Por Cayo Woebcken

Freelancer da Rock Content.

Publicado em 29 de novembro de 2019. | Atualizado em 29 de novembro de 2019


Seu negócio está pronto para a Black Friday 2019? A edição deste ano deve contar com tendências inéditas, a começar pela equivalência entre os canais físicos e digitais. Além disso, o uso de aplicativos e a expansão de serviços são tendências que você deve ficar de olho.

Como o seu negócio se saiu na última Black Friday? O evento, importado para o Brasil em 2010, é uma grande oportunidade para alavancar suas vendas e atrair a atenção do público para sua marca. O sucesso é tanto que a adesão de comerciantes não para de crescer, o que aumenta o desafio para superar a concorrência.

Para se sobressair, é preciso se planejar e desenvolver métodos para entregar ao público o que ele deseja. Isso só é possível com o acesso a dados que contemplem as motivações, necessidades e preferências do consumidor ao longo da sua jornada de compra.

Foi com essa proposta que o Google, em parceria com a Provokers, lançou um estudo com as principais tendências de mercado para a Black Friday 2019. Neste artigo, vamos apresentar as conclusões da pesquisa e indicar o caminho para sua empresa se beneficiar com essas informações.

Continue a leitura e saiba mais!

Tendências da Black Friday 2019

De acordo com o estudo feito entre Google e Provokers, 99% dos internautas já têm conhecimento sobre a data da Black Friday. A intenção de compra aumentou 58% em comparação ao ano de 2018 e o público se preparou antecipadamente para ir às compras.

A pesquisa mostra que 69% já sabem a categoria que vão comprar, esperando, apenas, o dia das grandes promoções. Além disso, o gasto médio previsto será de R$1.330.

Aparentemente, este será o momento ideal para conquistar clientes, já que 71% dos entrevistados fizeram ao menos uma compra na Black Friday 2018 em lojas diferentes do que costumam comprar. Em 2019, esse número sobe para 84%. 

Para saber quais são as principais tendências da Black Friday 2019, e se preparar para angariar mais clientes, continue a leitura!

Explore tanto o ambiente online quanto o offline

Quando chegou ao Brasil pela primeira vez, a Black Friday era um evento 100% voltado ao público online. Os descontos em produtos e serviços eram ofertados exclusivamente em e-commerces, não tendo qualquer tipo de reflexo nas atividades de lojas físicas.

Isso mudou. Em 2018, o número de compradores offline já representava grande parte dos participantes do evento. Em 2019, a expectativa é que é as vendas em lojas físicas e digitais alcancem números equivalentes.

De acordo com a pesquisa realizada pelo Google, esse fenômeno é impulsionado pelo consumidor multicanal que, em 2019, deve representar 25% do público total. Para ter ideia do tamanho da mudança, basta olhar para o ano passado. Em 2018, apenas 7% dos compradores passaram por um processo de compra envolvendo mais de um canal.

O que isso significa para o seu negócio? Mais do que nunca, é essencial trabalhar uma estratégia omnichannel. Ou seja, você precisa organizar seu funil de vendas de modo a promover uma experiência que integre os ambientes online e offline. Portanto, confira as seguintes dicas.

Estruture o ambiente físico e o digital

Se você conta com um estabelecimento físico, é hora de prepará-lo para receber um número de visitas maior do que o normal. Isso significa que o estoque deve ser reforçado, a equipe deve receber treinamento e os cuidados com fatores como limpeza e segurança devem ser redobrados.

Ao mesmo tempo, prepare o seu website para proporcionar aos visitantes uma experiência satisfatória. É fundamental que ele seja responsivo e de navegação fácil, de modo a evitar abandonos de carrinho. Além disso, certifique-se de que os produtos exibidos contem com descrições e imagens claras.

Isso porque o ambiente digital será fundamental para a decisão de compra do consumidor nesta Black Friday. De acordo com o estudo do Google, dois em cada três brasileiros pesquisam online antes de efetuar uma compra na loja física. Apenas 27% dos compradores tomam a decisão na hora da compra.

Ofereça retirada na loja

Essa é a grande cartada para a Black Friday 2019. Muitos consumidores querem garantir o produto do conforto de casa, mas também não querem aguardar o tempo de frete necessário. O meio-termo é comprar pela internet e retirar na loja física.

Essa opção é considerada por 39% dos brasileiros como muito importante na hora de decidir as lojas a serem consumidas na Black Friday. Além disso, 24% das pessoas ouvidas pela Google esperam aplicar essa modalidade de compra no próximo dia 29 de novembro.

Por ser relativamente nova no Brasil, essa opção ainda não tem tantos adeptos entre os comerciantes. Trata-se, então, de uma oportunidade para você adquirir uma vantagem competitiva bem significativa.

Invista no uso de aplicativos

A transformação digital causou mudanças profundas na relação entre compradores e empresas. Com a tecnologia, as marcas ganharam combustível para otimizar a experiência dos clientes e, assim, possibilitar sua fidelização. O Brasil é um dos países em maior destaque nesse sentido.

Aqui, o uso de aplicativos para realizar compras é uma prática cada vez mais comum, empregado por 57% dos consumidores. Com a Black Friday, a tendência é que essa prática se torne ainda mais popular. De acordo com o estudo já citado neste artigo, a semana que antecede o evento conta com uma elevação de 27% na taxa de downloads de apps.

Na semana da Black Friday em si, o aumento de downloads não deve passar de 7%. Então, o ideal é que você trabalhe com uma estratégia de marketing para gerar visibilidade ao seu aplicativo semanas antes do início do evento. Afinal, é bem possível que os seus concorrentes não acompanhem essa tendência.

Embora 36% dos internautas declarem interesse em realizar compras por meio do app no dia 29 de novembro, apenas 28% deles tem instalado o aplicativo do varejista preferido. Trata-se, portanto, de um mercado extremamente promissor e pouco explorado.

Você pode se interessar por esses outros conteúdos

👉 Black Friday: entenda como se preparar para essa data

👉 Descubra qual tipo de consumidor você é na Black Friday!

👉 Prêmio Black Friday de Verdade:qual a importância para sua loja virtual?


Enriqueça a experiência dos consumidores

O sucesso comercial de qualquer empresa é diretamente ligado a sua capacidade de suprir as demandas do consumidor. Isso vai além de produtos de qualidade ou de preços competitivos. Como nos explicou Philip Kotler, considerado pai do marketing, o consumidor moderno dá extremo valor a um fator: a experiência de compra.

Essa experiência envolve diversos quesitos, desde o atendimento até a facilidade para realizar a compra. O fato é que cada um deles é essencial para a tomada de decisão. De acordo com a pesquisa do Google para a Black Friday 2019, 54% dos fatores levados em conta pelo consumidor nesse processo são ligados ao nível de confiança.

Portanto, baseado nas tendências apresentadas pelo estudo, separamos algumas dicas para você gerar valor ao consumidor na Black Friday 2019. Acompanhe!

Apresente benefícios atrativos

Naturalmente, os descontos oferecidos têm um papel fundamental no convencimento do consumidor. Afinal, o grande atrativo da Black Friday é a possibilidade de comprar produtos qualificados por um preço abaixo do normal. Dito isso, é importante que esses benefícios sejam relevantes.

Na Black Friday de 2018, 61% dos consumidores apontaram para a pouca diferença entre o preço promocional dos produtos e o preço oferecido nos anos anteriores. Ao identificar isso, a tendência é que o cliente perca um pouco da confiança na loja, o que pode criar resultados negativos.

Sendo assim, busque dar relevância aos produtos que sofreram alterações significativas de preço. Caso isso não seja possível, explore outros benefícios. Ao menos 10% dos entrevistados para a pesquisa indicaram dar preferência às opções que incluem frete grátis, enquanto 4% afirmara dar atenção ao tempo de entrega.

Outra vantagem que pode ser oferecida é relacionada à forma de pagamento. 11% dos consumidores que participarão da Black Friday 2019 pretendem encontrar lojas que ofereçam o parcelamento do valor das compras.

Conquiste a confiança do consumidor

Como mencionamos, grande parte dos fatores que vão influenciar a decisão de compra do consumidor na Black Friday 2019 estão ligados à confiança.

Para sermos mais precisos, o estudo encomendado pelo Google indicou que 16% das pessoas vão realizar compras por confiar na loja, enquanto 11% atribuem a decisão à credibilidade da marca ou produto. Portanto, mais do que nunca, é hora de criar uma relação firme com sua persona.

Para tal, uma das estratégias mais eficientes é posicionar sua empresa como autoridade no mercado. Uma abordagem de Marketing de Conteúdo é muito eficiente para atrair e educar a persona, de modo que ela associe sua marca a uma posição de especialista no assunto.

Para construir confiança, é fundamental prezar pela sua reputação. Fique ligado nos feedbacks oferecidos por compradores e trabalhe para corrigir os pontos negativos. É crucial, também, investir em um processo de branding para seus produtos, de modo que eles sejam levados ao topo da mente do consumidor.

Prepare um atendimento qualificado

O atendimento qualificado é a cereja no bolo de qualquer estratégia de marketing. Isso é intensificado em uma data como a Black Friday, em que a enorme densidade de ofertas dá ao consumidor extrema facilidade para optar por lojas diferentes. Então, preze por um atendimento rápido, ágil e eficiente.

É fundamental que seus colaboradores estejam preparados para o aumento no volume de compras. Isso só é possível com uma comunicação interna operando de forma eficiente, de modo a garantir que todos estejam na mesma página. Fora isso, invista em programas de capacitação para potencializar a qualidade dos atendentes.

No que diz respeito ao ambiente digital, é fundamental contar com uma estrutura para dar suporte aos compradores. Para otimizar a experiência, vale investir em ferramentas de automação de marketing. Chatbots e atendentes virtuais podem tornar o processo muito mais eficiente por um custo reduzido.

Diversifique os canais de comunicação

É imprescindível que sua estratégia de Marketing Digital contemple os mais diversos canais de comunicação. Não basta contar com um site estruturado, é preciso se mostrar disponível nas principais redes sociais utilizadas pela sua persona.

Para tornar a experiência ainda mais rica, você pode criar uma Brand Persona, ou seja, um personagem virtual para representar sua marca. A estratégia é utilizada com sucesso pela Magazine Luiza, que criou a Lu para interagir e atender o público no ambiente digital.

Contudo, não é imperativo ir tão longe. Uma fanpage ativa e bem estruturada pode ser o suficiente para atender a demanda do seu negócio. Além disso, é claro, mostre disponibilidade para realizar atendimentos por telefone e email, métodos ainda preferidos por parte do grande público.

Prepare ofertas personalizadas

Independentemente da época do ano ou da proximidade com a Black Friday, o consumidor 4.0 é conhecido por dar enorme valor a experiências personalizadas. Portanto, se você quer elevar suas vendas é fundamental conhecer bem as características do público e utilizá-las ao seu favor.

Com uma campanha de email marketing, é possível segmentar as mensagens enviadas de acordo com a característica dos contatos. Dessa maneira, você pode criar ofertas especiais de acordo com as peculiaridades de cada perfil. Isso vai elevar consideravelmente a taxa de conversão.

Se você já conta com uma estratégia de nutrição, é hora de chamar atenção dos seus leads para os descontos mais relevantes para suas preferências. Imagine, por exemplo, que um de seus contatos iniciou a compra de um item mas acabou abandonando o carrinho.

Uma mensagem realçando o desconto que esse mesmo produto sofrerá na Black Friday pode ser suficiente para convencê-lo a concluir a transação.

Explore o cashback

Você sabe o que é cashback? Se a resposta for sim, parabéns! Você faz parte dos 23% dos comerciantes que demonstram conhecimento sobre esse recurso. Se a resposta for não, não se preocupe! Trata-se de algo novo que, embora esteja ganhando popularidade, ainda não é muito explorado no Brasil.

O termo cashback pode ser traduzido livremente como “dinheiro de volta”. A ideia é exatamente retornar uma parte do valor da compra ao consumidor, de forma a gerar um atrativo a mais para sua experiência. O montante é geralmente referente a uma porcentagem preestabelecida do preço total.

A estratégia vem sendo utilizada com sucesso pela B2W, que possibilita o cashback em compras realizadas em seu aplicativo. Como já falamos que os benefícios da Black Friday devem ir além dos descontos, investir no oferecimento dessa vantagem pode colocar seu negócio em evidência, especialmente pela ainda baixa adesão de outras empresas.

A Black Friday 2019 promete ser um evento com ares inéditos. A equivalência entre as compras online e offline deve ser a grande novidade da edição deste ano, o que ressalta a importância de você trabalhar sua estratégia contemplando tanto o ambiente físico quanto o digital.

Para garantir o sucesso do seu negócio, será fundamental estabelecer uma relação de confiança com o consumidor. Além disso, a oferta de vantagens além do preço deve ser encarada como um diferencial essencial para sua empresa. O uso de aplicativos e a diversificação de canais são tendências que não podem ser ignoradas.

Um dos principais desafios dos e-commerces, em qualquer época, é fazer com que os consumidores concluam as compras que iniciam. Por isso, baixe nosso ebook sobre como reduzir o abandono de carrinhos por meio do Marketing Digital?

Como reduzir o abandono de carrinhoPowered by Rock Convert

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *