Por Matheus Clemente

Growth Hacker no Rock Stage

Publicado em 12 de fevereiro de 2019. | Atualizado em 4 de outubro de 2019


Já se foi o tempo em que os blogs eram vistos apenas como um espaço para discussões e entretenimento. Hoje, são ferramentas fundamentais para profissionais e empresas educarem, engajarem e se comunicarem com sua audiência de maneira construtiva e autêntica. Isso pode ser feito com plataformas gratuitas para blog.

Todo mundo precisa de um espaço na Web, seja para divulgar suas ideias pessoais, seja para dar vida à sua estratégia de Marketing de Conteúdo. A boa notícia é que existem diversas plataformas gratuitas para blog hoje em dia e nunca foi tão fácil criar o seu.

Entretanto, somando o número de usuários das principais plataformas de divulgação e gerenciamento de conteúdos atuais, estima-se que existam mais de 400 milhões de blogs ativos em todo o planeta.

Logo, se você realmente deseja que suas ideias sejam lidas ou que sua empresa seja encontrada pelo público, além de caprichar no conteúdo, será preciso divulgá-lo no lugar certo.

Já mostramos aqui como criar um blog e, neste post, vamos falar sobre as plataformas gratuitas para blog mais utilizadas, suas funcionalidades, vantagens e desvantagens, e como o escolher a melhor. Aproveite a leitura!

Qual a definição de CMS?

O CMS ou Content Management System (Sistema de Gerenciamento de Conteúdos) é um software utilizado para criar, configurar, gerenciar e publicar conteúdos na internet de maneira simplificada, sem a necessidade de realizar tarefas complexas de desenvolvimento Web.

Os sites são desenvolvidos a partir de diferentes linguagens de programação como HTML, Javascript e PHP, e o que o CMS faz, basicamente, é ler e organizar esses dados em um sistema único e configurável.

Ou seja, toda a parte “complexa” do desenvolvimento é substituída por uma interface intuitiva, que torna o processo de criação de páginas muito mais simples.

Essas plataformas ganharam popularidade não apenas por facilitarem a criação e divulgação de informações na internet, mas também por reduzirem custos com manutenções de rotina e, principalmente, porque conferem muito mais autonomia aos produtores de conteúdo.

Quais as melhores plataformas gratuitas para blogs pessoais?

Se você precisa de um espaço para divulgar suas ideias, criar um portfólio ou gerar tráfego, essas plataformas são totalmente gratuitas e muito simples de usar, além de algumas já contarem com um público estabelecido, o que contribui para o alcance e o engajamento das postagens.

1. WordPress.com

O WordPress é a mais conhecida plataforma gratuita para criação de sites em todo o mundo e não conquistou essa fama por acaso. Ele oferece uma ampla gama de temas gratuitos e opções de personalização, além de apresentar uma interface amigável e confiável que caiu no gosto dos usuários.

WordPress.com é o serviço de hospedagem de blogs da plataforma WordPress que não requer instalação ou contratação de serviços adicionais. Basta criar uma conta gratuita e começar a construir o seu blog.

Principais vantagens:

  • várias opções de personalização;
  • atualizações e backup automático;
  • permite usar um domínio personalizado.

Principais desvantagens:

  • não aceita plugins;
  • banco de dados limitado;
  • servidores geralmente sobrecarregados devido ao alto volume de usuários.

2. Medium

Medium é uma plataforma gratuita para postagem de conteúdos relativamente jovem, mas que cresce rapidamente, inclusive, no Brasil. A proposta dos seus criadores, entre eles o cofundador do Twitter, Evan Williams, é criar um ambiente minimalista focado no conteúdo.

Isso quer dizer que você não encontrará muitas opções de personalização no Medium, mas contará com outros recursos bem interessantes, como a possibilidade de fazer marcações e comentários em trechos específicos do texto.

Principais vantagens:

  • design limpo e intuitivo;
  • permite a incorporação com redes sociais;
  • focado na experiência de leitura e na qualidade do conteúdo.

Principais desvantagens:

  • pouquíssimas opções de personalização;
  • público ainda restrito;
  • voltado apenas para textos mais elaborados.

3. Blogger

Blogger é a plataforma gratuita para blogs do Google e já foi considerada uma das ferramentas mais queridas da área, mas vem perdendo popularidade com a ascensão de outras soluções semelhantes.

Ainda assim, o Blogger é bastante interessante e abriga boa parte dos blogs do planeta. É voltado para conteúdos informativos e pessoais, e também é uma boa forma de se manter em contato com familiares e amigos.

Principais vantagens:

Principais desvantagens:

  • não oferece organização em categorias;
  • poucas opções de configuração;
  • não é muito adequado para atividades comerciais.

4. Tumblr

Tumblr é, sem dúvidas, uma plataforma incomum. Seu comportamento é semelhante ao de uma rede social, com o diferencial de oferecer a possibilidade de postar uma grande variedade de conteúdos no seu “perfil”, desde imagens a post inteiros.

Apesar de não ser muito popular como as outras plataformas que citamos, é possível criar um blog atrativo e interessante usando o Tumblr, mas o ideal é utilizá-lo apenas como uma fonte de tráfego e não um como um endereço oficial.

Principais vantagens:

  • permite usar um domínio personalizado;
  • é intuitivo e permite o relacionamento com outros usuários;
  • aproveita o tráfego compartilhado da rede para exibir seu conteúdo para todo o público.

Principais desvantagens:

  • opções limitadas de personalização;
  • é necessário algum tempo para se adaptar à plataforma;
  • é um pouco poluída por blogs de baixa qualidade.

5. Textpattern

Texpattern preza por um visual limpo que, apesar de simples, não deixa a desejar em termos de qualidade e atratividade. É uma plataforma muito utilizada por designers para apresentação de portfólio.

A principal vantagem está em sua agilidade. É um sistema muito leve, que acaba sendo muito conveniente nos dias de hoje, nos quais a maioria dos acessos parte de dispositivos móveis.

Principais vantagens:

  • sistema bastante leve e ágil;
  • visual limpo;
  • conta com boas opções de plugins.

Principais desvantagens:

  • poucas opções de personalização;
  • pouca variedade de templates;
  • não tem versão em português.
Desenvolva ainda mais seus conhecimentos sobre blogs e Marketing de Conteúdo com estes textos:
👉 Como fazer um blog post que converte: veja o passo a passo completo
👉 Conheça a história do maior blog de Marketing Digital do Brasil
👉 Ferramentas para monitorar a performance do blog: as 7 melhores!
👉 Links internos: 7 táticas que vão impulsionar os resultados do seu blog
👉 Onde encontrar ideias de conteúdos que sua audiência vai amar

Quais os melhores CMSs gratuitos para blogs corporativos?

Os CMSs a seguir apresentam um conjunto mais amplo de funcionalidades e são recomendados para projetos comerciais profissionais e, principalmente, para o gerenciamento de estratégias de Inbound Marketing.

Um grande benefício desses softwares é que eles permitem a criação de um espaço realmente seu na internet, no qual o seu conteúdo não estará sujeito às regras e circunstância de outras plataformas.

6. WordPress.org

Já não falamos sobre o WordPress? Sim, mas existem duas versões dessa plataforma, o WordPress.com, que comentamos no tópico anterior, e o WordPress.orgo CMS por trás de quase um terço de todos os sites da internet.

Por contar com uma enorme comunidade de colaboradores ativos, o software está sempre passando por melhorias e sua base de dados contém dezenas de milhares de plugins para construir seu site, blog ou loja da maneira que desejar.

Principais vantagens:

  • conta com uma gigantesca comunidade de usuários, desenvolvedores e especialistas;
  • permite a criação de qualquer tipo de site: blogs, e-commerce, portais institucionais etc.;
  • muito favorável para SEO.

Principais desvantagens:

  • é necessário conhecimento técnico básico;
  • necessita de um servidor para hospedá-lo;
  • por ser muito popular, exige maiores cuidados com segurança.

7. Joomla

Joomla é citado por muitos usuários como o principal rival do WordPress. O CMS conta com clientes de peso, como a Universidade de Harvard, o site da MTV alemã e o portal de tecnologia iTWire.

Sua interface é bastante amigável e responsiva e ele pode ser usado para construir diferentes tipos de sites, desde blogs pessoais a e-commerces e sistemas intranets.

Vantagens:

  • conta com uma comunidade de voluntários e desenvolvedores;
  • funções e personalizações variadas;
  • permite a criação de aplicativos online avançados.

Desvantagens:

  • estrutura de seções rígida (um conteúdo não pode fazer parte de mais de uma categoria);
  • necessita de componentes externos para realizar melhorias em SEO;
  • não é tão flexível como outros CMSs.

8. Drupal

Drupal é um CMS profissional muito utilizado em projetos corporativos. Grandes organizações internacionais o utilizam, como a Nokia, Sony Music, Tesla e até a NASA!

Como você pode ver, essa plataforma não deixa a desejar em praticamente nenhum aspecto e seus principais pontos positivos são o tempo de resposta e seus mecanismos de segurança.

Vantagens:

  • recursos de alta qualidade;
  • focada no desempenho e confiabilidade;
  • módulos nativos que integram ferramentas de marketing e e-commerce.

Desvantagens:

  • exige conhecimento técnico para instalação e execução de algumas funções;
  • interface não muito amigável para usuários leigos;
  • não é tão popular no Brasil.

9. Weebly

Weebly é uma plataforma bastante popular em todo o mundo e surpreende pelas possibilidades que oferece. Com ele, você pode criar sites, blogs e até e-commerces, mesmo sem ter conhecimentos prévios.

Uma das suas principais vantagens é o editor “arraste e solte”, que torna personalização das páginas muito mais prática. Outro benefício é a possibilidade de adicionar vários usuários com diferentes restrições de uso do mesmo modo que em CMSs mais completos, como o Drupal e o WordPress.

Principais vantagens:

  • simples de usar e editar;
  • várias opções de templates otimizados para mecanismos de busca;
  • diferentes funcionalidades para sites.

Principais desvantagens:

  • não é totalmente gratuito. Para habilitar algumas funções, será necessário contratar planos pagos;
  • exibe um anúncio do Weebly no rodapé na conta gratuita;
  • o suporte em português ainda deixa a desejar.

10. Wix

Wix ganhou popularidade devido ao seu editor de sites extremamente flexível. A plataforma torna a construção de páginas uma verdadeira brincadeira de arrastar, soltar, colorir e personalizar da maneira que desejar.

Devido ao seu caráter altamente intuitivo, o Wix atrai usuários leigos que procuram a solução mais simples possível para criação de sites e lojas virtuais.

Principais vantagens:

  • muito simples de usar e configurar;
  • altíssima flexibilidade de personalização;
  • variedade de plugins.

Principais desvantagens:

  • não é totalmente gratuito. Para habilitar algumas funções, será necessário contratar planos pagos;
  • exibe um anúncio do Wix na conta gratuita;
  • apresenta algumas limitações de SEO.

Qual plataforma escolher?

Se você deseja realizar um trabalho de divulgação mais enxuto, ou apenas deseja acrescentar uma fonte de tráfego ao seu site principal ou loja online, as plataformas de publicação de conteúdo mais básicas podem ser o suficiente.

Já os CMSs mais completos, como o WordPress, Joomla e Drupal, são recomendados para quem deseja criar um ambiente profissional, no qual poderão ser explorados recursos de:

Todas as plataformas gratuitas para blog que apresentamos neste artigo são eficazes e contam com inúmeros usuários ao redor do mundo publicando imagens, vídeos e artigos diariamente. A escolha, porém, dependerá das suas necessidades e objetivos específicos.

Se você chegou até aqui, é porque já percebeu a importância de criar e publicar conteúdos relevantes na internet nos dias de hoje. Agora, é hora de transformar a sua empresa em uma contadora de histórias.

Conheça nosso trabalho um pouco mais de perto e entenda por que a Rock Content é a melhor opção para alavancar o seu negócio!

Conheça a Rock ContentPowered by Rock Convert

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *