Por Autor Convidado

pela Rock Content.

Publicado em 8 de maio de 2019. | Atualizado em 24 de maio de 2019


Veja como se preparar para receber pagamentos online e quais práticas podem ajudar nesse processo.

Não adianta, simplesmente, falar que as pessoas no Brasil e no mundo preferem comprar e pagar pela internet. Os pagamentos online são uma realidade, a começar pelo número de pessoas que acessam a web.

No mundo inteiro são mais de quatro bilhões, só o Brasil tem mais de 126 milhões de usuários. Isso faz com que o país seja o quarto colocado na quantidade de pessoas que entram regularmente na rede mundial de computadores.

Esse número elevado de usuários tem, claro, que se transformar em consumidores. E é isso que ocorre. A expectativa é que este ano o comércio na internet movimente quase 4 bilhões de dólares. Dados da Hosting Facts mostram não apenas isso, como o fato de que as pessoas ficam 5 horas por semana na internet fazendo compras.

Para não restar dúvidas, o Instituto Ipsos, um dos principais do planeta, fez uma pesquisa que detalhou a quantidade de dinheiro que o brasileiro gasta com compras online. Em 2018, esse número ultrapassou os 166 bilhões de reais e a tendência é que esses valores só cresçam.

No Brasil, 74% das pessoas preferem fazer compras online do que em lojas físicas. São mais de 60 milhões de consumidores. Isso se explica pelo fato de ser mais simples, prático e o pagamento pela internet também ser facilitado.

Porém, nem tudo são flores. Apesar do altíssimo número de pessoas que preferem comprar e pagar online, um dado é muito preocupante para os donos de negócios na internet. 47% dos consumidores largam o carrinho de compras no momento do checkout. 60% dessas pessoas tomam essa atitude, porque não havia entre as opções a forma de pagamento que elas desejavam.

Ou seja, não basta estar na internet, ter bons produtos, um ótimo atendimento e preço justo. Se você não oferece um sistema de pagamento online que agrade ao seu cliente, ele vai buscar em outra loja. Por isso, vale a pena se preparar e saber mais sobre o assunto.

Quais são as boas práticas do pagamento pela internet?

Agora que você entendeu a importância do mundo online para as suas vendas, e o quanto os métodos de cobrança são essenciais para garantir o sucesso da sua empresa, é preciso saber quais boas práticas podem ser realizadas para gerar confiança e credibilidade aos olhos do seu cliente.

A seguir, uma lista com 5 dicas que vão ajudar bastante o seu empreendimento a se desenvolver e gerar mais lucros!

1. Tenha um site seguro e confiável

A primeira atitude de qualquer comprador na internet é conferir se está ou não fazendo um negócio seguro. Por mais que você ache que não, é mínimo o número de internautas que não buscam essas informações.

Por isso, a sua página precisa possuir dados de segurança. A começar pelo símbolo de cadeado que aparece ao lado esquerdo da barra em que está escrita o link do site.

Existem também outras formas de mostrar ao consumidor que sua empresa é segura, como: ter certificados, recomendações em redes sociais, baixo número de reclamações não atendidas, boa avaliação por parte dos clientes.

Para quem trabalha na internet, também é importante se adequar a nova Lei Geral de Proteção de Dados. Tudo isso faz parte do processo de credibilidade do seu negócio.

2. Ofereça diferentes formas de pagamento

Como você leu na primeira parte deste artigo, um dos principais motivos que faz uma pessoa cancelar uma compra é a falta da modalidade de pagamento que ela prefere. Lembre-se que o seu cliente é quem deve escolher a melhor maneira da pessoa pagar pelo seu produto e serviço.

Dessa forma, contar com um intermediador de pagamentos online pode facilitar a gestão. Ainda mais se você não souber ou não quiser lidar com questões técnicas. Além do trabalho de ter que entrar em contato com todas as empresas de cartão, bancos, boletos e carnês para poder criar uma boa página de cobrança online na sua empresa.

Para quem não sabe, esses intermediadores são plataformas que oferecem a maior diversidade de métodos de pagamento pela internet. Eles possuem opções de boleto, carnê, cartão, débito automático, transferência bancária e outros que podem agilizar a rotina do pequeno e médio empresário que tem um negócio online. L

Leia mais!

👉 Receber por cartão ou boleto: qual a melhor opção? | Gerencianet


3. Use o checkout transparente

Contar com o sistema de pagamento que funciona dentro da própria página, sem redirecionar para outras também é fundamental. É o chamado checkout transparente.

Quando for buscar uma empresa que oferece o serviço de pagamento online, procure saber se ela tem o checkout transparente. Muitos clientes, ao serem redirecionados para outras páginas, desistem da compra, ficam desconfiados. Lembra da importância da segurança na internet para o consumidor?

O checkout também melhora a experiência do cliente e torna o processo de compra mais profissional, o que traz mais credibilidade e autoridade para o seu negócio.

4. Reduza a inadimplência

Nenhuma empresa vive com muitos devedores. Por isso, você precisa de estratégias para reduzir a inadimplência.

Fazer análise de crédito, usar boletos e carnês cadastrados com os dados do cliente, saber negociar, ter um bom atendimento, como também oferecer formas diferentes de pagamento, parcelar a dívida, disponibilizar possibilidades para que essa pessoa pague o que deve a você.

Tudo isso pode e deve ser feito com o auxílio da tecnologia. Além dos próprios dados gerados pelos intermediadores de pagamento, você precisa ter programas e aplicativos que arquivem as informações de todos os seus clientes: o que eles compraram, a data de pagamento, de vencimento, os valores de juros, multas e outros dados que achar necessário.

5. Tenha um sistema integrado e eficaz

Falar de crescimento empresarial no século XXI sem citar a integração de sistemas e o uso de tecnologias é, praticamente, impossível.

A maioria dos programas e plataformas possuem essa possibilidade de integração. O que facilita o trabalho de todas as equipes, desde a financeira até a de recursos humanos.

Um bom intermediador de pagamentos vai oferecer a você dados que podem ser colocados no software usado pela equipe de marketing ou de atendimento.

A partir daí, são feitas novas abordagens de venda, o que aumenta os lucros e a produtividade. Para funcionar na atualidade, tudo deve ser integrado. Use a tecnologia ao seu favor.

Leia mais!

👉 Guia completo para melhorar o fluxo de trabalho


Como simplificar os processos de pagamentos online?

Contar com um sistema de pagamentos é uma das formas de aplicar as práticas citadas anteriormente. A primeira e mais importante vantagem do uso dessas plataformas é que elas são simples.

Além disso, um bom sistema de intermediação oferece base de dados, checkout transparente, diversidade de formas de pagamentos, além de ser facilmente acessível de qualquer local.

A plataforma é inteligível e intuitiva e oferece os dados de pagamento, as cobranças, recebimentos e inadimplentes. Além de ter acesso a uma boa análise financeira do seu negócio com base nas receitas criadas por esses pagamentos realizados pelo intermediador.

Tudo isso feito de forma ágil, eficaz, simples. Para você não perder tempo, já que isso é algo muito precioso para qualquer empresário.

Outra vantagem do uso dos intermediadores é que eles oferecem baixas taxas, em comparação com os bancos, principalmente nos pagamentos por boleto e carnê. As plataformas também disponibilizam atendimento e suporte para cada um dos seus clientes.

Nesse sentido, é importante que você pesquise, avalie e analise muito bem antes de escolher a forma como vai realizar a cobrança dos seus produtos e serviços online.

Como escolher o melhor sistema de pagamento pela internet?

A segurança não deve ser apenas uma preocupação do seu consumidor, mas sua também. Por isso, ao contratar um intermediador de pagamentos online, é preciso tomar alguns cuidados.

Fique atento às dicas que serão descritas na lista abaixo. Nelas, você vai saber o que é preciso analisar antes de se cadastrar e fechar um contrato com uma empresa de pagamentos pela internet:

  • Pesquise quais os procedimentos de segurança seguidos pela empresa, suas tarifas e o suporte prestado por ela.
  • Visite as redes sociais e confira as avaliações, comentários, recomendações.
  • Entre em sites como o Reclame Aqui e veja o índice de resolução de problemas da empresa.
  • Converse com amigos que já usam esse tipo de sistema e peça indicações.
  • Analise as formas de pagamentos disponíveis, assim como se há checkout transparente e um sistema integrado de dados fácil de integrar.

Essas são as principais análises que devem ser feitas antes de fechar contrato com uma plataforma de pagamentos online. Assim, invista um bom tempo para fazer essa pesquisa.

Apesar da maioria das empresas serem confiáveis, há golpe em todos os lugares. Tome bastante cuidado com isso, para não ser surpreendido negativamente.

Continue por dentro de mais informações sobre as tendências de pagamentos e veja se vale a pena receber online por boleto

Este artigo foi produzido pela Gerencianet!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *