ROI de vídeos: como calcular e 5 dicas para aumentar seu retorno

ROI de vídeos: como calcular e 5 dicas para aumentar seu retorno

Os vídeos têm uma importância cada vez maior no dia a dia das pessoas e, por consequência, nas estratégias de marketing das mais diferentes empresas. Saber como calcular o ROI desse tipo de conteúdo e trabalhar para melhorá-lo pode fazer toda a diferença no seu negócio. Saiba mais!

Investir em mídia paga, relacionamento com influenciadores e formadores de opinião, treinamentos para a equipe e por aí vai: um setor de marketing pode — e deve — ter várias frentes de atuação.

Porém, sempre chega a hora de mensurar os resultados e checar se o valor aplicado está trazendo o retorno esperado.

Para alguns processos, a conversão é clara e essa avaliação se torna mais fácil. Para outros, nem tanto. Calcular o ROI de vídeos, infelizmente, é uma tarefa que comumente pode cair nessa segunda categoria.

Nesse contexto, muitas dúvidas surgem: será que é mesmo necessário investir nesse tipo de conteúdo? Se sim, como garantir um ROI alto, que justifique o tempo e o dinheiro necessários a esse tipo de produção?

Pode ficar tranquilo! Neste texto, respondemos a essas e algumas outras perguntas sobre ROI de vídeos, o quanto esse conteúdo é importante para uma estratégia de marketing e o que fazer para garantir o melhor retorno possível do seu investimento. Vem com a gente!

Qual a importância dos vídeos em estratégias online?

O consumo de vídeos online no Brasil cresceu 135% de 2014 a 2018. YouTube, WhatsApp e Facebook são as redes sociais que mais contribuem para a consolidação desse tipo de conteúdo.

O acesso à internet via smartphones também facilita — 75% dos respondentes da pesquisa do Google assistem a vídeos pelo celular.

A atenção dos usuários é cada vez mais dispersa e a sua marca compete com os conteúdos produzidos por amigos e familiares no feed de cada uma dessas redes sociais. Os vídeos são o tipo de conteúdo com o maior potencial de realmente atrair o seu cliente.

Eles são mais compartilháveis, transmitem uma mensagem de forma menos complexa e podem servir a diferentes funções: informar, cativar, educar e até mesmo vender.

Lembre-se de que eles podem ajudar até mesmo na construção da autoridade da sua marca por meio de um SEO bem trabalhado.

Não por acaso, os vídeos compartilhados no YouTube também contribuem para o rankeamento da sua marca no Google.   

CONTEÚDOS RECOMENDADOS

👉Conteúdo em vídeo: veja como ele impacta a conversão e o engajamento

👉 Vídeos animados para empresas: o que é e como usar em seu negócio

👉 Marketing em Vídeo [EBOOK GRATUITO] – Rock Content


O que é ROI e por que medi-lo?

O ROI, sigla para Return on Investment (ou retorno sobre investimento), é uma métrica calculada com o intuito de entender se o dinheiro aplicado gera lucros a uma empresa.

Ela pode ser avaliada sob diferentes perspectivas: é possível avaliar o ROI de um evento, de um processo seletivo, de uma ferramenta, ou da somatória de todos os investimentos.

Dessa forma, chegamos ao ROI dos vídeos. Como vimos, esse tipo de conteúdo é cada vez mais necessário e não adianta investir nele se você não consegue mensurar os resultados que ele traz ao seu negócio.

A fórmula para chegar ao ROI é relativamente simples. Veja:

ROI = (lucro gerado pelo investimento – valor investido) / valor investido

Quanto maior esse valor, melhor o resultado. Entretanto, costuma-se dizer que qualquer resultado acima de 1 é um ROI positivo — uma vez que já significa que você, pelo menos, não teve prejuízos.

Ao multiplicar o resultado por 100, você conhece a porcentagem, o que deixa ele um pouco mais claro.

Conhecer o ROI é muito importante na tomada de decisões. Ele também ajuda a identificar se os objetivos de uma campanha estão no caminho certo ou se otimizações precisam ser feitas ao longo desse percurso. 

Como isso é mais comum do que se possa imaginar, a seguir, listamos 5 dicas essenciais para que você consiga aumentar os retornos dos seus investimentos em vídeo. 

Como melhorar o ROI de vídeos com estas 5 dicas?

Uma das principais vantagens do marketing digital com relação às estratégias mais tradicionais de comunicação é a possibilidade de otimização das campanhas de forma mais rápida — em alguns casos, até mesmo enquanto elas ainda estão na rua.

Agora, o que fazer ao identificar que uma campanha de vídeo marketing poderia estar entregando um pouco mais?

Agora que a importância dos vídeos e da mensuração do ROI está mais clara, vamos apresentar algumas estratégias que podem ser usadas em prol de uma melhor performance. Confira!

1. Tenha objetivos e métricas bem definidos

O primeiro passo para saber se o ROI do seu vídeo é bom ou não é ter parâmetros que determinem justamente o que é bom e o que não é.

Para isso, você precisa ter metas e objetivos bem definidos — e deixá-los claros a toda sua equipe.

Quando se trata de vídeos, são muitas as possibilidades: você deseja conquistar Brand Awareness? Quer melhorar o alcance da sua fanpage? As respostas para essas e outras perguntas ajudam na definição do objetivo.

Com relação às metas, o ideal é que elas sejam SMART, ou seja: específicas, mensuráveis, atingíveis, relevantes e temporais.

Um exemplo: “com o vídeo X, eu quero conquistar 100 mil novos seguidores no Instagram dentro de 3 meses”.

2. Conheça a sua persona

Você já deve saber disso, mas a concorrência nas redes sociais está cada dia mais acirrada.

Muitas empresas podem fazer grandes produções audiovisuais, investir quantias gigantescas em links patrocinados, mas o que realmente destaca algumas marcas de outras é a capacidade de oferecer um conteúdo realmente relevante à sua persona.

Mostrar que você realmente conhece as dores do seu público e explicar como só você é capaz de amenizá-las é um grande diferencial.

O comportamento do consumidor vem mudando e isso também é digno de atenção: seu público está no mobile ou no desktop? Já tem familiaridade com a social TV ou a atenção é restrita a um desses meios?

Conhecimentos como esses são a chave para o estreitamento de laços e a consequente fidelização de clientes — o que também é uma ótima forma de aumentar o seu ROI.

Guia para criação de personasPowered by Rock Convert

3. Aposte em campanhas segmentadas

Como ter um bom ROI se o seu vídeo não for nem assistido? É importante pensar em diferentes estratégias que garantam o play, a retenção e a conversão a partir desse conteúdo.

As dicas a seguir podem ajudar nisso, mas a primeira de todas é saber segmentar a publicação. Isso aumenta as chances de que seu vídeo seja visualizado até o fim e cumpra seu objetivo — entre aqueles que apresentamos no tópico anterior.

Você pode segmentar a partir de:

  • critérios demográficos, como gênero e idade;
  • critérios de geolocalização, quando o objetivo for mais específico nesse sentido;
  • de acordo com o seu funil de vendas.

Lembre-se sempre de que, quanto mais bem nutrido for um lead, melhores serão as chances de conversão.

4. Descubra o que funciona em cada rede social

Atualmente, todas as principais redes sociais possibilitam o upload e o compartilhamento de vídeos nativos — do WhatsApp ao LinkedIn. Entretanto, existem especificidades com relação aos formatos compatíveis com cada uma delas.

Em alguns casos, isso varia até mesmo dentro da própria rede, como acontece no Instagram. Stories, feed e IGTV suportam vídeos, mas com formatos, tamanhos e propósitos bastante diferentes entre si.

Portanto, conhecer a rede e se familiarizar com a forma como os usuários consomem vídeo ali dentro é um grande diferencial.

No Facebook, por exemplo, o ideal é que o vídeo nativo seja publicado com legendas, já que a maioria dos usuários (85%) consome esse tipo de conteúdo sem áudio por causa do autoplay.

No YouTube, pode ser necessário pensar uma edição de vídeo específica, que considere a inserção das telas finais nos últimos 20 segundos, para recomendação de outros vídeos do canal.

5. Trabalhe CTAs atrativos

Como incentivar seus clientes a tomarem uma ação a partir do conteúdo apresentado? Esse é o papel do Call to Action, um convite aos seus seguidores para algum tipo de interação — como comentar algo específico ou compartilhar um post.

Em landing pages, eles costumam vir na forma de botões, mas também podem ser trabalhados nas legendas de publicações em vídeo, por exemplo.

Quando bem escritos, afinados com o público e relevantes ao conteúdo apresentado, os CTAs têm o potencial de melhorar consideravelmente o engajamento de uma publicação.

Idealmente, eles devem ser pensados de forma estratégica e realmente buscar incentivar uma conversa.

Assim, é importante que essa dica seja trabalhada em conjunto com as estratégias de CRM do seu negócio. Afinal, não adianta muito pedir uma opinião do seu público se você não estiver realmente disposto a ouvi-la.

Como falamos, muitas vezes, o marketing digital permite uma resposta rápida ao que dá certo e também ao que não tem boa performance com o público.

O conhecimento sobre o retorno do seu investimento é fundamental para o sucesso de uma estratégia alinhada com os objetivos da marca e também para o direcionamento da criação de conteúdos relevantes.

Nesse sentido, é importante monitorar os resultados de perto, deixar as métricas de vaidade de lado e considerar realmente aquilo que importa no alcance de metas previamente estabelecidas.

São diversas as formas de melhorar o ROI de vídeos e a gente espera que nossas dicas tenham ajudado.

Quer aprofundar ainda mais os seus conhecimentos sobre a utilização de vídeos na sua estratégia? Então, continue no nosso blog e veja como usar vídeos corporativos a favor do seu negócio!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo