Por Ivan de Souza

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 16 de abril de 2020. | Atualizado em 16 de abril de 2020


PMI, ou Project Management Institute, é uma instituição internacional que não tem fins lucrativos. Ela reúne profissionais de gestão de projeto e já conta, em todo o mundo, com mais de 650 mil associados.

Todo profissional que atua com gestão de projetos precisa conhecer a sigla PMI. Essa instituição é muito importante e concentra as melhores práticas para lidar com diferentes situações em projetos. A metodologia PMI, inclusive, oferece uma certificação para os profissionais que é muito bem vista no mercado.

A gestão de projetos está presente em todas as empresas, não importando a área de atuação. Se você é um gestor de agência de comunicação, por exemplo, lida com projetos todos os dias, pois precisa realizar entregas a partir de pessoas e recursos.

Essas atividades e responsabilidades podem ser melhor trabalhadas se você seguir as premissas e práticas estabelecidas pelo PMI.

Então, se você se interessou e quer saber mais sobre o PMI, como obter essa certificação e as vantagens disso, confira este conteúdo especial que preparamos!

Saiba o que é PMI

O PMI é uma instituição internacional que reúne os profissionais envolvidos com gestão de projetos. A sigla representa Project Management Institute.

O início dessa organização se deu em 1969, na Filadélfia, Estados Unidos. Jim Snyder e Gordon Davis, dois gestores de projetos da época, resolveram se reunir para discutir melhores práticas, problemas comuns e criar um grupo de profissionais do ramo.

A primeira reunião formal do grupo aconteceu no mesmo ano, em Atlanta. Pouco tempo depois nasceu o PMI, com os nomes dos fundadores: Jim Snyder e Gordon Davis, além de Eric Jenett, AE ‘Ned’ Engman e Susan C. Gallagher.

Para uma melhor organização, o PMI é dividido em chapters, ou capítulos. Cada capítulo representa uma região e os profissionais são vinculados a eles. Todo o seu corpo de pessoas é formado por voluntários.

Podemos dizer que o principal objetivo do PMI é estabelecer melhores práticas para atuação dos profissionais de gestão de projetos, assim como promover uma maior valorização no mercado.

Conheça as diferenças entre PMBoK e PMP

Para reunir todas essas melhores práticas estabelecidas pelo PMI foi criado o PMBoK, ou Project Management Body of Knowledge. Ele é uma base de conhecimento do PMI e é dividido em 10 áreas diferentes:

  1. Gerenciamento de escopo;
  2. Gerenciamento de tempo;
  3. Gerenciamento de qualidade;
  4. Gerenciamento de custos;
  5. Gerenciamento de aquisições;
  6. Gerenciamento de comunicações:
  7. Gerenciamento de recursos humanos;
  8. Gerenciamento de riscos;
  9. Gerenciamento de integração;
  10. Relacionamento com stakeholders.

Esse guia segue sempre em evolução, com novas versões e atualizações.

O universo de gestão de projetos tem muitas siglas e conceitos e é bem comum acabar confundindo as coisas. PMI, PMBoK e PMP são algumas dessas siglas, mas seus significados são bem distintos.

O PMI, como já explicamos, é a organização dos profissionais em busca de melhores práticas para o mercado. O PMBoK é o guia em que toda a discussão e o estudo desse grande grupo é armazenada, com foco em otimizar a gestão de projetos.

Já o PMP se trata do profissional que exerce a função de gerente de projetos. A sigla vem de Project Management Professional. Para isso, o interessado deve conseguir a certificação PMP, que é uma prova de conhecimento a partir das premissas estabelecidas pelo PMI.

Então, de forma resumida, o PMI é a associação, o PMBoK é o guia que reúne esse conhecimento e o PMP é o profissional aprovado com a certificação.

Entenda como funciona a metodologia de gestão PMI

Agora que você já conhece os termos, vamos falar sobre a metodologia em si e o que fazer para ter uma gestão de projetos de sucesso.

A orientação do PMI é que se crie os chamados Escritórios de Projetos. Eles serão as estruturas próprias que cuidarão de todas as atividades relacionadas aos projetos. Esse escritório reúne todas as boas práticas e deve ajudar os diferentes setores da empresa na condução das atividades.

Diversas ferramentas de gestão de projetos estão disponíveis e devem ser usadas no dia a dia para garantir a eficiência e o cumprimento das recomendações. Essas ferramentas ajudam, entre outras coisas, na alocação correta de mão de obra, disponibilidade de equipamentos, controle de tarefas, prazos e responsáveis e no controle de custos do projeto.

Além disso, algumas metodologias foram criadas, como os métodos ágeis, que prometem mais velocidade na execução dos projetos, seguindo dicas de maior flexibilidade, interação da equipe e adaptação às mudanças.

Veja como obter a certificação PMI e quais as vantagens disso

Para se tornar um profissional certificado pelo PMI é necessário fazer uma prova de conhecimento. Essa avaliação só é aplicada depois que o profissional comprova ter experiência de trabalho nas atividades relacionadas, com um tempo estabelecido pela organização. A certificação deve ser atualizada de tempos em tempos, mostrando que o profissional continua a par das boas práticas indicadas.

As vantagens de se obter essa certificação é que o gerente de projeto se torna uma referência no mercado. As empresas reconhecem essa certificação e enxergam naquele profissional alguém que será capaz de usar melhor os recursos e garantir entregas eficientes e de qualidade.

Com isso, a certificação PMI é capaz de gerar uma diferenciação e deixar o profissional mais apto a alcançar posições melhores no mercado de trabalho.

Como pudemos analisar durante o nosso artigo, a gestão de projetos é fundamental em qualquer empresa. Entenda-se como “projeto” qualquer trabalho com uma entrega definida que envolva pessoas e recursos. Essas forças de trabalho precisam ser guiadas e acompanhadas para que não haja desperdício, furos nos prazos ou uso inadequado dos recursos, criando assim um programa de gestão de projeto.

O PMI é uma grande referência para qualquer empresa ou profissional que tenha essas atividades, independentemente do tipo de projeto. Uma agência de comunicação, por exemplo, pode tratar cada um de seus clientes como projetos. Afinal, há um time de especialistas envolvidos, várias tarefas desenhadas e prazos e recursos aplicados.

Se você quiser ir mais a fundo nesse trabalho, baixe agora o nosso Guia Completo de gestão para agências, com tudo o que precisa saber para alcançar resultados ainda melhores e facilitar os processos operacionais do dia a dia!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *