Rock my business queria tanto

Rock my Business – Como a Queria Tanto conquistou 811 primeiras posições no Google em menos de um ano e meio!

Conheça a trajetória do blog da empresa Queria Tanto e entenda como eles reestruturaram a sua estratégia de Marketing de Conteúdo potencializaram seus resultados orgânicos.

Marketing de Conteúdo não é para impacientes. Os resultados não vão aparecer de um dia para o outro, como em um anuncio no Facebook ou Google.

Isso significa que quanto antes você adota, mais cedo começa a ver os resultados.

E foi exatamente o que a Queria Tanto, um armazém de redirecionamento de mercadorias, percebeu lá em 2016.

Nesse modelo de negócio, a empresa recebe produtos comprados nos EUA em seu depósito, em território americano, e envia para o Brasil em grandes remessas, economizando em frete e possibilitando a compra em lojas que não enviam produtos para o Brasil.

Logo que abriu, a empresa entendeu que precisava de uma forma barata e eficiente de gerar oportunidades de negócio.

Depois de algumas pesquisas em sites que referência em Marketing Digital no Brasil e no exterior, eles perceberam que o Marketing de Conteúdo era a melhor forma de estruturar uma estratégia de captação de clientes funcional.

Assim surgiu o blog da Queria Tanto, para atrair e converter possíveis clientes.

Conheça a trajetória desse blog e entenda como foi possível recuperar o sucesso da estratégia e menos de 1 ano e meio!

O começo do Blog Queria Tanto

Após começar a redigir e publicar conteúdos em seu blog, a equipe da Queria Tanto percebeu resultados muito interessantes:

Rock my Business 1

Para um blog criado em setembro, chegar no começo de novembro com mais de 5.500 acessos em uma semana é um feito impressionante!

Ao atacar suas principais palavras-chave e divulgar seus conteúdos por meio de mídia paga, o blog rapidamente conseguiu impulsionar o número de acessos ao site, e entregou para a Queria Tanto ótimos resultados.

Entretanto, esses resultados não se mantiveram nos meses seguintes:

Rock my Business 2

De mais de 21 mil visitas em novembro de 2016 para 1.500 em junho de 2017. Como explicar essa queda?

Todos os motivos que explicam esses resultados têm a mesma origem: Marketing de Conteúdo é estratégia.

Sem um planejamento adequado e dedicação para manter a estratégia rodando, é bem provável que seus resultados não vão se manter. Mas vamos tentar aprofundar nas razões pelas quais o tráfego do blog caiu tanto.

primeiros passos no marketing digital

Frequência baixa de publicação

Nenhum blog vai trazer resultados efetivos se estiver largado às traças. Uma estratégia de Marketing de Conteúdo demanda uma frequência de publicação que pode ser desafiadora para muitos negócios.

Cada blog post exige uma pesquisa de palavras-chave, desenvolvimento de pauta, redação, revisão, publicação e divulgação. Esses processos levam tempo, mas garantem que cada conteúdo divulgado realmente entregue valor para os visitantes do seu blog.

Ao publicar frequentemente, não são só seus visitantes e leads que te enxergam melhor. As ferramentas de busca, como o Google, também avaliam frequência de publicação e atualização para definir a autoridade de um domínio.

Esse é um fator tão importante, que fizemos um post falando exclusivamente sobre o que acontece quando você para de publicar em seu blog. Vale a pena conferir!

Falta de estratégia macro

Não me entenda mal. Começar um blog e publicar alguns conteúdos é, definitivamente, melhor que nada. Os números dos gráficos acima estão aí para provar.

Mas empresas que querem construir uma base sólida de negócio a partir da produção de conteúdos precisam ir muito além.

Aqui vai uma lista do que você não pode deixar de fazer se quiser ter o Marketing de Conteúdo como sua principal fonte de geração de oportunidades:

A lista continua, mas dá para ter uma ideia da complexidade de uma estratégia de sucesso, não é?

Mídia paga não sustenta um blog

Divulgar seus conteúdos novos ou estratégicos através do Ads, ou anúncios e impulsionamentos em redes sociais, é uma ótima forma de conseguir resultados em pouco tempo.

Entretanto, tentar alavancar uma estratégia de conteúdo baseada em mídia paga é exatamente o oposto do que você deve fazer.

A ideia de uma estratégia de Marketing de Conteúdo, do ponto de vista comercial, é construir um canal de geração de oportunidades orgânico e duradouro.

Conseguir acessos por meio de mídia paga é tudo menos uma estratégia orgânica e duradoura.

Imagine que um blog post seu recebe 1000 visitas em um mês, sendo 950 vindas de uma divulgação paga no Facebook, e as outras 50 de pesquisas no Google.

Esse pode até ser um grande resultado, mas apenas 50 visitas são orgânicas. Todo o resto só existiu por que você investiu dinheiro em ads.

Imagine agora que, após esse mês de 1000 visitas, você perceba que não tem como investir em mídia paga, e deixa seu post acumular apenas resultados orgânicos. No fim do próximo mês você vai perceber uma das características principais da mídia paga:

Parou de pagar, acabaram os resultados.

Blogs corporativos efetivos têm como característica a melhoria de seus resultados a longo prazo, muito graças à renovação das estratégias e constante atualização de seu conteúdo.

Analisando essas três razões, a Queria Tanto entendeu que era o momento de procurar uma empresa para estruturar e alavancar sua estratégia de Marketing de Conteúdo.

Kit Marketing nas Redes Sociais

Parceria Queria Tanto + Rock Content

O desafio inicial da parceria foi estruturar a estratégia. De acordo com a metodologia da Rock Content, existem 4 estágios bem definidos:

  1. Básico
  2. Máquina de tráfego
  3. Mestre das Leads
  4. Fazendo negócios

Ainda segundo essa metodologia, só é possível avançar do primeiro estágio uma vez que a empresa tenha:

  • Estratégia de Marketing de Conteúdo bem documentada;
  • Produção e divulgação do blog e seus conteúdos;
  • Gerando tráfego relevante.

Isso significa que foi preciso desenvolver e documentar toda a estratégia para a Queria Tanto, desde a definição de objetivos de marketing e métricas, até o estudo de persona, palavras-chave e estruturação do calendário editorial.

Já nessa fase inicial é possível ver os impactos de ter um blog anterior à estruturação da estratégia.

Mesmo com pouco planejamento, empresas que já se aventuraram no universo do Marketing de Conteúdo têm uma bagagem de conhecimento que facilita muito quando o desafio é estruturar e registrar uma estratégia.

Após as primeiras fases de estudo e documentação, começamos a atacar as principais palavras-chave da Queria Tanto. Novamente pegamos carona no trabalho já desenvolvido, e conseguimos atingir resultados incríveis.

Até junho de 2017, 606 palavras-chave pesquisadas no Google apontavam para o site da Queria Tanto. Esse é um ótimo número, ainda mais falando de um blog que não era guiado por uma estratégia consolidada.

Hoje, quase um ano e meio depois, o site já conta com 7 mil palavras-chave a mais, totalizando 7.638 palavras-chave indexadas.

O número de palavras-chave que tem uma página da Queria Tanto como uma das três primeiras posições subiu de duas, em julho de 2017, para 811 em novembro de 2018.

Rock my Business 6

Isso é consequência de um cuidado especial com conteúdo. É preciso tratar cada post do seu blog como uma porta de entrada para seus clientes: eles precisam entregar um valor claro, em um formato de conteúdo que a sua audiência conheça e se engaje.

Quando você produz cada conteúdo com foco total em entregar valor, se posicionar bem no Google é uma consequência.

Hoje, se você procurar sobre as melhores lojas para se fazer compras no EUA, ou como comprar produtos de lá, vai encontrar um blog post da Queria Tanto em primeiro lugar:

Rock my Business 3

E qual o valor disso?

Bem, não é simples calcular o valor de ter um blog post em primeiro lugar no Google. Depende da importância da palavra-chave para seu segmento de negócio, para sua empresa, das taxas de conversão do seu funil de vendas e muito mais.

O Diego, hoje CEO da Rock Content, já conferiu que nosso post sobre Marketing Digital gerou quase 500 mil reais em vendas! Isso até o meio de 2016. No fim de 2017 já eram 2 milhões em vendas para a Rock Content, e seguimos contando.

No caso do post “Os 10 melhores sites para comprar nos EUA”, já são mais de 450 mil visualizações, sendo que 320 mil acessos ao site foram iniciados nessa página!

Rock my Business 4

Como expliquei, calcular o valor gerado por um post envolve diversos fatores, mas ter um blog post que já levou mais de 300 mil acessos ao site é muito valioso.

Além disso estamos falando de uma página que já conta com mais de 60 comentários e tempo médio na página de quase 4 minutos, mostrando a relevância do tema para visitantes e sua interação com a página.

Esses fatores também contam muito para manter a página bem posicionada em buscadores.

Entretanto existe uma diferença entre levar pessoas até seu site e transformá-las em oportunidades.

kit de geração de leads

Gerando oportunidades de negócio

Conseguir visitantes é a primeira das 4 etapas que constituem uma estratégia de Inbound Marketing:

  1. atração;
  2. conversão;
  3. fechamento;
  4. encantamento.

Uma vez que a Queria Tanto conseguiu estruturar sua estratégia de atração por canais orgânicos, começou a focar seus esforços em converter os visitantes em leads, e existem algumas formas de fazer isso.

Transformar um visitante em lead acontece por meio de uma troca: você oferece um conteúdo que vai entregar grande valor para o visitante (ebooks, webinars, infográficos, pesquisas, e outros tipos de materiais ricos), e ele te devolve suas principais informações de contato e de negócio.

A quantidade de informações pedidas em troca dos materiais ricos varia de acordo com o segmento do negócio.

Quem acessa o post “Os 10 melhores sites para comprar nos EUA”, por exemplo, recebe como oferta o ebook “Como importar produtos em 3 passos simples”. Em troca, o visitante precisa deixar seu nome e e-mail.

Rock my Business 5

Uma vez que você tem essas informações, está gerando suas primeiras leads. Agora o desafio é fazer essas pessoas se aproximarem do fundo do funil de vendas. Na Queria Tanto isso é feito com fluxos de nutrição por email.

A intenção aqui é apresentar opções para o problema ou desafio das leads, uma vez que o meio do funil é o momento em que elas estão considerando uma solução.

Oferecer materiais de qualidade para meio e fundo de funil é essencial para garantir que os seus esforços de atração não serão desperdiçados.

A última coisa que você quer é ajudar a pessoa a entender como solucionar o problema dela, para, no final, ela escolher um concorrente.

No funil de vendas da Queria Tanto, uma pessoa que vira lead começa a receber conteúdos que o ensinam como fazer compras nos EUA, e depois como fazer isso usando o serviço de redirecionamento deles.

Quem chegou em seu site pela primeira vez procurando conhecer formas de comprar produtos dos EUA, acaba entendendo as opções de serviços de importação, e descobrindo como a Queria Tanto pode fazer isso.

Com uma estratégia de aquisição bem estruturada, a equipe da Queria Tanto hoje foca seus esforços em gerar valor para suas leads e clientes, e em mostrar como seus serviços são a melhor opção.

A base de visitantes e leads gerados mensalmente garante estabilidade para a aquisição de clientes, e permite a empresa trabalhar estratégias mais avançadas de comunicação.

Análises de dados, testes, otimizações. Todas essas são etapas de uma estratégia que já gera um grande volume de oportunidades.

E você, atrai tantas oportunidades quanto gostaria?

Fale com um consultor da Rock Content, e entenda como fazer sua estratégia de Marketing de Conteúdo decolar!

Agendar consultoria

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo