Por Rodrigo P. Curi

Especialista em Inbound Marketing

Publicado em 19 de junho de 2019. | Atualizado em 23 de agosto de 2019


Peter Drucker foi um professor, consultor e escritor de origem austríaca, reconhecido, principalmente, por sua visão única da Administração, na qual as pessoas são o foco das práticas de gestão e marketing nas empresas. Saiba mais sobre esse grande pensador.

Peter Drucker foi um dos autores que mais contribuiu para as atuais teorias e práticas nas áreas de Marketing e Gestão de Empresas.

É um dos pensadores mais reconhecidos da Administração, embora seus ensinamentos só tenham ganhado popularidade no fim do século 20, quando o mundo testemunhava um enorme crescimento do mercado e da concorrência.

As obras de Drucker já influenciaram pessoas como Henry Ford (fundador da Ford Motor company), Andrew Grove (antigo presidente da Intel), Jack Welch (presidente da General Electric por 20 anos), Bill Gates (fundador da Microsoft) e várias outras personalidades de renome.

Seu grande diferencial é a delicada observação que faz dos seres humanos e de sua comunicação. O próprio autor se descrevia como um “ecologista social” e definia a Administração Moderna como uma ciência encarregada do estudo das pessoas dentro das organizações.

Continue conosco para entender um pouco mais sobre a vida e as ideias desse grande autor que continua impactando profissionais e empresas até hoje. Boa leitura!

Quem foi Peter Drucker?

O forte interesse de Peter Drucker pela gestão começou cedo. Quando criança, no início do século 20, seus pais frequentemente faziam encontros com pessoas importantes do contexto econômico e político da época. As conversas e discussões entre essas personalidades seriam o primeiro estímulo para sua gloriosa carreira que estava por vir.

Em sua vida adulta, graduou-se e obteve seu doutorado na Universidade de Frankfurt, na Alemanha. Após concluir os estudos, mudou-se para a Inglaterra e trabalhou por vários anos em Londres como economista e jornalista.

O grande salto em sua trajetória, porém, aconteceu quando se mudou para os Estados Unidos em 1937. No início, atuou como correspondente do jornal Financial Times, mas cinco anos depois, após publicar o seu primeiro livro, Drucker entrou para a Bennington College em Vermont.

Várias obras do autor foram escritas e publicadas desde então, porém, sua popularidade só começou a crescer algumas décadas depois.

As numerosas consultorias que prestava não o impediram de persistir em sua vida acadêmica. Em 1971, mudou-se para a Califórnia para atuar como professor na Claremont Graduate University, onde permaneceu no mesmo cargo por 30 anos.

Quais as contribuições de Drucker para a administração?

É possível perceber “vestígios” de Drucker em obras de diversos autores dessa área, por exemplo Philip Kotler, um dos estudiosos que mais contribuiu para as atuais vertentes do Marketing moderno, incluindo o Marketing Digital, e deu continuidade à sua abordagem de gestão focada na satisfação dos clientes e nos benefícios do produto.

Considerado por vários autores como um dos mais influentes especialistas em gestão de negócios, Peter Drucker elaborou diversas teorias que afetam, principalmente, as disciplinas da Administração.

Ao todo, são 39 títulos escritos ao longo de quase 70 anos de carreira e, entre os diversos conceitos criados por ele, se destacaram as “(re)privatizações”, a “gestão por objetivos” e a “descentralização das empresas”.

(Re)privatizações

Uma de suas pautas mais difundidas dizia respeito à privatização de serviços públicos, um processo conceituado por ele como “(re)privatização”. Drucker acreditava que a privatização era uma solução eficiente para reduzir a típica burocracia da Administração Pública.

Gestão por objetivos

Segundo o autor, o planejamento estratégico da empresa deve ser usado como um guia, mas suas definições devem ser revisadas e atualizadas constantemente. Os objetivos, por sua vez, devem ser elaborados dentro de três níveis:

  • Estratégico: objetivos de longo prazo;
  • Táticos: objetivos de médio prazo;
  • Operacionais: objetivos de curto prazo.

O Marketing Estratégico, abordagem moderna da prática do Marketing adotada por muitas empresas atualmente, é inspirado nessa definição.

Descentralização de empresas

A visão do líder autoritário ditando todas as tarefas da empresa perdeu espaço para uma gestão descentralizada, na qual os colaboradores recebem mais atenção e espaço nas tomadas de decisão, e os diferentes setores da organização desfrutam de uma maior autonomia.

O foco, entretanto, são as pessoas e suas relações dentro do ambiente de trabalho. De acordo com o autor, se a área de desenvolvimento de produtos é excelente no serviço que faz, mas a equipe de gestão de pessoas não entrega bons resultados, essa companhia terá problemas.

Para Drucker, a empresa que consegue vender o produto ou serviço para o cliente certo, com a distribuição adequada, por um preço justo e no momento ideal, tem seus esforços de venda reduzidos a quase zero, pois a venda se torna praticamente automática em resposta à demanda devidamente equacionada.

Você pode se interessar por estes outros conteúdos sobre gestão e produtividade!
👉 Priorização de Projetos: conheça os 6 melhores métodos
👉 Análise SWOT ou Matriz FOFA: o que é, como fazer e modelo grátis!
👉 As 5 forças de Porter: entenda o que são e como aplicá-las
👉 Objetivos SMART: Como utilizá-los no seu departamento de marketing

Quais são as suas principais obras?

Peter Drucker iniciou seu legado na literatura de Administração em 1939, quando dava aulas no Sarah Lawrence College. Sua primeira obra, “The End of Economic Man: The Origins of Totalitarianism”, recebeu elogios até do então primeiro-ministro britânico, Winston Churchill, mas não teve tanta popularidade quanto suas obras seguintes.

A seguir você confere alguns dos trabalhos mais marcantes de Drucker.

Conceito da Corporação (Concept of Corporation, 1946)

No ano de 1942, Drucker se muda para Vermont para entrar na Bennington College. Lá, ele aprofundaria seus estudos sobre a General Motors a pedido do próprio presidente da corporação na época, o executivo Alfred Sloan.

18 meses de pesquisas e observações culminaram em sua prestigiada obra “Concept of Corporation” de 1946, na qual o autor enfatiza que o mais importante em qualquer empresa são as pessoas que fazem parte dela.

As lições do livro foram inicialmente rejeitadas pela General Motors, mas influenciaram fortemente o setor automobilístico japonês que se destacou mundialmente nos anos 70.

O Gestor Eficaz (The Effective Executive, 1966)

Lançada em 1966, a obra de Drucker focada no comportamento e gestão de altos executivos, “The Effective Executive”, analisa três princípios essenciais para a formação de um gestor eficaz: a organização do tempo, o autodesenvolvimento e a tomada de decisão correta.

Administrando em Tempos de Grandes Mudanças (Managing in a Time of Great Change, 1995)

“Managing in a Time of Great Change” surge como um trabalho bastante pertinente em seu ano de lançamento, 1995. O autor faz diversos questionamentos sobre administração, economia e política, analisando as transformações na tecnologia e em governos de todo o planeta.

Desafios Gerenciais para o Século 21 (Management Challenges for the 21st Century, 1999)

No livro “Management Challenges for the 21st Century”, lançado em 1999, Peter Drucker adota uma discussão mais reflexiva propondo um novo olhar sobre a administração moderna e ilustrando as dificuldades enfrentadas pelas empresas para se adaptarem às rápidas mudanças do mercado.

Segundo ele, o centro da comunidade e da economia moderna não é a tecnologia ou a produtividade tão disseminadas, mas a instituição gerenciada como um órgão vivo dentro de um grande organismo, que é a sociedade.

A Administração na Próxima Sociedade (Management in the Next Society, 2002)

Em uma das suas últimas obras, Drucker prevê que a mobilidade social aumentará em resposta direta ao acesso à educação formal.

Além disso, sua obra “Management in the Next Society” também traz outras previsões importantes, como a existência de duas grandes forças de trabalho: aqueles com menos e aqueles com mais de 50 anos de idade; e o conceito de “(re)privativação, a privatização de serviços públicos com o intuito de reduzir a burocracia.

Quais as suas citações mais famosas?

Além dos livros, as ideias de Drucker também ganharam popularidade mundial por meio das suas citações. Seus “conselhos”, como ele se referia às suas frases, resumiam em poucas palavras suas teorias e provocações. Não poderíamos finalizar este artigo sem comentar algumas delas. Confira!

“A única fonte de lucro é o cliente.”

Embora atualmente as empresas em geral concordem que os esforços em desenvolvimento de produto e comunicação devem mirar na satisfação do cliente, em meados do século 20, quando Drucker publicou diversas obras com essa perspectiva, poucas empresas se preocupavam em estudar seu público e identificar demandas.

Foi somente após a ampliação do mercado e o aumento da concorrência nos anos seguintes que o consumidor aumentou seu poder de barganha. Como as pessoas contavam com mais liberdade para escolher entre diferentes fornecedores e prestadores de serviços, os gestores passaram a tomar decisões baseadas nas opiniões dos clientes.

“Uma decisão só se torna eficaz quando os comprometimentos com a ação são incluídos na decisão desde o início.”

Drucker comentava que um líder que muito promete e engaja, mas não se compromete pessoalmente com suas ideias, tende a frustrar seus colaboradores e deixar muita bagunça para trás.

Um gestor eficaz deve se concentrar em sua área de maior aptidão e investir o máximo de energia no cumprimento de suas metas.

“Planejamento de longo prazo não lida com decisões futuras, mas com um futuro de decisões presentes.”

Focado em uma gestão estratégica, Drucker ressalta a importância de adotar, de prontidão, práticas que contribuam para as metas de longo prazo da empresa. Uma organização que se dedica apenas às atividades táticas e operacionais se condena a permanecer da mesma forma ao longo dos anos e corre o risco de ficar obsoleta diante das intensas transformações que assolam o mundo.

“A cultura engole a estratégia no café da manhã.”

Em uma de suas frases mais provocativas, sua intenção era destacar a importância da cultura, isto é, os hábitos e comportamentos das pessoas, nos resultados que entregam, em detrimento das obrigações engessadas comumente adotadas pelas empresas de seu tempo. Conceitos como a Cultura Organizacional foram desenvolvidos a partir dessa visão.

“Quando você vê um negócio bem-sucedido é porque alguém, algum dia, tomou uma decisão corajosa,”

Drucker teve a oportunidade de observar muitas de suas ideias se tornarem atuais depois de tê-las citado muitos anos antes. Entretanto, além de ter sido um célebre teórico da gestão, ele também foi um grande provocador da cultura empreendedora.

Peter Drucker, sem dúvidas, é um dos principais pensadores que abordaram os efeitos da globalização na economia mundial e nas organizações. Ao longo de décadas educou gestores, colaboradores e consumidores, e seu legado permanece vivo nas universidades e milhares de empresas em todo mundo.

Este artigo fica por aqui, mas ainda temos muito conteúdo para compartilhar! Agora que você já conhece as ideias de Peter Drucker, confira os três Es da administração e as diferenças entre eles!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *