Por Gabriel Camargo

Redator freelancer da Rock Content.

Publicado em 9 de dezembro de 2019. | Atualizado em 13 de dezembro de 2019


Saber aproveitar ao máximo das suas ações e estratégias é fundamental. Por isso, conhecer as principais tendências de redes sociais é um trabalho tão importante. Ao compreender a fundo, por exemplo, o que melhor funciona com cada usuário, fica mais fácil de investir precisamente os recursos disponíveis para a sua equipe.

Ter a liberdade para gerenciar a sua equipe e tomar decisões em relação ao plano de Marketing não significa fazer exatamente o que quiser, certo?

Afinal, é preciso utilizar sabiamente o seu orçamento e, é claro, apresentar resultados satisfatórios. Ao investir em redes sociais, por exemplo, é preciso saber explorar essas plataformas ao máximo.

Conhecer as principais tendências de redes sociais é um diferencial competitivo importante para quem quer se destacar aos olhos dos consumidores.

Em tempos de concorrência acirrada pela atenção dos usuários nos canais digitais, saber exatamente como atrair um lead para as suas páginas pode garantir o sucesso das suas estratégias.

Que tal, então, se aprofundar nesse assunto? Ficar de olho nas novidades e diferentes recursos a serem utilizados nas redes sociais pode gerar inúmeros benefícios para o seu negócio: do ganho em brand awareness e autoridade à geração de leads.

Não perca tempo, continue a leitura e saiba quais estratégias podem ser úteis para que você destaque ainda mais a sua empresa dentro desses canais digitais!

Qual a importância de conhecer as principais novidades e tendências?

Um dos grandes desafios para qualquer gestor dentro do Marketing Digital é conseguir acompanhar tantas inovações e recursos que aparecem constantemente — seja para implementar na sua estratégia de Marketing de Conteúdo, seja para fazer campanhas de links patrocinados ainda mais eficientes. Quando falamos em redes sociais, isso não é diferente.

Estar presente nessas plataformas já não é o suficiente, afinal, de acordo com informações do Social Media Trends 2019, 96,2% das empresas utilizam esses canais.

Do total, 62,6% das organizações já consideram as redes sociais peças relevantes para as suas estratégias. Saber quais são as principais tendências é, portanto, uma forma de se diferenciar.

Além disso, a mesma pesquisa mostra que quase 40% dos usuários que estão presentes nas redes sociais passam, em média, mais de quatro horas por dia nesses canais.

Nada mal para divulgar a sua empresa de forma eficiente e promover um maior engajamento entre os usuários, certo?

Sendo assim, não é oferecendo conteúdos pouco atrativos ou não explorando os principais recursos e ferramentas dessas redes sociais que você vai conseguir se tornar relevante dentro do seu segmento.

Ficar por dentro das principais tendências de redes sociais permite que você tenha um maior conhecimento sobre o que oferecer exatamente.

Fazer mais do mesmo — ou seja, apenas estar presente nesses canais — não vai diferenciar a sua empresa dos concorrentes.

Por isso, assim como em qualquer ação de Marketing, fique de olho nos novos recursos e estratégias que podem ajudar você a potencializar o alcance das suas ações e campanhas nas redes sociais, independentemente das suas metas.

Quais as tendências de redes sociais para ficar de olho?

Agora que você já sabe como é importante ficar por dentro das tendências de redes sociais para 2020, que tal conhecer um pouco mais sobre cada uma das novidades para essas plataformas?

Pensando nisso, preparamos uma lista com alguns pontos que você deve considerar ao formular o seu planejamento dentro desses canais digitais. Confira!

Conteúdos temporários ganham ainda mais relevância

A função Stories do Instagram, o Status do WhatsApp ou mesmo o próprio Snapchat são exemplos de conteúdos temporários já muito utilizados pelos usuários e que, nos próximos anos, tendem a fazer ainda mais sucesso nessas plataformas.

Rápidos e excelentes para gerar engajamento, a tendência é se tornarem ainda mais relevantes.

Para se ter uma ideia, o número de usuários ativos diariamente no Stories do Instagram dobrou de 250 milhões para 500 milhões entre junho de 2017 e janeiro de 2019.

Não à toa, mais de 60% das empresas entrevistadas em uma pesquisa da Hootsuite indicam que já utilizam ou consideram passar a investir nesses recursos nos próximos meses.

De acordo com o CPO (diretor de produtos) do Facebook, Chris Cox, o modelo de Stories tende a superar os feeds das redes sociais como a principal forma de compartilhamento de conteúdo.

Apesar de a mensagem privada ainda ser o dominante, os vídeos e fotos temporários estão ganhando mais e mais espaço dentro dessas plataformas.

Vídeos continuam como conteúdo mais eficiente

Ao produzir uma campanha para anunciar no Google Ads ou utilizar um CTA em um texto no blog da sua empresa, você busca pela opção que tem mais chances de gerar engajamento e, consequentemente, retornos para o seu negócio, certo?

Nas redes sociais, é preciso procurar pelos formatos de conteúdo que também seguem esse padrão.

Os conteúdos temporários citados acima, por exemplo, já mostram essa tendência. Porém, quando falamos em materiais para os feeds — que ainda são relevantes —, os vídeos devem estar no topo da sua lista de prioridade.

No Instagram, por exemplo, dados mostram que esse formato recebe 38% a mais de engajamento e duas vezes mais comentários do que uma foto.

Nada melhor do que conseguir captar, de forma mais eficiente, a atenção dos consumidores da sua marca. Portanto, se prepare para produzir conteúdos nesse formato, prezando pela qualidade e, é claro, o comportamento e preferências da sua persona. A ideia é, assim, aproveitar melhor os seus esforços e recursos nas redes sociais.

Likes deixam de ter tanta relevância

Além dos pontos positivos, existe também um lado mais delicado com relação ao uso das redes sociais e que também deve ser debatido: a saúde mental.

No Instagram, por exemplo, o número de curtidas de uma foto ou vídeo foi “escondido”, com o intuito de que os usuários possam focar mais no conteúdo em si do que nos números de likes recebidos.

fim dos likes no instagram

Esse movimento não foi implementado pensando apenas na experiência do usuário, mas também em prol de formas de anúncio.

Afinal, as curtidas são utilizadas por muitas marcas para mensurar o sucesso de um post de um influenciador digital, por exemplo. A mudança pode acarretar a substituição dessas parcerias por anúncios pagos dentro da plataforma.

O ponto aqui, porém, é simples: não se deixe enganar pelas métricas de vaidade. Por mais que a ideia do Instagram seja pensada no usuário e na necessidade de fomentar anúncios, é preciso olhar para os indicadores que realmente são importantes para o sucesso da sua empresa e não apenas para o número de curtidas — que será, a cada dia, menos relevante.

Engajamento ganha espaço

Como consequência do ponto anterior, o engajamento passa a se tornar ainda mais relevante para as marcas. Ter muitas curtidas não significa que as suas postagens estão gerando engajamento.

Além disso, os algoritmos das redes sociais vão, aos poucos, evoluindo e passando a identificar aquilo que é natural e o que não é.

Dessa forma, é preciso focar na produção de conteúdos e de materiais que realmente sejam do interesse do seu público-alvo e que, no fim, resultem em uma interação mais natural e legítima com o usuário. Comentários e compartilhamentos são dois exemplos de fatores que acabam influenciando mais no alcance do que o simples número de curtidas.

Além de procurar pelos formatos que melhor se comunicam com quem você quer atrair e cativar, não se esqueça de pensar também na qualidade do que você está compartilhando. Em uma escala de sucesso de uma publicação, o comentário é algo mais difícil de ser conquistado, porém, mais importante para a sua marca.

Você pode se interessar por esses outros conteúdos

👉 21 dicas para alavancar o Instagram Stories de sua empresa

👉 Snapchat para marcas: um guia de marketing na rede social

👉 Vídeos no Instagram: 10 dicas para alcançar resultados incríveis

👉 Como aumentar o engajamento da sua marca? Descubra!

👉 Como negociar com influenciadores digitais: passo a passo


A criação de uma voz para a sua marca se torna fundamental

Uma forma de promover o engajamento que citamos anteriormente é por meio da criação de uma Brand Voice. Afinal, não é tão simples se relacionar com os usuários e cada empresa tem um público diferente. A ideia desse conceito, porém, é se aproximar ainda mais de quem está no seu alcance como um cliente em potencial.

Com um modelo de abordagem e estrutura para se relacionar com os usuários nas redes sociais, a transmissão dos valores da sua marca e a criação de engajamento são muito mais naturais. Além disso, é uma maneira de se destacar em relação aos concorrentes, criar uma forma única de comunicação e trabalhar a fidelização.

conversa entre netflix e internauta

A Netflix realiza esse trabalho muito bem ao transmitir o que a empresa acredita de forma descontraída. Com essa humanização, é possível mostrar de maneira natural o que a sua empresa acredita, como o apoio a causas de impacto social.

Estudos mostram que 89% dos usuários preferem comprar de uma marca que se posiciona sobre esses assuntos do que daquelas que não têm vida própria.

Comunidades passam a ser a grande aposta

Por mais que não seja um recurso novo, as comunidades nas redes sociais estão ganhando mais espaço entre os usuários e, consequentemente, as empresas precisam passar a olhar para esses nichos.

O que pode ser melhor que reunir em um único lugar diversos consumidores que se encaixam no perfil e comportamento que você procura?

Já são mais de um bilhão de usuários fazendo parte de comunidades no Facebook. Como ignorar esses números? As marcas precisam se encaixar nesse cenário e aproveitar a facilidade da segmentação para divulgar seus produtos, fortalecerem a autoridade da sua marca e, é claro, se aproximarem de clientes em potencial.

Dados mostram que grupos e comunidades são responsáveis por 90% das conversas online sobre serviços e produtos e que o tempo médio de um usuário nesses canais é de 20 minutos, enquanto em um blog ou site não passa dos três. Para quem quer segmentar ainda mais o alcance de suas ações de comunicação, esse é um caminho interessante.

Influenciadores precisam ser mais autênticos

Os influenciadores digitais são peças importantes dentro dos canais online, principalmente para as empresas que querem divulgar os seus produtos.

Porém, essa não é mais uma das tendências de redes sociais para ficar de olho; o que está em voga agora é uma mudança de postura e do nível de exigência dos usuários que consomem esses conteúdos.

Apesar de ainda serem excelentes para complementarem uma estratégia de divulgação das empresas, os usuários estão cada vez mais atentos ao comportamento dos influenciadores.

De acordo com um estudo da Bazaarvoice, quase metade dos consumidores (47%) está cansada de conteúdos pouco autênticos e repetitivos.

Outros 62% acreditam que campanhas que utilizam influenciadores digitais se apoiam em usuários facilmente influenciáveis.

Ou seja, aos poucos, os usuários vão levantando o nível de exigência para as empresas que apostam nessa estratégia e, por isso, é importante ser muito cuidadoso na hora de escolher o parceiro da sua marca.

Mais recursos dentro das redes sociais

Como a experiência do usuário deve ser o foco de qualquer empresa que queira se destacar no mercado, é fundamental utilizar as redes sociais para facilitar esse serviço.

Quanto mais recursos você oferecer ao usuário, maiores são as chances de você se aproximar desse alvo e, quem sabe, conseguir a fidelização.

dominos pizza faz atendimento pelo facebook messenger

A pizzaria Domino’s, por exemplo, permite que os usuários façam pedidos por meio do Facebook Messenger. Ou seja, em vez de sair da página e abrir outro aplicativo, o consumidor pode iniciar uma conversa com a empresa e solicitar a entrega de seus produtos. Oferecer serviços extras pode ser um excelente diferencial.

Portanto, ficar de olho nas principais tendências de redes sociais pode ajudar você a oferecer uma experiência ainda mais satisfatória ao usuário.

Afinal, de que adianta utilizar um formato de conteúdo que já não é tão eficaz? Melhor do que isso, é se adiantar e já oferecer materiais de acordo com o que os consumidores esperam.

Conhecer as tendências de redes sociais, porém, não é o suficiente para que a sua estratégia seja executada com sucesso. É preciso muita organização para assegurar que as suas ações serão, de fato, eficientes.

Por isso, confira nosso artigo sobre planejamento de redes sociais com um passo a passo para gerar resultados positivos!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *