Por Leandro Abreu

Redator freelancer da Rock Content

Publicado em 25 de fevereiro de 2019. | Atualizado em 25 de julho de 2019


Os modelos de negócios digitais reúnem empreendimentos como e-commerces, empresas SaaS, companhias de comunicação e diversas modalidades profissionais relacionadas ao Marketing de Conteúdo. Suas soluções estão diretamente relacionadas a demandas tecnológicas e exercem papel fundamental na transformação digital do mercado. Entenda mais sobre o assunto!

A internet é um ambiente muito receptivo e estimulante para o empreendedorismo. Quando nos deparamos com as histórias de sucesso de empresas com modelos de negócios digitais tão distintos, a sensação é de que as possibilidades desse mercado são infinitas.

O crescimento do e-commerce e a popularização das estratégias de Marketing de Conteúdo são alguns dos fatores responsáveis pela demanda cada vez maior de serviços relacionados à tecnologia. Também ajuda a explicar o fenômeno a crescente utilização de dados de usuários em campanhas de Marketing Digital e no desenvolvimento de produtos.

Neste artigo, falamos sobre as expectativas desse mercado, seus mitos, as vantagens e os tipos de negócio que mais fazem sucesso na internet! Continue a leitura!

A transformação digital e o crescimento do mercado online

Entre os pilares da transformação digital, que atinge cada vez mais empresas em todos os cantos do planeta, a internet é a grande protagonista das inovações que estão mudando a nossa maneira de pensar a indústria e o marketing.

De acordo com um relatório da UIT, agência da ONU para a informação e comunicação, mais da metade da população mundial (3,9 bilhões de pessoas) já utiliza a internet. Outro dado que enche os olhos é que apenas o setor de e-commerce no Brasil registrou um faturamento de R$53,2 bilhões em 2018, segundo a Ebit/Nielsen.

Esses números mostram não só que a internet é um gigante que ainda tem muito a crescer, mas também que os negócios online estão entregando resultados surpreendentes, mesmo em períodos de incertezas políticas e econômicas.

As falácias do empreendedorismo digital

As oportunidades existem, mas não podemos cair na a armadilha de acreditar que a venda de produtos ou a prestação de serviços online são fórmulas para “fazer dinheiro fácil”.

Lembre-se de que, na maioria das vezes, a internet é apenas uma plataforma comercial ou canal de marketing para uma estrutura física que exigirá as mesmas responsabilidades de um negócio tradicional.

Além disso, já se foi o tempo em que os sites e blogs desfrutavam de quase total liberdade em termos de produção de conteúdo, publicidade e atividade lucrativa. Hoje, se você deseja construir uma empresa online de destaque, precisará seguir uma série de regras e obrigações legais para conseguir atuar nessa categoria de serviço.

As vantagens de trabalhar na internet

As tão difundidas promessas de lucros altíssimos com o mínimo de esforço podem estar longe de descrever a realidade. No entanto, não podemos negar que há, sim, muitas vantagens em trabalhar pela internet e construir um negócio nessa modalidade. Entre eles, podemos destacar alguns.

Alcance

Em princípio, o alcance da internet é ilimitado. Se uma loja de varejo físico é capaz de atender os consumidores de um município ou região, um e-commerce pode atingir pessoas do mundo inteiro.

É claro que, apesar de poderem ser acessadas por qualquer usuário, as lojas virtuais serão sempre limitadas a sua cobertura logística. De qualquer maneira, é certo que as plataformas online são um canal de acesso muito mais escalável que qualquer meio presencial.

Redução de custos

Em geral, as bases de custos das companhias e profissionais que prestam serviços pela internet são mais baixas e flexíveis.

Os investimentos necessários para manter a operação de escritórios e lojas físicas podem ser muito altos, pois costumam exigir instalações grandiosas, maior número de funcionários e até exigências legais de acordo com as normas do município.

Simplificação de negócios

Sem sombra de dúvidas, a maior vantagem dos modelos de negócios digitais é a otimização. Soluções computadorizadas e ferramentas de Marketing Digital permitem que vários processos sejam automatizados e acelerados, aumentando a produtividade da empresa como um todo.

Evolução mais ágil

A internet também é muito procurada por propiciar uma evolução relativamente mais ágil dos negócios. Os custos necessários para começar a atuar no mercado são menores, assim como os prejuízos envolvidos em campanhas e produtos mal sucedidos.

Sendo assim, o empreendedor tem a oportunidade de fazer muitas experimentações e tem “licença” para errar mais vezes, pois consegue se reerguer mais rápido. Além disso, existem diversas ferramentas de teste e monitoramento para que as empresas identifiquem oportunidades e problemas com facilidade e precisão.

Os principais modelos de negócios digitais

Vamos, enfim, falar sobre os modelos de negócio digitais mais populares do mercado atualmente, desde aqueles voltados à venda de produtos até as soluções para prestação de serviço online.

1. E-commerce

As lojas virtuais são um símbolo do empreendedorismo digital, pois permitem uma comparação certeira entre os modelos de comércio.

O empreendedor que pretende divulgar e vender seus produtos em um e-commerce não se livra das negociações com fornecedores, da administração de estoque e da distribuição de mercadorias, mas consegue concentrar toda a sua vitrine e sua comunicação em um canal facilmente gerenciável.

É importante, porém, se manter atento às inovações do setor em termos de tecnologia e resoluções legais.

Ainda que os custos geralmente sejam mais acessíveis na comparação com um comércio físico, outros investimentos serão necessários como o desenvolvimento da plataforma e estratégias de Outbound e Inbound Marketing, por exemplo.

2. Marketplace

Para quem deseja vender seus produtos pela internet, mas não dispõe de muitos recursos para criação e divulgação de uma marca, os marketplaces são uma excelente solução.

Essas plataformas concentram diversas lojas diferentes dentro de um mesmo espaço, que geralmente já é consolidado e muito acessado. A vantagem é que, além de disponibilizarem tráfego e público qualificado, os marketplaces ainda oferecem diversas ferramentas de promoção e divulgação para seus parceiros.

No Brasil, as plataformas mais famosas são o Mercado Livre e a OLX, mas muitas marcas de grandes varejistas já estão abrindo espaço para pequenos empresários, como é o caso das Lojas Americanas. Fique atento, porém, às exigências e restrições de cada uma dessas empresas.

3. Prestação de serviços online

A internet também dá espaço para profissionais oferecem seus serviços, ou parte deles, de maneira online. Advogados, contadores e consultores de marketing, por exemplo, já começaram a explorar os benefícios de atender seus clientes por email, chats e videoconferências.

Observe que os benefícios não são apenas para o prestador de serviços, mas também para o consumidor, que consegue ser atendido com mais agilidade e praticidade, sem a necessidade de se deslocar até uma agência ou escritório.

4. Marketing de Conteúdo

O Marketing de Conteúdo é uma estratégia antiga que ganhou uma nova roupagem após a ascensão dos blogs corporativos e das redes sociais. É um mercado muito amplo que engloba infoprodutores, afiliados, influenciadores, produtores de conteúdo e muitos outros.

Não importa a categoria ou o nicho do seu negócio, a única maneira de ganhar notoriedade na internet é produzindo e divulgando informações que atendam os interesses do seu público.

Os maiores exemplos são os influenciadores digitais — que produzem artigos ou vídeos para uma audiência sólida e faturam por meio da monetização dos seus canais de distribuição —, os profissionais que vendem seu conhecimento no formato de ebooks ou cursos online e, também, os produtores de conteúdo — como designers, desenvolvedores e redatores, que atendem empresas de vários tipos.

5. Soluções SaaS

Indo um pouco mais longe, temos as empresas SaaS, sigla que significa Software as a Service, ou “software como serviço”. Essas organizações são o corpo empresarial por trás dos aplicativos, plataformas de serviços e até das redes sociais.

É um modelo de negócio complexo, que requer investimentos significativos em desenvolvimento e gestão, mas é uma área de enorme sucesso no mercado que ainda tem muito a crescer. Afinal, são esses empreendimentos que garantem a evolução e o pleno funcionando de boa parte das aplicações online em nossos desktops e smartphones.

Esses foram apenas alguns exemplos de modelos de negócios digitais, mas tenha certeza de que as possibilidades desse mercado são muito maiores.

O casamento entre as empresas e a tecnologia é cada vez mais comum, e seus frutos estão mudando a vida de milhares de profissionais e empreendedores em todo o mundo.

E você? Já pensou em criar um negócio online? Então continue conosco e aprenda a criar o seu em nosso artigo sobre empreendedorismo digital!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *