Por Ana Júlia Ramos

Redatora freelancer da Rock Content

Publicado em 13 de junho de 2019. | Atualizado em 13 de setembro de 2019


O Social Media, ou Analista de Redes Sociais, é o profissional responsável pela gestão dos perfis de uma empresa nas redes sociais. Essa função vai além da criação e publicação de conteúdo online, abrangendo o desenvolvimento de uma boa estratégia, o que exige pesquisa, análise de mercado e atualização constante.

Caso alguém falasse há alguns anos que seria possível ganhar dinheiro e construir carreira com a gestão de redes sociais, qual seria a sua reação? Muita gente provavelmente acharia graça ou não ligaria tanto para a conversa.

A internet evoluiu com força total em bem pouco tempo, sendo responsável pela criação de um mercado gigantesco totalmente do zero. O Social Media é um exemplo de profissional que surgiu na última década e hoje em dia é essencial em praticamente qualquer empresa que preze por uma boa reputação e visibilidade online.

Se você quer saber mais sobre a carreira e entender o que é preciso para dominar as redes sociais, este conteúdo é para você!

Vamos abordar as seguintes temáticas:

 

O que é um Social Media?

O Social Media, ou Analista de Redes Sociais, é o profissional responsável pela gestão de uma ou várias plataformas de redes sociais. Pode parecer simples, mas não é!

Por mais que a profissão tenha como base a publicação de posts e o relacionamento com usuários, existe um mundo de tarefas e responsabilidades que não podem ser vistas por quem está de fora. A maioria envolve análises estratégicas e muita — mas muita mesmo — pesquisa.

Por isso é tão importante entender a fundo o que faz o analista antes de se aventurar no mercado.

Frustrações podem ser comuns quando as expectativas não são devidamente alinhadas, já que muita gente acha que o trabalho de um social é relativamente simples e pode ser feito por qualquer pessoa que tenha uma página no Instagram ou no Facebook.

A principal responsabilidade de um Social Media é passar para o público nas redes sociais a essência de uma marca. Quem ela é? No que acredita? Como se posiciona? Qual é sua forma de ver o mundo?

Os conteúdos propriamente ditos, assim como a oferta do serviço ou produto, acabam se transformando em uma simples consequência quando a estratégia é criada com o devido propósito e uma compreensão verdadeira acerca da audiência.

 

Como é a rotina do profissional?

Conforme já adiantamos, a publicação de conteúdo é apenas uma das várias responsabilidades do Social Media. Listamos as principais tarefas que fazem parte do dia a dia do profissional para te ajudar a visualizar, na prática, como funciona o trabalho.

Realização de planejamentos

O ideal é que a primeira coisa a ser feita ao fechar com um cliente seja desenvolver um planejamento de redes sociais.

O documento é um compilado das principais informações estratégicas da marca, como o público-alvo, concorrentes e números internos, seguidos de todo o posicionamento e diretrizes que serão seguidas nas redes sociais.

É a hora de desenvolver o branding, criar a identidade visual, estabelecer regras para realizar o diálogo com os seguidores e fazer todas as outras definições necessárias para dar início à execução.

Produção de conteúdo

No planejamento estão definidas várias informações importantes que vão guiar o profissional durante todo o seu trabalho. Quando um post é criado, tenha a certeza de que ele está alinhado a uma série de diretrizes que resultaram de longas pesquisas e análises de dados.

A produção de conteúdo, então, é resultado de uma construção prévia. Depois de entender qual é a personalidade da minha marca, como ela vai conversar com o público, como serão escolhidas as melhores imagens e quais serão interferências do design, é hora de criar o post propriamente dito!

É importante fazer um calendário — que pode ser semanal, quinzenal ou mensal, por exemplo — e publicar os conteúdos estrategicamente a partir dos melhores dias e horários da página. As informações são facilmente entregues pelas próprias redes sociais ou por programas que fazem o gerenciamento dos perfis.

Lembre-se de entregar valor em cada conteúdo escrito. Para isso, saiba de verdade quem é o seu público e veja além do desejo de converter em vendas. Em meio a vários perfis que competem entre si e estão em luta constantemente contra algoritmos pesados, o que te diferencia dos demais?

Elaboração de relatórios

Como saber se minhas redes sociais estão indo bem?

Assim como na maioria das áreas de conhecimento, o Social Media também é um profissional movido por números: é importante estabelecer um período regular para a elaboração e análise de relatórios.

O mais comum é que eles sejam gerados no início de cada mês. Nos documentos, estão expostas várias métricas importantes como o alcance, engajamento, comentários, curtidas, mensagens diretas e informações estratégicas sobre gênero, cidade e idade do público.

Além de expor os números, uma análise qualitativa enriquece ainda mais o relatório e guia o profissional de forma mais prática para se preparar pelos próximos meses. Se os números estão ruins, o que fazer para melhorar? Se foram satisfatórios, como escalar ainda mais no período seguinte?

Relacionamento com o público

Já ouviu falar na expressão “SAC 3.0”? Se ela é nova para você, explicamos rapidamente: o atendimento e relacionamento com o cliente mudou muito, principalmente a partir da popularização em massa que as redes sociais tiveram ao redor de todo o mundo.

Hoje em dia, os canais de mídias sociais são vistos como uma das principais plataformas de atendimento. E quando não existe devido investimento na área, tenha certeza de que a primeira onda de reclamações sobre uma marca pode se transformar em um completo caos.

É o exemplo da marca de roupas Reserva, que no ano de 2018 fez uma ação controversa no Dia dos Namorados. A plataforma era o Instagram, e a campanha não agradou a audiência por apresentar conteúdo apontado como machista e desrespeitoso.

Enquanto o público demonstrava a sua insatisfação online, a resposta da Reserva foi simplesmente apagar os comentários e não promover um relacionamento transparente com os seguidores. O resultado não foi bom para a marca, que demorou a se pronunciar oficialmente e gerou ainda mais revolta quando finalmente apareceu.

Por isso, é preciso visualizar as redes sociais como um dos principais cartões de visita de qualquer negócio. Mais do que uma simples página na internet, entenda que por trás dos usuários existem pessoas reais que prezam por um bom atendimento e transparência, assim como na vida real.

Você pode se interessar por esses outros conteúdos

👉 Kit Estratégias no Instagram

👉 Marketing no LInkedIn – O guia completo da Rock Content

👉 Marketing no Twitter – O guia completo da Rock Content

👉 Marketing no Facebook – O guia completo da Rock Content

👉 Marketing no Youtube: aprenda tudo da maior plataforma de vídeos do mundo


 

O que fazer para entrar no mercado?

Agora que você já entendeu que a profissão do Social Media não se restringe à criação de conteúdo online, é hora de conhecer as principais características que vão te ajudar a se inserir no mercado.

Ser da área da comunicação ou ter feito cursos relacionados

Por mais que a área da comunicação seja tradicionalmente mais “ampla” do que outras graduações, ainda é muito importante ser formado em cursos como Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Relações Públicas ou Marketing.

A formação proporciona capacitação para desenvolver estratégias de qualidade, além de preparar o profissional para questões importantes como a gestão de crises, relacionamento com o público, criação de texto adequado, desenvolvimento de campanhas e conceitos e vários outros pontos muito importantes.

Ter afinidade com as redes sociais

Não adianta trabalhar com o que você não gosta, principalmente quando falamos sobre redes sociais, que podem ser bem estressantes no final do dia. Afinal, lidar com pessoas não é nada fácil.

Além disso, a afinidade também gera conhecimento. Você pode nunca ter de fato trabalhado na área, mas se for um usuário que domina as principais plataformas, já está um passo à frente de aprender todo o resto!

Adquirir conhecimento sobre as outras funções

Conforme já adiantamos, gostar e estar familiarizado com redes sociais já é um ótimo começo para aprender a executar as demais funções. Afinal, quem gosta do que faz está muito propenso a aprender com maior facilidade e agilidade.

Estude muito e mantenha-se sempre curioso! Todo mundo pode ter acesso ao Facebook Business, por exemplo. Vale criar uma página para aprender a utilizar as ferramentas de negócios e entender como funciona a questão das pesquisas e análises de dados.

Além disso, existem muitos cursos de qualidade que podem te ajudar a desenvolver as principais características necessárias para trabalhar na área.

Ser alguém extremamente atualizado

É sério! Trabalhar com redes sociais demanda atualização constante. Quase todos os dias encontramos novas ferramentas, tendências, plataformas e padrões de comportamento.

Não dá para “dormir no ponto”: um Social Media deve estar preparado para mudar por completo a estratégia da sua marca caso acredite que as coisas já não funcionam como era antes, mesmo que o tal antes seja apenas três dias atrás.

Uma das principais características das redes sociais é a possibilidade de conhecer coisas novas diariamente. Quando uma marca cai na mesmice, tenha a certeza de que o público logo vai perceber e perder o interesse.

Em uma era de conteúdo instantâneo e milhares de informações por segundo, é preciso se destacar e entregar proposta de valor que acompanhe os desejos da audiência.

Se você se interessou pela profissão de Social Media e pretende dar um passo a mais rumo à profissionalização, conheça o nosso curso de redes sociais e destaque-se no mercado!

Curso Mídias Sociais

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *