Por Gabriel Camargo

Redator freelancer da Rock Content.

Publicado em 25 de agosto de 2019. | Atualizado em 20 de dezembro de 2019


A necessidade por mudanças e melhorias nas empresas é enorme e, por isso, realizar a gestão e execução dos projetos de inovação do seu negócio é uma tarefa extremamente importante. Com as práticas certas, é possível tirar do papel ideias que realmente gerem mudanças e impactos para o seu público-alvo.

A transformação digital modificou a forma como as empresas precisam se comportar para ter sucesso. Além de abrir as portas para mais negócios e um aumento significativo da concorrência, o consumidor se tornou mais exigente em relação ao que é entregue. Sendo assim, é cada vez mais necessário pensar e executar projetos de inovação.

Afinal, não basta oferecer exatamente o mesmo serviço e/ou produto para o consumidor ou utilizar os mesmos processos internos na sua empresa, a necessidade por melhorias é contínua e muito disso passa pelo trabalho de inovação dentro das organizações. Aplicar esses projetos, porém, não é uma tarefa tão simples quando idealizá-los.

Se você procura por maneiras criativas para inovar na sua empresa, está no lugar certo. Neste texto, vamos abordar os seguintes tópicos:

Continue a leitura para conferir as nossas dicas!

 

O que é um projeto de inovação?

Na prática, um projeto de inovação se trata de executar ideias criativas e transformá-las em produtos, serviços, processos ou ferramentas que permitam alcançar um mesmo objetivo de maneira mais eficiente ou produtiva, por exemplo. Ou seja, criar estratégias diferentes das habituais e mais utilizadas para realizar uma mesma tarefa.

A partir da criatividade, o objetivo é solucionar problemas que a sua empresa tem ou até mesmo se antecipar a temas que ainda não são considerados tão importantes. É estar à frente dos seus principais concorrentes e conseguir sempre oferecer um resultado final mais satisfatório ao consumidor ou mesmo otimizar os processos da própria empresa.

Projetos de inovação representam, portanto, a busca por um caminho diferente do que é seguido para aprimorar os resultados obtidos em um processo. Seja para otimizar as estratégias de Marketing Digital, seja para oferecer um serviço ao consumidor final que rompa as barreiras de um segmento de mercado historicamente mais restrito.

A principal diferença entre um projeto inovador e outros “normais” é justamente a necessidade do pensamento disruptivo, ou seja, a quebra de padrões e paradigmas que determinado setor estava acostumado em prol de atividades mais eficientes. Além disso, outro ponto que se diferencia é o alto risco em investir em projetos com esse propósito e, portanto, o maior cuidado com o planejamento dessas propostas.

Na era da globalização e da transformação digital, as empresas precisam buscar por mais projetos e ideias que fujam do senso comum para oferecem um produto e/ou serviço final cada vez mais adequado ao comportamento e demanda do consumidor. Essa tarefa, porém, não é simples de ser colocada em prática e requer muito planejamento.

 

O que fazer para implantar e executar um projeto inovador?

Acha que está na hora da sua empresa dar um salto? Detalhamos os principais pontos a serem considerados para que você consiga implantar e executar um projeto de inovação com sucesso.

Seguindo esses passos, a tendência é que você consiga, de fato, explorar as boas ideias da melhor maneira possível.

Escopo

Uma ideia pode parecer muito promissora no papel, porém, só pode começar a ser colocada em prática quando algumas questões começarem a ser respondidas. Qual a viabilidade técnica e financeira desse projeto? Quais as necessidades do público-alvo que vão ser atendidas? Qual é capacidade da sua empresa de atender a demanda?

Todas essas respostas são obtidas durante a produção do escopo do projeto, ou seja, a primeira estrutura mais palpável do que vai ser proposto. O objetivo nessa etapa é levantar todas as informações iniciais necessárias para saber se a ideia deve ser colocada em prática, reestruturada ou até mesmo descartada.

Planejamento

Com os dados sobre a viabilidade do projeto em mãos e o escopo inicial aprovado, é hora de iniciar o planejamento para executar a proposta. Listar o passo a passo do que vai ser feito, em qual momento e qual a finalidade de cada uma das etapas é o desafio. Além disso, é a hora de se planejar para mitigar ao máximo os riscos de falha na execução.

Durante o planejamento, portanto, é preciso estabelecer detalhes mais técnicos e práticos de como o trabalho vai ser executado. O que vai ser necessário em cada etapa? O que é preciso ser alcançado para dar prosseguimento ao processo? Todos esses questionamentos precisam ser solucionados durante o planejamento.

Desenvolvimento

Em seguida, é hora de colocar a mão na massa e começar o desenvolvimento do projeto, o que significa executar cada uma das etapas estipuladas no planejamento. Nesse ponto, todos os profissionais precisam estar cientes das suas responsabilidades e obrigações para se assegurar de que tudo o que foi colocado no papel seja executado corretamente.

Teste e implantação

Com o projeto desenvolvido internamente e todos os ajustes feitos para garantir que o planejamento foi, de fato, seguido à risca, você já pode iniciar os primeiros testes, sejam eles feitos com o consumidor final ou dentro da própria organização. A ideia é, aos poucos, aumentar a abrangência do projeto até que seja realmente implementado.

Afinal, ainda é possível realizar alterações e adaptações no projeto enquanto estiver em fase de testes. Um aplicativo de um e-commerce, por exemplo, pode ter uma versão beta exclusiva para determinados consumidores e, aos poucos, realizando modificações de acordo com o feedback dos usuários que utilizarem. Com tudo aprovado, é hora de executar o projeto em sua total composição e começar a aguardar pelos resultados.

Manutenção e monitoramento

Após a conclusão de todas as etapas anteriores, se engana quem pensa que o trabalho de gestão da inovação acabou. Afinal, é preciso ficar de olho no que está funcionando e os pontos que precisam ser aprimorados, por exemplo. Portanto, monitorar e realizar a manutenção do projeto também é uma etapa vital para o sucesso da ideia.

 

Quais práticas adotar para otimizar a gestão desses projetos?

Apesar de estudos indicarem que 70% dos projetos acabam não alcançando as suas metas estabelecidas inicialmente, é possível utilizar ferramentas e conceitos para mitigar os riscos internos e externos que podem comprometer o processo de execução das suas ideias. Por isso, listamos algumas práticas que podem otimizar a gestão de projetos.

Uso de metodologias ágeis

Uma forma de tornar mais rápida e eficiente a execução e gestão de projetos inovadores é utilizando as metodologias ágeis. A partir de quatro pilares — comunicação, praticidade, alinhamento de expectativas e flexibilidade —, o objetivo desse conceito é propor caminhos mais curtos para executar as tarefas e chegar ao resultado esperado no final.

Liderança descentralizada

Menos técnica do que o item anterior, a liderança descentralizada tem como principal objetivo aproximar o tomador de decisão do problema. Ou seja, certificar-se de que quem vai definir qual estratégia ou caminho seguir tenha conhecimento e embasamento para uma decisão. Além disso, contribui para o engajamento e motivação dos colaboradores.

Troca de ideias

Adicionar esse conceito à cultura organizacional da sua empresa também pode ser um diferencial para realizar uma gestão mais eficiente dos seus projetos de inovação. A conversa, o brainstorming e a troca de ideias são ótimas ações para estimular que outros profissionais participem do processo de decisão e contribuam para a execução do projeto.

 

Projetos inovadores: 2 cases de sucesso para você se inspirar

Agora que você já sabe como executar os projetos de inovação e quais práticas podem otimizar essa tarefa, que tal conferir alguns cases de sucesso nesse tema? Separamos dois exemplos de empresas que conseguiram modificar, de forma disruptiva e eficiente, hábitos e costumes que eram o senso comum. Confira!

Amazon

A Amazon talvez seja a empresa que melhor executa e gerencia os seus projetos inovadores e, não à toa, é uma gigante do mercado. Ideias para os seus principais produtos — como a Alexa e Amazon Go — foram extraídas de sugestões dos funcionários. Para filtrar e aproveitar melhor as ideias, existe um central exclusiva para isso.

A visão a longo prazo acabou beneficiando a empresa. O negócio que começou como um e-commerce, hoje faz parte do chamado Big Four (ao lado de Apple, Facebook e Google) da tecnologia e investe também em Inteligência Artificial e computação em nuvem, por exemplo. Quando falamos em uma empresa disruptiva, a Amazon é o melhor exemplo.

Ansys

Apesar de não ser tão conhecida quanto a Amazon, a Ansys é outro exemplo de empresa inovadora e disruptiva. Criada em 1970 para desenvolver programas de análise e simulação de engenharia, a empresa não limitou a sua área de atuação e hoje tem um patrimônio de quase 3 bilhões de dólares.

Antes mais restrita, agora a empresa produz softwares para diversas aplicações, de dinâmicas de fluídos até projetos digitais e eletrônicos. Para se ter uma ideia, a Volkswagen utilizou a simulação multifísica da empresa para a produção de alguns modelos de carro elétrico.

A necessidade pela execução de projetos de inovação só corrobora a importância de se manter atualizado com as tendências e necessidades do mercado. Dessa forma, é possível que a sua empresa consiga se destacar e encontre estratégias que realmente ofereçam uma melhoria para um segmento de mercado ou até mesmo a sociedade de forma mais ampla.

Que tal, então, ficar ainda mais por dentro desse assunto tão relevante para o seu desenvolvimento profissional e o crescimento da sua empresa? Confira a primeira edição da revista digital da Rock Content e saiba como o movimento de transformação digital e a tecnologia estão impulsionando as estratégias de negócio!

Rock Content Magazine 1Powered by Rock Convert

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *