Por Autor Convidado

pela Rock Content.

Publicado em 16 de outubro de 2019. | Atualizado em 28 de novembro de 2019


Os PWA, ou Progressive Web Apps, são como aplicativos que rodam diretamente no navegador do celular. Eles são uma alternativa aos aplicativos nativos, que ocupam mais espaço na memória dos celulares. Entenda mais em nosso post!

Não é segredo para ninguém que os últimos anos foram recheados de inovações e avanços tecnológicos. 

Diversos novos conhecimentos vieram à tona e até mesmo aqueles que já existiam passaram por processos de modernização.

Nesse cenário, foi possível observar um demasiado crescimento do uso dos smartphones, tanto no Brasil quanto no resto do planeta. 

Prova disso é que atualmente os celulares e dispositivos móveis são mais utilizados que qualquer plataforma desktop.

E, entre os principais motivos para esta transição quase que unânime, podemos citar que os celulares e dispositivos móveis são:

  1. portáteis, podendo ser acessados a qualquer hora e em qualquer lugar;
  2. possuem hardwares potentes, mas relativamente baratos para todas as funções que desempenham;
  3. garantem acesso fácil e dinâmico a internet;
  4. as operadoras elaboram diversas promoções relacionadas aos pacotes de dados, tornando-os extremamente populares.

Além disso, vale destacar que quase todo mundo precisa de um aparelho celular para desempenhar as mais variadas tarefas de seu dia a dia. 

E atualmente é relativamente difícil encontrar aparelhos que não se qualifiquem como smartphones. 

Logo, mesmo que o indivíduo compre um celular meramente para realizar chamadas e mandar SMS’s, por exemplo, ele terá a sua disposição todos os recursos smart, podendo ingressar nesse mundo com mais facilidade. 

A crescente dos aplicativos mobile 

Com o visível crescimento na utilização dos smartphones em nosso planeta, as empresas observaram a chance de explorar um pouco mais esta vertente do mercado.

Para isso, era necessário investir em ferramentas e utensílios que rodassem no software dos dispositivos smart. 

Desse modo, em 2008 surgiu a Apple Store, uma espécie de loja virtual que “vendia” aplicativos e músicas para pessoas que portassem dispositivos IOS.

A lojinha virtual de Steve Jobs se popularizou rapidamente, alcançando enorme sucesso e servindo de inspiração para seus concorrentes.

Assim, em meados de 2012, surgiu a Google Store. Ela era voltada para aparelhos Android, principal concorrente da Apple até os dias atuais. 

Isso fez com que o mercado de aplicativos nativos registrasse números bastante expressivos.

Para você ter uma ideia, atualmente, somando as duas franquias, podemos contabilizar mais de 6 milhões de aplicativos disponíveis para o público.

Onde os Progressive Web Apps entram na história?

Após esta breve introdução você deve estar se questionando: tudo bem, mas onde os PWA se encaixam nessa história?

Bom, é necessário começar citando que os PWA já existiam antes mesmo do boom dos aplicativos nativos. 

É isso mesmo, eles não são uma tecnologia recente, mas obviamente foram otimizados com o passar do tempo.

No início eram os PWA que reinavam. Mas a grande verdade é que eles apresentavam uma série de bugs, travamentos e lentidão.

Existiam até mesmo alguns que mudavam suas dimensões de acordo com o tipo de navegador escolhido para abri-los.

Atualmente, isso seria tratado como um erro bisonho, visto que ter uma plataforma responsiva é extremamente importante para garantir o sucesso de seu negócio. 

Mas vamos ao panorama atual dos PWA. Você quer saber o motivo pelo qual eles voltaram aos holofotes e são tão importantes atualmente, não é mesmo? 

Bom, a grande verdade é que eles surgiram como uma forma de preencher uma lacuna existente entre sites móveis e aplicativos móveis. 

E, apesar da grande maioria das empresas se empenharem em desenvolver aplicativos e também PWA, existem aquelas que possuem apenas os web apps.

Afinal, você por acaso sabe quanto custa criar um aplicativo? Pode ser um investimento extremamente alto para empresas que estão começando agora.

Logo, elas optam pelos PWA como uma alternativa mais barata e que pode, dadas as suas limitações, produzir resultados semelhantes ao dos aplicativos nativos.

O conceito de PWA

Agora que você já sabe um pouco mais sobre a história dos PWA, está na hora de compreender o seu conceito.

E para facilitar a compreensão vamos utilizar um exemplo do cotidiano. Alguma vez na vida você estava navegando na internet pelo celular e se sentiu como se estivesse explorando um aplicativo?

Bom, se a resposta para esta pergunta for sim, você certamente já teve contato (mesmo não sabendo) com um PWA.

Mas calma, explicaremos mais detalhadamente o conceito de Progressive Web App. Ele funciona como uma espécie de aplicativo que roda diretamente no navegador do celular.

Em outras palavras, o usuário pode usufruir de todas as funcionalidades de um app nativo sem ao menos precisar realizar um download. 

Isso torna todas as ações dos usuários muito mais dinâmicas e ainda favorece com que eles não precisem ocupar a memória de seus telefones com diversos apps. 

Para diversos especialistas na área, os PWA surgem para impedir que os usuários baixem apps relativamente pesados e que possuem funções extremamente simples.

Qual o motivo para as pessoas rejeitarem os aplicativos nativos?

Além da questão da memória do celular, existem outros motivos que levam os usuários a preferirem a utilização de PWA a aplicativos nativos. 

Para começar, podemos citar a velocidade da internet, que em algumas regiões do planeta ainda é bastante baixa, inclusive em algumas partes dos EUA.

Com isso, muitos usuários relutam em fazer downloads de aplicativos nativos. Entretanto, também existem pessoas que mesmo com um bom acesso à internet evitam acessar as lojas de app.

Para muitos, esta é considerada uma tarefa fatigante. Assim, eles evitam fazer buscas, downloads e até mesmo testes de apps.

Além disso, outro fator determinante é a questão do envolvimento dos usuários com os aplicativos. 

Segundo dados da Forrest Research, as pessoas gastam 80% do tempo que passam com seus smartphones nos mesmos 5 apps.

Logo, pode ser que elas tenham uma diversidade enorme de apps baixados, mas não utilizam nem metade deles.

PWA vs. aplicativos nativos

Para te deixar ainda mais inteirado sobre o assunto, agora citar quais são as principais vantagens de um progressive web app em relação aos aplicativos nativos.

Para isso, decidimos elaborar uma pequena listinha que poderá facilitar bastante a sua compreensão. Acompanhe!

Agilidade

Para começar, comentaremos sobre a questão da acessibilidade. Repare que alguns destes pontos já foram previamente comentados no texto.

Entretanto, aqui passaremos a informação de maneira mais detalhada, visando ir mais a fundo no assunto e desvendar os motivos que levaram os PWA a se evidenciarem novamente.

Mas voltando a falar sobre a agilidade, é interessante destacar que os Progressive Web Apps possuem baixíssima demanda por uma internet veloz.

Logo, eles podem funcionar até mesmo com conexões consideradas ruins, como é o caso da internet 2G.

Apesar disso, é necessário lembrar que alguns recursos necessitam de conexões razoáveis. 

Mas um fator interessante é que a grande maioria dos PWA são capazes de aguentar até mesmo oscilações de rede.

Trata-se de uma questão bastante interessante, uma vez que, muitas vezes, quando navegamos em nossos celulares, é comum que ocorram variações relacionadas a internet.

Praticidade

A praticidade também já foi brevemente citada no decorrer deste artigo. Entretanto, explicaremos este quesito de maneira mais específica, uma vez que ele é extremamente relevante. 

É essencial destacar que os PWA são, sem sombra de dúvida, a opção mais prática e eficiente entre todas as outras tecnologias de desenvolvimento mobile disponíveis no mercado.

Isso porque, como dissemos, eles não necessitam de download ou qualquer tipo de atualização, além de não ocuparem espaço na memória dos dispositivos mobile.

Engajamento

O envio de notificações aos usuários, uma das inovações dos PWA em relação aos antigos web apps, citados no início do artigo.

A funcionalidade nos permite impulsionar o engajamento como um aplicativo nativo, estimulando o retorno do usuário à plataforma.

Mais uma vez é necessário salientar que tudo isso é feito sem a necessidade de um download. 

Logo, podemos inferir que os progressive web apps disponibilizam as melhores funcionalidades dos apps convencionais de maneira prática e dinâmica.

Acessibilidade

Aqui entraremos na questão do investimento realizado para o desenvolvimento de projetos. É necessário dizer que  processo de desenvolvimento de um aplicativo nativo é geralmente mais caro e demorado que o de PWA.

O grande motivo para isso é que o software precisa apresentar a linguagem própria do sistema operacional a que se destina.

Logo, se o app será veiculado na Apple Store, é necessário que ele apresente a linguagem adequada para IOS.

Já quando ele será disponibilizado na Google Store, é necessário que sua linguagem corresponda ao sistema Android e assim por diante.

Da mesma forma, é necessário passar por uma aprovação para que seja disponibilizado nas lojas oficiais, sejam quais forem elas.

O desenvolvimento dos PWAs, por outro lado, é menos burocrático e mais aberto. Assim, além de gastar menos para desenvolvê-los, é muito mais fácil difundi-los.

Responsividade

Com falamos anteriormente , a responsividade é um fator fundamental para o Marketing Digital atualmente.

E nesse contexto, os PWAs são soluções desenhadas para favorecer a experiência do usuário. 

Eles não apenas se ajustam facilmente a qualquer formato de tela, como também podem ser executados em navegadores e sistemas variados a partir da mesma URL.

Agora você já conhece um pouco mais sobre os progressive web apps e sabe como essa tecnologia pode ser importante no Marketing Digital e em outras áreas da tecnologia atualmente.

E, se você pensa em lançar um site, não deixe de baixar nosso checklist completo de lançamento!

Checklist para lançar sitePowered by Rock Convert

Conteúdo produzido por Upsites.

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *