionamento na Internet

O Marketing de Posicionamento na Internet (MPI) reúne um conjunto de estratégias e técnicas voltadas a posicionar a sua empresa nas primeiras posições dos maiores buscadores do mundo, tal como Google, Yahoo e Bing.

E se você tem dúvidas sobre como ter o seu site ou blog posicionado no topo do Google pode gerar resultados ao seu negócio, trazemos aqui um caso de sucesso da própria Rock Content.

Por ser uma empresa que oferece serviços de marketing digital (e também cursos), a Rock tratou de fazer o conteúdo mais completo sobre o assunto para alcançar a primeira posição nos buscadores neste blog post.

Uma vez que a primeira colocação foi conquistada, o artigo tem atraído muitos visitantes, e parte deles virou oportunidades de negócio. Ao longo de 3 anos, esse conteúdo trouxe à Rock Content uma receita de 2 milhões de reais.

E se você estiver se perguntando como isso também pode funcionar para sua empresa, não se preocupe que explicaremos agora.

Como funciona uma estratégia de MPI

O primeiro passo a ser adotado no MPI, é desenvolver a estratégia de marketing digital capaz de levar a sua empresa para as primeiras posições no Google, a partir do momento em que o seu público fizer buscas ao inserir palavras-chave. Ensinaremos mais adiante como você pode descobrir quais são as palavras mais procuradas do seu segmento.

Frisamos algo importante: se você estiver começando no mundo digital, conquistar o topo do Google é algo que ocorre a longo prazo. Afinal, até o Google identificar o quão relevante o seu conteúdo é e inseri-lo nos resultados de busca, pode levar tempo. 

Da mesma forma que você, provavelmente, quase não segue para a segunda página de resultados do Google quando faz uma procura, com o seu público não é diferente. Portanto, estar na primeira página para os termos mais procurados garantirá uma vinda maior de visitas no seu site ou blog.

Esses visitantes poderão se tornar leads ao assinarem a sua newsletter ou baixarem materiais que você disponibilize. Assim, ao ter contato direto com essas pessoas, sua marca passará a ser mais conhecida, o que aumenta as chances de fechar negócios com elas.

Logo, embora o MPI seja focado a levar você às primeiras posições, o ponto mais importante dessa estratégia não se resume a isso, e sim a como você conseguirá trazer resultados a partir dela. É sobre isso que falaremos agora.

Kit Marketing nas Redes SociaisPowered by Rock Convert

Como colocar o Marketing de Posicionamento na Internet em prática

Levantamos aqui os sete passos que devem ser seguidos para colocar o MPI em prática. Vamos à eles?

Passo 1: criação de objetivos

Por que você precisa estar na primeira página do Google? Quais benefícios isso trará para o seu negócio? Para começar a fazer Marketing de Posicionamento na Internet, é essencial responder essas perguntas e isso pode ser feito a partir da criação dos objetivos que a sua empresa precisa alcançar.

Os objetivos podem ser quantitativos e qualitativos. E para reforçar a diferença entre ambos, vejamos alguns exemplos:

  • objetivo quantitativo: dobrar a quantidade de vendas em 1 ano;
  • objetivo qualitativo: se tornar a maior referência do mercado em 2 anos.

Uma vez estabelecidos os objetivos, leve-os sempre em conta ao longo das ações de MPI.

Passo 2: segmentação de personas

Um dos critérios para conquistar a primeira página dos buscadores é fazer com que seus conteúdos sejam relevantes ao seu público. E, para isso, é preciso conhecer bem as personas da sua empresa.

Uma buyer persona (ou simplesmente persona) é um personagem semi-fictício que representa o seu cliente ideal. Embora o ideal seja focar em uma só persona, alguns modelos de negócio podem ter mais de uma persona.

Por exemplo: uma empresa que oferece cursos online pode tanto atender uma persona do tipo B2B que vise treinar o seu time de colaboradores quanto uma persona do tipo B2C focada em estudar para fortalecer o currículo. 

Passo 3: levantamento de palavras-chave

Para saber quais palavras-chave a sua persona insere no Google para encontrar negócios como o seu, você precisa utilizar, pelo menos, uma das ferramentas abaixo.

Google Keyword Planner

O Google Keyword Planner é uma ferramenta gratuita pela qual é possível conferir o volume de buscas de palavras-chave, isto é, os termos inseridos por pessoas que realizam buscas no Google. 

É importante que você levante tanto as palavras de maior volume (chamadas head tail) quanto as de menor volume (chamadas long tail). Para saber a diferença entre elas, vejamos alguns exemplos:

  • palavra-chave head tail: marketing digital;
  • palavra-chave long tail: marketing digital para pequenas e médias empresas.

SEMRush

O SEMRush é uma ferramenta limitada em sua versão gratuita, por isso, vale a pena o investimento no plano premium. 

Com o SEMRush é possível, não apenas pesquisar o volume de palavras-chave, mas também ver para quantas dessas keywords o seu site está ranqueando e analisar o desempenho dos concorrentes.

Passo 4: links patrocinados

Este quarto passo refere-se à criação de anúncios pagos no Google Adwords. Uma vez que as palavras-chaves já tenham sido levantadas no passo anterior, elas podem ser usadas para que o público que as insere numa busca encontre você nos resultados do Google que levam a marca “anúncio”.

Fazer links patrocinados requer conhecimentos mais aprofundados de marketing digital, por isso sugerimos a leitura do nosso guia sobre Google Adwords antes de dar início às campanhas.

Passo 5: busca orgânica

Claro que os resultados orgânicos não podem ser deixados de lado. Afinal, links patrocinados funcionam enquanto você seguir pagando os anúncios. Já os posicionamentos orgânicos são o seu real patrimônio digital. 

Por isso, dizemos que links patrocinados são como uma casa alugada, enquanto resultados orgânicos são a sua casa própria.

Passo 6: produção de conteúdo

Para que o seu site e blog apareçam nos resultados orgânicos do Google, é necessário produzir conteúdos e inserir as palavras-chave para as quais você quer ranquear dentro dele.

Apenas lembramos o cuidado que você deve ter com essa inserção, pois encher o seu texto de keywords é uma prática de black hat que pode fazer seu site ou blog ser penalizado.

O mesmo vale para conteúdos copiados de outras fontes que pode fazer você perder posições por plágio. Por isso, produza conteúdos originais sempre!

Passo 7: otimização para os motores de busca (SEO)

Para que os seus conteúdos apareçam nas primeiras posições, é preciso aprender a fazer SEO, isto é, otimização para os motores de busca. Para isso, os seus conteúdos devem seguir alguns critérios, tais como:

O SEO também pode ser feito a nível local e isso é essencial na sua estratégia de marketing de posicionamento na internet caso a sua empresa atenda alguma região específica.

Por isso, para que você saiba como ele funciona, lhe convidamos a conferir este artigo sobre os principais fatores de ranqueamento de SEO local.

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *