Por Matheus Clemente

Especialista em Growth Hacking no Rock Stage

Publicado em 18 de junho de 2019. | Atualizado em 11 de março de 2020


A segurança de um site envolve investir em ações e soluções focadas em garantir a proteção de dados. Para alcançar esse objetivo, mantenha o WordPress atualizado, use senhas fortes, configure perfis de usuários, faça backup e prefira a autenticação em duas etapas.

Você, que está procurando se informar sobre como criar um site, já se perguntou a respeito da importância de investir na segurança? Sabe como isso pode trazer mais tranquilidade a você e aos visitantes no dia a dia?

É claro que você quer que sua estratégia de Marketing Digital gere aumento na receita. Entretanto, não se pode deixar a questão da segurança do seu site de lado.

Inclusive, já dá para adiantar que, sem os recursos corretos, suas páginas ficam mais sujeitas a ataques de hackers e a todas as implicações que isso traz.

Neste artigo, vamos explicar o conceito dessa segurança, como adotá-la no seu site e quais plugins e certificados podem ser usados para ter uma boa estrutura. Você vai passar pelos seguintes tópicos:

O que é a segurança de um site?

A segurança de um site consiste emtoda ação ou ferramenta adotada para evitar que as informações sejam expostas ou fiquem sujeitas a ataques de cibercriminosos. Tais medidas também servem para proteger os usuários, como clientes de e-commerce e leitores de blogs, e até mesmo o host.

Os ataques de cibercriminosos podem ocorrer de diversas formas e, nos próximos tópicos, explicaremos as principais delas e quais consequências trazem para o seu site ou blog.

Ataques DDoS

Esses ataques podem travar completamente o site ou deixá-lo extremamente lento, tornando o acesso inviável para os visitantes.

Malware

Trata-se de um software malicioso, uma ameaça bem comum que é usada para distribuir spam, permitir que os cibercriminosos acessem o site, roubar dados confidenciais de clientes, entre outras coisas.

Blacklist

O site pode ser removido dos resultados dos mecanismos de pesquisa, como o Google, caso eles encontrem qualquer malware. Nesse caso, é mostrado um aviso que pode afastar os visitantes das suas páginas.

Explorações de vulnerabilidade

Nesse caso, os cibercriminosos procuram por pontos fracos, ou vulnerabilidades, em sites e usam essa brecha para ter acesso a ele. Um bom exemplo de como isso pode ocorrer é por meio de plugins desatualizados.

Desfiguração

Aqui, o ataque substitui todo o conteúdo que você publicou por outro malicioso, enviado pelo hacker.

Como você pode manter a segurança do seu site?

Existem boas práticas que ajudam a aumentar a segurança do site. A seguir, listamos algumas dicas relacionadas a elas.

Mantenha o WordPress atualizado

Garantir que todo o software esteja atualizado é crucial para manter seu site seguro. Isso se aplica ao sistema operacional do servidor e a qualquer software que você esteja executando no site, como um CMS. Lembre-se de que os hackers exploram brechas de segurança no site para realizar ataques.

Porém, se você estiver usando uma solução de hospedagem, não precisa se preocupar em realizar essas atualizações de segurança, pois isso é de responsabilidade da empresa contratada.

Crie senhas fortes

Parece óbvio oferecer uma dica como esta, pois muita gente sabe que deve usar senhas complexas, mas isso não significa que essa prática seja sempre adotada.

É essencial usar senhas fortes para perfis de administração de servidores e sites, mas também é muito importante conscientizar os usuários sobre as boas práticas que ajudaram a garantir a segurança das contas.

Apesar de ser visto como algo chato por muitas pessoas, criar requisitos de senhas é uma estratégia que ajuda na proteção das informações. Um exemplo bem clássico de como esses critérios funcionam é a solicitação de senha com mais de seis caracteres, incluindo um número e uma letra maiúscula.

Configure perfis de usuários

Mesmo que pessoas má intencionadas não consigam alterar o código do seu site, eles podem fazer isso com os cadastros de usuários. Se você tem os endereços de IP gravados, com os respectivos históricos de atividades, será mais fácil fazer uma análise do ataque sofrido.

Um grande aumento no número de usuários registrados, por exemplo, pode ser indício de alguma falha no procedimento de registro, permitindo que os remetentes de spam encham o site com conteúdo falso.

Faça backup do WordPress

Se o seu site chegar a sofrer um ataque hacker, é o backup que vai ajudar a recuperar os dados perdidos no incidente. Ele não é bem uma estratégia de segurança, visto que não é responsável por inibir os ataques, mas ajuda a impedir a perda permanente de arquivos e pastas.

Aposte na autenticação em duas etapas

Na verificação em duas etapas, a validação é feita tanto no navegador quanto no servidor. O primeiro pode identificar falhas mais simples, como determinados campos obrigatórios que não tenham sido preenchidos.

Porém, isso pode ser ignorado e o ideal é verificar as validações no servidor. Se isso não é feito, é possível que algum código malicioso seja inserido no banco de dados, levando a consequências indesejáveis no site.

Powered by Rock Convert
Você pode se interessar por esses outros conteúdos
👉 Backup WordPress: como fazer em seu blog
👉 O que é GTmetrix e quais as suas funcionalidades?
👉 Como limpar cache DNS em poucos passos

Quais plugins podem ser usados na segurança do WordPress?

Ao procurar saber como criar um blog, é necessário entender também como a segurança dele pode ser reforçada e quais ferramentas podem ajudar. É o caso dos plugins. Vamos mostrar os principais nos próximos tópicos.

Sucuri Security

O plugin WordPress da Sucuri Security é gratuito e um dos melhores para todos os usuários da plataforma. Trata-se de um conjunto de segurança voltado para complementar a segurança já existente no site.

Ele oferece aos usuários uma série de recursos de segurança que contribuem para tornar o site mais seguro. Entre eles estão:

  • auditoria de atividades de segurança;
  • monitoramento de integridade de arquivos;
  • verificação remota de malware;
  • monitoramento de blacklist;
  • ações de segurança pós-hack;
  • notificações de segurança.

Wordfence Security

Consiste em um dos melhores e mais conhecidos plugins de segurança. Isso não é à toa, já que ele conta com recursos poderosos, como login seguro, ao mesmo tempo que oferece simplicidade para os usuários.

Além disso, ele também mostra ideias de tendências de tráfego e possíveis tentativas de ataques do seu site.

All In One WP Security & Firewall

O All In One WordPress Security and Firewall é um dos melhores plugins e eleva o nível de segurança do seu site. Ele oferece as técnicas e as boas práticas mais recentes de segurança, de acordo com as recomendações do WordPress.

Os recursos são fáceis de usar e foram totalmente desenvolvidos com foco nos usuários. Assim, você não precisa entender de regras complexas para aplicá-las ao site.

Jetpack

É um plugin desenvolvido pelo próprio WordPress e, por isso, muitas pessoas que usam a plataforma já estão familiarizadas com ele. A ferramenta oferece módulos que ajudam a tornar o site mais rápido e o protegem de spam, por exemplo.

iThemes Security

A solução é bem completa e oferece diversas funcionalidades que ajudam a proteger o site de invasores e ataques de cibercriminosos.

É mais direcionado a identificar questões como senhas fracas, plugins vulneráveis ou mesmo softwares que já tenham se tornado obsoletos, aspectos que se tornam grandes brechas.

VaultPress

O funcionamento do VaultPress é semelhante ao do Sucuri Security e do iThemes Security. Apesar de ser uma ferramenta paga, este plugin é um dos mais acessíveis e oferece planos que atendem desde os pequenos blogs até grandes negócios.

Google Authenticator — Two Factor Authentication

Falamos ali em cima sobre a importância da autenticação em dois fatores e é o plugin Google Authenticator que oferece essa possibilidade. Você pode usá-lo em conjunto com outra ferramenta para fortalecer ainda mais a segurança do seu site.

De quais certificados de segurança seu site precisa?

O certificado de segurança já vem com o próprio host, o serviço que hospeda seu site. Porém, você pode escolher alternativas para serviços mais complexos, como os bancários. Conheça os principais a seguir.

Validação de Domínio / Domain Validated (DV SSL)

Esse certificado é responsável por exibir aquele ícone de cadeado na barra de endereço. Dessa forma, o usuário consegue identificar se a página que está visitando é realmente segura.

É uma forma econômica e rápida de implantar o SSL, visto que a ativação é feita em questão de minutos depois que a contratação é feita.

Validação da Organização / Organization Validated (OV SSL)

Se você tem um pequeno negócio que está começando agora no meio digital, como um e-commerce, pode investir nesse certificado para mostrar aos usuários que o site pertence a uma empresa que realmente existe, o que aumenta a confiabilidade.

Validação Estendida / Extended Validation (EV SSL)

Esse certificado valida os dados básicos da empresa, como razão social, CNPJ e localização, além de exibir o cadeado de segurança na barra de endereço e as outras características citadas nas certificações anteriores.

Vale destacar que ele tem um espaço ao lado da barra de endereços para exibir a razão social da empresa.

SSL Wildcard

Ele é indicado para quem conta com subdomínios, como é o caso de ter site e blog — por exemplo, domínio.com.br e blog.domínio.com.br. Eles podem ser incluídos sem que você precise arcar com custos extras.

Certificado de Multidomínios / Multi-Domain Certificate

Se você adquire essa solução, recebe um certificado que contempla até 100 domínios e subdomínios. Com isso, fica bem mais simples a contratação de um certificado, visto que não é preciso obter um para cada domínio ou subdomínio que vierem a ser criados.

Então, se você criou domínios “.com” e “.com.br” e tem subdomínios a partir deles, essa é a solução ideal.

Como você pôde ver, há diversos meios de aumentar a segurança do site e dos dados que estão disponíveis nele, inclusive dos usuários. Imagine o risco de uma invasão em um e-commerce, que contém informações pessoais de diversos clientes. Investir nessa questão é sinônimo de ter mais tranquilidade no dia a dia.

Quer descobrir como atrair mais visitantes para o seu site? Então, aproveite para conferir o nosso guia sobre como atrair tráfego para o seu site!

Avalie a performance do seu site

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *