Por Autor Convidado

pela Rock Content.

Publicado em 22 de junho de 2019. | Atualizado em 19 de julho de 2019


Uma boa dica para aumentar a taxa de conversão da sua empresa é otimizando a página de produto. Veja como fazer isso!

Se considerarmos todas as páginas no qual seus clientes passam durante a jornada de compra, desde a landing page até o checkout, podemos apontar a página de produto como sendo uma das mais críticas no decorrer da transição de seus visitantes pelas etapas do funil de vendas.

Afinal, é na página de produto que o consumidor pode comparar suas funcionalidades e especificações às suas próprias dores, tomar ciência do preço, avaliar a aparência do artigo por meio de imagens e, eventualmente, começar a tomar sua decisão de compra.

Porém, preço, imagens e descrição ainda não é o suficiente para transformar visitantes em clientes, por isso, vamos apresentar como otimizar sua página de produto para converter mais no e-commerce.

Design realmente importa

No e-commerce, muitas vezes a primeira impressão realmente é a que fica. Por isso, você realmente precisa investir em imagens de altíssima qualidade para seus produtos, assim como um design responsivo e intuitivo, de forma que o consumidor sinta-se convidado a explorar os elementos em sua página de produto e não tenha dificuldade em fazê-lo.

Ofereça múltiplas imagens em diversos ângulos para seus produtos e certifique-se que as fotografias tenham qualidade profissional.

Além disso, especialmente para e-commerces nos nichos de moda, acessórios, calçados e outros artigos destas categorias, considere apresentar fotos com modelos utilizando cada tipo de modelo disponível para o produto, levando em consideração gênero e faixa etária, se necessário.

Caso seu e-commerce ofereça variações de cores ou modelos para determinado produto, não deixe de incluir também pelo menos uma fotografia exemplificando o resultado de acordo com a escolha do visitante nos menus de sua página de produto.

Utilize as cores de sua empresa e preze pela usabilidade de sua página para aumentar suas chances de conquistar a confiança do cliente.

E, claro, não deixe de destacar os principais aspectos dos produtos com descrições e especificações técnicas realmente completas e detalhadas.

Coloque-se à disposição dos clientes

Como mencionamos, é na página de produto que seus leads começam o processo de decisão de compra e, por isso, você precisa colocar-se à disposição, de forma que eles sejam capazes de conversar com seus representantes para ter certeza na compra, escolhendo o produto que melhor atende suas necessidades.

Na loja física, clientes frequentemente são abordados por representantes que oferecem esse tipo de auxílio.

Entretanto, no ambiente digital, você só consegue fazer isso eficientemente ao investir em um chat online com convites proativos, de forma que possa realizar esta abordagem por meio de mensagens personalizáveis, surgindo por meio de um pop-up da janela do chat na página de produto.

Retenha visitantes na loja

Muitas vezes, um prático “Olá, posso ajudá-lo?” enviado por meio do chat pode ser a diferença entre um carrinho de compras abandonado e uma nova conversão.

Portanto, não deixe que seus clientes saiam da página para buscar respostas às suas dúvidas ou soluções aos problemas encontrados em outras fontes, como os buscadores ou, possivelmente, na página de seus concorrentes.

Entre os diversos canais de atendimento, o chat online realmente é o único que te permite oferecer o melhor tempo de resposta e estar presente durante toda a jornada do consumidor, diretamente de dentro da página do seu e-commerce, o que inclui, claro, a página de produto.

Ofereça um atendimento personalizado

Inclua elementos para Cross Sell e Upsell

A página de produto também pode servir como um excelente ponto da jornada do cliente para que se aplique estratégias de upselling e cross selling, que visam, acima de tudo, aumentar o valor do ticket enquanto, ao mesmo tempo, ajudam o consumidor a encontrar a melhor oferta.

Upsell na página de produto

O upsell é uma técnica de venda que pode ser entendida como “vender a mais”, seu objetivo é apresentar ao consumidor alternativas que cubram suas necessidades, dentro da mesma categoria de produtos, mas que ao mesmo tempo ofereçam benefícios e recursos adicionais que resultam em um preço final mais caro que o produto inicial.

Para que possa entender melhor esta estratégia, imagine ofertar um copo de 700ml de suco para alguém que já estava interessado em comprar um copo de 250ml, por exemplo.

O produto ainda é essencialmente o mesmo e deve suprir todas as demandas do cliente, mas traz vantagens que a opção mais barata não oferece.

Na página de produto, isso pode ser feito por meio de painéis de comparação, especialmente para eletrônicos, como smartphones, tablets, notebooks, entre outros artigos semelhantes.

Dessa forma, seus clientes podem comparar especificações técnicas e preços imediatamente. Além disso, não deixe também de aproveitar suas sessões de atendimento dentro da página de produto para colocar esta tática em prática.

Cross sell na página de produto

Da mesma forma que o upsell, o cross sell também visa aumentar o valor do ticket, porém através de uma aproximação diferente. Aqui, o objetivo é oferecer produtos que complementam de alguma forma a escolha inicial do consumidor.

Ainda utilizando o exemplo do copo de suco, a ideia seria oferecer junto à escolha inicial do consumidor, ou seja, o copo de 250ml, um outro produto que faça sentido em conjunto, como um pedaço de bolo, um salgado, etc.

Para aumentar suas chances de sucesso por meio dessa técnica de venda, considere oferecer um desconto especial em um dos produtos adicionais, de forma que o valor do “pacote” seja menor que o valor de comprar cada um dos itens separadamente.

Podemos citar as páginas de produto da própria Amazon como um exemplo prático disso.

cross-sell x upsell

Abra espaço para avaliações de clientes

Nesta etapa da jornada, o cliente está sempre em busca de informações que repassem segurança para tomar a melhor decisão de compra e, como indica esta pesquisa apresentada pelo e-commerce Brasil, 92% dos consumidores confiam na palavra de outros compradores de seu negócio acima de qualquer outro tipo de informação ou publicidade.

Portanto, deixe que seus próprios clientes auxiliem na tomada de decisão dos leads e ajudem a impulsionar suas taxas de conversão ao permitir que façam avaliações e exibi-las diretamente na página de produto.

Vale lembrar que esta estratégia ainda pode ser incorporada em suas campanhas de Inbound Marketing.

Durante o follow up e no pós-venda, chame seus clientes de volta para que possam avaliar os produtos comprados em sua loja.

Destaque programas de fidelidade e descontos

Como mencionamos, é na página de produto que você deve apresentar todos os benefícios de comprar do seu negócio e não da concorrência.

Portanto, não perca a oportunidade de chamar atenção para seu programa de fidelidade, descontos, ofertas exclusivas e outros elementos que agreguem valor à compra.

Além disso, alavanque o senso de urgência ao chamar atenção para limites de estoque, limite de tempo das promoções vigentes etc.

Seja claro sobre o frete

Não compensa esperar que o cliente chegue à página de checkout apenas para então descobrir que sua empresa cobra frete e gerar mais um carrinho abandonado.

O frete realmente influencia na experiência de compra do cliente e, por isso, é importante trabalhar com transparência, destacando esta questão já na página de produto.

Inclusive, se você acha que está perdendo oportunidades de venda por causa do frete, está na hora de tomar ações para otimizá-lo e transformá-lo em um diferencial competitivo, em vez de um fator que repele clientes em potencial.

Sua página de produto precisa estar no mobile

Ter um e-commerce inteiramente compatível com os dispositivos móveis, como smartphones e tablets, é realmente obrigatório para que seu negócio possa manter-se competitivo no mercado.

Afinal, mais de 52% do tráfego online já ocorre pelo mobile, como apresentam as estatísticas da Statista.

gráfico statisa

Além disso, no Brasil, em 2018, boa parte das vendas concretizadas em e-commerces de moda, multicategorias e móveis foram feitas por consumidores acessando pelos dispositivos móveis, como aponta o estudo do Mundo do Marketing.

Portanto, não fique para trás da concorrência e certifique-se que suas páginas, assim como seus canais de atendimento, ofereçam conveniência para o consumidor mobile.

Conclusão

Agora que você conhece os principais elementos que não podem faltar em seu e-commerce, está na hora de otimizar sua página de produto.

Avalie cada um dos pontos e compare-os ao estado atual de seu negócio para identificar exatamente quais ações devem ser tomadas, não deixe para depois!

Caso você ainda não ofereça um chat online em sua página de produto, está na hora de descobrir como o JivoChat pode ajudá-lo a transformar visitantes em clientes por meio dos convites proativos, integrações com sistemas de CRM e muito mais.

Conteúdo produzido por JivoChat.

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *