Por Ivan de Souza

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 16 de julho de 2018. | Atualizado em 27 de fevereiro de 2019


Para que a gestão de uma empresa seja feita de forma eficiente, é preciso organizar bem as informações, além de gerar relatórios que facilitem as suas tomadas de decisão. Por isso, ensinamos neste conteúdo como criar a sua própria tabela dinâmica. Confira!

Mas, afinal, o que é uma tabela dinâmica? É um resumo dos seus dados, agrupados em um gráfico que permite gerar relatórios e explorar tendências com base em suas informações.

As tabelas dinâmicas são particularmente úteis se as tabelas de Excel que você usa na sua empresa tiverem linhas ou colunas longas com os valores necessários para acompanhar as somas e comparar facilmente entre si.

Em outras palavras, elas extraem significado dessa confusão aparentemente infinita de números na tela. E, mais especificamente, permitem agrupar seus dados de maneiras diferentes para que você possa tirar conclusões úteis com mais facilidade.

A parte “dinâmica” dessas tabelas deriva do fato de que é possível visualizar os dados nelas de uma perspectiva diferente. Ou seja, você reorganiza eles para poder revelar informações úteis para o seu negócio a partir deles.

Já sabe como usar o Excel e quer saber mais sobre esse recurso? Siga conosco e aprenda com o passo a passo que separamos logo abaixo!

Qual é a utilidade da tabela dinâmica do Excel?

A tabela dinâmica é formada por linhas, colunas e campos de dados e páginas. Esses componentes podem ser movidos e ajudam você a expandir, isolar, somar e agrupar os dados específicos em tempo real.

Assim, essa tabela permite que você visualize as diferenças em um conjunto muito grande de informações. Por isso, é muito útil para organizar uma grande quantidade de dados nas planilhas usadas para traçar as métricas de marketing e vendas, por exemplo, entre outras da sua empresa.

Apontamos a seguir os principais benefícios de usar tabela dinâmica. Veja só!

É fácil de usar

Uma tabela dinâmica usa um campo de dados especificado pelo usuário e converte o cabeçalho de cada coluna em uma opção mais fácil de ser gerenciada. Colunas contendo dados podem ser removidas, adicionadas ou movidas facilmente.

Aqui, resumos amigáveis ​​e informativos podem ser criados a partir de longas planilhas de dados brutos. Eles podem ser resumidos de várias maneiras, incluindo frequências e médias.

Como pode ver, uma vantagem das tabelas dinâmicas é que são fáceis de usar. Você pode resumir facilmente os dados ao arrastar as colunas para seções diferentes da tabela. As colunas também podem ser reorganizadas como você desejar com um clique no mouse.

Simplifica a análise de dados

Com a ajuda das tabelas dinâmicas do Excel, é possível manipular grandes quantidades de dados de uma só vez.

Essas tabelas permitem que você obtenha uma grande quantidade deles e trabalhe de forma que visualize apenas alguns campos de dados. Isso ajuda na análise de dados, mesmo em grande quantidade.

Ajuda no resumo de dados

Outro benefício importante das tabelas dinâmicas é que elas ajudam a resumir os dados de maneira rápida e fácil.

A tabela ajuda a fazer um resumo conciso de milhares de linhas e colunas de dados não organizados. Com a ajuda dessas tabelas, você pode resumir grandes quantidades de informações em um pequeno espaço.

Os dados podem ser resumidos em um formato simples e que é facilmente compreensível. Você pode organizar as linhas e colunas dos dados de acordo com suas necessidades, bem como rotulá-las e classificá-las da maneira que quiser.

CONTEÚDOS RECOMENDADOS

👉 Como montar uma planilha de controle financeiro que organize seu orçamento

👉 Gráfico de Gantt: aprenda o que é, seus benefícios e como fazer o seu

👉 15 fórmulas e atalhos do Excel que você precisa conhecer!

Permite criar padrões de dados

As tabelas dinâmicas do Excel ajudam você a criar tabelas personalizadas a partir de grandes grupos de dados. Manipulá-los dessa maneira ajudará a localizar padrões recorrentes neles. Isso, por sua vez, ajudará na previsão precisa de dados.

Possibilita a criação de relatórios rapidamente

Um dos recursos mais relevantes das tabelas dinâmicas do Excel é a possibilidade de criar relatórios de maneira eficiente. Isso economiza as longas e extenuantes horas que você precisa gastar para criar relatórios manualmente. Além disso, a tabela também ajuda a fornecer links para fontes externas no relatório criado.

Favorece a tomada rápida de decisões

Uma tabela dinâmica pode ser considerada uma valiosa ferramenta de relatórios do Excel, pois permite que os usuários analisem facilmente os dados e tomem decisões rápidas. Isso serve como uma enorme vantagem no mundo industrial ou do marketingem que é crucial tomar decisões precisas e rápidas.

Como montar uma tabela dinâmica no Excel?

Se ainda está se sentindo um pouco confuso sobre o que as tabelas dinâmicas realmente fazem, não se preocupe.

Esse é um daqueles recursos que é muito mais fácil de entender quando o vemos em ação. Por isso, aqui estão os 6 passos que você deve seguir para criar uma tabela dinâmica.

1. Insira seus dados em um intervalo de linhas e colunas

Todas as tabelas dinâmicas do Excel começam com uma tabela básica em que todos os seus dados estão armazenados. Para criar essa tabela, basta inserir seus valores em um conjunto específico de linhas e colunas. Use a linha superior ou a coluna mais acima para categorizar seus valores pelo que eles representam.

Por exemplo, para criar uma tabela do Excel de dados de desempenho da postagem do blog em sua estratégia de Marketing de Conteúdo, você pode ter:

  • uma coluna que liste cada “URL”;
  • uma que liste “título da postagem” de cada URL;
  • uma listando “visualizações até a data”;
  • e assim por diante.
tabela dinâmica 1

2. Classifique seus dados por um atributo específico

Quando tiver todos os dados que deseja inserir em sua planilha do Excel, você deverá ordená-los de alguma forma, para facilitar o gerenciamento depois de transformá-los em uma tabela dinâmica.

Para classificá-los, clique na guia “dados” na barra de navegação superior e selecione a função “ordenar” . Na janela exibida, você pode optar por classificar seus dados por qualquer coluna e ordem.

Para classificar sua planilha do Excel por “visualizações até a data”, por exemplo, selecione o título dessa coluna em “coluna” e, em seguida, selecione se deseja ordenar suas postagens de menor para maior ou de maior para menor.

tabela dinâmica 2

3. Realce suas células para criar sua tabela dinâmica

Depois de inserir os dados na sua planilha do Excel e classificá-los como desejar, realce as células que gostaria de resumir em uma tabela dinâmica. Clique em “inserir” ao longo da navegação superior e selecione o ícone “tabela dinâmica”.

Você também pode clicar em qualquer lugar da sua planilha, selecionar “tabela dinâmica” e inserir manualmente o intervalo de células que deseja incluir na tabela dinâmica.

Isso abrirá uma caixa de opções, em que, além de definir seu intervalo de células, você poderá selecionar se deve ou não iniciar essa tabela dinâmica em uma nova planilha, ou mantê-la na planilha existente. Se abrir uma nova planilha, poderá navegar e sair dela na parte inferior da pasta de trabalho do Excel. Depois de escolhido, clique em “OK”.

Como alternativa, você pode realçar suas células, selecionar “tabelas dinâmicas recomendadas”, à direita do ícone “tabela dinâmica”, e abrir uma tabela dinâmica com sugestões predefinidas sobre como organizar cada linha e coluna.

tabela dinâmica 3

4. Arraste e solte os campos na área “campos de página”

Depois de concluir a Etapa 1, o Excel criará uma tabela dinâmica em branco para você. Seu próximo passo é arrastar e soltar um campo — rotulado de acordo com os nomes das colunas na sua planilha — para a posição desejada.

tabela dinâmica 4.1

Isso determinará por qual identificador exclusivo — título da postagem de blog, nome do produto e assim por diante — a tabela dinâmica organizará seus dados.

tabela dinâmica 4.2

5. Arraste e solte um campo nas áreas “campos de linha” e “campos de dados”

Depois de estabelecer como você vai organizar seus dados, o próximo passo é adicionar alguns valores, arrastando para os “campos de linha” e “campos de dados”.

tabela dinâmica 5.1

Continuando com o exemplo de dados de blogs, digamos que você queira resumir as visualizações das postagens do blog por título. Para fazer isso, basta arrastar o campo “visualizações”.

6. Ajuste seus cálculos

A soma de um determinado valor será calculada por padrão, mas você pode facilmente alterar isso para algo como média, máxima ou mínima, dependendo do que deseja calcular.

Em um Mac, você pode fazer isso ao clicar no pequeno “i” ao lado de um valor na área “valores”, selecionar a opção desejada e clicar em “OK”. Depois de fazer a seleção, sua tabela dinâmica será atualizada de acordo.

Se você estiver usando um PC, será necessário clicar no pequeno triângulo invertido e selecionar os itens que você quer que apareçam na tabela.

tabela dinâmica 6

Agora, você aprendeu os fundamentos da criação de tabelas dinâmicas no Excel. Mas, dependendo do que precisa para sua tabela dinâmica, podem estar faltando alguns pequenos passos.

Por exemplo, você pode perceber que os dados da tabela dinâmica não estão classificados da maneira que gostaria. Se for o caso, a função “ordenar” do Excel pode ajudá-lo. Alternativamente, você pode precisar incorporar dados de outra fonte em seus relatórios, caso em que a função PROCV (também chamada de VLOOKUP) pode ser útil.

Aliás, para você que já se interessa pela organização dos dados do seu negócio usando o Excel, que tal conhecer também a nossa planilha de métricas de marketing e vendas?

Métricas de vendas e Marketing

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *