Por Ivan de Souza

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 16 de janeiro de 2020. | Atualizado em 2 de abril de 2020


Portanto, neste artigo, daremos 15 dicas para que você saiba quais são os pontos negativos das redes sociais no seu marketing. Continue lendo! Neste artigo você vai ver: Pontos negativos das redes sociais 1. Não subestime as redes 2. Crie uma Buyer Persona 3. Idealize um plano 4. Reconheça a sua necessidade de marketing 5. […]

Portanto, neste artigo, daremos 15 dicas para que você saiba quais são os pontos negativos das redes sociais no seu marketing. Continue lendo!

Neste artigo você vai ver:

  • Pontos negativos das redes sociais

1. Não subestime as redes

2. Crie uma Buyer Persona

3. Idealize um plano

4. Reconheça a sua necessidade de marketing

5. Defina sua identidade

6. Escolha a rede social correta

7. Não use linguagem inadequada

8. Respeite a frequência

9. Não crie falsas expectativas

10. Não responda sem pensar

11. Não negligencie o uso de imagens

12. Não use hashtags indevidamente

13. Não publique textos com erros

14. Não priorize a quantidade

15. Não negligencie a sua autoridade

Pontos negativos das redes sociais

Existem redes mais informais, mais profissionais, algumas são para fotógrafos, outras são mais usadas pela geração millennial. A verdade é que as redes sociais fazem parte do nosso dia a dia e não saber interpretar essa realidade pode ser um erro.

Usar as redes sociais para fazer marketing é uma grande vantagem, pois é possível obter um impacto a um custo muito baixo. Mas tenha cuidado. Para que isso aconteça, é necessário que você saiba como trabalhar corretamente.

Vamos ver as dicas!

1. Não subestime as redes

O erro mais comum que podemos cometer quando realizamos uma campanha de marketing em redes sociais é pensar que tudo é muito fácil, que simplesmente publicando um conteúdo obteremos resultados. Portanto, avalie bem suas ações para ter sucesso.

2. Crie uma Buyer Persona

Outro erro comum é iniciar uma estratégia sem saber a quem ela se destina. Criar a buyer persona é a primeira ação a ser tomada, pois ela fornecerá todas as informações relevantes para direcionar sua campanha.

3. Idealize um plano

Tudo começa como uma ideia, essa é a coisa mais difícil de entender. Se você prestar atenção, verá que a maioria das pessoas inicia campanhas com muita energia e, logo depois, perde impulso. Isso porque elas não têm um plano.

O plano é a ferramenta que ajuda a definir sua estratégia e organizá-la para que você possa investir adequadamente sua energia.

Powered by Rock Convert

4. Reconheça a sua necessidade de marketing

O marketing é uma forma de pensar que está determinada pelas vendas. Embora as técnicas de Marketing de Conteúdo nas redes sociais tenham a grande característica de não serem invasivas, não podemos esquecer que nosso principal objetivo é aumentar as vendas.

Se você está pensando em fazer uma campanha de marketing em redes sociais é porque percebeu que tem essa necessidade.

É por isso que todas as suas ações precisam estar alinhadas ao plano, à persona e, isso é muito importante, ao objetivo chave de conversão. Portanto, você deve sempre considerar os seguintes fatores:

  1. montar uma boa equipe de trabalho;
  2. acompanhar, guiar e supervisionar essa equipe;
  3. integrar todas as ferramentas analíticas e de automação necessárias.

5. Defina sua identidade

A identidade é a marca, o que torna uma marca reconhecível à primeira vista. É muito importante ter uma identidade clara para que os usuários de uma rede social lhe aceitem organicamente.

Lembre-se de que ser reconhecido é um fator fundamental para que o usuário não se sinta inseguro ao interagir com sua empresa.

6. Escolha a rede social correta

Se a sua campanha é formal e para profissionais, é muito provável que o LinkedIn seja mais apropriado que o Facebook. Pelo contrário, se for mais informal e leve, talvez no LinkedIn você possa ter um conflito. O Instagram conquistou grande parte do público jovem e não podemos esquecer de Tik Tok, a rede chinesa de micro vídeos que é a sensação do momento.

Escolher a melhor rede é o que faz a diferença. Converse com o público representado pela sua persona, ele lhe dirá qual é o melhor canal.

7. Não use linguagem inadequada

Quando é definido a rede social da campanha, também se define uma maneira de falar que é reconhecível e aceita pelo ambiente que queremos impactar.

O lugar para comentar as publicações é onde esse desafio é maior; você deve saber como responder de acordo com um código de ética e, ao mesmo tempo, entender que quanto mais comentários produzidos, mais relevante será sua publicação.

Em resumo, além de falar a língua da sua persona você deve provocar o engajamento dela, algo que os algoritmos compreendem e valorizam.

LEIA TAMBÉM
👉Confira tudo que você precisa para criar o site da sua empresa
👉 Saiba o que é banco de dados e a importância dele para o seu site
👉 Crie um blog para o seu negócio usando o Rock Stage

8. Respeite a frequência

A adequação no tempo é muito importante, o conteúdo deve chegar no momento oportuno. Portanto, para publicar na medida certa, devemos estabelecer uma frequência. Para isso, é importante criar um calendário editorial no qual possamos ver a estratégia completa e definir as datas das publicações.

9. Não crie falsas expectativas

A propaganda enganosa está em toda parte, mas em uma rede social causa muito mais rejeição. Portanto, lembre que uma rede social não é o lugar apropriado para criar expectativas.

As campanhas nas redes sociais estão dentro da lógica do Marketing de Relacionamento, ter presença da sua empresa em uma rede social significa que você entende que é um projeto constante.

Uma dica é pensar nessas campanhas como estágios de atração para o topo do funil. Você terá oportunidades no meio e no fundo do funil para conversar sobre expectativas.

10. Não responda sem pensar

Sua empresa precisa estar em uma rede social, mas deve ser gerenciada por um profissional. Essa diferença é vital, principalmente quando se responde ao público em tempo real. As respostas podem jogar contra você se forem:

  • inadequadas: acredite no politicamente correto. Não faça piadas ambíguas ou preconceituosas, evite discutir política, futebol ou religião. Nunca, sob nenhuma circunstância, eleve o tom ou use palavras que não são aceitas.
  • respostas automáticas: outro fator que causa irritação é quando as respostas são automáticas e não têm relação com o comentário.
  • falta de respostas: não responder é a pior ofensa, sempre responda da melhor maneira possível.
  • spam: nunca responda com publicidade invasiva, evite essa prática se quiser ter sucesso.

Responder a comentários, citações e mensagens é uma arte.

11. Não negligencie o uso de imagens

As redes sociais oferecem espaços para o usuário colocar imagens em seu perfil, além de nos oferecer a possibilidade de tirar fotos, gravar vídeos e até fazer transmissões ao vivo. Portanto, se você vai investir nesse tipo de conteúdo, leve a sério.

Procure conselhos para entender o uso de imagens e tirar o máximo proveito deles.

12. Não use hashtags indevidamente

Hashtag é algo sério e que dá resultados, mas como todos os elementos que compõem a comunicação por meio de trending tópics, você precisa saber como usá-la. Fazer uma postagem e colocar muitas hashtags não é uma estratégia e pode ser muito confuso.

13. Não publique textos com erros

Qualquer publicação que contenha erros excessivos causará uma impressão ruim. Ao planejar nossa campanha, precisamos prever o tempo necessário para revisar cada conteúdo e designar o responsável para essa tarefa.

14. Não priorize a quantidade

Tamanho não é documento, uma frase muito ilustrativa. E nas redes sociais isso se aplica muito bem, porque o que importa é o impacto. Muitas vezes a ansiedade inicial nos leva a publicar compulsivamente. O excesso de conteúdo pode causar um impacto negativo.

Portanto, respire, retorne ao plano e respeite a frequência documentada no calendário editorial.

15. Não negligencie a sua autoridade

E, finalmente: autoridade é algo muito importante. Não publique informações imprecisas, ou de fontes duvidosas, não compartilhe fake news, entre outras coisas. Tome todas as precauções necessárias para evitar afetar a sua imagem como uma autoridade.

Conclusão

Ser a voz de uma campanha de mídia social requer muita técnica, esperamos que, com essas dicas, você possa detectar os pontos negativos das redes sociais e ter uma ideia mais completa de tudo o que implica uma estratégia de marketing de mídia social. Se você deseja se tornar um especialista no assunto, conheça nosso curso de Gestão de Mídias Sociais.

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *