Por Ivan de Souza

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 2 de maio de 2020. | Atualizado em 1 de maio de 2020


O profissional do futuro precisa estar disposto a se adaptar e a conhecer os recursos tecnológicos para se destacar no mercado de trabalho. Algumas competências e habilidades contribuem para que as empresas reconheçam essa capacidade. Conheças as principais características que devem ser desenvolvidas!

As inovações que os recursos tecnológicos oferecem estão transformando o mercado de trabalho, pois proporcionam mais produtividade e competitividade para as empresas. O profissional do futuro precisa de habilidade para lidar com essas ferramentas, além de outras características importantes para o ambiente empresarial.

As novas tecnologias disponíveis no mercado contribuem para a criação de diferentes tipos de empregos que não existiam no passado. Desse modo, novas habilidades e competências são exigidas dos profissionais, visto que os empreendimentos usam a gestão por competências para entenderem quais colaboradores são mais importantes.

Neste arrigo, vamos entender qual é o perfil do profissional do futuro, além de mostrar quais habilidades e competências são valorizadas pelo mercado de trabalho. Acompanhe conosco!

Qual o perfil do profissional do futuro?

Uma das primeiras tendências para o profissional do futuro é que ele deixe de exercer funções repetitivas, dando espaço para que os robôs e ferramentas tecnológicas façam esse serviço. Portanto, ele precisa ser uma pessoa analítica, capaz de realizar tarefas que a tecnologia não pode fazer, pelo menos por enquanto.

Mesmo sem ser da área de tecnologia, o profissional precisa se preparar para utilizar as ferramentas tecnológicas do seu setor. Junto a essa habilidade, é fundamental que ele desenvolva o pensamento crítico, sua capacidade de persuasão e criatividade.

Além disso, por viver em uma sociedade com constantes transformações e adaptações, ele precisa estar pronto para continuar aprendendo. É importante focar na realização de cursos e treinamentos, sempre pensando no desenvolvimento profissional. Estar atualizado é uma necessidade dos tempos modernos.

Quais são as habilidades e competências exigidas?

Algumas habilidades e competências são altamente desejadas no mercado de trabalho atual. Além das capacidades técnicas, as chamadas soft skills também são relevantes e um diferencial para profissionais do futuro. Confira algumas características valorizadas e saiba como montar uma equipe de sucesso!

Perfil analítico e multidisciplinar

Em um contexto no qual cada vez mais se utiliza dos dados para basear as ações empresariais, o perfil analítico é um dos requisitos para o profissional do futuro. É preciso analisar as informações de forma estratégica e buscar soluções diferenciadas.

Além disso, o profissional não deve mais ficar restrito apenas a sua área de atuação. Mesmo sendo especialista em determinado setor, é fundamental conhecer todos os processos, estando preparado para ajudar em casos de necessidade e facilitando o trabalho para os colegas.

Flexibilidade cognitiva

A flexibilidade cognitiva é a capacidade de ampliar os modos de pensar, encontrando caminhos diferentes para solucionar os problemas. Essa é uma habilidade que compreende a expansão dos interesses pessoais e profissionais, o relacionamento com pessoas que pensam diferente e a saída da zona de conforto.

Quanto mais flexibilidade o colaborador apresentar, maior será a capacidade de enxergar novas saídas e criar soluções únicas. Esse é o tipo de competência que as organizações esperam nos profissionais do futuro.

Inteligência emocional

Trata-se da habilidade de reconhecer e avaliar as emoções das pessoas ao redor. Desse modo, estabelece-se empatia para com esses sentimentos, melhorando os relacionamentos.

Porém, ela também compreende a identificação dos próprios sentimentos, permitindo que o indivíduo seja capaz de gerir suas emoções. Essa é uma habilidade essencial para líderes e gestores, sendo um diferencial para profissionais do futuro.

Comunicação

A boa comunicação é fundamental para um ambiente de trabalho, principalmente quando os projetos são realizados por equipes. Essa característica beneficia o profissional e, ao mesmo tempo, traz grandes vantagens para a empresa. Quando o processo comunicativo é falho, há problemas de relacionamento e erros que prejudicam os processos.

Para que ela aconteça de forma saudável, é necessário expressar as ideias com clareza, de forma objetiva e direta. A capacidade de ouvir as opiniões alheias também é um diferencial, pois permite que a melhor solução seja encontrada em cada situação. Desse modo, as relações interpessoais são fortalecidas, e os processos, alinhados.

Criatividade

O profissional criativo é capaz de conectar informações diferentes e construir ideias inovadoras por meio delas. As novas tecnologias exigem criatividade para que tirem vantagens dessas transformações, contribuindo para o futuro da publicidade e da comunicação.

Ao mesmo tempo que acontece a evolução da robótica e da programação, as máquinas ainda não são capazes de replicar a capacidade criativa dos humanos. Desse modo, a criatividade, que já era valorizada, se torna uma habilidade fundamental.

Adaptabilidade

A capacidade de adaptar-se às constantes mudanças também é fundamental no mercado de trabalho. O que é inovador hoje pode não ser amanhã, por isso saber como passar por essas transformações é um diferencial. É necessário se manter confortável e estimulado com um ambiente constantemente mutável.

Além das mudanças nos processos, os próprios locais de trabalho estão mudando, pois o home office e outros meios têm ganhado espaço. Isso tornará as jornadas de trabalho e os ambientes de trabalho mais flexíveis, dando a oportunidade para novas formas de colaboração. Acostumar-se a essas mutações é uma maneira de estar preparado para os desafios futuros.

Resolução de problemas

Essa não é uma habilidade intrínseca ao indivíduo, mas que é aprimorada com o passar do tempo. Ela se resume à capacidade de solucionar problemas indefinidos e novos em ambientes reais, sendo construída por meio de uma base sólida de pensamento crítico.

Dessa maneira, o profissional do futuro terá de contar com uma elasticidade mental para resolver problemas inéditos que podem se tornar ainda mais complexos. Por mais que a inteligência artificial seja capaz de solucionar diferentes situações, o raciocínio humano ainda é necessário e útil para os empreendimentos.

Neste artigo, conhecemos o perfil do profissional do futuro, além de algumas competências e habilidades exigidas pelo mercado de trabalho. Ao fazer a gestão de equipes criativas, busque por essas capacidades nos seus colaboradores, pois elas facilitarão o trabalho e trarão bons resultados para a agência.

Gostou de conhecer mais sobre este tema? Então, deixe um comentário em nosso artigo e diga quais características profissionais serão relevantes para os próximos anos!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *