Por Redator Rock Content

um de nossos especialistas.

Publicado em 28 de agosto de 2018. | Atualizado em 28 de fevereiro de 2019


As plataformas de marketplace funcionam como shoppings virtuais, em que diversas lojas podem exibir e comercializar seus produtos. Para ajudar você a escolher a melhor plataforma, vamos listar o que deve ser levado em consideração e apresentar as principais opções no mercado.

Por que você realiza compras pela internet? A maioria esmagadora dos consumidores aponta o preço, a comodidade e a facilidade de comparar produtos como motivações para realizar compras online.

O que isso nos diz é que, além da questão do preço, proporcionar uma boa experiência ao consumidor é a principal vantagem competitiva a ser explorada nesse mercado.

Para alcançar esse objetivo, durante a montagem de seu negócio, é essencial escolher a melhor plataforma de marketplace para vender seus produtos. Afinal, uma de suas funções é facilitar e otimizar o processo de compra.

Existem alguns critérios que devem ser levados em consideração na hora de tomar essa decisão. Ao longo deste post, vamos enumerá-los, além de falar da importância de usar plataformas de marketplace e indicar as principais opções do mercado. Acompanhe!

Por que utilizar plataformas de marketplace?

Em resposta à pesquisa E-commerce Trends 201854,8% dos entrevistados afirmaram que seus e-commerces estão associados a alguma plataforma de marketplace.

Isso representa um crescimento de 5,7% em relação aos resultados da pesquisa anterior, realizada em 2017. E essa tendência não acontece por acaso.

As plataformas de marketplace são, essencialmente, uma forma de colaboração mútua. Ao adotá-las, os donos de empresas — pequenas ou grandes — têm uma excelente oportunidade de expor seus produtos, aumentar a visibilidade da marca e potencializar o volume de vendas.

Lembra quando falamos da importância da experiência do consumidor para uma estratégia de marketing capaz de competir com a concorrência?

Pois bem, uma das principais vantagens de vender em um desses “shopping virtuais” é a praticidade que eles oferecem para o comprador, o que torna mais provável sua satisfação ao final da transação.

Outra vantagem é a possibilidade de elevar a reputação de uma empresa, especialmente, as que estão começando suas atividades ou ainda não se firmaram no mercado.

Isso porque, ao associar sua marca a uma plataforma de marketplace — que, presumivelmente, é vista com credibilidade pelo consumidor —, o lojista vai diminuir as desistências causadas por falta de confiança.

Experiência de Compra Online

Custos consideravelmente menores

Além dos benefícios já citados, outro motivo pelo qual os empreendedores devem considerar se ligar a um marketplace são seus custos, consideravelmente menores se comparados às outras opções.

Uma vez que questões como desenvolvimento, programação e hospedagem são tratadas pela empresa que gerencia a plataforma, você têm mais dinheiro e tempo para investir em outras frentes.

O que considerar na hora de escolher uma plataforma?

Como você pode presumir, considerando a enorme demanda de mercado, existem múltiplas opções de plataformas de marketplace. Então, como dito lá no início do texto, escolher a melhor opção para o seu negócio é um fator crucial para o sucesso.

Mas como tomar essa decisão? Antes de tudo, é preciso traçar toda a sua estratégia e observar quais critérios a seguir são mais importantes para você.

Confira as funcionalidades da plataforma

Para atender à enorme variedade de comércios eletrônicos, existem plataformas direcionadas a nichos de mercado específicos.

Assim, entendendo bem o objetivo do seu negócio, é necessário observar se as funcionalidades oferecidas pelo marketplace atendem às suas necessidades.

Vamos imaginar, por exemplo, que o seu comércio esteja inserido no mercado de venda de joias. Para realizar uma boa apresentação do produto e converter vendas, é crucial que a plataforma suporte imagens de ótima qualidade.

Afinal, é preciso proporcionar ao comprador a visualização dos detalhes do item. Além disso, também é importante permitir o zoom com boa resolução e a rotação de imagens.

Em outro cenário hipotético, em que o negócio é voltado para a venda de livros, a resolução e visualização tornam-se menos importantes. Por outro lado, é imprescindível contar com um design organizado, facilitando a leitura dos resumos dos livros e avaliações de outros leitores.

Então, o mais importante é selecionar uma plataforma que seja eficiente para o desenvolvimento das características de sua loja.

Avalie o atendimento e suporte oferecidos

Nada é pior para um comerciante do que ter problemas que afetam o funcionamento ideal de sua loja. Por isso, antes de escolher sua plataforma, avalie como ela lida com a resolução de problemas e como pode oferecer suporte em caso de distúrbios técnicos ou imprevistos.

É fundamental que a plataforma tenha um atendimento eficiente. Não por acaso, a grande vantagem da venda online sobre as lojas físicas é o funcionamento ininterrupto.

Sendo assim, o serviço de atendimento deve estar sempre disponível para solucionar suas dúvidas e problemas, preferencialmente, também de forma não interrompida. Outros pontos para avaliar a qualidade do atendimento oferecido são:

  • variedade de canais de suporte ao lojista;
  • transparência no status da resolução de um problema;
  • fácil acesso a uma página FAQ.

Observe a otimização do SEO e os serviços oferecidos

Contar com uma loja bem otimizada para SEO pode ser a diferença entre ser ou não ser encontrado em buscadores de pesquisa.

Um SEO bem trabalhado é essencial para o sucesso de estratégias de marketing digital. Com isso em mente, observe pontos como o tempo de carregamento da página e a responsividade para aparelhos mobile.

Além do mais, procure saber se a plataforma oferece serviços como controle de estoque e integração com outros endereços virtuais que sua loja possa ter. Para facilitar o processo de checkout, certifique-se de que será ofertada uma variedade razoável de formas de pagamento.

CONTEÚDOS RECOMENDADOS

👉 Marketplace x E-commerce: entenda as diferenças entre esses modelos de negócios online

👉 O que é E-commerce? Tudo o que você precisa saber para ter uma loja virtual de sucesso!

Quais são as principais opções no mercado?

Mesmo sabendo o que analisar, decidir a melhor plataforma de marketplace não é das tarefas mais fáceis. Para facilitar, vamos apresentar as principais opções atualmente.

Mercado Livre

O Mercado Livre é a iniciação de muitas pessoas no mundo do comércio online. Em atividade no Brasil desde 1999, essa plataforma já conta com a confiança do público geral.

Lá, é possível vender praticamente todo tipo de produto, começando com o preço mínimo de 6 reais. O cadastro extremamente simples é um de seus diferenciais.

Quando se fala em custo-benefício, o Mercado Livre também salta aos olhos. Você não precisa pagar nenhuma taxa para anunciar por lá, embora seja preciso certo investimento para impulsionar a visibilidade de seus anúncios.

BW2

A B2W nada mais é do que a fusão de gigantes. Ela simplesmente reúne as Lojas Americanas, o Submarino e o Shoptime.

Só aí, já dá para notar que a visibilidade e confiança é um de seus principais diferenciais, concorda? O tráfego da B2W é imenso, o que potencializa as chances de novos clientes se depararem com a sua loja.

Para se cadastrar na plataforma, há algumas exigências. É preciso contar com um eCNPJ, mostrar-se capaz de emitir nota fiscal eletrônica, e apresentar a Certidão Negativa de Débitos. Incluindo o valor do frete, é cobrada uma taxa fixa de 16% em cima de cada transação finalizada.

Magazine Luiza

Investindo em estratégias de crescimento nos últimos anos, a Magalu, como é conhecida a plataforma digital da Magazine Luiza, assumiu posição de certo destaque no cenário de marketplaces no Brasil. São mais de 35 milhões de acessos por mês.

Para ser aceito na plataforma, é preciso passar por uma avaliação interna. As empresas interessadas devem contar com, pelo menos, um ano de existência, além de um CNPJ regularizado e a necessidade de estar em dia com a Receita Federal.

Sobre cada compra realizada na plataforma, é cobrada uma taxa de 13%, que pode variar, dependendo das opções de parcelamento oferecidas ao comprador.

Amazon

Quando o assunto é vendas online, a Amazon certamente se destaca. A empresa, que se tornou a mais valiosa do mundo no início de 2019, continua explorando formas de expansão de suas atividades.

Em 2017, abriu espaço em seu marketplace para vendedores independentes, cobrando taxas bem abaixo da média do mercado.

Para usar a plataforma da Amazon, o empreendedor digital pode optar por dois planos: um cobra a taxa fixa de 2 reais por venda, enquanto o outro estabelece um valor mensal de 19 reais.

Nas duas opções, são cobrados 10% sobre cada item vendido. O processo legal para utilizar a plataforma é simples. É possível vender mesmo sem ter um CNPJ.

Netshoes

A Netshoes é a maior plataforma de materiais esportivos da América Latina, o que a torna uma excelente opção para quem trabalha com artigos de moda fitness ou produtos voltados para a prática de esportes.

A simplicidade para aderir ao marketplace da Netshoes é uma de suas principais vantagens. Basta realizar um cadastro com suas informações, aguardar aprovação e, logo, poderá criar seu catálogo na plataforma.

Toda a cobrança é feita a partir de comissões impostas sobre vendas, então, não há mensalidade ou taxa de adesão.

Walmart

Como falar de marketplace sem mencionar o Walmart? Trata-se da maior empresa de varejo do mundo, com uma imagem tão consolidada que os consumidores não pensam duas vezes antes de confiar em lojas vinculadas ao seu nome.

Para aderir, é preciso realizar um cadastro mais detalhado, especificando a área de atuação e a presença de mercado da empresa.

O Walmart também não cobra taxa de adesão ou mensalidade. Sua única forma de captação é a porcentagem imposta sobre as vendas de produtos.

Uma desvantagem considerável, porém, é a maneira como a loja recebe seus pagamentos: eles acontecem apenas uma vez ao mês e são efetuados apenas 60 dias após a compra.

Utilizar plataformas de marketplace para vender seus produtos é uma prática muito comum no comércio online. Ao adotá-la, o empreendedor pode contar com diversos benefícios, incluindo o aumento de visibilidade, autoridade e alcance de sua loja.

Para alcançar esse sucesso todo, é crucial levar em consideração esses aspectos na hora de definir qual opção é melhor para você.

E então, pronto para analisar e decidir a melhor opção de marketplace para o seu negócio? Aproveite que está por aqui e continue seu aprendizado! Confira este artigo com 7 dicas para você potencializar suas vendas na internet. Vamos lá!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *