Por Amanda Gusmão

Redatora freelancer da Rock Content

Publicado em 19 de fevereiro de 2019. | Atualizado em 16 de abril de 2019


Reduzir os custos de anúncios no Google Adwords não significa deixar de investir, mas sim melhorar a performance. Veja como essa estratégia pode trazer resultados incríveis para o negócio!

Reduzir custo no Adwords faz parte das metas do seu negócio para o setor de marketing este ano? Saiba que esse pode ser o incentivo ideal para que, cada vez mais, o time entregue melhores campanhas de anúncios no Google.

A ideia não é a de cortar gastos com a estratégia, mas sim tomar uma série de medidas para conseguir resultados igualmente positivos ou até melhores, pagando menos a cada clique. Ou seja, o foco aqui é a otimização da performance.

Quer implantar essa filosofia de forma mais consistente nas suas ações? Neste post, passaremos por alguns conceitos importantes e, então, listaremos as melhores medidas para diminuição do custo com Google Adwords. Acompanhe conosco!

Como funciona a dinâmica do Custo por Clique (CPC)?

As campanhas do Google Adwords funcionam como leilões e a referência para saber qual o lance ideal é quanto a empresa está disposta a pagar a cada clique, ou CPC.

Em outras palavras, aquela que aceita pagar um CPC maior fica em destaque no buscador ou Rede de Display, lembrando que ele somente é cobrado caso o usuário do buscador clique no link em destaque.

Seu cálculo é simples. Basta dividir o custo total da campanha de anúncios pelo número de cliques proporcionados.

Exemplo: um site que deseja promover um post sobre produtos especiais de uma data festiva que se aproxima pode estipular um orçamento total de R$ 150,00 para sua campanha. Nesse caso, ao final da ação, se 100 cliques forem gerados, o CPC terá sido de R$ 1,50.

Orçamento diário

No planejamento da campanha, é possível estabelecer um valor para orçamento diário. Se o objetivo é movimentar e atrair o público-alvo até a data da festa, é preciso garantir que eles recebam estímulos diários. Assim, definir um orçamento válido para os intervalos de 24 é essencial.

Nesse caso, o gestor pode estipular um orçamento diário de R$ 30,00. À medida que os usuários forem clicando, vão gastando parte dessa cota.

Quando atingir o valor máximo, o anúncio sai do destaque e só volta no dia seguinte, com uma nova cota do orçamento para ser gasta.

Palavra-chave ideal e concorrência

Outro ponto que influencia o custo por clique e o desempenho de uma campanha é sua palavra-chave foco, e ela funciona exatamente como o elemento que abre uma conexão entre o usuário do Google e a sua empresa.

Assim, para montar uma campanha eficiente, é preciso escolher uma palavra-chave relacionada ao tema do conteúdo a ser colocado em destaque.

A grande questão é que outras empresas podem ter o mesmo interesse nela, surgindo aí a verdadeira concorrência no leilão.

As palavras-chave mais abrangentes costumam ter um valor maior e mais interesse de anunciantes, afinal, podem abranger diversos tipos de negócio, como é o caso de “moda feminina”.

Pesquisa no Google Ads por "moda feminina"

Ela não especifica se trata-se de roupas de frio, calor, de alta costura ou fast fashion, por exemplo.

Mas, ao melhorar um pouco mais a qualidade da palavra-chave e direcionar o foco da pesquisa para “loja de fantasia”, é possível ter um valor e concorrência menores.

Busca por "loja de fantasias" no Google Adwords

Taxa de Cliques (CTR)

Calcular a CTR também é simples. Basta dividir o número de cliques obtidos em uma campanha pelo número de vezes em que ela foi exibida. Assim, se, ao todo, foram contabilizados 300 acessos num total de 10 mil exibições, a taxa de cliques será 0,03, ou 3%.

Considerando tudo isso, é possível entender que estratégias que otimizam esses elementos podem diminuir o custo do CPC e, com isso, tornar a campanha mais rentávelÉ o caso da escolha de uma palavra-chave mais adequada e capaz de converter mais.

As empresas já entenderam que o marketing digital é uma excelente ferramenta de aquisição e conversão, mas não basta apenas aumentar suas verbas. É preciso gastá-las sabiamente.

Segundo a Content Trends 201858% das empresas pretendem aumentar seus investimentos em marketing de conteúdo em 2019. Isso inclui a criação de estratégia, conteúdos e seus esforços de divulgação, como os anúncios do Google na pesquisa, Rede de Display e YouTube.

Guia Completo do Google Adwords

Quais as 9 melhores dicas para reduzir custo no Adwords?

Os elementos acima funcionam como uma equação matemática, ou seja, a ordem de seus fatores não altera o produto, mas a mínima modificação em seus valores, para mais ou para menos, produz uma grande alteração no resultado final.

Ao escolher uma palavra-chave mais alinhada com o conteúdo e a estratégia da campanha, por exemplo, sua CTR pode aumentar, assim como a quantidade de leads gerados.

1. Segmente os assuntos

Um dos pontos mais fundamentais nas estratégias de marketing digital é promover o máximo de personalização com o potencial consumidor.

Assim, criar um calendário de conteúdos a partir de uma representação semifictícia do cliente — persona —, escolher palavras-chave que são relevantes para o público e otimizar o site considerando o maior uso nos dispositivos móveis, por exemplo, são ações para que o lead sinta uma conexão pessoal com o que está sendo ofertado.

O mesmo vale para os anúncios realizados no Adwords. Usar o mesmo anúncio para palavras-chave diferentes é desconsiderar completamente a experiência do usuário com o conteúdo.

Ele precisa acreditar que tudo aquilo foi elaborado pensando exclusivamente na satisfação de suas necessidades, e encontrar um mesmo anúncio em diferentes pesquisas ou displays será muito mais invasivo e prejudicial para sua percepção.

Então, se a ideia é melhorar a conversão e reduzir os custos com o Adwords, é preciso criar anúncios diferentes e personalizados de acordo com o assunto que será abordado no link.

Uma loja de brinquedos pode ter diferentes segmentos de anúncios para falar do mesmo nicho e até faixa etária.

Um bom exemplo seria o seguinte.

Grupo de anúncios 1: brinquedos de pelúcia em Londrina

Palavras-chave:

  • pelúcia;
  • ursinho de pelúcia;
  • brinquedos de pelúcia;
  • pelúcia antialérgica;
  • animais de pelúcia em Londrina.

Anúncio:

Conheça os animais de pelúcia antialérgicos da marca X

Grupo de anúncios 2: brinquedos para crianças pequenas em Londrina

Palavras-chave:

  • brinquedos para bebês;
  • brinquedo para bebês em Londrina;
  • ursinhos de pelúcia para bebês etc.

Anúncio:

Melhores brinquedos para bebês por menos de R$ 100,00

2. Otimize os anúncios

Para otimizar um conjunto de anúncios, é preciso avaliar seu histórico. Assim, entender elementos como CPC, CTR, concorrência e conversão é essencial. Outro conhecimento que precisa estar bem internalizado é o do Retorno sobre o Investimento (ROI).

Seu cálculo tradicional consiste em:

ROI = (lucro – custos) / custos

Porém, no caso do ROI de campanhas de Adwords, os custos que são subtraídos dos lucros abrangem aqueles provenientes do produto ou serviços acrescidos daqueles utilizados para os anúncios.

Assim, considerando a loja de brinquedos do tópico anterior, temos:

  • valor de venda do animal de pelúcia = R$ 90,00
  • custo do produto = R$ 50,00
  • valor investido em Adwords = R$ 100,00
  • vendas realizadas = 2

ROI = (R$ 90,00 x 2) – {(R$ 50,00 x 2) + R$ 100,00} / (R$ 50,00 x 2)

ROI = – 0,2 ou um prejuízo de 20%

Nesse caso, a otimização dessa campanha para reduzir custo no Adwords é primordial, afinal, a empresa está amargando prejuízo com sua divulgação em vez de colher lucros.

É preciso rever a escolha das palavras-chave, avaliar o grupo de anúncios realizados, considerar inverter as palavras e todos os outros elementos que podem reverter o quadro. Tudo isso pode ser gerenciado por meio de testes A/B, ou seja, fazendo correções, avaliando seus efeitos e, depois, ajustando o próximo elemento.

3. Otimize por performance de dia e horário

Outra maneira muito eficiente de reduzir os custos dos anúncios de Adwords é potencializar suas performances considerando os dias e horários em que o volume de buscas e uso do público-alvo é mais intenso.

Se determinado dia ou período tem baixo volume de procura, é possível diminuir o orçamento diário ou até mesmo o lance do CPC para aquele período. Não é preciso cessar a estratégia, e sim apenas ajustá-la conforme a demanda. Isso garantirá maior efetividade para o investimento, sem desperdícios.

4. Segmente geograficamente

Mesmo que uma empresa ou e-commerce atenda a todo o território nacional, é recomendado criar campanhas separadas geograficamente para que seus resultados sejam analisados de forma independente.

Para isso, é preciso conhecer minuciosamente o perfil dos compradores e criar campanhas separadas por região.

Um e-commerce de roupas esportivas, por exemplo, pode usar o Adwords Editor para criar três ou quadro cópias de uma mesma campanha e segmentar cada uma delas para uma região específica.

Elas terão a mesma persona representada no grupo de anúncio definido, o mesmo conteúdo a ser destacado e palavra-chave, mas cada região terá um desempenho de CPC diferente, e isso garantirá uma correção mais pontual naquelas que estiverem abaixo do planejado.

5. Aumente o índice de qualidade

A qualidade de um anúncio está relacionada a três fatores: CTR, força da palavra-chave e otimização da landing page.

Assim, melhorar qualquer um desses elementos fará com que o chamado Quality Score diminua o custo por clique e traga melhores conversões.

Para entender melhor essa relação, basta lembrar que, para o Google, a experiência e a satisfação do usuário são o mais importante. Ou seja, mesmo oferecendo às empresas a possibilidade de anunciar seus produtos e conteúdos, se eles não forem de qualidade, terão uma intensidade menor.

Por isso, é fundamental reforçar a estratégia da palavra-chave, e claro, criar conteúdos e páginas de destinos relevantes, originais, responsivas e que atendam às demais diretrizes para um bom SEO.

6. Exclua termos de pesquisa negativa

Os usuários do Google usam alguns termos de pesquisa que podem levar para o anúncio de uma empresa sem que eles sejam, de fato, correspondentes às palavras-chaves que a campanha deseja impulsionar.

Assim, é preciso, literalmente, separar o joio do trigo. Do contrário, alguns cliques no anúncio serão produto de um engano da estratégia e do usuário. Em termos de experiência de busca e de investimento na campanha, é ruim para os dois lados.

Diante disso, ao cadastrar o anúncio no Adwords, já é possível informar quais seriam os termos indesejados no campo de palavras negativas.

7. Isole as palavras-chave de alta performance

No dashboard dos anúncios do Adwords, é possível avaliar quais palavras-chave definidas para um anúncio estão trazendo os melhores resultados.

Considerando quais são as melhores, é possível criar um novo anúncio, agora otimizado pelo uso exclusivo das melhores palavras-chave do anterior. Para tornar essa estratégia ainda mais eficiente, ao configurar o lance do CPC, é importante calibrar mais positivamente para a nova, direcionando o fluxo útil da antiga para essa versão melhorada.

Se o CPC do primeiro terá um peso de outras keywords com baixo resultado, a nova estratégia terá um custo muito mais eficiente, equilibrando o resultado dos dois de forma geral.

Dossiê das Palavras Chaves

8. Use uma langing page segmentada

A landing page é o endereço para o qual o anúncio levará o cliente caso ele decida clicar no display do Google ou nos resultados das pesquisas, por exemplo.

Para o usuário, parece óbvio que a imagem do display ou a descrição do link o direcione para o endereço exato e correspondente ao que está sendo informado. Porém, algumas empresas colocam links da página central de seus e-commerces ou sites para que o potencial cliente conheça todos os seus produtos e diferenciais.

Ainda que a intenção seja boa, isso é muito danoso para a experiência do usuário e pode, inclusive, ser penalizado pelo algoritmo do Google.

Considerando ainda o aspecto da jornada da compra, se o usuário clicou em um anúncio sobre determinado produto ou serviço, já está mais consciente de seus diferenciais.

Em outras palavras, considerando o funil de marketing, ele já está no processo de consideração sobre a compra, e levá-lo para uma langing page geral fará com que ele retroceda ou até mesmo desista da compra.

9. Aumente o CTR

Para aumentar a taxa de cliques, é preciso que o anúncio seja atraente e mais destacado que o da concorrência. Assim, investir em títulos e chamadas atrativas pode gerar maior interesse dos usuários a partir do resultado da busca.

Aumentando os cliques, a qualidade do anúncio também aumentará, o que fará com que o desempenho do CPC também seja melhorado. Ou seja, é uma reação em cadeia.

Dessa forma, a estratégia do planejamento do anúncio deve ser feita minuciosamente, considerando a informação a ser transmitida, o público, suas necessidades, palavras-chave que correspondem às suas pesquisas, e claro, a otimização da campanha e a página de destino.

Como uma boa estratégia de SEO pode afetar os custos com o Adwords?

Estratégias de SEO podem trazer diversos benefícios para o site da empresa e, claro, em suas ações de marketing digital como os investimentos em Adwords. Isso porque é uma ferramenta que, acima de tudo, busca a melhor combinação de conteúdo e lead.

Ou seja, o objetivo do SEO não é atrair mais visitantes, e sim aqueles que são ideais para o produto ou serviço da empresa. Combinando com os investimentos em Google Ads, essa fórmula personalizada de conteúdo é pulverizada de forma mais intensa, fazendo com que uma complemente o resultado da outra.

Assim, o SEO assegura desde a melhor escolha da palavra-chave para os conjuntos de anúncios até a garantia de que a página de destino, sua landing page, será a mais relevante e otimizada para aquele perfil do anúncio.

De forma colateral e, ainda assim, muito importante, o SEO também ajuda a reforçar a autoridade da marca, uma vez que coloca seu link e conteúdo em evidência, justamente, no público que ele busca atingir.

Reduzir custo no Adwords também permitirá que a empresa intensifique cada vez mais sua presença digital, afinal de contas, os investimentos na estratégia e seus resultados são muito mais facilmente gerenciados.

Ou seja, é uma ferramenta essencial para o planejamento de marketing que toda empresa deve usar, considerando cronograma e fazendo os devidos alinhamentos com outras ações e eventos da marca.

Quer saber como fazer seu planejamento de forma mais eficiente e aumentar sua visibilidade online para conquistar a primeira posição no Google? Então, baixe agora mesmo o nosso e-book “SEO 2.0: o guia completo”!

o que é seo

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *